Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Brasília- DF- Brasil- 28/04/2016- Sessão extraordinária para discussão e votação do reajuste salarial do Judiciário e o adiamento da decisão sobre Ministério Público da União. Foto: Ananda Borges/ Câmara dos Deputados

Opinião: PT, PCdoB e Psol deveriam se unir em torno de uma única candidatura de esquerda

Por Redação

13 de julho de 2016 : 15h12

Luiza Erundina, Jandira Feghali, Maria do Rosário e outros ocupam mesa da presidência da Câmara em repúdio a Eduardo Cunha (Foto: Ananda Borges/ Câmara dos Deputados)

por Carlos Eduardo, editor do Cafezinho

Ontem nosso colega de blogosfera, o jornalista Fernando Brito, em um post no Tijolaço, comemorou o fato do PMDB ter escolhido como candidato à presidência da Câmara Marcelo Castro (PI), ex-ministro da Saúde do Governo Dilma, que inclusive votou contra o impeachment naquele espetáculo deplorável do dia 17 de abril.

Os argumentos de Brito fazem todo o sentido. A candidatura de alguém como Castro pode trazer para o PMDB alguns votos da esquerda, que atualmente estão diluídos em três candidaturas: Luiza Erundina (Psol-SP), Maria do Rosário (PT-RS) e Orlando Silva (PCdoB-SP).

Embora com candidaturas próprias, PT e PCdoB ainda podem votar em Marcelo Castro, fato que atrapalharia bastante a dupla de candidatos tidos como favoritos: Rogério Rosso (PSD-DF) e Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Isto porque Maria do Rosário, por exemplo, se candidatou faltando apenas 3 minutos para encerrar o prazo, mas já considera sair do pleito. Segundo a Agência Estado, ela irá confirmar com a liderança do PT se a candidatura não atrapalha a orientação da bancada de apoiar Marcelo Castro. Com o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) é a mesma coisa. Ele foi o penúltimo a se registrar, mas pode sair do pleito se a bancada do partido entender que é melhor seguir o PT e apoiar Marcelo Castro.

Lamentavelmente, a esquerda brasileira parece não aprender com seus erros.

O editor-executivo do Cafezinho, Miguel do Rosário, não cansa de dizer em suas análises de conjuntura que o PT não pode mais apoiar o PMDB, pelo bem da sua imagem perante a população. Como apoiar justo o partido que deu o golpe de Estado? Uma traição canalha que praticamente entregou o governo para o lado perdedor das últimas quatro eleições, o PSDB?

Por atitudes assim que o PT se encontra hoje com sérios problemas de imagem e precisa ter consciência de que esta perda de confiança no partido — em parte construída e exagerada pela mídia, mas isso é outra história — está por trás das manifestações dos jovens e outros grupos de esquerda, e também explica o golpe.

Continuar nesse pragmatismo de apoiar um candidato do PMDB apenas porque ele parece defender o mandato da presidenta Dilma e tem força para vencer a candidatura da oposição não vai melhorar em nada a reputação do PT.

Como disse o jornalista Paulo Nogueira, em seu post mais recente no Diário do Centro do Mundo: “o pragmatismo deu no que deu”.

Tudo é uma questão de simbologia na escolha do PT para o candidato a quem apoiar na sucessão de Eduardo Cunha.

Ou deveria ser.

(…)

É tempo de causas, de ética, de alguma pureza pelo menos.

É preferível perder com dignidade, e com Erundina, a ganhar com vergonha, e com um homem do partido que promoveu um golpe de estado.

Se optar pelo pragmatismo, o PT vai mostrar que não aprendeu nada na adversidade, e vai merecer cada uma das inevitáveis consequências.

A opinião deste humilde jornalista e do editor-executivo do blog, Miguel do Rosário, é de que PT, PCdoB e Psol deveriam se unir em torno de uma única candidatura. Se Luiza Erundina, Maria do Rosário ou Orlando Silva, não sei. Cabe as respectivas bancadas avaliar quem tem mais chances de angariar votos dos indecisos.

Se for para ser pragmático, que pelo menos o seja dentro da esquerda. Depois os três partidos estão livres para divergir novamente no que quiserem.

 

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

JOHN J.

15 de julho de 2016 às 10h20

PARLAMENTARES OU CORRUPTOS DA QUADRILHA DO CUNHA?
ESTES SÃO OS QUE VOTARAM A FAVOR DO CUNHA NA COMISSÃO DE ÉTICA.
DEVEM SER “ELIMINADOS DEFINITIVAMENTE” NA PR[OXIMA ELEIÇÃO.
Manoel Junior (PMDB-PB) – Sim
Carlos Bezerra (PMDB-MT) – Sim
Hugo Motta (PMDB-PB) – Sim
Sergio Souza (PMDB-PR) – Sim
Soraya Santos (PMDB-RJ) – Sim
Arthur Lira (PP-AL) – Sim
Cristiane Brasil (PTB-RJ) – Sim
Nelson Marquezelli (PTB-SP) – Sim
Jozi Araújo (PTN-AP) – Sim
João Carlos Bacelar (PR-BA) – Sim
Wellington (PR-PB) – Sim
Ronaldo Fonseca (Pros-DF) – Sim

Responder

renato andretti

13 de julho de 2016 às 22h02

A pior coisa que pode acontecer, é quando começamos a entender
o Estado Islamico..

Responder

João Luiz Brandão Costa

13 de julho de 2016 às 18h29

Tudo verborragia gongórica a essa hora. A votação começa daqui a pouco. Se não foram capazes de se unir antes…Meus Deus, que perda de tempo, Ou, como diria Lula ao Libé: quel manque d’à propos.

Responder

CIDADÃO

13 de julho de 2016 às 17h44

MUITO BOA NAVALIAÇÃO !
Só tem um detalhe, O NINHO DE COBRAS QUE É A CÂMARA DOS DEPUTADOS!
DUVIDO QUE A ESQUERDA CONSIGA ELEGER UM PRESIDENTE NO “NINHO”
Mas espero que a esquerda brasileira se una nas eleições municipais, A HORA É IDEAL, PARA O DISCURSO COMBATIVO!

Responder

Tiago

13 de julho de 2016 às 16h33

Prezados, gostaria de salientar o seguinte ponto.

Mesmo que unida por trás da candidatura da Erundina, vejo grande perigo da esquerda se isolar num testimonialismo do tipo “não ganhamos, mas temos as mãos limpas”. De fato, todos sabemos que mesmo com o apoio do PT, PCdoB e toda a esquerda, a chances da Erundina presidetir a camara são nulas.

Vejo até pessoas fazendo campanha pela Erundina na internet, como se fosse uma eleição direta. É só para terem a conciencia tranquila, ao tempo que garantem que de fato, nada mudará.

O que quero dizer é o seguinte. O PT e a esquerda não podem cair na viagem mistica do PSOL. Não adianta querer ter razão, ou ficar com a consciência tranquila de que estamos fazendo o certo, se ao mesmo tempo nos condenamos a ter 15% dos votos nas eleições.

No mais, temos que ir para uma retórica além da denuncia do golpe. Uma retorica de esquerda pós golpista.

Responder

    regina lian

    13 de julho de 2016 às 20h54

    Vergonha na cara agora chama viagem mistica????????

    Responder

Deixe um comentário