Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Ciro a RTP: a esquerda portuguesa tem sido minha inspiração

Por Miguel do Rosário

24 de junho de 2018 : 10h01

Trechos:

“sou amigo do Lula há 30 anos, é um velho camarada e sofro muito com o que está acontecendo com ele”

“preciso respeitar o tempo do PT, e esperar esse trauma extraordinário”

“presidente Michel Temer, que está aí por um golpe de Estado, é processado por corrupção e formação de quadrilha”

“[A esquerda Portugal] tem sido [minha inspiração] em várias questões”

“Tenho visto o que está acontecendo em Portugal”

“perversão neoliberal tem feito muito mal à Europa”

No RTP

Ciro Gomes diz que o Brasil tem um Presidente corrupto

O candidato à Presidência do Brasil, Ciro Gomes, diz que o país tem um Presidente corrupto e atravessa uma fase muito grave. Numa entrevista exclusiva à RTP, Ciro Gomes admite que o Governo de esquerda em Portugal tem sido uma inspiração e continuará a ser, caso consiga chegar à Presidência do Brasil.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

33 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Zarbonil

25 de junho de 2018 às 00h21

Então ele não atacou o Lula e nem o PT em Portugal? Só falou da amizade com Lula?Não falou q não é preocupação dele a união da esquerda? Não falou q a prisão do Lula é legal e injusta? Não falou…………………. Por que será q não falou nada disso em Portugal?

Responder

    Sandro

    25 de junho de 2018 às 07h12

    Essa esquisofrenia petista tá dificil de engolir. Falam como se Ciro Gomes fosse do PT, como se ele fosse obrigado a fazer campanha para Lula mesmo sendo candidato.
    Petista agora exige que todos sigam a sua cartilha, caso contrário começam o baixo jogo da maledicência. Ta complicado demais tanta cegueira e intolerancia! Que saco!!!

    Responder

Luiz Nalin

24 de junho de 2018 às 22h42

Que tal trocar o nome do blog, de o cafezinho para o chá do ciro?

Responder

    Sandro

    25 de junho de 2018 às 07h13

    Quanto mimimi

    Responder

Ernesto Silva

24 de junho de 2018 às 22h42

Estranho esse negócio de amigo há 30 anos. É assim que o Temer falava do Coronel Lima e do parça José Yunes. É lamentável que o Miguel nem de longe perceba os riscos desse blá blá blá da amizade política. E o Ciro deve ser “amigo há 30 anos” de muita gente. É um grande perigo.

Responder

Alan Cepile

24 de junho de 2018 às 20h22

Ciro continua firme com seu discurso.

Sigamos adiante.

Responder

Nilson Moura Messias

24 de junho de 2018 às 20h12

Estou acessando o cafezinho do ciro, lembrando um programa de humor, se não me engano, de Agildo Ribeiro, “O cabaré Brasil”. O cafezinho do ciro virou lero lero….

Responder

    Sandro

    25 de junho de 2018 às 07h13

    E ?

    Responder

gN

24 de junho de 2018 às 19h52

Me desculpe mas Portugal é basicamente o q sobrou da esquerda na Europa!

Responder

    JOAO BATISTA

    24 de junho de 2018 às 23h16

    A RTP está entrevistando pré-candidatos, não apenas o Ciro.
    Portugal é um caso êxito de coalizão de governo sem entrega do patrimônio público a partidos como vimos nos escândalos que levaram e levarão vários políticos brasileiros para a cadeia, recentemente. Nesse quesito, merece destaque positivo a trajetória de Ciro que foi prefeito, governador, deputado estadual e federal, secretário de Estado e ministro de Itamar e Lula e nunca teve sequer acusação de malversação de recursos públicos. Ciro não rouba e não deixa roubarem.

    Responder

    Ultra Mario

    25 de junho de 2018 às 17h51

    Portugal é exemplo de governo de esquerda. Enquanto a neoliberal Espanha definha com desemprego (45% dos jovens de lá estão desempregados) desde a crise financeira, Portugal retomou o crescimento e já está extinguindo o desemprego graças a investimentos públicos, contrariando a cartilha da UE.

