Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Morais: Paraná pode ter 100% de suas escolas em greve ou ocupadas por estudantes

Por Redação

19 de outubro de 2016 : 10h19

Conforme publicamos ontem aqui no Cafezinho, o estado do Paraná passa por uma série crise na educação pública. O governador Beto Richa insiste em tomar decisões arbitrárias, de dentro do gabinete, sem ouvir as vozes das ruas.

Sua recusa em dialogar com os estudantes fez o número de ocupações subir de 600 para 700, como informa o jornalista Esmael Morais. A tendência é que o movimento estudantil chegue a mil escolas nas próximas horas. O quadro é de ingovernabilidade.

Até quando a grande imprensa irá ignorar mais esse escândalo de Beto Richa?

***

Explode para 700 as escolas ocupadas no Paraná; Richa perde a governabilidade

por Esmael Morais, em seu blog

O governador Beto Richa (PSDB) perdeu o controle da situação no Paraná. O quadro é de ingovernabilidade, pois subiu nesta terça-feira (18) para 700 o número de escolas ocupadas na rede pública do estado. A tendência é que o movimento atinja mil nas próximas horas.

Os estudantes se manifestam contrariamente à MP 746 (reforma do ensino médio) e à PEC 241 (que congela os investimentos na educação por longos 20 anos).

Além das ocupações dos estabelecimentos de ensino, duas unidades da Secretaria de Estado da Educação (SEED) — nos municípios de Pato Branco, no Sudoeste, e Maringá, no Noroeste — também foram ocupadas por indígenas, educadores e alunos.

O tucano ainda enfrenta greve na educação há dois dias e nos demais serviços públicos, tais como polícia civil, professores das universidades, dentre outros setores da administração pública estão organizando paralisações nos próximos dias.

O governo do PSDB quer revogar a lei da data-base, acordada ao fim da greve de 2015, que garante reposição da inflação deste ano em janeiro de 2017. Richa comporta-se de maneira intransigente em relação aos educadores.

Por fim, os estudantes e os servidores públicos em greve reivindicam a punição dos favorecidos pelo desvio de R$ 50 milhões da Educação, investigado pela Operação Quadro Negro, que financiaram a campanha de Richa e de deputados governistas — segundo o Ministério Público. Originalmente, o dinheiro seria destinado para a construção de novas escolas no estado.

Sem governabilidade, os servidores e os estudantes podem desencadear uma ampla campanha — plural e suprapartidária — para coletar um milhão de assinaturas pelo impeachment de Beto Richa.

O Paraná possui 2,1 mil escolas da rede pública no estado. São 1 milhão de estudantes regularmente matriculados e 60 mil educadores na ativa (professores e funcionários). Desses, 42 mil estão em greve por tempo indeterminado.

A tendência é que a semana seja fechada com 100% das escolas na greve ou ocupadas pelos estudantes.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário

O 2021 de Bolsonaro O 2021 de Ciro Gomes O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade