Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Agressor de Letícia Sabatella é filho de um dos envolvidos no escândalo do Banestado

Por Redação

01 de agosto de 2016 : 12h20

por Bob Fernandes, no Facebook

Leio que Gustavo Abagge é o cara que chamou Leticia Sabatella de “puta” na manifestação de Curitiba. Gustavo seria filho de Nicolau Elias Abagge, ex-presidente do Banestado, do Paraná.

Na farra das contas CC-5 este banco, entre outros, tornou-se símbolo de lavanderia de dinheiro porco; sonegado, na melhor das hipóteses. Por ele, e outros, fortunas – me lembro de certo Bilhão – eram enviadas para paraísos fiscais.

Quem conheceu as listas de dinheiro enviado pra fora via gambiarras nas CC-5 sabe que muitos do que agora bradam, e vários dos que mancheteiam contra a “córrupissão” estavam naquela farra.

Conheci tais listas porque em 34 páginas escrevi, em Maio de 98, a única edição extra de Carta Capital, “Brasil: a maior lavagem de dinheiro do mundo”. Tratava desse tema, toda a edição.

Lembrar daquela longa apuração e ver certos tipos pontificando sobre “ética” nas ruas, mídias e redes, provoca engulhos: como conseguem ser tão cínicos, tão hipócritas?

Mas voltando à Sabatella, aos zurros curitibanos, e ao cara que é filho do cara, uma constatação: a neurociência avançou barbaridades, a farmacopéia idem, mas o velho e bom Freud ainda explica muito…

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

C.Pimenta

01 de agosto de 2016 às 22h45

Paulo Henrique Amorim já aventou a hipótese, e acho que ele está certo, que o Caso Banestado foi lavagem do dinheiro da Privataria Tucana, principalmente.

Responder

airoldi lacroix bonetti junior

01 de agosto de 2016 às 19h56

Quem era o juiz na época, quem era o marido da funcionária responsável, força LETÍCIA, processe todos os envolvidos a provarem o que disseram e fizeram, horda doente e de passado vergonhoso.

Responder

Eduardo Albuquerque

01 de agosto de 2016 às 14h10

Coisas da justiça….Tem lado

Responder

Gr K

01 de agosto de 2016 às 13h43

As mídias alternativas tem que ser divulgadas
A ignorância é aliada dos interesses pessoais daqueles que querem dominar roubar se beneficiar etc.
É lamentável mas muitos mas muitos mesmo não sabem o que acontece em seu país

Responder

Calebe

01 de agosto de 2016 às 13h17

Estes agressores paneleiros defendem a continuidade do que sempre fizeram… Para estes um governo popular conseguido pelo voto é uma agressão.

Responder

Deixe um comentário