    Responder

GERALDO GALVÃO

24 de junho de 2018 às 19h17

O jogo está sendo jogado: O Lula é um exímio estrategista político. Na hora certa ele, e seus advogados, saberão o que fazer. Se em último caso ele entender que deve ser substituído por outro nome – que não seja Ciro Gomes: É preferível o país passar pela tragédia Brontossauro. Quem sabe como a Fênix, o Brasil possa renascer das cinzas. O Ciro ao se aliar ao PFL/DEM e PP, no primeiro turno, assume um programa de governo consensual com os dois partidos mais conservadores, e corruptos da história da República. Miguel, isso é diferente de alianças nos estados e municípios onde não se elaboram políticas públicas para a saúde, educação e segurança.

Responder

    Sandro

    25 de junho de 2018 às 07h14

    ha ha ha

    Responder

    Ultra Mario

    25 de junho de 2018 às 17h54

    Renascer das cinzas? Assim como a Grécia?

    Pára de ser bobo. No momento que o economista do Bolsonaro cortar os subsidios como prometeu, o agro que paga as nossas contas vai ser destruido. E vai levar séculos até termos uma industria consolidada de novo.

    Pqp petistas estão tão irritantes quanto bolsominions.

    Responder

JOAO BATISTA

24 de junho de 2018 às 16h27

Ciro assumiu compromisso com:
– retomar os campos do pré-sal pelo regime de partilha;
– reverter reforma trabalhista e terceirização total, que levaram os trabalhadores brasileiros ao século 18.
– equilíbrio fiscal, a partir de gestão austera e taxação de rentistas, acionistas de empresas e grandes fortunas, o que NENHUM governante sequer tentou antes;
– projeto nacional de desenvolvimento a partir das compras do Estado para saúde, defesa e naval, entre outros, gerando empregos aqui e não no exterior;
– investimento maciço em educação, com lastro na renda do pré-sal, a exemplo da exitosa experiência do Ceará, cujo desempenho de alunos da rede pública é a melhor do país;
– reforma política que recoloque executivo e legislativo em seus devidos é imprescindíveis papéis na democracia.
Enfim, é possível divergir ou mesmo entender que outros candidatos farão mais e melhor que isso se eleitos, mas é inegável a contribuição que Ciro já deu ao processo democrático popular ao apoiar Lula e Dilma em suas eleições e governos. Agora, ele vem a público, de forma autêntica, transparente, colocar seu currículo e sua biografia à disposição da sociedade, ele que foi prefeito, governador, deputado estadual e federal, ministro de Itamar e Lula e secretário de estado, além de exitosa passagem como gestor na iniciativa privada.
Ciro tem formações acadêmica, pessoal, profissional e política que o qualificam para presidência. Chegou a hora de superar a disputa entre dois grupos políticos que deram grande contribuição ao país, mas cujo modelo sectário e conflituoso está superado é penalizando o país. É hora de buscar convergência e é a isso que Ciro se propõe, ouvir todos e agir em favor daqueles que merecem e precisam de ação do Estado, os pobres.

Responder

    GERALDO GALVÃO

    24 de junho de 2018 às 19h24

    Não vai ser com o PFL e PP que ele vai conseguir essa proeza. Aliança no 1º turno pressupõe um programa de governo que satisfaça aos condôminos envolvidos. E nem com um partido forte que possa se impor, o Ciro pode contar.

    Responder

      Sandro

      25 de junho de 2018 às 07h15

      OLha só, as eleições nem acabaram e o PT já aparece como eventual oposicionista do Governo Ciro. Vai ser engraçado ver o PT e o PMDB de mãos dadas, na Oposição! hahahahaha

      Responder

        GERALDO GALVÃO

        25 de junho de 2018 às 11h31

        Deixa de ser burro cara! Responda sobre o que comentei: O inviável plano de governo do Ciro numa aliança com os dois partidos mais direitista e corruptos da história da república (PFL e PP), como não bastasse a aliança histórica com os coronéis da família Jereissati. O que se discute são as contradições do Ciro, e não a sua improvável eleição.

        Responder

Werner Dietzold

24 de junho de 2018 às 14h50

No PSDB ele apoiava Covas mas tinha profundo respeito por Aureliano Chaves…Temer nao assumiria O Governo porque ele nao iria deixar…admira o Governo de Esquerda Portugues(quando em Portugal)…admirara a monarquia sueca quando em estocolmo? Torce pelo flamengo no rio,corintians em sp,atletico em mg,inter em poa,etc,…?”Tirou daqui Múcio…”

Responder

Wilton Santos

24 de junho de 2018 às 14h34

A reforma da previdência proposta pelo Ciro não tem nada de esquerda. Nada mais é do que a continuidade do golpe. Eu não confio no Ciro Gomes, gostaria que a alternativa ao Lula fosse o Requião!

Responder

    JOAO BATISTA

    24 de junho de 2018 às 19h28

    Wilton, permita -me.
    A proposta de Ciro para a previdência estará explicitada no plano de governo, mas as linhas gerais divulgadas são, sim, inovadoras e de esquerda, para usar um termo que você utilizou.
    Inovadora porque garantirá a quem recebe mais que 3 a 4 salários mínimos manter seu poder de compra após a aposentadoria, o que não ocorre hoje. Hoje, o trabalhador contribui pelo teto e recebe sua pensão com o desconto do fator previdenciário, o que dificilmente alcança 4 mil reais, dos quase 6 mil reais de teto. Ou seja, o piso estará garantido pela previdência social, o que passar desse piso poderá ser recebido bastando que o trabalhador contribua para isso, através de uma previdência pública, administrada por trabalhadores, mas em regime de capitalização, o que individualiza a contribuição. Cada um receberá pelo que pôde ou quis poupar ao longo de sua vida laboral. Ao mesmo tempo que garante o pider de compra do futuro aposentado, essa reserva poderá financiar obras de infraestrutura necessárias ao país, como ocorre em países desenvolvidos.
    De esquerda, porque garantirá o pagamento das pensões, pelo Estado, através da atual previdência oficial, para todos, até o teto de 3/4 salários mínimos, o que alcança mais de 90% da população trabalhadora, sem que seja necessário que um operário ou camponês tenha que contribuir até 69 anos, como quer o governo golpista.
    Em linhas gerais, é isso.
    Assista aos vídeos de Ciro e tire suas próprias conclusões.
    Abraço

    Responder

    Sandro

    25 de junho de 2018 às 07h16

    Tá dificil é confiar em Petista, hoje em dia!

    Responder

      GERALDO GALVÃO

      25 de junho de 2018 às 11h35

      Mas vai ter que aturar. O piso do PT/Lula é 30 % na largada, na campanha agrega mais uns 15%, o que dá a vitória no 1º turno.

      Responder

    Ultra Mario

    25 de junho de 2018 às 09h18

    O sistema atual está morto e todos os países que ainda o usam como a Venezuela e Argentina estão quebrados.

    Responder

Patrice L

24 de junho de 2018 às 14h24

Miguel

Meus respeitos.

Mas, dentro da atual lógica cafezinha:

– o Ciro tem uma agenda mais à esquerda que o PT e vai poder governar; o Lula, não

– o Lula tinha uma alta rejeição e não conseguiria governar; o Ciro, pela recente pesquisa Ipsos, tem um índice bem maior, mas vai poder governar

– o Ciro deu entrevista à RTP e oh mostrou-se triste com a prisão do Lula; mas aqui pros brazucas diz que apoia a Lava Jato; que a prisão do Lula foi legal, mas é injusta (vai entender essa construção!!)

Pois é, esse tanto de incoerências!!

E olha que não falei do Cafezinho, vanguardista e brilhante na luta pela regulação da mídia, apoiar quem diz que não irá proceder com isso!!

Responder

    Miguel do Rosário

    24 de junho de 2018 às 17h39

    Patrice, essa pesquisa de rejeição é furada. Todo mundo com rejeição igual de 60%? Sem estratificação por região, faixa de renda e escolaridade? Desculpe, eu levo pesquisa a sério.

    Responder

      Cíntia

      25 de junho de 2018 às 01h13

      Miguel, e sobre as incoerências apontadas pela Patrice, algo a dizer?

