Bolsonaro e Haddad na Redenews

E agora, Brasil?

Por Miguel do Rosário

08 de outubro de 2018 : 13h19

Diante do massacre sofrido pelas forças progressistas, por culpa dos erros primários cometidos pelos dirigentes partidários, que não souberam construir uma grande aliança antifascista, a gente pergunta, e agora, Brasil?

Não queria ter de dizer isso, mas tudo que aconteceu foi previsto. A rejeição ao PT fez com que Bolsonaro ficasse a poucos centímetros de levar no primeiro turno. Não fosse Ciro, oferecendo uma terceira via, a eleição teria sido fechada facilmente neste domingo.

Se houvesse sido formada uma aliança lá atrás entre Ciro e PT, com Ciro na cabeça da chapa, como defendiam abertamente Flavio Dino e Jaques Wagner, os quadros mais inteligentes e responsáveis da esquerda, teríamos atraído o PSB, o centrão e não estaríamos nessa situação.

Agora, precisamos de alguns dias para processar o quadro e imaginar novas estratégias. Não esperem, aqui no Cafezinho, qualquer projeção rósea (e mentirosa) da realidade.

A esquerda precisa mudar a sua cultura política. Não adianta ficar só ouvindo o que você quer ouvir. Por isso é tão importante autocrítica, para nos deixar mais fortes e mais capazes de vencer os adversários.

O que você acha? Quais as razões da nossa derrota nesse primeiro turno?

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

244 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

MONTANHÃO

10 de outubro de 2018 às 12h24

O PT vem sendo demolido principalmente pelo histórico da corrupção (muita gente na cadeia, inclusive Lula). Também vem sendo responsabilizado pela situação econômica adversa.
É muito peso, não é? Isso diante da “ficha limpa” e da ausência de experiência legislativa/executiva de Bolsonaro. É um partido contra uma pessoa.

Sugestão é adotar o velho ditado popular que diz : Só erra quem faz.

O PT realizou muuito, e também errou. Então deve continuar falando do que realizou e começar a falar do que errou. No sentido de valorizar o erro como parte do processo de crescimento de pessoas e instituições. No sentido de não errar de novo. No sentido do humano.
Só vejo essa estratégia.

Responder

Reginaldo Gomes

09 de outubro de 2018 às 22h53

Essa eleição ensinou a esquerda que tem que quebrar paradigmas.
Pode dar um exemplo?
Sim , invés de dar nome aos bois , dar nome aos bode.

Responder

Adecio

09 de outubro de 2018 às 16h53

Eleição sem Ciro eh Nulo!!!! Segundo turno eh 12!! PT nunca mais!!!!

Responder

Marcelo

09 de outubro de 2018 às 13h01

“O PT é o cavalo de Tróia da direita”

Responder

    hocuspocus

    09 de outubro de 2018 às 13h59

    Parabéns,se vc for troll,tudo bem,mas vou aproveitar a tua deixa.
    È necessário ter algúm disturbio para dizer o que vc diz.Pegue os livros de história,leia sobre o exilio de inúmeros dirigentes,Brizola incluído,até Pedro Simon estava banido!!E veja quem foi o cara que depois veio organizar um partido que colocou a ditadura na corda bamba.Greves do ABC,pode googlear,vc pelo jeito é jovem e na sua arrogância comete o erro da ignorância.
    Estude,estude,estude,crie seu própio conceito e com argumentos lógicos e racionais defenda-o,enquanto isso não acontecer ,NÃO FALE BESTEIRAS.

    Responder

    hocuspocus

    09 de outubro de 2018 às 14h01

    Parabéns,se vc for troll,tudo bem,mas vou aproveitar a tua deixa.
    È necessário ter algúm disturbio para dizer o que vc diz.Pegue os livros de história,leia sobre o exilio de inúmeros dirigentes,Brizola incluído,até Pedro Simon estava banido!!E veja quem foi o cara que depois veio organizar um partido que colocou a ditadura na corda bamba.Greves do ABC,pode googlear,vc pelo jeito é jovem e na sua arrogância comete o erro da ignorância.
    Estude,estude,estude,crie seu própio conceito e com argumentos lógicos e racionais defenda-o,enquanto isso não acontecer ,NÃO FALE BOBAGENS

    Responder

Hudson

09 de outubro de 2018 às 12h59

É preciso desmascarar o Bozo.

A gente sabe a qual bandeira ele presta continência.

Ele não tem plano de governo.

Não tem coragem de apresentar proposta alguma.

Por isso, desvia a atenção usando mentiras preconceituosas.

É apenas um “mito”, um unicórnio cor-de-rosa de camisa preta.

É o candidato do crime e dos ricos: tem apoio de milicianos, grileiros de terras, estupradores-torturadores, neonazistas, escravagistas, falsários religiosos, sonegadores de impostos, entreguistas-privatistas, misóginos, assassinos, falsos cirurgiães, e por aí vai.

Responder

    Serg1o Se7e

    09 de outubro de 2018 às 13h05

    Hudson, proposta existe, você é que não se deu ao trabalho de ir procurar:

    http://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-2018/divulgacandcontas/#/candidato/2018/2022802018/BR/280000614517

    Menos canalhice, por favor.

    Responder

      Manuel Feijó

      09 de outubro de 2018 às 13h54

      Canalha é você e a sua mãe, seu imbecil!

      Responder

      Hudson

      11 de outubro de 2018 às 21h48

      Digo que ele não tem plano porque a cada hora ele diz uma coisa ou outra, assim como o Posto Ipiranga e o Tocão.

      Na verdade, ele tem um plano, mas não é publicável nem debatível.

      Por exemplo: qual é a dele quanto ao imposto de renda e bolsa família? Ele zombou publicamente da proposta que está escrita no “Plano” entregue ao TSE. Então o que está registrado não vale?

      Já a promessa de garantia de propriedade de terras para narcotraficantes e escravocratas está escrita no “Plano” (na conclusão da seção sobre segurança), assim como foi explicitada pelo coiso em entrevistas. Está escrito que pretende retirar da Constituição toda e qualquer “relativização” da propriedade privada, incluindo apenas como exemplo a EC81: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Emendas/Emc/emc81.htm

      A propósito, você já leu o “Plano”? Eu já o tinha lido vários dias atrás. Escrevo com fundamento.

      Cerejas do bolo no “Plano Powerpoint”: [1] afirmação de que a ditadura não foi ditadura (citando um profundo estudo histórico-documental-analítico intitulado “Editorial da Rede Globo”! :-)); e [2] reforma trabalhista ultra radical (carteira verde-amarela), extinguindo simplesmente todos os direitos de trabalhadores (exceto os raros direitos trabalhistas garantidos na Constituição − que ele pretende remendar, ou, como disse o Tocão, reescrever sem representação popular).

      Responder

Ricardo JC

09 de outubro de 2018 às 11h05

Bom dia Miguel. Você deve estar super orgulhoso do nível do blog, não?

Responder

Pedro

09 de outubro de 2018 às 10h59

Tragédia anunciada. Decerto q a dobradinha Ciro/Hadad teria sido o ideal. Tb ficou claro q os dirigentes do PT usaram o capital politico do Lula pra se reelegerem e assim sacrificaram a união dos progressistas. Agora, com a derrota iminente da esquerda vamos à “colombização” do pais enquanto tudo vai sendo esquecido e apagado.

Responder

    Ricardo JC

    09 de outubro de 2018 às 11h12

    Prezado Pedro. Vamos raciocinar um pouco. O que lhe faz pensar que alguém que não votou no PT agora, votaria em uma chapa Ciro/Haddad? Não lhe parece óbvio que esta chapa também estaria fadada a perder, só que já no primeiro turno? A eleição estaria resolvida neste momento…
    A fragmentação nos salvou. Eu ainda creio que com um trabalho bem feito possamos virar o jogo. É difícil, mas não impossível. O “coiso” vai ter que se expor e sair da sombra. E “coisos” não suportam a luza do dia.
    Só lamento que os ciristas, tão progressistas e sabedores de tudo, estejam declarando voto nulo para punir o PT (e nós todos em conjunto…). No momento deveriam escutar a sabedoria popular que diz “melhor ser feliz do que ter razão”!!!!

    Responder

sempre Voltaço

09 de outubro de 2018 às 10h20

Miguel do Rosário. Mil desculpas por não ter entendido seu posicionamento ao Ciro.
O PT jurídico traiu o presidente eterno Lula e eles estavam só de olho no Congresso e seus penduricalhos de cargos.
Consegui enxergar isso no sábado e no domingo votei no Ciro.
Ainda bem que acordei há tempo de votar no Ciro e não votei pra ninguém no PT e nesse segundo turno vou anular meu voto.
Valeu MR.. vc estava certo e eu errado. Mil desculpas.

Responder

    Ricardo JC

    09 de outubro de 2018 às 11h14

    Kkkkkkk…viu Miguel? O que virou este blog, meu deus???

    Responder

Serg1o Se7e

09 de outubro de 2018 às 08h21

Dois bons resumos sobre o que será do Brasil:

“O eleitor entendeu tudo”
SALVAR
Brasil 09.10.18 06:30
  
Pedro Doria, em O Globo, descreveu o triunfo eleitoral da Lava Jato:

“O eleitor entendeu tudo. Quem foi punido nas urnas foi quem trabalhou contra a operação anticorrupção. Dilma Rousseff, que teve os direitos políticos mantidos pelo compadrio dos senadores, foi cassada pelos mineiros. Como também o foram Lindbergh Farias e Vanessa Graziotin, mas também Jucá, Eunício Oliveira, os Sarney, Lúcio Vieira Lima, Delcídio Amaral, Beto Richa, os filhos de Cunha, Cabral, Picciani, e Roberto Jefferson. O que o TSE não fez com Temer, o eleitor fez nas urnas com sua turma.

A turma escorraçada é composta daqueles identificados como corruptos e os marcados pela fisiologia. Estes eleitores votaram num pacote de valores. Conservadores? Sim. Muito. Mas valores. Ideias.”

————————-

Bolsonaro é o mais votado da história
SALVAR
Brasil 09.10.18 06:03
  
Jair Bolsonaro ganhou de Lula e Dilma Rousseff.

Nunca antes na história houve um candidato que recebesse tantos votos no primeiro turno quanto ele.

Foram mais de 49 milhões de eleitores, superando Lula em 2006 e Dilma Rousseff em 2010 – os dois recordes precedentes.

Responder

Foo

09 de outubro de 2018 às 07h22

“Não queria ter de dizer isso, mas tudo que aconteceu foi previsto.”

Ah, Miguel… menos.

Você errou todos os seus prognósticos a respeito da candidatura de Lula, e, depois, Haddad.

Haddad ficou acima dos 25% do PT, que era o mínimo esperado.

A arrancada final de Bolsonaro surpreendeu todo mundo, mas parece a consolidação do voto útil, que ele teria no segundo turno.

Quem sabe se o PT não lançasse candidato, sem os vídeos de apoio de Lula, pré gravados para Haddad, se ele (Bolsonaro) não tivesse vencido no primeiro turno?

Não dá pra saber. Então não me venha dizer como teria sido.

Responder

Jandui Tupinambás

09 de outubro de 2018 às 07h12

Ciro liga para Haddad:

– Alô, Presidente!

Ciro é maior que seus eleitores do Cafezinho. Beeem maior.

Responder

    Serg1o Se7e

    09 de outubro de 2018 às 10h06

    Ciro maior tão maior = 12%.
    Ciro maior tão maior = depois de tudo, apoio ao pt.

    Grande ele, não?!

    Responder

      Jandui Tupinambás

      09 de outubro de 2018 às 10h29

      Caro eleitor do Bosonaro ou Ciro, não disse que ele é grande.

      Porque não estuda um pouco de física?.

      Disse que ele é MAIOR que seus eleitores.

      Uma formiga pode ser bem pequenininha mas é BEM MAIOR que qualquer neurônio ou outra célula sua.

      Hai capito, signore Cepile?

      Responder

Antonio Soares

09 de outubro de 2018 às 06h09

Vamos deixar para lamber as feridas após o segundo turno. Nesse momento ainda estamos na batalha e é necessário que venhamos a está planejando estratégias para combater o inimigo. Nessa parte da trincheira se ficar discutindo de quem é a culpa é dá campo para o inimigo continuar avançando para destruir todo mundo. Se querem se entregar, que avisem logo para que quem quer lutar saia a buscar novos aliados ou então cubram as feridas, vistam a sua roupa de batalha e sigam adiante.

Responder

    Jorge Vieira

    09 de outubro de 2018 às 11h01

    Inimigo? Somos todos brasileiros elegendo democraticamente nossos governantes. Podem continuar com esse papo de rótulos, divisao e disputas, mas vao perder cada vez mais e mais para os que acreditam na uniao e igualdade.

    Responder

Francisco

09 de outubro de 2018 às 01h31

Fala sério!
Como assim, ‘profeta’, não estaríamos nessa situação, quando se não fosse a estratégia de Lula de permanecer candidato até o mais próximo possível da eleição (17/10, abortado pelos golpistas do judiciário para 11/10 ou seja seis dias antes, que fizeram muita falta) nem mesmo candidato no segundo turno teríamos, quanto mais com condições de vencer, como temos hoje, a ser ratificado pelo Datafolha, na próxima quarta-feira.
Se Lula deixasse de ser candidato bem antes da eleição eles conseguiriam levar dois candidatos ‘seus’ para o segundo turno e esmagariam Bolsonazi, por garantia, no segundo turno.

Quanto a “não esperar, aqui no Cafezinho, qualquer projeção rósea (e mentirosa) da realidade, mesmo que tardia, apenas agora no segundo turno, de nossa parte sempre será bem vinda, quer com Ciro, quer sem Ciro, na disputa.

Responder

Rosa

08 de outubro de 2018 às 23h57

Mesmo nos “países revolucionários”, a mídia de massa ainda está nas mãos da direita

De Andre Vltchek

Como um país poderia ganhar sua luta contra o imperialismo ocidental, como poderia se tornar verdadeiramente independente, se seu povo estivesse totalmente condicionado, através da mídia e educação, pelas doutrinas norte-americanas e européias e visão de mundo?

Onde quer que eu trabalhe e lute neste mundo, fico sempre espantado, até mesmo chocado, com o quão poderosas são as ferramentas ocidentais de doutrinação, quão eficaz é sua propaganda.

Mesmo em países como o Vietnã, onde se poderia pensar, o comunismo ganhou a um tremendo custo de milhões de vidas, as pessoas agora são cada vez mais doutrinadas pelo Ocidente. Eles são apáticos e progressivamente ignorantes sobre o mundo. Sim, é claro, oficialmente o país é solidário com tantas partes do mundo em dificuldades e oprimidas, mas pergunte às pessoas comuns nas ruas de Hanói o que elas sabem sobre as coisas horríveis que estão sendo feitas por multinacionais na África ou até mesmo Na Indonésia; a grande maioria diria que eles sabem quase nada. E se você pressionar mais, é provável que lhe digam que eles não se importam. É porque a narrativa oficial ocidental já se infiltrou, entrou em tudo aqui, das mídias sociais às ONGs. Também começou a influenciar artes, televisão e educação.

A guerra ideológica está em curso e é real. É duro, implacável e muitas vezes mais destrutivo que uma guerra travada por armas convencionais.

As vítimas desta guerra são cérebros humanos, mentes humanas, cultura e, por vezes, sistemas políticos inteiros.

Seu país perde uma “batalha ideológica”, depois outra, e logo você pode se ver vivendo em um sistema totalmente estranho a você e ao seu povo; a sua história, tradições e desejos.

https://countercurrents.org/2018/10/07/even-in-revolutionary-countries-mass-media-is-still-in-the-hands-of-the-right/

Responder

    Paulo

    09 de outubro de 2018 às 00h18

    “Seu país perde uma ‘batalha ideológica’, depois outra, e logo você pode se ver vivendo em um sistema totalmente estranho a você e ao seu povo; a sua história, tradições e desejos.” Por exemplo, Rosa, com um Governo que aprovasse o direito universal e absoluto ao aborto, no Brasil?

    Responder

    Ser1o Se7e

    09 de outubro de 2018 às 08h24

    Culpar a Globo sempre é a resposta do fracasso petista e da esquerda de forma geral.

    Responder

    Jorge Batalhador

    09 de outubro de 2018 às 09h06

    O doutrinador mais poderoso deste mundo é a historia. Ela mostra que paises onde o governo é controlador e sufocante como no Socialismo, Nazismo e Comunismo o fracasso e destruicao é invetavel. Nesses tipos de regime a populacao se torna escravos dando tudo que produz para um grupo de ditadores, em troca um minimo para sobreviver. E quando por sorte aparece uma multinacional nesses lugares oferenco trabalho a 1 real por hora, o povo forma filas para conseguir uma vaga, pois 1 real a hora é melhor do que tinham antes trabalhando para o Regime. Veja a China a uns anos atras e Vietna atualmente….
    Liberdade é o unico caminho que faz o homem pleno e desenvolvido.

    Responder

Liz

08 de outubro de 2018 às 23h49

Olá! Sempre visito o blog, leio os posts e comentários, mas nunca me manifestei. Vinha até aqui para tentar entender o que está acontecendo com o nosso país através de textos e comentários de pessoas, que julgo serem mais experientes e conhecedoras de política do que eu, mesmo que, talvez, mais jovens. Até os resultados do primeiro turno, entendo que a defesa de cada um em prol do seu candidato era extremamente válida e saudável, bem como, as análises sobre como chegamos até aqui. No entanto, na situação atual, não consigo entender como pessoas politizadas, conhecedoras da História, permaneçam em um movimento infantil de buscar culpados quando a democracia está em risco. Não interessa agora quem é o culpado, mas sim o debate de como poderemos contribuir efetivamente para salvar o nosso país de quatro anos de atraso e retrocessos. Entendo que este deva ser o foco do debate de quem realmente se importa com o Brasil, e não apenas com a própria opinião. Penso que o resto, nesse momento, é muito pequeno!

Responder

    Brasileiro da Silva

    08 de outubro de 2018 às 23h59

    Parabéns pelo seu post. Escreva sempre.

    Responder

    Arthur da Rosa Fernandes

    09 de outubro de 2018 às 00h09

    Discordo, a história está aí pra nos ensinar. Vide 89′. Até quando vamos precisar cometer os mesmos erros pra aí sim aprender? Nos preparemos pra ser oposição. Respeitem a democracia.

    Responder

      Manuel Feijó

      09 de outubro de 2018 às 01h57

      Não se trata de respeitar a democracia, mas de respeitar o fascismo, o que é inadmissível.

      Responder

        Serg1o Se7e

        09 de outubro de 2018 às 08h25

        Mais um que gazetou as aulas de História.

        Responder

          Manuel Feijó

          09 de outubro de 2018 às 13h51

          Ah, mais um fascistinha babão! Sempre interessante conhecer personagens do passado…

          Responder

Manuel Feijó

08 de outubro de 2018 às 23h26

Agora já era! Não adianta; o mundo está se preparando para a Terceira Guerra Mundial (nuclear), que vai matar 300 milhões de pessoas. A Segunda Guerra foi precedida de um colapso financeiro (1929) e sucedida por uma onda mundial fascista; o mesmo acontece agora: o colapso de 2008 e agora a onda fascista mundial; de 29 a 39 foram 10 anos; 2008+10=2018.
Fascismo é isso: raiva da situação e vontade de tocar fogo em tudo.

Responder

    Brasileiro da Silva

    08 de outubro de 2018 às 23h48

    Tá bom. Agora pede para sua avó esquentar seu leite e vai dormir.

    Responder

      Brasileiro da Silva

      09 de outubro de 2018 às 00h01

      Ops! Desculpe. Postei no lugar errado.

      Responder

        Brasil da Silva

        09 de outubro de 2018 às 01h15

        Que bonitinho. A menina copiou meu nick. Sua vovó deve ter ficado orgulhosa

        Responder

    Serg1o Se7e

    09 de outubro de 2018 às 08h26

    Confirmou no mapa astral?
    Não sei se aquário estará na 12ª casa para tal conformação…. confirma lá!

