Boulos na Carta Capital (ao vivo!)

Eu queria entender esse sectarismo anti-Ciro da militância petista. Por Miguel do Rosário

Por Redação

09 de maio de 2018 : 22h04

Por Miguel do Rosário

Ciro foi fiel ao PT e a Lula do início ao fim. No mensalão, quando vários petistas pularam fora ou se acovardaram (inclusive muitos que hoje posam de valentões), estava lá, firme.

Hoje é crítico duro da condenação de Lula, sobre a qual afirma, categoricamente, que é injusta, agregando que leu a sentença com atenção e dá sua opinião inclusive como professor de Direito.

O PT fez acordos inúmeros com a direita, com o PMDB, com diversos partidos conservadores, com Geddel, com Temer, com Cunha, e a militância sempre entendeu, em nome da governabilidade. Eu mesmo entendi, embora apontando que, sem estruturar uma comunicação autônoma, forte, o campo popular não conseguiria sustentar politicamente durante muito tempo suas iniciativas, e ficaria cada vez mais dependente da direita para governar.

Mesmo assim, entendi. E segurei as pontas. Ciro também. Foi ministro de Lula e se manteve leal, reitero, todo esse tempo.

Por que essa implicância agora com Ciro Gomes, que tem um programa econômico à esquerda do PT, que está num partido de esquerda, que tem ideias progressistas?

Se Ciro quisesse “trair” o PT, tê-lo-ia feito, como todo mundo, ao longo do processo de impeachment, não?

Todos os ministros do STF, indicados pelo PT, traíram o partido, traíram inclusive a Constituição pela qual juraram. Traidor é que não falta no Brasil, mas só podemos julgá-los como traidores depois que traírem. Chamar alguém de traidor antes da trairagem não é correto.

Além disso, a militância está caindo muito facilmente nas intrigas da mídia. A grande imprensa pinça uma frase de Ciro Gomes, para intrigá-lo contra o PT, e a militância acredita? Ora, antes de acusar Ciro por causa de frases jogadas pela mídia, assistam a entrevista, leiam a íntegra das respostas.

Acho que é o momento da esquerda petista calçar a sandália da humildade e entender que boa parte das desgraças que acometem o PT nasceram de erros do partido, a começar pela indicação de ministros do STF inteiramente descomprometidos com as causas democráticas e sociais do campo progressista-popular, incluindo aí a defesa das garantias e direitos fundamentais. Não só no STF. No STJ, nos tribunais de segunda instância, na PGR, o PT não teve uma visão estratégica no uso de suas prerrogativas presidenciais para nomear juízes.

Não só isso. O PT não produziu sequer um debate contra o estado de exceção. E não foi por falta de aviso. A Lava Jato mostrava as garras, e Dilma e seu ministro da Justiça batiam palmas para maluco dançar, ao invés de iniciar um enfrentamento republicano, democrático, transparente, duro, contra os arbítrios e abusos de poder da Lava Jato.

Na comunicação, nem se fala. O PT errou feio na comunicação, e esse não foi um erro menor: foi um erro de grandes proporções, que resultou num enfraquecimento histórico do campo progressista. Fortaleceram a Globo e enfraqueceram a mídia alternativa e as rádios comunitárias.

Lula é um preso político e foi condenado sem provas. Ele é inocente do caso triplex, mas não é inocente dos erros políticos, como o já mencionado processo de escolhas de ministros do STF, que resultaram em sua prisão. Obviamente ninguém deve ser preso por causa de erro político, mas é preciso entender que erros políticos trazem consequências graves, terríveis até, para aqueles que os cometeram.

Enfim, o PT e sua militância precisam, a meu ver, ajudar a esquerda a construir pontes entre si, e não dinamitá-las com julgamentos afobados, passionais.

Tenho impressão que muita gente que hoje condena Ciro Gomes sem nem ler o seu programa ou assistir com serenidade suas entrevistas vai acabar passando vergonha.

E, por favor, sem me xingar, sem inventar teorias de conspiração, sem insinuações baratas, e demais truculências.

Vamos debater na boa!

#lulalivre e #esquerdaunida

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

125 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Marta

21 de maio de 2018 às 00h18

Mas, Rosario, não dá pra confiar nele. Gostaria muito, mas quantas mudanças ele fez de lá pra cá, daqui pra acolá, nesses últimos anos?

Responder

Maria Ines Azambuja

20 de maio de 2018 às 08h02

Respondendo como é para mim…
Não sou Petista. Até votaria no Ciro se Lula fosse libertado e propusesse Ciro como a ponte à alguma reunificação nacional.(porque ele já mostrou que tem 40% dos votos e Ciro tem 10)
Lula preso sem culpa demonstrada é golpe. Votar em situação de golpe é legitimar o golpe e não conseguir governar. Neste caso, voto em Lula, valha o voto ou não.

Responder

Marcelo

19 de maio de 2018 às 23h05

É simples. Ciro e o PDT colocam em risco a hegemonia política do PT na esquerda. Sem fazer concessão ao rentismo, o Trabalhismo sempre esteve à esquerda do PT neo-liberal da Silva.

Responder

paulo josé

17 de maio de 2018 às 22h49

Me parece que não se trata apenas de uma rejeição ao Ciro, mas a qualquer outro nome que não seja o do Lula

Responder

Vera Delerue

17 de maio de 2018 às 15h08

Ciro é falastrão , não cumpre o que promete. Prometeu raptar Lula e colocá-lo numa embaixada?!?!?! Se empolga e deixa sua inveja/mágoa falar mais alto nas horas mais erradas. Para mim não é confiável.

Responder

    Miguel do Rosário

    17 de maio de 2018 às 15h28

    “Raptar Lula e colocá-lo numa embaixada?”

    Responder

      Carlos Henrique Machado Freitas.

      17 de maio de 2018 às 23h26

      Juro que eu não estou entendendo essa sugerida agenda pelo Ciro, meramente emocional. Talvez pelo escriba que pinta um quadro cheio de fantasias sem considerar a história do PT e a de Ciro. Se vc usa da pena para, antes de pedir apoio a Ciro atacar o PT, vc erra porque o PT não se limita a militância ou mesmo a direção. A sensação que o texto passa cheio de palavras fortes sem nenhum esboço preliminar sobre a ótica do próprio Ciro, já tropeça no na realidade delimitando a disputa a uma questão partidária e não política. O panorama pintado aqui, me desculpe, é raso. Eu não votaria em Ciro pelo Ciro. Nada tem a ver com PT. Pra mim não é uma decisão entre o lobo e o cão. Saindo do campo da imaginação e partindo pra realidade concreta, Ciro trabalha com o sujeito mais mesquinho, o empresário mais gafanhoto, o maior inimigo da cidade que a CSN está instalada. Benjamin, é palavra proibida em Volta Redonda pelo seu apetite voraz inigualável mesmo entre essa crosta neoliberal que faz parte da Fiesp. Tanto que ele é o presidente. Ciro não sabe quem ele é? O cara é o principal executivo do capitalista mais selvagem do país e vc acha que o problema de Ciro é o suposto sectarismo do PT?

      Responder

Marcos Manhães Marins

17 de maio de 2018 às 11h13

Vai entender agora Miguel. O PT tem apenas UM PLANO. Este plano tem variantes, MAS É APENAS O PLANO LULA PRESIDENTE até a vitória. Hasta la victoria. Compreendem? A estratégia foi avaliada pelo ESTADÃO, vejam, e realmente nem este órgão do PIG conseguiu atacar o plano, e qual é?
1) MANTER LULA PRÉ-CANDIDATO ATÉ 15 DE AGOSTO. DAQUI A 3 MESES. TEM MUITO CHÃO, E A CAMPANHA LULA DEVE DECOLAR.

2) EM 15 DE AGOSTO, ÚLTIMO DIA PARA REGISTRAR A CHAPA, O PT E LULA terão que tomar uma decisão baseada no FEELING de se o SUPREMO COM TUDO, a partir da mudança da presidência vai poder contar com Tofffoli pautando a segunda instância, que no PLENO perderá, ganhando a CONSTITUIÇÃO do país.
2A) SE O VENTO FOR FAVORÁVEL, LULA REGISTRA SUA CANDIDATURA, E COLOCA UM VICE DA ESCOLHA DELE.
Nesta opção, o Supremo estará julgando a segunda instância e o TSE, também com nova presidência, de Rosa Weber e não mais o anti-Lula FUX, estará julgando se indefere ou não a candidatura de Lula. O TSE só pode fazer isso APÓS Lula registrar sua chapa no dia 15 de agosto na última hora possível, ou seja, só julgarão no dia seguinte, já sob a nova presidência.

A LEI DETERMINA QUE O CANDIDATO TITULAR PODE SER ALTERADO ATÉ 2 SEMANAS ANTES DO DIA DA ELEIÇÃO, OU SEJA POR VOLTA DE 20 DE SETEMBRO.

Na opção 2A, LULA NÃO VAI SAIR EM 20/9, VAI INSISTIR, JÁ TERÁ PASSADO MAIS DE UM MÊS, E ELE E O PT JÁ TERÃO CONFIRMADO OU NÃO O FEELING. Ainda que seja nebuloso o clima, a defesa de Lula chamará à mesa do Supremo o PACTO DE SAN JOSÉ, um tratado internacional ao qual o Brasil é subordinado, e que diz que um candidato não pode ser impedido de concorrer exceto após TODOS OS RECURSOS possíveis.

2B) SE O VENTO NÃO FOR FAVORÁVEL EM 15/08, O QUE PODEM, VEJAM BEM, PODEM FAZER O PT E LULA? COLOCAM em 15/08 UM “POSTE” PARA SER O CANDIDATO DO PT À PRESIDÊNCIA.
MAS UM POSTE MESMO, QUE JÁ SAIBA QUE SERÁ TROCADO NO DIA 20 DE SETEMBRO.

Como o TSE só pode julgar um candidato APÓS o registro do seu nome como candidato, não poderá julgar a candidatura LULA até 21/09. ENTRA então o POSTE, que dividirá o tempo de tv GENEROSAMENTE com os vídeos pré-gravados de Lula para a campanha (se LULA não estiver já solto).

Então, seguindo A LEI, O PT troca o candidato titular, tira o Poste e registra LULA na última hora do dia 20/09, a duas semanas do dia da Eleição. Percebem? Só a partir deste ponto o TSE pode iniciar a avaliação, e aí tem os PRAZOS PROCESSUAIS, que a Defesa tem para ler, para recorrer, e 2 semanas não são suficientes para impedir LULA DE SER ELEITO em primeiro turno, tomara que consiga.

3) SE FOR ELEITO EM PRIMEIRO TURNO, dificilmente será impugnado. Há precedentes nos estados, que exigiram NOVA ELEIÇÃO.
Se ele FOR PARA SEGUNDO TURNO, aí complica UM POUCO, porque não se pode mais mudar o TITULAR.
NESTE CASO, se o TSE impugnar, não entra o VICE. MAS o segundo turno será entre os dois candidatos mais votados no primeiro turno. ACONTECE QUE PELO PACTO DE SAN JOSÉ, o recurso da DEFESA vai embargar o SEGUNDO TURNO SEM LULA.
TUDO ISSO, O MUNDO TODO ACOMPANHANDO, IMAGINA A VERGONHA PARA O SUPREMO COM TUDO…

4) SE O JUDICIÁRIO AINDA NÃO TIVER LIBERTADO LULA (o que pode ocorrer a qualquer momento, se uma ADE que questiona a prisão após segunda instância for pautada, ou um dos ministros do STF resolver dar HABEAS CORPUS de forma monocrática), e LULA GANHAR O SEGUNDO TURNO, aí o impedimento da posse será PARA LULA e não para a CHAPA, e assume o VICE. Por isso deve ser MUITO BEM ESCOLHIDO DESTA VEZ. Sugiro que seja BOULOS e não CIRO TRAÍRA. OU que seja HADDAD, mas CIRO NUNCA.

5) AH, mas a estratégia pode dar errada, LULA perder, e continuar preso até janeiro de 2019. Aí SE ganhar um candidato de esquerda DE RAIZ, não esta porqueira de Cyrros, ele deve este indulto a Lula, e deve também a punição de TODOS que participaram deste GOLPE jurídico midiático.

BOA SORTE AO PT, AOS PETISTAS, E AO POVO BRASILEIRO, QUE SE MANTÉM FIEL AO MELHOR PRESIDENTE DO BRASIL, MESMO PRESO. Mais da metade do Brasil julga que Lula está preso injustamente. Um terço do Brasil quer LULA PRESIDENTE e garante que vai votar em LULA. Metade do Brasil irá votar ou TALVEZ irá votar em LULA, ou em quem ele indicar, É O QUE DIZEM AS PESQUISAS de órgãos da grande mídia, que não é nada lulista.

Cyro não tem o direito de sugerir, como fez em entrevista à BBC, que os Institutos de Pesquisa retirem dos gráficos o nome de Lula para que ele, o arrogante do Ceará, possa ganhar uns pontinhos, e quem sabe vencer o bolsonazi… UM RISCO ENORME que não devemos aceitar. E UMA AFRONTA ao direito de Lula concorrer, como garante o Pacto de San José. #LULALIVRE #LULAPRESIDENTE

#STOPCOUPINBRAZIL

https://www.metropoles.com/brasil/politica-br/pt-pode-recorrer-a-tratados-internacionais-para-manter-lula-candidato

Responder

    Paulo Renato

    17 de maio de 2018 às 12h45

    E eu também acredito em Papai Noel

    Responder

      Paulo Renato

      17 de maio de 2018 às 12h49

      Essa estratégia é uma estratégia muito ruim, porque conta com a boa vontade do STF, que até agora não temos nenhum indício de que vai acontecer, até com nova presidência. Depois de tudo já visto, você realmente acha que eles vão facilitar pro Lula? E Um POSTE não terá 100% de transferência de votos do Lula hoje, veja o que aconteceu com Dilma em 2010, que não levou no primeiro turno. Os votos de Lula não são só da militância, parece que vocês estão se esquecendo desse ‘detalhe’.

      Responder

Nilza

16 de maio de 2018 às 21h40

Desculpe-meb sei que todos podem expor suas opinioes, mas daí concordar com elas é exivur muito. O Ciro pode ter feito tudo isso que vc citou, meu caro jornalista, mas o certo é que ele mao passa de um oportunista!!! E so isso ja basta para nao ser alguem confiavel. Ponto cinal. Eu avho que poderiamos acabar com esse papo de querer enfiar o Cifo goela abaixo dos ptista ja deu!!! Chega!!! Por favor!!!

Responder

Paulo Henrique

16 de maio de 2018 às 14h58

A necessidade da unidade entre PT e PDT
Nos anos 80, dois partidos disputaram a hegemonia da luta dos trabalhadores e trabalhadoras brasileiros. Um, mais enraizado na classe operária, o PT, e o outro com um viés mais político-institucional (eleitoral), não menos comprometido com os anseios da classe trabalhadora, o PDT.
O ascendo de massas do período possibilitou o fortalecimento desses partidos, porém o PT conseguiu ser mais influente no seio da classe trabalhadora e pequena burguesia de modo geral.
A eleição presidencial de 1989 mostra, ao meu ver, o primeiro grande equívoco do PT. Seguindo a lógica de legitimidade, realmente o PT tinha todo direito do mundo de participar daquele pleito eleitoral, pois tinha grande influência nos movimentos sociais, nos sindicatos, já vinha ocupando espaço institucional através de várias prefeituras e no parlamento (municipal, estadual e federal) e tinha o promissor líder popular emergindo como a grande esperança dos trabalhadores na política-institucional. No entanto, o PDT tinha o saudoso e combativo Leonel Brizola, símbolo da resistência à ditadura civil-militar e com vasta experiência política administrativa, tendo sido governador do RS e do RJ.
Com um olhar distanciado, hoje fica fácil sustentar o meu argumento de que o PT deveria ter apoiado a candidatura de Leonel Brizola. Vejamos, caso Brizola chegasse ao segundo turno teria mais poder do que Lula para enfrentar o candidato das elites, Fernando Collor, pois tinha mais facilidade de angariar votos de eleitores de centro, que temiam o “radicalismo” de Lula. Brizola se sagrando vitorioso nas eleições de 1989 o PT seria o fiel balança, impulsionando a eventual administração de Brizola para realização das reformas estruturais necessárias. Caso houvesse um deslize de Brizola, o que eu acho que seria totalmente improvável, o PT teria total condições de sair do governo e continuar a luta através da oposição parlamentar e dos movimentos organizados da sociedade civil.
A derrota de Lula em 1989 marca o fim de um ciclo para o PT, que foi se tornando um partido mais institucional, se acomodando cada vez mais com as regras do jogo, surgindo dessa acomodação algumas dissidências, PSTU, PCO, dentre outras correntes internas que saíram do PT e não se tornaram partidos com registro eleitoral.
Na eleição presidencial de 1994, mais uma vez o divisionismo levou o campo progressista à derrota. Fomos derrotados em primeiro turno por Fernando Henrique Cardoso, político em final carreira. Aqui, mais uma vez, o PT deixou de apoiar Leonel Brizola e saiu com uma candidatura puro sangue (Lula e Aloísio Mercadante). Mais uma oportunidade jogada na lata do Lixo.
Na eleição de 1998, o campo progressista lançou uma chapa forte. Brizola, que no auge dos seus 76 anos de idade, compreendo muito bem a necessidade da aliança entre PT e PDT em prol do Brasil, abriu mão de sua candidatura para apoiar Lula e ficou como seu vice na chapa. Porém algumas variáveis fizerem com que esta chapa tivesse um desempenho fraco ao ponto de perder o pleito em primeiro turno, isto é, a candidatura de Ciro Gomes pelo PPS e o populismo consumista provocado pelo plano Real que fortaleceu a candidatura de FHC. Ciro Gomes, que acabou o pleito em terceiro lugar com quase 11% dos votos, com certeza tirou votos da chapa Lula e Brizola.
No pleito eleitoral de 2002, a unidade entre PT e PDT não aconteceu. O PDT optou por embarcar na candidatura de Ciro Gomes, já o PT enveredou por um caminho de aliança pragmática com PL, acabou vencendo a eleição e iniciando um aprofundamento de aliança fisiológica, não programática, que pavimentou o caminho para o golpe de 2016.
A conjuntura atual exige mais do que nunca a aliança entre o PT e o PDT para que possamos desarmar o golpe e realizarmos as reformas estruturais que possibilitem o desenvolvimento nacional. Acho legítima a candidatura do Lula à presidência da república, pois o ele é o maior líder popular e o PT é o maior partido do campo progressista. Porém essa candidatura inviabiliza a possibilidade de chegarmos ao segundo turno, haja vista que o judiciário faz parte do golpe e vetará, mais cedo ou mais tarde, Lula do pleito. Não podemos cair no jogo das elites, que não possuem uma candidatura competitiva, e por isso a apostam todas as fichas na fragmentação da aliança PT/PDT,alimentando todas as contradições possíveis. É necessário um entendimento o mais rápido possível.
Não acredito que o PT na situação em que se encontra, com seu principal líder preso, que traz como forma de luta mais avançada um acampamento (que é digno de admiração, que merece todo o nosso respeito, mas é insuficiente) para desejar bom dia ao ex-presidente Lula, com uma militância sem condições de arrastar o povo trabalhador para as manifestações de rua, que aliás estão sumidas , sem fazer trabalho de base, se isolando cada vez mais do povo e apostando no personalismo, buscando retomar as alianças espúrias( com Renan Calheiros em Alagoas e Eunício Oliveira no Ceará, que foram ativos no golpe), acreditando no judiciário para inocentar e permitir a participação de Lula no pleito eleitoral, seja capaz reverter esse golpe.
Por outro lado, acho que o PDT deve acalmar um pouco o Ciro Gomes, pois apesar de concordar em gênero, número e grau com as críticas que ele faz ao PT e ao Lula, acredito que não será construída uma aliança por aí, pois o PT e o Lula, através dos movimentos que estão fazendo, se mostram incapazes de fazer uma autocrítica (aqui me refiro à aliança com Renan e Eunício).
Diante do exposto, só nos resta a esperança da unidade ou a certeza da derrota.
#Lulalivre#Unidadeprogressista

Responder

TANIA

14 de maio de 2018 às 20h23

Miguel, Miguel… Você mudou de lado! Que triste, não estamos mais juntos nessa empreitada. Aos poucos, estamos ficando sem os “blogs de esquerda”! Primeiro, o Paulo Henrique se jogou para os braços do Ciro e agora você!
Quem dera o PT fosse mais “sectário”. Nós não trocamos de lado e não deixamos um amigo na beira da estrada, só o Serra deixa!
LULA ou NADA!

Responder

Roberto de Aquino Neves

13 de maio de 2018 às 17h03

QUEM DISSE QUE A ÚNICA OPÇÃO DO PT É CIRO?!
O PT tem quadros no próprio partido para ganhar a eleição para presidente até sem o apoio do Lula, imagine com esse apoio!

Temos o Jaques Wagner, o Fernando Haddad e a própria Senadora Greici, o Deputado Paulo Pimenta (que já tem projeção nacional). Por que catso iria apoiar o Ciro no primeiro turno? Se a eleição do Lula for impedida, o partido tem legalmente a opção de substoruí-lo. E basta dois vídeos do Lula em horário eleitoral para coroar o candidato!
Nada contra o Ciro, ele está sendo e sempre foi leal, mas a constante proximidade dele com os tucanos não me inspira confiança. Ciro é um neolibetal talvez cinvertido, mas igualzinho à Dilma, se as receitas da esquerda na economia não derem certo logo no prineiro momento, não eu não conseguoria contar até 3, antes que ele começasse a imolantar receitas neoliberais no governo!

Responder

    Miguel do Rosário

    13 de maio de 2018 às 17h17

    Roberto, esses não tem projeção nacional. Nem ainda revelaram preparo para ser candidatos. Além do mais há uma questão estratégica, de driblar o antipetismo doentio, beirando o fascismo psicótico, de setores sociais e das próprias corporações.

    Responder

    RenattodSousa

    16 de maio de 2018 às 17h05

    Uma esquerda sem projeto. Parabéns Rosário, o texto, clarinho. A CIA tem essa trabalheira toda, claro, tinha o Know How de 64, tanto que um monte de slogans foram reutilizados. tTbém, se já tinham funcionado por não. O Golpe foi dado para meterem a mão no petróleo ( IS THE OIL STUPID, THE OIL). De lambuja quebrar o BRICS e claro estancar os circulo das reforminhas. Logo impedir que o LULA se candidate é uma sine qua non. Por isso está ilegalmente preso e vai ficar. Enquanto o Moro está lá na matriz ganhando apupos pelo serviço prestado. E o problema é o Ciro por q ele é isso, é aquilo…..e essa medíocridade que desnuda o atoleiro psíquico em que estamos enfiados. O Ciro é fóda, newgo burro na esquerda tem de sobra. O Hadad ñ é aquele mauricinho que perdeu pro préfake de lavada, no primeiro round ? Naquele evendo na no Circo Voador outro dia comLula nas ultimas, antes de se render (PUSTA BURRADA), qdo o turquinho pega no microfone se dirige aos que tinham ido lá naquele voto de resistência. ” OLAÁAÁÁÁAÁÁ GALERAAAAAÁÁÁÁÁÁÁÁ”. Ecaaaa!!!

    Responder

José

12 de maio de 2018 às 15h36

Miguel, com todo respeito, discordo que seja por “sectarismo petista” que haja tanta resistência ao nome de Ciro Gomes. Se vc fizer uma sondagem é o campo esquerdista, e não apenas o PT, quem tem um pé atrás com Ciro. E as razões são muitas, inclusive já foram expostas em demasia aqui nos comentários.

O que gostaria de acrescentar é que não vai ser “remediando o golpe”, aceitando que Globo, mercado e judiciário filtrem quem pode ou não ser candidato. A candidatura de Lula tem que ser mantida até o fim, porque: 1- Lula foi condenado injustamente 2- Desistir de Lula é assinar embaixo desta injustiça e desistir da luta pela democracia 3- A candidatura de Lula é um incômodo para o judiciário, imprensa e mercado justamente porque ela lembra o tempo todo o estado de exceção que estamos 4- Partir para o plano Ciro é fingir que estamos em estado de normalidade democrática e enfraquecer o discurso de golpe 5- Enfraquecendo o discurso de golpe, permaneceremos sob seu domínio, com Ciro ou qualquer plano B. Por fim, acho que alguns blogueiros de esquerda estão ansiosos para resolver um problema tão grave como este golpe que vivemos, confiando apenas numa suposta articulação política, num suposto plano de governo (que pode ser deixado de lado depois) e numa suposta preparo pessoal de Ciro Gomes, numa suposta eleição. Democrática??? Não. De início já sabemos que sem Lula ela não será democrática. E essa pressa pelo abandono do enfrentamento do golpe, para apoiar um candidato que sequer aparece junto aos movimentos sociais pode ser um tremendo equívoco. A resistência deve ser a palavra de ordem. O STF vai ter que dar a sua cara à tapa no final. Vamos ser mais prudentes. Chamar de sectarista quem tem uma visão à esquerda diferente da sua não agrega forças.

Responder

Leonilda

12 de maio de 2018 às 15h30

O melhor é unir forças pra libertar Lula primeiro, o maior líder de todos os tempos. Mesmo porque é o povo que quer Lula, motivo pelo qual está preso sem crimes.

Responder

Adriano Lozado

12 de maio de 2018 às 14h00

Não vejo sectarismo por parte do PT.

Afinal o partido já definiu sua candidatura (Lula) a um bom tempo, aliás a candidatura que, segundo todas as pesquisas, possui a preferência da maioria da população, com grandes chances de sair vitoriosa ainda no primeiro turno.

“Ah, mas essa candidatura será impugnada”.

Ok, bem provável que será, mas o problema é do consórcio do golpe, que terá que arcar com o ônus e as consequências desta ilegalidade, não nossa. (Este “nossa” me refiro a todo o campo progressista).

E mesmo impugnada, todos sabemos que Lula terá, mesmo cerceado da disputa ou da liberdade, grande influência nestas eleições (se é que haverá eleições).

Sectarismo é desrespeitar está posição petista.

E este tipo de pressão poderá criar impecilhos se no futuro precisarmos dialogar com outras candidaturas de centro esquerda.

Sabe aquela história de que a gente namora só com quer namorar com a gente?

Então…

Responder

Rogério Bezerra

12 de maio de 2018 às 01h12

Miguel!
Acho simples recusar Ciro. Ele é um alpinista, um mutante, um Frankenstein!
Dalai Lama diz que devemos seguir nossas origens…
Ciro tem origem e caminho difuso da Esquerda e de Lula e do PT.
É simples!
Não entendo como você não vê a importância de levarmos Lula em frente para essa disputa.
Não é gratidão, é uma questão de dimensão de Lula e Ciro.
Sem Lula para afrontar os golpistas e disputar essa eleição, eu não saio de casa.

Responder

Marco

11 de maio de 2018 às 19h24

A resposta é simples: Não plano “B”, porque a eleição sem Lula é fraude.
Não adianta o Ciro dizer que o Lula é inocente. Isso, apenas os golpistas e suas bases coxinhas não admitem. O fato é que o Lula fora da eleição é um atentato contra o Estado Democrático de Direito. O Ciro tem o direito de disputar a eleição (é um bom adversário) entretanto, não pode pretender o apoio da esquerda sem admitir o que Lula tem o direito de ser candidato. Isso faz a diferença e por isso Ciro causa tanta desconfiança, ele quer se impor como plano “B” a custa de um Lula julgado, condenado e preso sem qualquer prova.

Responder

    Alberto Fogaça

    12 de maio de 2018 às 07h50

    Lula já está condenado, e a direita vem se impondo sobre o país com intenção de destruir o PT. A Democracia já era, a CF foi rasgada, o judiciário e a PF estão aparelhados por fascistas e o PT insiste em atacar os amigos. O Brasil vai acabar antes que acordem.

    Responder

Igor

11 de maio de 2018 às 14h18

E o que eu queria entender é esse apego da esquerda ao Lula. Eu mesmo ganhei alguma simpatia pelo PT graças ao golpe e ao governo autoritarissimo de direita do Temer. Mas não dá pra esquecer que o Pt executou uma política econômica que eu classificaria como centro-direita, colocou Meirelles pra ministro da fazenda, fez um ajuste fiscal contrariando as promessas da campanha eleitoral, sancionou lei anti-terrorista absolutamente reacionária e, principalmente, não fez as reformas estruturais que o país tanto precisa no auge da popularidade do Lula. Sempre fui eleitor do Psol, mas dessa vez vou votar no Ciro. Sei que Ciro ainda tem seus problemas, mas o PT escorrega demais pra direita pro meu gosto.

Responder

    Jonas Carvalho

    12 de maio de 2018 às 00h04

    Meirelles ministro da fazenda do PT ?

    Responder

Franco

11 de maio de 2018 às 08h22

Os erros do PT e do Lula tiveram início quando de sua posse em 2002, oportunidade em que poderia ter atendido o clamor do povo com o apoio do clero para que se fizesse uma auditoria da Dívida Pública, revertesse as privatizações fraudulentas e regulamentasse o artigo 192 da CF/88, mas, como fazê-lo, estando aliado aos antigos e oportunistas mandatários que ao ver a nau soçobrando pularam para os botes salva-vidas como fizeram na eleição de Tancredo Neves?

O que se viu então foi a tentativa de conter os insatisfeitos, que, à época, não ousavam contrapor-se à recente promulgação da Constituição Federal e porque grande parte da imprensa acreditava em mudanças profundas que competiam a um governo de força popular conduzir e implementar.

Como recuperar a credibilidade agora, que toda a mídia se posiciona contrária às forças políticas progressistas e o bombardeio diário de denúncias, notícias falsas e a parcialidade desonesta desse poderio midiático monopolista permitido pelos próprios esquerdistas? E o que dizer das forças ocultas internas e externas que confabulam e conspiram para perenizarem o golpe?

Só o futuro que nos aguarda após 31/12/2018 o dirá.

Responder

Alex

10 de maio de 2018 às 20h11

OK então, tá bom .. SEM acordo. Nem Lula, nem Ciro.. dia 08 de outubro lá pelas 21hs saberemos que vai governar o Brasil. Simples… duvidam? Duvidamos e rimos do impeachment de Dilma. Extirparam, Dilma do poder, eleita “só” com 54 milhões de votos. Encerraram a carreira de Haddad no primeiro turno e botaram no lugar dele o mais ridículo dos engomadinhos de Sampa. Não acreditávamos que Lula seria preso. Pois o prenderam SEM PROVAS e vão mantê-lo lá na prisão, com raras visitas e o friozão horrível de Curitiba. Agora vcs duvidam que eles possam emplacar aquele cidadão horrível, machista, preconceituoso etc para a presidência da república. Olha, voto no PT há anos e sou filiado. Mas não sou doido e tenho filho pra cuidar. abs

Responder

Mirtes

10 de maio de 2018 às 18h44

É um golpe, Miguel. Esqueceu disso? Contra o PT.

Responder

    Miguel do Rosário

    10 de maio de 2018 às 18h58

    Contra o Brasil, né. Quem sofre é o pobre, que não é petista. É só pobre.

    Responder

      joao

      12 de maio de 2018 às 02h44

      Gosto muito da lucidez de seus artigos….os petistas perderam a noção das coisas…estão muito chatos com essa história, deveriam se unir em uma aliança com o Ciro e não criticá-lo da forma que fazem… a consequência disso tudo é o seu enfraquecimento…e das massas pobres.

      Responder

      Alves

      12 de maio de 2018 às 14h58

      Concordo contigo, Miguel. Acrescento que as rusgas intestinas contribuíram para levar o PT à situação de hoje. A união da esquerda é uma necessidade urgente, a menos que, entre nós haja quem prefira deixar como está, o que eu não duvido.

      Responder

    Lucas Lima

    10 de maio de 2018 às 19h48

    O próprio PT esqueceu. Já está alinhavando alianças regionais com o PMDB de novo.

    Responder

    Alberto Fogaça

    12 de maio de 2018 às 07h53

    ÑÃO. O GOLPE É CONTRA O BRASIL.
    O PT estava no caminho…

    Responder

Adriana Franco Barreto

10 de maio de 2018 às 16h50

“Ciro foi fiel ao PT e a Lula do início ao fim.” Oi? Fim de quê? Do PT? Lula morreu por acaso? Quem decretou o fim? Frase infeliz essa, viu? Texto estranho.

Responder

JBA

10 de maio de 2018 às 16h02

Desculpe-me, Miguel, mas esta postagem da Redação desceu alguns degraus para retomar a questão do apoio do PT à candidatura Ciro Gomes, merecedora do respeito e da credibilidade que autorizam a expectativa de apoio dos progressistas na premência de uma oportunidade real e derradeira.

Para que o debate retorne ao trilho da seriedade, julgo que a autoridade de sua participação pessoal depende da publicação de sua tréplica à réplica de Valter Pomar, de 4 de maio.

Estamos interessados em saber qual o caminho para a esquerda retomar à governança e, no que restar de poder nos escombros do estado brasileiro, fazer as reformas democrático-populares para a democracia e para o desenvolvimento com justiça igualitária. No embate de 2018, é a centro-esquerda que depende do PT ou o PT que depende das esquerdas? O ambiente eleitoral pós 2014 está marcado por antagonismo entre inimigos (luta de classes) ou disputa entre adversários (disputa de lideranças políticas)? A força que assumir a governança, estará livre da guerrilha que será instalada pela força dos ‘anti’ (anticomunistas/anti-esquerdistas versus anticapitalistas/antidireitistas)?

Por quanto tempo a mídia golpista conseguiria manipular o medo que daria sustentação e legitimidade simbólicas a um governo militar intervencionista que aglutinaria contra si as forças democráticas, mercadológicas e sociais que não mais toleram a gestão dos interesses sociais baseada no uso da força e da violência, principalmente, depois que o País experimentou um período de desenvolvimento, redução das desigualdades e prestígio internacional dentro de um ambiente democrático e republicano, fundado progresso da ciência e da tecnologia, baseado prioritariamente no diálogo e na persuasão para a formação de consensos entre os interesses divergentes?

Acho que essas questões adquiriram relevância na seriedade daquele debate. Sem olvidar, claro, a questão central da discussão: se a prisão de Lula é injusta, será moralmente justo aproveitar-se da injustiça de sua prisão para considerá-lo fora da disputa eleitoral? Eleição sem Lula, não será uma fraude? E se for uma fraude, diante do caos que já está instalado, como governar maculado por essa indignidade?

Responder

GERALDO GALVÃO

10 de maio de 2018 às 15h28

“Eu queria entender esse sectarismo anti-Ciro da militância petista”

– Lula tem a moral frouxa
– Lula botou os caras pra roubar
– Lula entregou Furnas para Eduardo Cunha
– Lula não tem escrúpulo
– Existia provas robustas conta Zé Dirceu (AP477)
Sabe quem fez essas afirmativas? O Ciro Gomes. Duvida? É só conferir no blog do Paulo Henrique Amorim numa entrevista que o Ciro deu pra ele.
Só existe uma possibilidade de votar no Ciro: Um pedido do Lula.
Quanto a sua pergunta sobre um improvável 2º turno entre Ciro e Bolsonaro respondo o mesmo que a Cláudia respondeu num comentário acima; “Aí a gente corre para as colinas”.

Responder

    Alex

    10 de maio de 2018 às 20h22

    GERALDO GALVÃO: quanta MERDA vc já não viu nestes anos o PT fazer? a primeira merda para mim foi Lula ter ido ao enterro do Roberto Marinho e ter dito que ele era “um homem de vanguarda” ok? Foi fácil aguentar não, velho… Pq ele não mandou só os ministros, né? Bom, depois Dilma foi no aniversário de 90 anos da Folha. Beijinhos e aperto de mãos não deve ter faltado com o Frias ! Aí pergunto: temos moral para apontar as “merdas” do Ciro? E vc sabe muito bem da história do “ministro Palofe”, homem forte do governo na época, ter dado uma força para rede Globo sair da Merda. Ai teve a Graça Foster, espinafrada da Petrobrás pela Globo.. Pra quem ela foi dar entrevista? Ah… jornal “O Globo”.. bom isso é que me lembro né? Mas no meio de muita coisa bacana, o PT fez muita Merda nos 12 anos e pouco de governo… Nossa moral tá baixa demais para desqualificar o Ciro …

    Responder

      GERALDO GALVÃO

      11 de maio de 2018 às 13h50

      Eu sou Geraldo Galvão Filho. Você é Alex de que?

      Responder

      GERALDO GALVÃO

      11 de maio de 2018 às 13h52

      Eu sou fácil de achar: Twitter, Facebook, Instagram. E Alex onde acho?

      Responder

    FELIPE VICENTE

    14 de maio de 2018 às 22h12

    CIRO GOMES SEMPRE FOI UM FDP.
    NINGUÉM PODE CONFIAR NESSE BOQUIRROTO.
    IMPRESSIONA OS BLOGUISTAS DITOS PROGRESSISTAS FORÇANDO A BARRA PARA FAZER O CANDIDATO DO PDT CRESCER NAS MANCHETES.

    Responder

Pedro Cândido Aguarrara

10 de maio de 2018 às 15h14

Não tem nada de sectarismo.

Ciro Gomes quer o apoio do PT para chegar no segundo turno.

No segundo turno ele ganha contra qualquer candidato.

Após empossado ele vai excluir o PT e o PMDB do governo.

Como vai jogar duro em cima do rentismo vai ter que fazer um acordo amplo
para governar com PSDB, PP, PSB, PDT, algumas siglas de esquerda que toparem

e mais

Rede Globo, Fiesp, MPF, DPF, STF com tudo….

É isso que ele vai fazer e todo mundo do PT SABE!!!

Eleitores do PT só votarão nele se houver indicativo de Lula e Dilma nesse sentido.

PONTO FINAL!!!

Responder

    Julio Cesar Novaes

    11 de maio de 2018 às 17h54

    Pedro, e o PT vai governar como, sozinho ou não vai, como o Ciro, fazer um monte de acordos dos quais nós (esquerda) não participaremos???

    Responder

WALDOMIRO PEREIRA DA SILVA

10 de maio de 2018 às 13h14

Sectarismo contra o Ciro?
Não.
Apenas não confio no amigo do Cel Jereissati.
E agora negocia com o judeu da Fiesp para ser seu vice.
O vice será o homem do almoço em 5 minutos.

Responder

    FREDERICO GUILHERME BUSSINGER DIAS

    10 de maio de 2018 às 15h20

    “judeu da Fiesp”… frase racista hêim Waldomiro…

    Responder

Paulo Flausino

10 de maio de 2018 às 13h08

Miguel você confunde o eleitorado de esquerda com eleitorado petista e mais ainda com eleitorado lulista…

Os esquerdista se dividem em vários candidatos e pelo tal voto útil mesmo que prefiram Boulos vão votar é no Ciro mesmo, por ser o mais viável… É evidente isso…
Os petistas de modo geral querem Lula mas votariam em qualquer um, inclusive Ciro, que Lula indicar…
Já os Lulistas – que sim são em número maior que os petistas – só aceitam Lula e não votarão em mais ninguém… Anularão seus votos qdo verem que não será possível votar em Lula e nem mesmo Lula pode fazê-los em outro candidato mesmo que oriundo do pt…

Responder

Nilson Moura Messias

10 de maio de 2018 às 12h26

Ciro Gomes, é FHC da fundação Ford; é o Serra, do estado nacional direto para embaixada americana; é o Aluísio Nunes, moleque de recado do embaixador americano; é o Sérgio Moro, do estado americano, enfim é o cavalo de troia dos americanos. E, por favor, não chame o PDT de partido de esquerda. O jornalista que engana quem……

Responder

Marcos

10 de maio de 2018 às 11h58

Na boa, tanto Ciro quanto Lula não ganham esta eleição. A rejeição a esquerda brasileira atingiu um patamar impossível de ser corrigido. E o Boulos que não tinha chance alguma, por conta das invasões clandestinas, só piorou a sua imagem. A Manuela é apenas um puxadinho do PT, até o Flávio Dino já desistiu dela.

Responder

    Jonas Carvalho

    12 de maio de 2018 às 00h15

    Lula só não ganha esta eleição se o Judiciário acovardar e negar o seu registro.

    Responder

      Roberto de Araujo

      12 de maio de 2018 às 19h43

      Jonas, como gostaria de estar errado, mas o golpe foi ” com o supremo (assim mesmo em caixa baixa) e com tudo”. Jucá, um de seus mentores, deu naquele dia a melhor definição. Não há recurso favorável a Lula com este colegiado de golpistas ou omissos que são os onze ministros deste tribunal.

      Responder

    Adriano Lozado

    12 de maio de 2018 às 14h17

    Não vejo assim…

    Nossos índices de rejeição bateu no teto no auge do processo do impeachment.

    Tanto que repercutiu no resultado das eleições de 2014.

    De lá pra cá, estes índices estão recuando, e até são menores que os índices de rejeição do campo conservador.

    É por isso que Lula hoje é um preso político.

    E é por isso que, não seria de se espantar, que corremos o risco de sequer haver eleições este ano.

    Responder

Paulo Ribeiro

10 de maio de 2018 às 11h34

O PT está nesta situação porque errou,errou muito!
O problema é que não é da natureza do PT fazer autocrítica,nunca faz.
Talvez tenha chegado a hora,acorda PT!

Responder

devanir marchioli

10 de maio de 2018 às 11h00

O desespero bateu na porta do Miguelito, só pode, depois de tantas frustrações, como curso de blogsfera, entrevistas do cafezinho, antijornalnacionla, e tantas outras ações que não deram em nada, Miguelito se aventura a apoiar Ciro Gomes, abandonando de vez Lula. É assim com todos os aproveitadores, quando não encontram mais meio de levar vantagem, trai

Responder

henrique de oliveira

10 de maio de 2018 às 10h55

Ciro é Temer e Temer é Ciro , os petistas jamais vão aceitar uma aliança com um oportunista , É LULA ou NADA.

Responder

Claudio Corrêa

10 de maio de 2018 às 10h50

É fácil, basta visitar o currículo partidário de Ciro, que já passou por uma dezena de partidos, da direita à centro esquerda e só pertence a um, o “PCG”, Partido do Ciro Gomes. Onde esteve Ciro nas últimas manifestações em defesa do Lula? Jogando pedra, junto com a direita e a mídia. #CiroTraira

Responder

    Jose Ramirez

    11 de maio de 2018 às 20h33

    E com idiotas sectarios como voce que se garante que o Brasil demore 50 amos para disputar uma eleiçao com possiblidade de vitoria, Parece que a palavra Lula substitui as analises politicas, a elaboraçao de uma tatica e uma estrategia para a atual situaçao , substitui um orgao de imprensa oficial , confiavel , que possa se acreditar nele, e nao esse montao de jormalecos twiters, blogs etc que so confundem por nao ter nenhuma linea editorial , etica, ou coisa parecida que posta noticias com um ano de atraso como se fossem atuais, se rebaixar ao nivel dos fakes do inimigo. Lula vai ficar em cana o tempo que os golpistas e seus acessores americanos estimem conveniente, Em vez de criticar Ciro, Manuela, Boulos , Requiao etc. Deveriamos estar felizes de que na esquerda tem essas figuras que podem ocupar o lugar do Lula . As veces parece que em vez de politicas estao se discutindo futuros cargos ,

    Responder

Gustave lejeune

10 de maio de 2018 às 10h18

CIRO não é gente para se confiar , não sou idiota para acreditar que não está feliz por ver Lula dentro da cadeia , abrindo portas para ele emplacar sua candidatura. LULA cometeu o pior dos enganos não se azilando .o PT precisa urgente de cabeças pensantes. Escolheu o caminho da legalidade e enfrentar o golpe, pensando que estava em um tribunal da Suíça quando está em mãos de uma quadrilha de bandidos, com STF e tudo. Ele, Lula, desorientado, rodeado de iguais só por um milagre sairá vivo da cadeia.

Responder

Eulalio Brasil da Silva

10 de maio de 2018 às 10h04

Parabens Miguel, pelo comentário lúcido e realista.
Estou de saco cheio das viuvas do Lula. Não é pq ele foi o maior presidente do Brasil que temos que ficar amarrados nele.
A luta continua. Agora é Ciro, sem ilusão, sem sonhos pueris de comunistas de sofá ou alguém vai criar um Commando para ir a Curitiba tirar Lula da cadeia?

EULÁLIO RN

Responder

Sani

10 de maio de 2018 às 09h35

Só li verdades 👏🏽👏🏽👏🏽

Responder

Rodrigo

10 de maio de 2018 às 09h21

A esquerda correndo um risco de não ter um presidente, ao invés de apoiar um candidato experiente como o Ciro e tentar montar uma base forte, O PT e sua militância a cada dia que passa se mostram burros e cegos, estou decepcionado com tamanha ignorância, Lula não vai ser candidato, só se por um milagre, não investiram tanto em um golpe para que Lula consiga se candidatar, é hora de abrirmos os olhos e enxergarmos o que é mais importante agora, todos sabemos da importância de Lula no país e que foi de longe o melhor presidente, mas tá na hora de largar o osso, não se brinca com o futuro do país por um orgulho ferido. A esquerda agora deve se unir.

Responder

    Olyntho Aluísio de F. Censoni

    10 de maio de 2018 às 09h52

    Perfeito!
    Ciro faz jogo duplo para captar votos à direita.
    Entretanto, em uma situação tão crítica em relação ao ex-presidente Lula, penso que as declarações de Ciro tornam-Se extremamente danosas.
    Dizer que Lula não é um prisioneiro político é o fim da picada.
    E não foi só essa afirmação.
    Foram muitas.

    Responder

    JOSE BATISTA NETO

    10 de maio de 2018 às 14h19

    Quando é o futuro do país. Daqui a alguns meses, em outubro, ou depois vem 2019, 20,21,22 e etc e etc?

    E, para responder a questão do Miguel, porque o Ciro não passa no PT “nem com reza braaaaba”, é fácil!

    O Ciro é TRAÍRA!! Fala pelos cotovelos, como a Bla Bla rina, o que convier ao ambiente e à ocasião.

    A estratégia dele é claramente acenar de bom para a BANCA e esperar ganhar os votos do Lula que lhe cairão às mãos!! Terá que esperar sentado porque, em pé, cansa!

    Tem outra coisa que o Miguel demonstra não entender. Falar de PT é muito diferente de falar de Lula. O Lula é o PT, mas o PT só é lula no que ele preserva das suas virtudes. Tá cheio de traíras, como o Ciro.

    Quanto aos momentos boquirrotos do Ciro, só para dar apenas um exemplo:

    “O QUE O LULA GOSTA É DE DINHEIRO”!!! (?????) Isso é sinalização de amizade?

    https://www.youtube.com/watch?v=qH7-AyZhHno

    Responder

    Batista Neto

    10 de maio de 2018 às 18h43

    Outro indicador relevante para oxigenar a notável inteligência do valoroso e aparentemente perplexo blogueiro para entender a insustentabilidade do Ciro que, até agora, parece que passa desapercebida aos nossos atentos olhos. O suposto e controverso “candidato de esquerda”, embora se destaque no cenário eleitoral, não é incomodado pelo supremo partido constituído pelo consórcio Judiciário/Globo! Por que será, hein?

    Responder

      Miguel do Rosário

      10 de maio de 2018 às 18h59

      Simples: porque Ciro se afastou da vida política há vários anos, e escapou, por sorte, da última levada de perseguições.

      Responder

    Alex

    10 de maio de 2018 às 20h30

    A esquerda deveria pensar em aumentar sua base. Já pensando que poderemos não ter boa coisa pela frente. Uma zebra, né? Por exemplo, o PT deveria ter convencido o Supla a continuar deputado e trabalhar a candidatura de Haddad no Senado. Dilma, tá certa. Vai ganhar uma cadeira no Senado por Minas… O PT deveria pensar e aumentar sua bancada. Foda-se que se o PT apoiar o Ciro ele pode ser o futuro presidente. Temos que pensar no povão. E se der zebra e o “Coiso” virar presidente? Tem que ter bancada forte para barrar suas merdas. Mas a esquerda quer o poder. Não que esteja errada em querer. Mas é o momento? O momento agora é pensar estrategicamente, Vão manter o Lula lá até o dia 08 de outubro. Quiça não segurem ele lá por uma boa temporada para “estilhaçar” o PT.

    Responder

      Leonilda

      12 de maio de 2018 às 15h26

      Não é só a esquerda que quer Lula, mas sim o povão, a maioria. Por isso acho errado não se unirem numa só força, e tentar libertar Lula primeiro, que está preso sem crime, e justamente por liderar com a vontade do povo.

      Responder

    Jonas Carvalho

    12 de maio de 2018 às 00h31

    A questão nao eh largar o osso. A questão principal eh a democracia, o Estado de Direito e o respeito a Constituição. Não podemos fazer de conta que esta tudo certo, que as eleições brasileiras são livres e democráticas quando se impede um cidadão, condenado sem provas, cuja sentença ainda não transitou em julgado, de ser candidato, justo ele que tem a preferencia do eleitorado e o mantem encarcerado. Eh preciso ir ate o final para ver se o Judiciário não esta aliado aos golpistas e se as FFAA vão respeitar o Judiciário. Eh o teste da Democracia brasileira. Por isto que eh preciso manter a candidatura de Lula ate o fim.

    Responder

Ulisses Nogueira

10 de maio de 2018 às 09h19

Adoro vc, acompanho o seu trabalho e o admiro, Miguel. Concordo com muito o que você diz, sobretudo a respeito dos erros do PT, mas acho que é preciso ressaltar que erro algum justifica as injustiças que o PT vem sofrendo. O PT não está nessa porque errou, está nessa porque temos uma direita fascista e golpista. O Ciro propõe uma política econômica desenvolvimentista semelhante ao do PT sim, mas lhe falta uma identidade de esquerda. Por exemplo, se recusa a debater os direitos das minorias, pouco ou nada dialoga com os movimentos sociais, é do tipo voluntarista, possui uma verve autoritária e narcisista não parando em partido algum.
Sobre o pretenso sectarismo penso que isto é muito próprio do processo de martirização de Lula e do partido e é também consequência das besteiras que Ciro andou falando. A questão é que o PT opta por insistir na candidatura de Lula até onde for possível e acho isso muito justo e digno. Deve ser respeitado. Até segunda ordem não há plano B, mas Ciro e seus correligionários eletrônicos não respeitam. Depois vêm dizer que estamos dividindo… Estamos aguardando uma definição de Lula e do PT porque confiamos e somos leais. Grande abraço, Miguel querido.

Responder

    Alex

    10 de maio de 2018 às 20h43

    Meu amigo foi cobrir a Agrishow em Ribeirão Preto, dias atrás. Ficou pasmo com a quantidade de caminhonetes com o nome do coiso (aquele que diz que fraquejou e fez uma filha mulher). As conversas nos estandes e nas ruas do evento então … de dar náuseas. Só digo para vcs: brinquem com fogo e partir do dia 08 de outubro teremos surpresas desagradáveis demais! Quem vai se queimar mais é o povão… Comparar Ciro ao Coiso é demais …

    Responder

Carlos

10 de maio de 2018 às 09h14

Deixa de ser tolinho Miguel.
A Casa Grande depois de batalhar pelo impeachment vai deixar a esquerda governar de novo??
Desculpe, vc perdeu meu respeito.
É Lula ou Lula. Simples assim.

Responder

Argemiro

10 de maio de 2018 às 08h47

Isso inclui(ou deveria incluir) também Guilherme Boulos, novo ícone da esquerda

Responder

Jandui Tupinambás

10 de maio de 2018 às 08h22

E aí, Miguel? Após ler todos estes comentários, conseguiu entender?

Responder

Fernanda

10 de maio de 2018 às 08h12

Ciro não assinou o Manifesto “Eleição sem Lula é fraude”. Ciro já deu entrevistas dizendo que Lula tem problemas com a justiça, logo, para ele, há provas contra Lula. Todos nós já sabemos que é a justiça que tem problemas com Lula, afinal é a justiça que está condenando Lula sem provas, rasgaram a constituição condenando Lula na segunda instância. Mantém Lula numa prisão onde corre risco de morte. Proibiram visitas até de seu médico. Lula é um preso político. Inclusive, muitas dessas informações dadas por blogueiros do campo progressista. Há diversas manifestações mundo afora contra a prisão de Lula. Por isso, não embarco nessa campanha pró-Ciro. Se parte desses blogueiros embarcou nessa candidatura de Ciro Gomes, não pensem que seus leitores farão o mesmo. Mesmo que Lula sugerisse o nome de Ciro, eu não votaria nele. O PT já errou ao se aliar ao PMDB. A militância está atenta, não pensem que vamos aceitar mais alguém da direita.

Responder

Marina

10 de maio de 2018 às 08h10

Nossa! Levei um susto. O Miguel do Rosário que pensávamos conhecer virou outro. Agora somos sectários por não aceitar insultos quase que diários do Ciro ao PT. Ele acha que devemos ficar de joelhos diante do seu candidato que de esquerda não tem nada. Como sou petista”sectária” não pretendo mais compartilhar as matérias deste blog que tem lado que não é o lado daqueles que são solidários com a injustiça cometida contra o Lula. Tchau Miguel!

Responder

Francisca aires de carvalho

10 de maio de 2018 às 07h48

Ciro não eh esquerda que fique bem claro. Ele eh neoliberal que se acha alinhado com a esquerda em determinadas situacoes e por isso espera APOIO do PT

Responder

Curió

10 de maio de 2018 às 06h41

O Miguel é teimoso e empaca como uma mula. Botaram coisa no chazinho dele, só pode. Vejam que o blog agora está fazendo recortes de artigos da veja e da globo sem maiores… coisa que ele próprio diz para tomar cuidado. Tá foda! E tem mais… uma coisa é ele ser favorável ao Ciro, votar nele etc. e tal, outra coisa é colocar o blog a esse serviço, enganando a gente que está desprotegida buscando uma alternativa na mídia. Dá até graça essa FIXAÇÃO, TEIMOSIA, EMPACADA nas suas tréplicas. Igualzinho criança pequena que só responde porque sim! Ora, porque sim não é resposta! SECTARISMO ANTI CIRO DO PT? Olha querido, enxerga que muitos nem são do PT, imagina se o PT vai engolir… 99% dos seus leitores estão errados e você é o certo nesta história ? É uma pela porque você era um bom articulador e agora insiste tanto nisso que vai ser chamado de doente, um ciropata.

Responder

Atineli

10 de maio de 2018 às 05h51

CIRO é o comandante da revoada dos abutres ! CIRO é cínico, oportunista, mau caráter e ABUTRE. Algumas verdades são difíceis de se calar.

Responder

    Atineli

    10 de maio de 2018 às 06h50

    Correção : … difíceis de serem caladas …

    Responder

Ricardo

10 de maio de 2018 às 05h36

Nossa, o seu texto é de tamanha ilusão politica. Você, escreve como se o processo eleitoral que iremos passar fosse algo extremamente democrático, que não estamos passando por um golpe de estado, que a presidente eleita foi arrancada do poder, que a maior liderança popular está presa. Falando deste ultimo, o que a esquerda deviria estar falando é politizando de forma real a conjuntura, nesta questão o debate tem que ser em torno do lula. A direita está movendo um esforço gigante para tirar o Lula da eleição, justamente por ele ser a unica força politica capaz de confrontar o golpe, não digo ganhar eleições, mas criar uma polarização que coloque o plano dos golpistas em cheque. Quem enxerga a palavra de ordem “Lula ou nada”, como questão eleitoral, está fazendo ilusionismo politico. Defender a candidatura do Lula está alinhada como a luta politica real entre os trabalhadores e a burguesia imperialista. Esse tipo de politica que setores da esquerda estão tentando fazer com eleições, plano B, lançar candidatos, não tem nada de luta de classes e sim fantasias politicas que só favorecem a direita legitimar o golpe.

Responder

    Batista Neto

    10 de maio de 2018 às 18h34

    Pois é isso! O mundo não acaba em 2018. É certo que se não enfrentar e destruir a BANCA, esse nosso querido lar não vai muito além de 2030. Por isso, é LULA ou ANULA!!

    Responder

    Jonas Carvalho

    12 de maio de 2018 às 00h44

    Bravo ! Ricardo. Certíssimo.

    Responder

Ciro

10 de maio de 2018 às 03h57

Ja vimos evidências de que alguns grupos da direita estão usando fakes (e provavelmente bots) para difamar uma possivel chapa ciro e haddad, em caso de lula nao concorrer, parte do negativismo vem dai. O ciro tbm é muito criticado por uma antiga aliança com o aecio neves quando esse estava na candidatura a presidência. Outro ponto foi sua postura durante o processo e prisão do ex presidente Lula, por permanecer imparcial e ate certo ponto defender a legalidade do ato tbm foi amplamente criticado. Por ultimo declarou em entrevista na tv nocaute que não tem interesse em fazer grandes mudanças para regular os meios de comunicação. Pouco tempo atrás eu o considerava como candidato, no momento entretanto … a não ser que lula o indique, não votaria nele se tiver outra opção.

Responder

Gualberto Cesar dos Santos

10 de maio de 2018 às 01h33

Rosário & terço: para rezar(…) – brincadeirinha(…)?
Mas:
Esta minha manifestação pretende ter a amplitude, com a colocação de um pêndulo, na verticalidade, que o tema exige.
Me referi com o texto que se segue, ao atual governador da Bahia, quando aventa apoio a candidatura de Ciro Gomes.
Ele parece o porta vós do Wagner(…)?
Que maquiavelismo barato – doentio – rasteiro.
Dentro das hostes políticas ligadas a Lula.
Querem a todo custo – internamente “repartir as vestes” – o Cristo já havia falecido quando fizeram isto.
Lula está vivo – ele é o Líder.
Se ele o Lula – faz os encaminhamentos respeitando a senadora Gleisi, que preside o PT nacional – forças individualistas estão querendo desarticular a senadora que fala pelo PT com a outorga de Lula.
As ambições incontidas dos egos com filariose (elefantíase), soberbos e incoerentes, que não apresentam teses em favor do povo e estão querendo que as esquerdas apresentem discurso político orientado pelo marketing político(…)?
Esses líderes incontidos estão criando um “cavalo de troia” para dominar os eleitores do Lula que elegeu Dilma e elegerão qualquer candidato que seja levado por Lula mesmo na “masmorra”(…)?
Estão com medo que a candidata seja Gleisi – se Lula colocar a Gleisi ela ganhará com sua garra e seu destemor(…)?

Responder

Clayton

10 de maio de 2018 às 01h10

É ISSO…!
ESQUERDA/PT;
CIRO UM CACETE, HADDAD NUNCA!
É LULA OU QUEM ELE DE FATO INDICAR/APOIAR.
DO CONTRÁRIO É INSUBORDINAÇÃO,
É NULO…!
OS CORVOS SABEM QUE SEM O PT ELES NÃO CHEGAM, POR ISSO QUEREM COOPTAR, MAS O ESPÓLIO…!

Responder

claudio

10 de maio de 2018 às 00h49

Não brinque com o nosso sentimento caro Miguel. Todos que aqui escrevem, é por que gostam de ouvi-lo. Mas daí concordar com essa colocação sobre o voto em Ciro, é fazer pouco de quem dedica horas acompanhando seu trabalho. Não fale mais isso, se você quiser manter o bom nível de relacionamento. Penso que você já percebeu pelo grande numero de contrários, que o único caminho para seus seguidores é LULA, ou LULA.

Responder

    Belle

    10 de maio de 2018 às 09h26

    Apoiado. Faço minhas as tuas palavras.

    Responder

Francisco de Assis

10 de maio de 2018 às 00h37

Depois de dizer o que queria, eis Miguel do Rosário: “E, por favor, sem me xingar, sem inventar teorias de conspiração, sem insinuações baratas, e demais truculências.”

E antes de dizer o que queria, no título, eis o truculento Miguel do Rosário (maiúsculas do próprio): “EU QUERIA ENTENDER ESSE SECTARISMO ANTI-CIRO DA MILITÂNCIA PETISTA”

Responder

    Miguel do Rosário

    10 de maio de 2018 às 00h58

    não é maiúsculas minhas, é do título. todos ficam em maiúsculas. e isso não é truculência né?

    Responder

      Francisco de Assis

      10 de maio de 2018 às 01h15

      Falei que as maiúsculas eram suas, para que ninguém pensasse que eram minhas. E você não entendeu meu comentário. Você não se mostrou truculento por usar maiúsculas nos títulos, mas por tentar desqualificar de cara os seus críticos nessa questão Ciro, chamando-os genericamente de sectários, subestimando-os e tentando ocultar os argumentos racionais que muitos aqui apresentam, na defesa de suas posições. Com isso, desrespeita muitos dos seus próprios leitores, que são contra uma posição política que você tomou, a nosso ver equivocada, uma espécie de “Cansei” de certa esquerda – “cansei de lula”, “cansei do pt”, “agora é ciro”.

      Responder

      Jandui Tupinambás

      10 de maio de 2018 às 07h45

      Acredito que sim, Miguel. Você não deixou opção: se é contra Ciro, é sectário.

      Tem um pouquinho de truculência aí, sim.

      Responder

      Allex

      10 de maio de 2018 às 08h41

      Prezado Miguel, estou respondendo diretamente a você por que já tem comentários demais por aqui (e isso é muito bom). Concordo com quase tudo o que você escreveu; principalmente acerca dos graves erros políticos cometidos pelo PT. As ideias propostas pelo candidato Ciro também são quase sempre interessantes. Ok. O problema é que o Ciro parece não ser muito confiável. Todos temos o receio honesto de que o cabra acabe no colo do mercado e da mídia golpista. E nós bem sabemos que programas de governo são abandonados mais facilmente que namoro de carnaval. Sobre ele estar em um partido de esquerda, aí é realmente muito engraçado, por que na prática o PDT do sr. Lupi não é lá muito de esquerda faz tempo. E Ciro não tem identidade com partido nenhum. Com o perdão do trocadilho, ele vive de ciranda em tudo quanto é partido, desde que ninguém o contrarie, é claro. Pergunte ao pessoal do Ceará e você terá uma ideia do autoritarismo do moço. Além disso, algumas declarações dele sobre Lula, Dilma e o PT, sem qualquer artifício de edição e sem precisar da cizânia dos grupelhos de direita, são grosseiras e injustas. Portanto, meu caro, é preciso que o “coroné” cearense, ele próprio, calce também suas sandálias da humildade para conquistar a militância petista e o eleitor de esquerda em geral. Por enquanto, o discurso do Ciro e suas ações estão muito longe do que se espera de alguém que quer reunir os partidos de esquerda em torno da sua candidatura.

      Responder

      rolando de de rir

      10 de maio de 2018 às 11h53

      O problema não é um nem outro … ( pois ciro nao ganha nem no Ceara, em seu puteiro a céu aberto como ele gosta de se referir a CE)

      o problema é que militancia nao serve p absolutamente nada..
      não elegem … não participam.. não tem voz…
      não são nada… a nao ser cabo eleitoral gratuito de pliticos … ponto.
      militancia de c é r … no bom portugues… voce é o que voce tem.
      tem dinheiro p apoiar ??? p bancar ?? p presentar ???
      nao tem nem emprego ??? a vaaaaa…. nem seu voto ajuda.

      Responder

Elza Fatima Rodrigues Santos

10 de maio de 2018 às 00h13

Ciro Gomes jamais!!!! aqui no Pará toda a militância fincou pé: ou Lula ou nada.Mesmo que a direção do partido decida apoiar Ciro, nós militantes vamos voltar pelo não. É uma vergonha que agora que o Lula está preso certos articulistas pregam que agora devemos deixar o Lula apodrecer na cadeia e apoiar uma politico que de esquerda não tem nada e que basta olha para a cara dele para sentir que é falso, oportunista. Lula até a vitória final!!!

Responder

Vinicius Loreto

10 de maio de 2018 às 00h10

Ciro não tem partido e nem movimento social ao seu lado. Discursos à esquerda do PT não quer dizer nada, o PT é fraco em discursos econômicos pois abre possibilidades de articulação, mas tem o movimento social e partidário sólidos para propor negociações, além de bom transito com o MST. O Lula foi alvo de uma guerra midiática, tendo um partido fiel a ele, um movimento sindical fiel a ele, aliados políticos como Renan o defendendo publicamente. Ciro como líder político do progressismo teria duas alternativas 1 acabar cedendo ao neo-liberalismo para sobreviver a uma possível guerra com a mídia 2 se tornando um caudilho hard montando brigadas populares para realizar seu discursos de rompimento com o capital financeiro. Acredito que se apostarmos no Ciro e ele for devassado não sobrará depois ninguém ´para defende-lo no final, seria o Collor da esquerda, pedindo para um povo abstrato para salvá-lo. A única alternativa do Ciro para ser capaz de realizar o seu programa político é com o aval do PT, o Ciro precisa muito mais do PT que o PT do Ciro. Ciro não tem base, é só ver que a maioria dos seus eventos eram palestra em universidades. E aí creio ser brutal a minha desconfiança com ele, se precisa tanto do PT assim, porque não foi desesperadamente buscar seu apoio. Se ele foi fiel no passado não importa, sua inabilidade política salta aos olhos agora por não procurar uma aproximação. Ou seus objetivos são outros mesmo. Sinalizar para a direita. Ciro quer ser presidente porque se acha o cara mais inteligente do mundo. Caras que se acham auto-suficientes na política se fodem. Esse erro nem o FHC comete.

Responder

    Thiago

    10 de maio de 2018 às 01h03

    Onde estava toda essa militância organizada quando ocorreu o golpe, a reforma trabalhista, a pec do teto dos gastos? Qual o praposta do PT para o Brasil que não seja: Lula? Como foi o sucesso do PT nas eleições municipais?

    Responder

luis castro

09 de maio de 2018 às 23h58

Ciro vai ser o maior equivoco da esquerda. O cara é antipático, fala empolado e de maneira dúbia, dando margem a manipulação da grande mídia, não agrega desagrega com suas opiniões polêmicas. Assim foi na eleição de 2002, quando o grande Brizola resolveu apostar suas fichas nele e o resultado foi desastroso, caiu em todas as cascas de bananas jogadas em seu caminho, amargando no final um melancólico quarto lugar atras de Garotinho. De lá para cá, o velho Ciro de guerra não mudou nada continua o mesmo destrambelhado em suas falas que dão margem a manipulação e a rejeição da maioria não só do PT como da esquerda em geral. Não adianta a alta cúpula dos partidos de esquerda querer impor o Ciro se as bases o rejeitam, o que pode acontecer é perdemos não para a direita, mas para os votos branco e nulos.

Responder

Thiago Carcav

09 de maio de 2018 às 23h37

mais uma, ciro esteve em todos os governos desde itamar, então não se trata de ser fiel, e sim com características iguais do pmdb, colar em quem vence. militância vai votar no Lula ou no boulos, o interessante que os mais aguerridos no ataque a decisões do pt são não petistas. construam um partido, torne ele o de maior aceitação no país e assim apoiem o Ciro. dá tempo pra 2018? rsrs

Responder

Thiago Carcav

09 de maio de 2018 às 23h33

kkkkkkkkkkk não terá voto dos petistas, estou em campanha, inclusive nem preciso, mal começo uma conversa e já me soltam: não vamos votar nesse fdp.kkkkk

Responder

    Miguel do Rosário

    09 de maio de 2018 às 23h34

    e se for num segundo turno, entre ele e bolsonaro?

    Responder

      Thiago Carcav

      09 de maio de 2018 às 23h38

      Miguel, Ciro não sai do 5%, não vai para o segundo turno, o lula irá, senão o candidato do PT.

      Responder

        Miguel do Rosário

        09 de maio de 2018 às 23h58

        Ciro já está à frente de Alckmin. Tem 9%. 15% no sudeste. No 2 turno, empata com Bolsonaro e Alckmin, ao contrário de Haddad e Wagner, que perdem feio.

        Responder

      claudio

      10 de maio de 2018 às 00h41

      Caro Miguel.
      vou dizer sem insinuações baratas, e demais truculências, como você pediu.
      Miguel não faça pergunta difícil assim, pois a resposta de muitos que aqui se manifestam poderá decepcioná-lo.

      Responder

      Jose Horácio F. Lang

      10 de maio de 2018 às 09h15

      Alckimin EMPATA com Ciro em SP (!!), segundo planilha escondidinha do último DATAFOLHA. Mas, por óbvio, o chuchu não sai do PIG. Já o Ciro…

      Responder

      Claudia

      10 de maio de 2018 às 13h12

      Aí a gente corre para as colinas….

      Responder

André Silva

09 de maio de 2018 às 23h29

Miguel, acompanho já faz algum tempo teus textos e compartilho de tuas idéias em grande parte deles. Mas desta vez tenho que discordar. Não acredito que exista sectarismo em relação a Ciro. O partido em suas instâncias já decidiu que tem candidato. Tenho visto muita gente tentando ignorar isto, mas a situação atual é que o partido tem candidato , tem programa e tem votos. A tentativa de uma adesão a candidatura de Ciro, sim por que é isto que está sendo proposto, que o partido com a maior bancada de deputados, com o candidato melhor colocado nas pesquisas, com uma história que tem erros , mas que tem muitos acertos na presidência da república, simplesmente entre na campanha do candidato Ciro Gomes e o ajude a se eleger, antes mesmo que seja decidido se o seu candidato poderá concorrer, em função do golpe de estado que vivemos, me parece ceder ao golpe. O que o partido e a militância tem dito é que temos candidato, e é em torno dele que se deve montar a união da esquerda, com discussão de um programa que agregue a todos com idéias progressistas e democráticas.

Responder

Valdir Maurício

09 de maio de 2018 às 23h27

Ele mesmo disse que não era puxadinho do PT, então o PT que é mais forte do que ele, não é puxadinho dele.
Lembrando que se ele estivesse no sindicato dos metalúrgicos, estaria sendo indicado a presidente, agora está pelos cantos dizendo que não quer o mal ao PT.
Outra, fodão-se os covardes petistas.

Responder

    Miguel do Rosário

    09 de maio de 2018 às 23h36

    valdir, ciro estava em outro país no dia da prisão de lula, junto com o petista alexandre padilha. mas mandou o seu irmão, cid gomes, ir lá dar um abraço no presidente.

    Responder

      Thiago Carcav

      09 de maio de 2018 às 23h43

      Parabéns Miguel, pelo debate, e pelas colocações do pessoal. As variáveis pra tomar uma decisão são tantas, tem um presidente preso, isso é traumático. o Ciro viajou para os EUA num evento sem importância para o país, o Haddad tbm foi convidado e ficou no brazil, Ciro não é de esquerda, suas opiniões sobre economia são de um homem progressista, não vai implantar 1/3, não tem capacidade de aglutinar gente em torno dele, mas de dispersar.

      Responder

        Miguel do Rosário

        09 de maio de 2018 às 23h56

        Haddad ficou no Brasil e daí? Haddad não viaja aos EUA? Haddad dá aula na Insper, a universidade mais neoliberal do país. Obrigado pelo comentário.

        Responder

JOSE GERALDO ARAUJO CALDAS

09 de maio de 2018 às 23h17

Nos últimos dias tenho me dedicado a assistir todas as entrevistas recentes de Ciro pra tentar entender sua estratégia e tirar algumas dúvidas sobre suas propostas. É verdade que a maioria das suas propostas estão próximas do que defendemos, como a retomada do pré sal, a revogação da reforma trabalhista e a reforma tributária. Nos diferencia a regulação da mídia e ainda falta esclarecer mais sobre a reforma da previdência proposta por ele. Por outro lado, me parece que sua estratégia é se descolar do PT e de Lula e atrair alguns setores do conservadorismo (nisso se assemelha a estratégia do PT nas últimas eleições). Concordo que não devemos fustigá-lo e muito menos cair nas armadilhas da mídia. É verdade também que Ciro foi leal em momentos difíceis, mas numa hora tão dramática como essa, ele também precisa fazer alguns gestos. Posso estar errado, mas vejo nele pouca disposição de dialogar com sindicatos e movimentos sociais. Nem mesmo com a Frente Brasil Popular, instrumento fundamental nesta guerra, ele tem esboçado algum interesse em estreitar relação. Assim como é verdade que o PT não pode desejar submetê-lo aos seus interesses estratégicos, é verdade também que ele não pode exigir do PT uma adesão automática a sua candidatura. Neste momento, abrir mão da candidatura Lula seria um erro fatal, tanto pra esquerda e a democracia, como para a estratégia de defesa do ex presidente. Se a prisão de Lula é a etapa mais importante do golpe, abrir mão da candidatura Lula não seria uma forma de facilitar a legitimação do golpe através da eleição? Além do mais, assim que Lula abrir mão da candidatura e indicar um candidato, todas as baterias do golpe se voltarão contra esse candidato, seja ele um nome do PT ou o próprio Ciro. Entendo que os dois lados precisam baixar a bola e guardar as armas para enfrentar o inimigo comum. Nem setores da militância e do PT podem eleger Ciro como inimigo e nem Ciro pode se esquecer do que vem repetindo em toda entrevista, mas que parece não exercitar. Enquanto diz que é preciso respeitar o tempo do PT, não perde uma oportunidade de alfinetar o partido e as vezes o próprio Lula. E ainda precisamos lembrar que qualquer articulação que for feita na esquerda, precisa ter participação importante do Boulos e Manuela, que estão desempenhando papéis fundamentais na resistência ao golpe e que já se transformaram em lideranças muito maiores do eram. Ou a esquerda procura se entender e encontrar convergências ou contribuiremos para legitimar o golpe nas eleições.

Responder

Diogo Costa

09 de maio de 2018 às 23h09

Para Ciro Gomes o Lula não é sequer um preso político!

Ciro tem um discurso dúbio e de seis meses para cá, quando farejou que o golpe avançaria de vez contra Lula, lavou as mãos e passou a atuar como um urubu rodeando um pedaço de carniça.

Quanto ao STJ e a segunda instância, pelo jeito o Miguel Do Rosario não sabe que se tratam de cargos nomeados através de listas tríplices feitas pelo MP, pelos TJs, pela OAB e pelos TRFs, no caso do STJ; e se trata de cargos concursados no caso da segunda instância.

Ou seja, nenhuma das duas situações é de livre nomeação pelo presidente da república.

Outro ponto a ser analisado é que o PT tem todo o direito do mundo de responder aos ataques do Ciro e de ter candidatura própria.

Porque partidos como PDT, PC do B, PSB e PSOL podem ter candidatura própria e o PT, maior partido de esquerda, e que tem a maior liderança popular do país, não pode ter?

Que tipo de “Frente” é essa que só aceita existir se o PT abrir mão de ser cabeça de chapa? Que tipo de “Frente” é essa que já nasce a partir de vetos contra o maior partido de esquerda do país?

Uma frente política não se constrói com imposições e nem com vetos – e o PT, como foi dito, tem todo o direito e a legitimidade para postular uma candidatura e para defender o seu líder maior. Jamais o PT vai aceitar imposições, vetos e ou chantagens de quem quer que seja.

Por fim, é público e notório que Lula tentou de todas as formas possíveis unificar a esquerda desde o primeiro turno em 2002.

Devido ao desastre ferroviário do desgoverno FHC – tão inacreditável que a partir dele o PSDB nunca mais venceu uma eleição presidencial -, a esquerda unificada teria ganho no primeiro turno e imporia a maior derrota de todos os tempos ao bloco conservador.

Ciro Gomes (PPS), Leonel Brizola (PDT) e Anthony Garotinho (PSB) não quiseram sequer sentar para avaliar essa possibilidade – que rechaçaram de pronto sem maiores discussões.

O resultado foi um segundo turno entre Lula e Serra e uma sobrevida desnecessária do PSDB enquanto líder da oposição.

Naquela época Lula já despontava como candidato favorito e o PT como maior partido da esquerda. Hoje Lula continua sendo o favorito e o PT continua sendo o maior partido da esquerda.

Não é incrível que os mesmos que negaram a unidade lá atrás, no pleito de 2002, queiram agora construir uma unidade forçada, alijando Lula e o Partido dos Trabalhadores? Unidade com veto não vai rolar.

A rigor, e para quem não lembra, o PDT não apoiou formalmente o PT e Lula nem em 2002 e nem em 2006.

Ou seja, nas duas vezes em que Lula se elegeu, o PDT só o apoiou no segundo turno.

Abdicar da candidatura do Lula é chancelar o golpe de Estado e isso o PT não vai fazer de jeito nenhum.

Que os partidos de esquerda lancem suas candidaturas pois isso é normal. O importante é a união no segundo turno.

Responder

    Miguel do Rosário

    09 de maio de 2018 às 23h39

    Ciro tem atacado duramente a sentença de Moro contra Lula. Ele não fala que Lula é preso político porque Lula ainda não foi sequer condenado em última instância. É uma estratégia jurídica. E política também, porque alguém tem de manter o diálogo com as instituições judiciais.

    Responder

      Jandui Tupinambás

      10 de maio de 2018 às 08h12

      “Ele não fala que Lula é preso político porque Lula ainda não foi sequer condenado em última instância”.

      ?????????????????????

      Achei que Lula estivesse preso…

      Responder

      Mauricio Quirino

      11 de maio de 2018 às 23h39

      Com todo o respeito vc tá de brincadeira,Ciro foi leal e fiel enquando o PT e o Lula estavam por cima com uma aprovação record,durante todo esse processo contra o Lula tudo que o Ciro fez foi renegá=lo,a todo momento ataca a militância petista como vc está fazendo tbm,ataca o PT a todo o momento,diz inclusive que o PT irá correr para os seus braços,não vejo ele falar nada dos tucanos,bateu no Temer porque bater em cachorro morto qualquer um bate.Quem deveria construir pontes é quem está com 6% nas pessquiss e não quem tem no mínimo 30%.

      Responder

    Benoit

    10 de maio de 2018 às 07h21

    Diogo Costa, Voce compara a situação de vários anos atrás com a situação de agora, mencionando tudo o que o Ciro supostamente não fez. Só que a situação hoje depois de um golpe é muito diferente da situação que existia anos atrás. Voce não pode comparar as coisas como se a situação fosse exatamente a mesma. Voce fala como se o Ciro estivesse exigindo qualquer coisa do PT, o que não é verdade. Abdicar da candidatura do Lula talvez seja a melhor resposta ao golpe que até agora deu certo para os golpistas, apesar de toda a força do PT.

    Voce e todos os outros que estão se posicionando fundamentalmente contra o Ciro em todos os casos estão agindo irracionalmente e talvez venham a ser os maiores responsáveis de que o golpe dê definitivamente certo. A direita já tem a quem agradecer, a voce e aos outros que trabalham contra a unidade da esquerda e contra o melhor candidato da esquerda atualmente. O problema é que a direita vai até se esquecer da sua colaboração na campanha deles e não vão te dar os parabens que voce mereceria, o que é triste.

    Responder

    Paulo Renato

    17 de maio de 2018 às 12h58

    A diferença, no caso, é que em 2002 de qualquer maneira um candidato de esquerda iria ao segundo turno, mesmo sem aliança da esquerda no primeiro turno. Hoje, o cenário é bem diferente. Um poste colocado lá por Lula, se os malabarismos jurídicos com os quais vocês estão contando derem errado, pode não ir para o segundo turno. Se vocês acham que a vida de milhões de brasileiros que vão passar fome a partir do desastre de uma candidatura de um poste vale o risco, parabéns, sigam adiante com essa brilhante estratégia.

    Responder

juliano

09 de maio de 2018 às 23h07

E mais um blogueiro entra na defesa do Ciro Gomes, aquele que transitou do partido da ditadura até a fundação do PSDB e que agora virou o maior dos esquerdistas e nacionalistas. Vocês começar então a analisar o amontoado de palavras para defender o indefensável:

“O PT fez acordos inúmeros com a direita, com o PMDB, com diversos partidos conservadores, com Geddel, com Temer, com Cunha, e a militância sempre entendeu, em nome da governabilidade.”
Ainda que condenável, foi em contexto completamente diferente e em ambiente ainda democrático. Quero ver o que o mais novo defensor do Ciro vai dizer quando ele fechar com PP, DEM e PRB. Aliás, onde está a cobrança de autocrítica do PSB e PDT (esse mesmo, o partido do momento do CIro) que apoiaram o golpe e as medidas posteriores do Temer?

“Por que essa implicância agora com Ciro Gomes, que tem um programa econômico à esquerda do PT, que está num partido de esquerda, que tem ideias progressistas?”
Faz-me rir, programa a esquerda? Onde está o seu programa? Assisti a todas as suas entrevistas em em todas elas, sem exceção, não apresentou programa nenhum, apenas aquelas frases manjadas e genéricas sobre qualquer tema. Aliás, teve sim um proposta concreta, entregar a Reforma da Previdência que nem o Temer se atreveu. Não se comprometeu em revogar as Reforma Trabalhista, a PEC do teto de gastos e nem reverter a destruição da Petrobras. A sua única menção foi revogar as licitações dos campos de petróleo respeitando os contratos, ou seja, ainda vai dar mais dinheiro para as aves de rapina. Por que você não coloca esse vídeo que é bem recente para desmascarar essa mentira?

“Se Ciro quisesse “trair” o PT, tê-lo-ia feito, como todo mundo, ao longo do processo de impeachment, não?”
Falar qualquer baboseira lá dos EUA, do qual só volta a cada quatro anos para exigir apoio do PT, é muito fácil. Nunca participou de nenhum dos atos escritos e manifestações feitas pela esquerda. E traiu sim, quando não concorda que Lula é um preso político e disse que a justiça está funcionando normalmente.

“Além disso, a militância está caindo muito facilmente nas intrigas da mídia…”
Ah tá, o Ciro dispara sua verborragia, o PT responde, ainda que muitas vezes de forma tímida, e o errado é o PT? Falou merda tem que ouvir merda, nunca escutou essa frase de pessoas mais velhas. Mostre uma única vez em que foi o PT que atacou o Ciro Gomes e não o Ciro que atacou o PT que posteriormente respondeu.

“Lula é um preso político e foi condenado sem provas. Ele é inocente do caso triplex, mas não é inocente dos erros políticos, como o já mencionado processo de escolhas de ministros do STF, que resultaram em sua prisão. Obviamente ninguém deve ser preso por causa de erro político, mas é preciso entender que erros políticos trazem consequências graves, terríveis até, para aqueles que os cometeram.”
Ou seja, segundo o Miguel Lula é inocente mas que pague pelos erros políticos dele na prisão. Não acredito que estou vendo isso de um blogueiro dito progressista.

“Enfim, o PT e sua militância precisam, a meu ver, ajudar a esquerda a construir pontes entre si, e não dinamitá-las com julgamentos afobados, passionais.”
Exatamente, o PT e sua militância precisam ajudar a ESQUERDA, a ESQUERDA, repito a ESQUERDA. Se Ciro Gomes é de esquerda, Renan Calheiros é comunista desde criancinha. Pelo amor de Deus, um indivíduo que transitou por todo tipo de partido, que ele próprio diz que não é de esquerda (tem vídeo recente dele afirmando categoricamente isso) e nem de direita e que ilude os idiotas com discurso genérico de nacional desenvolvimentismo, por que cargas d’agua foi alçado como grande nome e esperança da esquerda?

Tenho impressão que muita gente que hoje condena Ciro Gomes sem nem ler o seu programa ou assistir com serenidade suas entrevistas vai acabar passando vergonha.”
Quem está criticando o Ciro é exclusivamente pelos seus ataques contra o PT, sua tentativa de forçar apoio a ele e por suas posições dúbias em relação ao judiciário e lava Jato. E tudo isso saiu única e exclusivamente da sua própria boca. E já deixou bem claro nos seus discursos que seu objetivo é agradar a direita e não a esquerda. Ciro Gomes nada mais é do que um novo pacto com burguesia, aquilo que tanto a mídia da esquerda criticou.

No final, depois de um golpe estado e prisão do maior nome do campo da esquerda, tudo o que os blogueiros dito progressistas tem como solução é entregar o poder para a direita enrustida num novo pacto burguês, onde o povo entra com a bunda e o burguês como pé. Só esqueceram de combinar isso com o povo, pois quem está em primeiro lugar nas pesquisas não é o salvador da pátria de vocês. Com aliados assim, para que inimigos não mesmo. E vai se concretizando aquela velha frase: A esquerda só se une na cadeia.

Responder

    Benoit

    10 de maio de 2018 às 07h33

    Juliano, entendo a sua raiva e frustração com a situação atual, com tudo o que aconteceu. Eu também estou decepcionado e não acredito mais que o meu maior sonho (que só vou revelar aqui secretamente para voce, por favor não conte para ninguém) que é ver o juizeco moro na cadeia condenado por sequestro e privação de liberdade, não vá jamais se realizar. O problema é que voce está projetando a sua raiva no Ciro como se o Ciro fosse o resposável por todos os males do mundo. Voce não parece mais capaz de avaliar as coisas com um minimo de objetividade. O que voce escreve não bate certo porque voce perdeu o contato com a realidade. Acho que voce estaria precisando de um bom psicanalista.

    Responder

José De Almeida Bispo

09 de maio de 2018 às 23h00

A “cabeça” do brasileiro, do petista em particular continua a ser feita pelas Organizações Globo, que pauta o que discutir, como discutir, e resultado da discussão.
Ciro é o desafeto sutil da Globo. O pior tipo de inimizade que você pode ter de alguém tão forte: raros desdéns e raríssimas citações, mesmo que negativas. Você nem é amigo; nem consegue fixar uma inimizade; o anti. Como Lula conseguiu.
Ciro é positivo, decidido e língua solta; petistas em geral são “independentes”, odeiam “ditadores”. São comandados pela Globo, mas detestam “ditadores”. Se não fosse o gênio de Lula e as mãos de gato – unhas letais, porém escondidas – de Dirceu, o partido nunca teria passado de um PSol da vida. A coisa mais fácil de deixar um petista médio alucinado – e toda a esquerda – é qualquer coisa que evoque autoridade impositiva, por mais racional e atenuada que seja: líderes políticos positivos e militares, por exemplo. O PIG adora isso!
Por último, contra Ciro, tem o rancoroso estigma sulista/sudestino “contra esses coronéis nordestinos”.
Ciro é um Brizola, com o Ceará ao invés do Rio Grande; e o PT de São Paulo votará em Alckmin.
Fui fundador do PT – ago/81 – até 1986, e sempre votei no partido, e em Lula, claro. nunca suportei a arrogância dos semideuses.

Responder

raquel tatiana lopes

09 de maio de 2018 às 22h54

Só tenho uma dúvida e gostaria que o Sr me respondesse, porque a Globo não ataca Ciro??? Por acaso o programa de governo desse candidato fala alguma coisa sobre regulação da mídia, reforma da previdência, trabalhista, politica??? Acho muito estranho, aliás estranhíssimo, o tratamento que a imprensa dispensa ao candidato do PDT. Como não confio um milimetro nesse cidadão, não duvido que exista um acordo entre ele , imprensa e mercado. Esse Ciro vale o mesmo que uma nota de 3 reais. O que Ciro fez no campo da esquerda ao longo desses anos para que justifique essa campanha para que Lula e o PT apoiem sua candidatura??? Eu sou uma eleitora de “cabresto”, primeiro voto em Lula, segundo em quem Lula indicar, se for Ciro, Anulo meu voto. Não existe possibilidade de votar nesse coronel do Ceará. O bom é que a grande maioria dos eleitores que conheço pensam exatamente dessa forma, ou seja, ou Lula ou Nada!!!!

Responder

Jandui Tupinambás

09 de maio de 2018 às 22h44

O PT é o partido mais popular
O PT tem o candidato líder nas pesquisas
O PT ganhou 4 eleições majoritárias consecutivas
O candidato do PT, apesar de preso, pode participar das eleições.
O candidato do PT é o candidato das esquerdas com maior chances de ganhar as eleições
O candidato do PT está preso injustamente e todos sabem disto.
O PT pode recorrer ao STF após o TSE declarar sua inegibilidade.
Lula vencendo, o STF terá que julgar o mérito.
Teremos milhares em volta do STF vigiando 11 ministros declarando seus votos sobre um processo que até minha neta sabe que não vale a bosta do cavalo do bandido.

Quanto ao Ciro, se é de esquerda ou progressista, resta apoiar Lula.
Não acho que o PT tenha birra dele. Pelo contrário: o partido aceita seu apoio de braços abertos e até participação na construção de um programa que una toda a ESQUERDA brasileira.

Talvez Ciro não se sinta de esquerda e,isto explique porque bate tanto no PT no momento que precisamos de nos unir. Ou porque não questionou o Jornalista da Folha que afirmou que Lula não pode ser candidato. Ou porque usa termos idiotas como: o PDT não é puxadinho do PT (agredindo o PCdoB ou o PSOL). Mas sabemos que nem o PCdoB nem o PSOL não são partidos golpistas
Já o PDT….

Responder

    Paulo Renato

    17 de maio de 2018 às 12h52

    Você já assistiu a alguma entrevista do Ciro discutindo programa? Se você se der ao trabalho de assistir qualquer uma, verá que a proposta programática em relação a reforma da previdência, reforma política, tributária, política monetária, política industrial etc. é muito mais à esquerda do que as propostas do PT nos seus 14 anos de governo.

    Responder

VIRGULINO

09 de maio de 2018 às 22h40

Ué??? Mas foi CIRO que ignorou LULA!!! Por quê o PT que tem que correr atráz dele agora?

Responder

fernando

09 de maio de 2018 às 22h37

basta ver o que cioro fala do PT e principalmente do Lula nesses últimos meses…estar do lado do ciro é estar do lado da ditadura!!!!

Responder

    Benoit

    10 de maio de 2018 às 07h38

    O que é que o Ciro falou nesses útimos meses que levou voce a concluir que ele é de direita?

    Responder

      Mauricio Quirino

      11 de maio de 2018 às 23h59

      Não é preciso dizer nada,seu passado diz tudo ,só foi ministro do Lula pra se capitalizar no nordeste.

      Responder

Álvaro

09 de maio de 2018 às 22h25

O sectarismo faz parte da história do PT. Sua política é “varrer somente pra dentro”. Já deveria ter aprendido com os erros que você bem elucidou no artigo. A esperança é que Lula a tempo decida a favor da união da esquerda. A palavra dele é ordem

Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com