      Responder

        artzN

        25 de junho de 2018 às 09h00

        1a: Lula, nem nenhum outro PTista conseguirá governar, como ficou bem evidente com Dilma. Lula tem 8 processos correndo na justiça e só no primeiro já está condenado em 2 instâncias. Eleito, vai ocorrer o que hoje ocorre com Dilma. Pressão da oposição por impedimento, e para se livrar, vai ter que lotear novamente o poder com os piores, vai ter q

        Responder

        artzN

        25 de junho de 2018 às 09h13

        1a: Lula, nem nenhum outro PTista conseguirá governar, como ficou bem evidente com Dilma. Lula tem 8 processos correndo na justiça e só no primeiro já está condenado em 2 instâncias. Eleito, vai ocorrer o que hoje ocorre com Dilma. Pressão da oposição por impedimento, e para se livrar, vai ter que lotear novamente o poder com os piores, vai ter que apoiar medidas intragáveis… são 8 processos! Vai ser o mesmo inferno de Dilma repetido. Uma queda de braço que só quem perde é o Brasil. De outro lado Ciro tem o nome sem nenhuma mancha, não teve o desgaste político de ter sido poder por 12 anos e tem o pulso forte necessário para comandar as reformas que precisamos há muito tempo (e que foram ignoradas pelo PT);

        2a. Ciro apoia a Lava-Jato, mas condena algumas arbitrariedades do juiz Moro. Apesar de achar injusta, não considera ilegal a prisão de Lula, e não há nenhuma contradição nisso. Quantas medidas do STF são tomadas de modo que 3 consideram injustas, mas 4 consideram justas, e por isso, é concedido? Como o HB do próprio Lula, por exemplo. Pelo fato de 3 considerarem injusto algo, não faz da decisão da corte ilegal em nada. O que Ciro diz é simplesmente: ele juiz do caso teria inocentado Lula por falta de provas substanciais, mas não é ele que decide e sim o sistema judiciário, que decidiu pela condenação na 1a instância e em um colegiado de 2a;

        3a. Regulação de mídia é coisa de quem não sabe debater. De quem acha que para ganhar uma discussão tem que calar o oponente. Censura nunca mais! Esse mesmo povo que luta pela regulação da mídia hoje, condenou quando a ditadura a regulava. Ou seja, quando é o meu grupinho no poder aí deve haver regulação da mídia, mas quando for os outros, a mídia deve ser totalmente livre. Isso sim é incoerência. Ciro diz bem: “Eu teria motivos de sobra pra defender a regulação da mídia, pq só eu sei o que já sofri injustiças pela mídia, mas não é certo que o poderoso do dia regular a mídia, pq vai parecer muito que quer apenas destruir os ataques sobre si mesmo, o que se deve fazer é incentivar profundamente a pluralidade das mídias, e não deixar apenas pequenos grupos tendo acesso a difusão da informação, e educar o povo para saber filtrar a informação que chega a ele”.

        Responder

          Patrice L

          25 de junho de 2018 às 14h11

          1) uma equação em que a prisão do Lula é legal, porém injusta, não bate! só bate se torturar as palavras e seu sentido

          2) ninguém aqui falou em censurar a mídia corporativa (aliás, essa é a fala da direita e da própria mídia corporativa para evitar a regulação); falamos de quebrar o monopólio da expressão facilitada por uma concentração pornográfica dos meios de comunicação nas mãos de uns poucos

          3) aplaudo e desejo sorte a qualquer projeto que incentive e fomente a mídia alternativa, o contraponto à mídia da direita; acho, porém, insuficiente para a desejável pluralidade de vozes se não interditar a concentração e propriedade cruzada dos meios

          4) Miguel, que tem sido um batalhador dentro do tema, podia desenvolver um post específico sobre o que o Ciro pretende a respeito – e, a se eleger, se ele vai ser bem sucedido

Valéria

24 de junho de 2018 às 13h56

O que verdadeiramente pensa Ciro?

Responder

    JOAO BATISTA

    25 de junho de 2018 às 01h05

    Assista aos vídeos em que Ciro fala para trabalhadores, estudantes, empresários, políticos, jornalistas.
    Todo candidato tem que apresentar linhas gerais de seu plano de governo à justiça eleitoral para obter registro.

    Responder

    Sandro

    25 de junho de 2018 às 07h17

    Em plena era da informação e da internet, sua pergunta é inaceitável! Se esse é o nível dos petistas, a coisa tá feia mesmo

    Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Ciro Gomes O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou?