Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

A nota do deputado Paulo Ramos , expulso pelo PSOL por votar em favor da legalidade

Por Miguel do Rosário

20 de novembro de 2017 : 03h03

O deputado Paulo Ramos (PSOL-RJ), que foi expulso do Psol por ter votado pela soltura dos parlamentares presos ilegalmente pela Lava Jato fluminense, divulgou uma nota à imprensa, que reproduzimos abaixo.

***

A Constituição de 88, da qual sou um dos signatários, diz que os Poderes (Legislativo, Executivo e Judiciário) são independentes e hormônicos entre si.

Se são independentes, qual a razão do Judiciário ser obrigado a submeter uma decisão sua ao referendo do Legislativo?

Ao fazê-lo, o próprio Judiciário rasga a Constituição e confessa que extrapolou da sua competência.

A Constituição também diz que o Deputado somente pode ser preso em caso de flagrante delito pela prática de crime inafiançável,

Não há na Constituição prisão cautelar de Deputado.

A bem da verdade, ao invés de criar tamanho conflito, deveria ter antecipado a decisão da lide, através de sentença condenatória.

Se os magistrados tivessem acolhido as provas apresentadas pelo Ministério Público, observado o devido processo legal e condenado os parlamentares, teria cumprido o seu dever, evitando todos os transtornos.

É claro que compreendo a revolta, especialmente dos servidores públicos, tenho radicalmente me posicionado contra o governo, mas quem pensa que vai surfar na mídia, descumprindo a Constituição, quando, amanhã, for afogado, há de se lembrar do dia de hoje.

Em relação ao PSOL, eu já estava afastado há muito tempo. Mesmo tentando manipular a verdade, da forma hipócrita de sempre, o PSOL não vai anular a minha permanente, aguerrida e decisiva atuação aqui na ALERJ, sempre na defesa dos interesses maiores da população e do Estado Democrático de Direito.

Paulo Ramos

***

PS Cafezinho: É um absurdo que o PSOL, num momento de tamanha fragilidade dos partidos de esquerda, ceda às pressões demagógicas do regime de exceção e prefira ficar ao lado de Malafaia, Bolsonaro e Dallagnol. E para não acharem que é implicância com o PSOL, lembro que faço a mesma crítica ao PT, que agiu exatamente da mesma forma. Os partidos de esquerda, que já são minoritários, agora vão ficar expulsando seus próprios membros, apenas para obedecer às narrativas da meganhagem midiática?

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

25 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Guilherme

22 de fevereiro de 2018 às 15h19

Esse Paulo Ramos tinha que ter sido expulso muito antes. Certa vez, ele assediou moralmente uma mulher em uma visita que fez num centro de proteção dos animais, só porque ela foi ácida demais com ele. Chegou a apontar o dedo na cara dela e, no descontrole, bateu no celular dela que caiu no chão… enfim, ele realmente não combina com a imagem que o PSOL que passar para seus eleitores

Responder

Luiz Carlos

23 de novembro de 2017 às 13h54

Nossa constituição é uma piada, grande e cheia de brechas para beneficiar principalmente a classe politica, alem de ter artigos que não foram votados na assembleia , incluídos pelo falecido Ulyses e seus comparsas, logo, a bem da verdade não deveria ter valor, pois foi burlada. O interessante é que um dos burladores virou ministro da justiça, sr. Jobin. Se o Sr. Paulo é tão defensor da carta que participou, e que se diz defensor da ética, deveria também defender a retirada dos artigos não votados, mas isto não interessa. Paulo deve dar o braço ao Lula quando ele diz “que nem Jesus foi mais honesto que ele”.

Responder

Eduardo

20 de novembro de 2017 às 18h10

MiShell Temer é um ser vivo abjeto. É um agente mórbido infectando destruindo a nação brasileira!

Responder

carlos

20 de novembro de 2017 às 15h18

Nesse caso o deputado tem razão, o partido não pode cercear prerrogativa de ninguém, até porque o mandato pertence ao candidato e não ao partido.

Responder

    Fabrício

    22 de novembro de 2017 às 10h15

    De onde tirou tamanha besteira. Desde 2007 o entendimento foi pacificado, pois o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu , por seis votos a um, que o mandato pertence ao partido ou à coligação e não ao candidato eleito. A medida estabelece a chamada fidelidade partidária para os cargos obtidos nas eleições proporcionais (deputados estaduais, federais e vereadores) e tem por objetivo impedir a troca de partidos políticos.

