Entrevista de Haddad ao SBT

Ciro Gomes sobre Alckmin: “Não é centro. É a direita, que apoiou um golpe de Estado”

Por Redação

11 de maio de 2018 : 20h33

Ciro afirmou que não ‘existe centro’ e que este campo ideológico é apenas uma ‘ficção imaginária’. O foco, segundo o pré-candidato à presidência pelo PDT é a reconstrução da direita e os candidatos deveriam assumir as consequências – do apoio ao golpe em 2016 às políticas de desmontes de Temer. Ciro pergunta: “Eles devem ir para a rua defender a agenda que apoiaram. Ou o Alckmin não apoiou o golpe? Ou o Alckmin não apoiou a reforma trabalhista? Ou o Alckmin e o PSDB não apoiaram a reforma selvagem da previdência que conseguimos parar?”. Ciro afirmou que não deixará o povo esquecer o que a turma do PSDB apoiou após a derrubada de Dilma.

No evento, o pré candidato do PDT se reuniu com os candidatos de esquerda Manuela D’ávila (PC do B) e Guilherme Boulos (PSOL) para debater o futuro do país. Também estavam presentes os pré-candidatos Henrique Meireles (MDB) e Álvaro Dias (PODE). A íntegra do debate foi publicada aqui no Cafezinho.

Assista ao trecho da fala de Ciro:

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

13 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Esdras

14 de maio de 2018 às 09h34

fica difícil saber de que lado Ciro está, ora apoia a Lava Jato, ora condena o golpe

Responder

Edelson Nicoluzzi

14 de maio de 2018 às 04h06

O problema do Ciro eh q o pdt se comporta como um partideco evangélico . Em Bombinhas SC a ex prefeita q eh do pdt privatizou a água !!! Resultado : a conta triplicou , a água não chegou e o esgoto … O oceano atlântico “tratou”…

Responder

    Miguel do Rosário

    14 de maio de 2018 às 15h19

    Sim, não é perfeito. E o PDT não vai conseguir construir um programa se não fizer essas autocríticas e aperfeiçoar seus quadros.

    Responder

Eriberto

13 de maio de 2018 às 12h13

Lula não será candidato, o golpe não vai deixar e isso é tão certo qto a morte. Cabe ao pt traçar a melhor estratégia para vencer a eleição presidencial. E na minha opinião o Lula e pt estão com a estratégia muito correta, muito boa e que tem mais de 50% de chances de dar certo e ganhar as eleições.
O Ciro Gomes poderá ser apoiado há qualquer momento tanto no primeiro como no segundo turno. Agora é hora do pt ganhar terreno no campo de combate para não perder a guerra.
Ao meu modo de ver a estratégia está acertadissima.
Acho muito difícil quem votou na Dilma mudar o voto e votar no PSDB. No entanto, se há perdas de um lado, na direita tb muita gente não engoliu o golpe e vai mudar de lado.
Esse juiz de Curitiba parece juiz de futebol qdo resolve ajudar ou roubar mesmo para o time da casa. Ele é capaz de inventar algum crime para prejudicar os partidos de esquerda. Enquanto isso o psdb nada de braçada escapando da lava jato do amigão de toga. Em 5 anos ele nunca fez nada contra o psdb e isso é um fato que só não enxerga quem é muito leso das idéias ou uma pessoa muito mal caráter igual ele.
A estratégia está muito certa.

Responder

Bruno Aguiar

12 de maio de 2018 às 13h43

Ciro demonstra sua coerência novamente. Claramente aponta que está do lado da esquerda, mesmo que uns obcecados por uma paixão lulista não consigam perceber.

Responder

Cristina Borges

12 de maio de 2018 às 12h41

Miguel do Rosário você vem vacilando quanto a defesa do Lula de A a Z, um dia Haddad, outro Wagner, agora defende Ciro, todo direito. Esta opção de apoiar Ciro é ruim mesmo se considerarmos que que PT pode “ganhar a vice presidência”, pois parte da premissa que Ciro tem chance de ganhar. Vamos aos fatos, desde de que começaram as pesquisas Ciro fica nos 5%, e quem ganharia com a sua improvisabilíssima vitória, certamente não seriam os 50 milhões pessoas que estão abaixo da linha da pobreza, segundo nova métrica do banco mundial, para países de renda média como o Brasil, os pobres são aqueles que ganham 5,5 dólares por dia? Me parece que não. Por outro lado o que Ciro ganha com o apoio do PT, e sobretudo Wagner, que tem a garantia de votos, muitos votos, devido à popularidade do PT na Bahia? Até pela lógica formal o apoio irrestrito ao “candidatíssimo” Lula, é o único cominho para derrotar o golpe e fortalecer o movimento popular.

Responder

    julia

    12 de maio de 2018 às 21h14

    Pois é, ou a esquerda se une, ou não vai pro segundo turno. Aí a opção será entre Alkmin e Bolsonaro. Quanto a Ciro, tem que ver as propostas dele. Ele é contra a privatização de empresas públicas, inclusive rodovias e aeroportos, não vai dar dinheiro para a rede Globo e para a Veja, defende a Reforma Agrária e os movimentos sociais, não vai permitir lucros astronômicos para os bancos, como aconteceu nestes últlmos 15 anos, E não vai ter Henrique Meireles no Banco Central e nem vai assinar uma carta aos brasileiros fazendo média com o empresariado. E retornará aos Brics e manterá uma política internacional independente.

    Responder

      Dio

      13 de maio de 2018 às 00h17

      Até hoje não engulo Ciro ter falado do controle remoto.
      Ou está contra a mídia golpista, ou está do lado deles.
      O controle remoto que derrubou Dilma está sendo a nova paixão de Ciro

      Responder

      gonzales

      13 de maio de 2018 às 01h20

      Pq a esquerda vai se unir a quem está com 8% ao invés de apoiar quem tem 35% ? Se a imprensa der um tiro no Ciro ele vai cair em desgraça igual o Aécio, o único q fica de pé após fuzilamento é o Lula, se o Ciro e o sr. controle remoto é assim q ele encara as soluções e isto é bem confortável a ele. Qual reforma agrária Ciro fez ? Foi governador. Qual dinheiro ele deixou de dar a globo no Ceará? As afiliadas da globo ficaram gorda com ele !

      Responder

Oblivion

11 de maio de 2018 às 22h25

“Ou o Alckmin não apoiou o golpe? Ou o Alckmin não apoiou a reforma trabalhista? Ou o Alckmin e o PSDB não apoiaram a reforma selvagem da previdência que conseguimos parar?”…
Essas perguntas cairiam muito bem para outro suposto pré-candidato que, coincidentemente, aparece aos fundos da imagem, em minha opinião, até meio constrangido. As fraternidades vira-latas de vassalos da elite econômica já tentaram o lançar como representante máximo, uma das inúmeras tentativas até agora, mas não decolou muito. Mas, é lógico, reconheço que qualquer candidato do psdb, do mdb e o meirelles serão os principais representantes desse governico golpista que afundou o Brasil.

Responder

Régis

11 de maio de 2018 às 21h58

Ciro já trocou sete vezes de partido, de acordo com a conveniência de seus interesses pessoais e políticos. Atira e assopra nos governo petistas, atira e assopra na direita. Não tenho dúvida que no íntimo pessoal dele, adorou ver Lula fora do páreo eleitoral e assumir maior visibilidade agora. Ele é de esquerda? Não creio! Centro? Para ele isso é uma figura imaginária da geometria. Direita? Desconfio.
Só Deus sabe!

Responder

    julia

    12 de maio de 2018 às 21h16

    Bolsonazi adora esse tipo de comentário. Quer mesmo que a esquerda se divida e se lasque.

    Responder

    Adyneusa

    13 de maio de 2018 às 00h57

    Parece a Marina, Um dia diz uma coisa, outro dia diz outra.
    Disse que sequestraria Lula e levaria pra uma embaixada, No dia que Lula se entregou no sindicato, Nem apareceu.
    Disse que daria induto pro Lula sim que ganhasse as eleições, e depois fala que Lula não é preso político e sim injusto.
    Disse que Lula estava recebendo o que plantou.
    Fica muito confuso confiar nele.

    Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com