    Responder

Anderson Benac de Almeida Jorge

20 de novembro de 2017 às 13h32

Certíssimo o PSOL, é por causa desses pensamento PSEUDOS TOLERANTES que corrompem nossa política nesta fisiologia imunda.

Responder

    Jerônimo Corrêa Collares

    21 de novembro de 2017 às 21h05

    não, paspalho, ocorre pq teu país é capitalista. Não tenta livrar o burguesinho o qual saco escrotal vc vive pendurado!

    Responder

adelson

20 de novembro de 2017 às 13h26

O distinto que me desculpe. Ilegalidades serão sempre ilegalidades, principalmente as que assaltam um povo são as mais graves. O resto é embromação.

Responder

Roberto

20 de novembro de 2017 às 12h24

A lavajato e a Globo querem decretar que o Brasil é terra sem lei, sem Constituição, e vale tudo.
Antes de mais nada é preciso lembrar que deputados são ELEITOS, e juízes, não. Juízes não podem destruir votos.

Responder

    hilario muylaert

    20 de novembro de 2017 às 15h59

    EXATO !!!!

    Responder

Rogerio Faria

20 de novembro de 2017 às 11h44

O problema é que não votamos em deputados, senadores, prefeitos , governadores, presidentes, vereadores; votamos em super-homens.
Cidadãos especiais que estão acima da lei. Um juiz não decreta medidas cautelares, prisões preventivas/temporárias, liminares; sem ler cuidadosamente os escritos da Lei.
O cidadão não dá um “cheque em branco” aos políticos. Eles devem gerir seus atos a luz da lei e da ética em prol da república.
O Sr. deputado representa o que tem de mais nefasto e sujo da política brasileira, tenta se justificar em participar deste bando de salteadores da ALERJ.
O sr. não passa de um lixo político que deverá ser expurgado em 2018.

Responder

    Miguel do Rosário

    20 de novembro de 2017 às 11h47

    “Um juiz não decreta medidas cautelares, prisões preventivas/temporárias, liminares; sem ler cuidadosamente os escritos da Lei.”

    Que mundo você vive?

    Juiz decreta prisão de olho na Globo e só!

    Responder

      hilario muylaert

      20 de novembro de 2017 às 16h04

      O cara acredita no judiciário corrupto e classista brasileiro.
      Será muito ingênuo ?? Ou algo pior ??
      Basta ler o artigo 53, parágrafo 2º da Constituição Federal.
      Tem cada mané……

      Responder

    Allex

    21 de novembro de 2017 às 16h20

    Errado, Rogério Farias. O estado de direito, a legalidade, o devido processo legal e, principalmente, a Constituição prevalecem sobre sua opinião, inclusive quando for para proteger você mesmo. O assustador é constatar que magistrados e congressistas estão mandando tudo isso às favas.

    Responder

O Internauta do Amor

20 de novembro de 2017 às 11h19

espero que num futuro próximo o PT
se lembre da cachorrada da justiça com o senador Delcídio
e venha pedir desculpas ao seu deputado -LEGALIDADE!

Responder

jose carlos vieira filho

20 de novembro de 2017 às 11h15

Observação sobre “os fins justificam os meios”.

Trata-se de uma armadilha, porque em realidade “os meios definem os fins”.

Responder

Hamilton

20 de novembro de 2017 às 11h03

Paulo Ramos, assim como Picciani e Paulo Mello, mais um guerreiro do povo brasileiro !

Responder

Mauricio Reis

20 de novembro de 2017 às 10h23

É fácil argumentar para justificar atos e palavras contra o povo como se fossem a favor de um bem maior. Está difícil encontrar algo de bom nessa podridão de ganância e poder. A maioria nunca se faz valer?!

Responder

Mar

20 de novembro de 2017 às 10h17

A expulsão foi um exagero. Porém é digno de nota que a população está com dedo apontado para os partidos de esquerda, principalmente o PT. Além disso a turminha que foi presa são golpistas. Se o PSOL votasse a favor dos caras, não seria tão comentado, mas já pensou se fosse o PT ? Seria matéria a matéria de capa dos jornais golpistas e uns vinte minutos no JN: ” VOTO DO PT LIBERTA OS CORRUPTOS DA ALERJ”. Em determinadas situações não dá para o PT agir como deveria, o PT não tem essa gordura para queimar, lembrando quem iria se ferrar era do lado golpista.

Responder

    Antonio Carlos

    20 de novembro de 2017 às 11h42

    Que situação…!
    Aparentemente, a população – incitada pela mídia que nunca denunciou os esquemas que levaram essa turma ao comando do RJ, até porque são sócios – quer os pilantras na cadeia, assim, votar a favor da prisão dos pilantras seria representar o povo.
    Por outro lado, votar contra seria reforçar os frágeis pilares da democracia e do estado de direito cujo desmoronamento só leva ao autoritarismo e sua consequência mais imediata: mais corrupção.
    Como votar e ainda explicar sem ser cínico como o deputado expulso do Psol, de fato, não foi?
    Pior de tudo é que os dois atores que provocam a multidão são farinha do mesmo saco da quadrilha que governa o RJ: mídia e Judiciário. O Psol é só um maluco dançando enquanto a mídia e Judiciário batem palmas.
    O deputado foi correto, especialmente quando ele diz que se o Judiciário quisesse realmente punir os pilantras deveria sentenciá-los, se não o fez é por falta de provas, lerdeza ou sei lá o quê…

    Responder

Jader

20 de novembro de 2017 às 09h26

Rapaz é uma situação muito delicada, em quem acredita pqp.

Responder

Nilson lattari

20 de novembro de 2017 às 09h05

Discordo. A constitucao já foi pro saco há muito tempo. Ninguem obedece nada. E guerra. E se podemos ferir o outro lado vamos deixar de frescura.

Responder

Marivaldo Irineu Falzetta

20 de novembro de 2017 às 07h36

Paulo Ramos que conheci, e que incentivei a vir candidato a prefeito, mudou muito. Infelizmente!!!

Responder

Bruno

20 de novembro de 2017 às 04h53

Cargo no legislativo nao pode servir pra dar protecao a mafiosos. Falar na Constituicao de 88, ja violada pelo impeachment sem crime, com a gangue do PMDB assaltando o pais, RJ falido, pais em frangalhos, eh viver no mundo da Polyana. A democracia ja ruiu faz tempo, agora eh navegar pela tormenta ate chegar a 2018. E la tentar corrigir as coisas.

Responder

Cláudio

20 de novembro de 2017 às 04h13

:
: * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: A grande mídia é composta de sabujo$$ sujo$$ e sabuja$$ suja$$ a serviço de ianque$$ e de $$ioni$$mo de capital e$$peculativo interna[$$]cional e outras máfia$$ (como a má-$$onaria, com dois c(h)ifrõe$$, de é$$e-é$$e neofa$$cinazi$$ta) de canalha$$ direitista$$…
. PARA A ENÉSIMA PATIFARIA DA DIREITA :
Foi com muito cálculo que se preparou mais essa para o PT (e/ou as esquerdas, o progressismo/trabalhismo). E, ao que parece, o partido não contava nem se preveniu para essa eventualidade. Aliás, é estranho o número de vezes que o PT (o progressismo/trabalhismo) é pego de calças curtas, desprevenido e perplexo. E, o que mais espanta, é que seus/suas inimigos/as nem parecem ser tão espertos/as assim.
. AS MORDOMIAS DOS MARAJÁS EM PÉ DE GUERRA :
. Os 17 mil juízes receberam em média 46,1 mil por mês em 2015;
. Os 1,2 mil promotores e procuradores de Justiça recebem salário máximo teórico de 33,7 mil mensais;
. Magistrados e promotores têm auxílio-moradia de 4,3 mil mensais. Se morarem juntamente com um cônjuge que também tem direito a auxílio, ambos recebem da mesma forma;
. Todos têm 60 dias de férias por ano e, em caso de trabalho fora do local, uma diária equivalente a 1/30 da remuneração mensal;
. Pena máxima em caso de punição disciplinar: aposentadoria compulsória com salario integral (i$$o é punição mesmo ou é premiação ?…)
, E MAIS :
. Os tribunais de contas e o Judiciário são a maior fonte de corrupção
. O Judiciário do Brasil é o mais caro do mundo
. O juiz é um servidor público como o faxineiro, só que o Judiciário decide em causa própria
. Os juízes dizem “na minha vara” – a vara não é dele!
. A reforma de Previdência não vai atrás de juiz que recebe aposentadoria de R$ 100 mil: vai atrás dos pobres
. O Judiciário é uma ditadura de classe – e ditadura conservadora
.

Poesia contra a distopia (Distopia = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia. “Distopia”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa 2008-2013, [consultado em 01-10-2016].)

.:.
Poema acróstico para o maior e melhor brasileiro de todos os tempos :

L ouvemos quem bem merece o mais pleno louvor
U m homem simples como as coisas boas da vida
Í ntimo camarada, nosso irmão e amigo de valor
Z elando sempre pelo bem da humanidade querida

I nimigo dos maus, amigo dos bons, trabalhador
N ascido do povo que muito o ama e admira
Á rvore de bons frutos, os de melhor sabor
C onsciência plena de tudo que no mundo gira
I magem perfeita do homem de si senhor
O humano defensor de humana lira

L uz de nossa gente, lutador incansável
U m verdadeiro herói do povo brasileiro
L úcido e consciente do mais admirável
A mor pelo ser humano e verdadeiro

D igno e sincero, fraterno e muito humano
A migo do povo, honesto e sempre lhano

S eja o meu/nosso canto para te louvar
I sso que a voz do povo já disse várias vezes
L ula, o BraSil vive mais feliz só por te amar
V itória da melhor sorte no número treze
A fazer do brasileiro a humanidade a se ampliar.
::.:.::
Autor: Cláudio Carvalho Fernandes ( poeta anarcoexistencialista )
.:.
L uz do povo brasileiro
U m digno e fiel lutador
L astreando com real valor
A honra do BraSil inteiro.
.:.
L ula livrou 36 milhões da pobreza
U m feito memorável sem precedentes
L utando contra a mídia venal, teve a certeza
A bsoluta de estar ao lado dos brasileiros conscientes
.:.
L ivrando da miséria extrema 36 milhões de brasileiros
U m feito sem igual que por si só já bastaria
L ula segue sendo no mundo um dos primeiros
A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia
.:.
.:.
NÓS

A tv me promete
o leite da moça,
o prazer em pó,
líquido,
instantâneo,
integral…

Que faremos de nossos olhos,
de nossas mãos?

…………….……………………………. ( Cláudio Carvalho Fernandes )
.:.

B……………………………A
…I………………………I
…….S………………C
………..T………N
…………….Â
tele……………………..visão

tele……………………..vazão

tele……………………..vazio

………………………………………………. (Cláudio Carvalho Fernandes)
.:.
::
ReXistência

Não deixe que aluguem o seu pensamento:
Simplesmente mude de canal ou desligue a TV
: Diga “NãO” à Rede Goebbels

………………………..………………. ( Cláudio Carvalho Fernandes )
.:.
::
Globo

PATRÃO
PADRÃO
LADRÃO

…………..………………. ( Cláudio Carvalho Fernandes )
.:.
::
Mídia cínica, mercenária, demagógica e corruta.
.
“Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma”.
. ………..………………………………. ( Joseph Pulitzer )
.:.
Se você não for cuidadoso / cuidadosa
.
“Se você não for cuidadoso / cuidadosa, os jornais [a mídia] farão [fará] você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas e amar as [‘]pesso[nh]as[’] que estão oprimindo”.
. ……..………………………………. ( Malcolm X )
.:.
( En la lucha de clases )
.
En la lucha de clases
Todas las armas son buenas

Piedras
Noches
Poemas
. ………………………….( Paulo Leminski )
.:.
( Não é a beleza )
.
Não é a beleza
Mas sim a humanidade
O objetivo da literatura
. …………………………….( Salamah Mussa )
.:.
A existência precede a essência.
. …………………………………….( Jean-Paul Sartre )
.:.
::
* 1 * 2 * 13 * 4
::
.:.
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
* * * * * * * * * * * * *
* * * *

Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) !!!! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem vaselina, ou seja: sem contemporizações indevidas) 2018 neles/as (que já perderam DE QUATRO nas 4 últimas eleições presidenciais no BraSil) !!!!

* * * *
* * * * * * * * * * * * *
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Responder

Deixe um comentário