    Responder

Luiz Veloso

08 de outubro de 2018 às 23h09

Rechaçar as pressões para vencer
Como nunca antes, se abatem gigantescas pressões sobre o PT e sua direção.

Os principais órgãos de imprensa, em editorial, acusam o programa de Lula de “Pior que a Venezuela”, intimidam com a “guerra civil” após as eleições e, hipócritas, pedem a “concórdia”.

Na verdade querem, como eles mesmo dizem, “descolar” Haddad de Lula e do PT. Chamam a ceder na reforma da Previdência exigida pelo mercado e tirar a Constituinte do programa, para “se abrir para o centro”… e poder, então, explorar as fotos da junção do PT com os políticos do “sistema” odiado pelo povo!

Ao contrário, para ampliar e ganhar é preciso defender e estender os direitos sociais e o estabelecimento da soberania nacional. E porque se trata da mais ampla unidade em defesa da democracia, que é preciso uma Constituinte, o meio democrático de revogar as medidas golpistas e avançar as reformas populares – tributária, política, da mídia, agrária e outras – compromissos inegociáveis do programa do PT. É o meio democrático de mudar as instituições do sistema.

Apoios nesta disputa de 2o turno, crucial para o futuro da nação, são bem vindos, para além das forças que defendem Lula Livre, como o PDT e o PSOL. Negociações políticas com personalidades e setores partidários também, sem repetir barganhas de outrora.

https://petista.org.br/2018/10/08/vamos-vencer-estas-eleicoes/#

Responder

    Serg1o Se7e

    09 de outubro de 2018 às 08h32

    Primeiro, olha o site….

    Segundo, acho que você não entendeu alguns pontos.
    Sim, Haddad ficou em segundo e perderá porque é laranja do presidiário. A maioria não quer marionete no governo.
    Sim, Haddad não faz nada sem ir à cadeia pedir permissão ao presidiário. Fala em pacto “ético” com o PSL, mas recebe diretrizes de um presidiário.
    Sim, não é porque o pt quer que é possível uma Constituinte. Nossa Constituição não permite isso. A proposta é inconstitucional. Tanto que o laranja já comunicou em TV nacional que isso sairá do programa.
    Sim, o programa do pt prevê coisas que nos aproximariam da atual Venezuela, como a regulação da mídia e diminuição ou retirada dos órgãos judiciários – leia lá!

    O choro é livre, mas Lula não!

    Responder

      Luiz Veloso

      10 de outubro de 2018 às 11h58

      Os principais órgãos de imprensa, em editorial, acusam o programa de Lula de “Pior que a Venezuela”, intimidam com a “guerra civil” após as eleições e, hipócritas, pedem a “concórdia”.

      Na verdade querem, como eles mesmo dizem, “descolar” Haddad de Lula e do PT.

      Responder

Ciroc

08 de outubro de 2018 às 22h53

Votei no Ciro e agora votarei nulo. No PT traidor não votarei, nem que o Ciro declare apoio !!!

Responder

    Alan Cepile

    09 de outubro de 2018 às 06h47

    Se declarasse apoio herdaria o antipetismo, simples assim.

    Responder

Hudson

08 de outubro de 2018 às 22h33

Rafael Azzi tem uma proposta (baseada em análise):

https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/371567/Rafael-Azzi-sua-tia-n%C3%A3o-%C3%A9-fascista-ela-est%C3%A1-sendo-manipulada.htm

Responder

Reginaldo Gomes

08 de outubro de 2018 às 22h31

Caí do cavalo . Subestimei o adversário. Fiquei surpreso com a quantidade de gente que votou no monstro. É duro admitir .
Penso que o Haddad só sentará na cadeira de presidente da nação, só de forma sobrenatural, uma intervenção divina.
A fúria de satanás que tá no coração dos que votaram no monstro é muito grande.
Só com o povo voltando a clamar a DEUS é que teremos paz.
A receita para a esquerda trilhar um caminho de glória, no domingo , foi mostrado e comprovado.
Essa receita, é o retorno a base do poder :
“Todo poder emana de DEUS, o povo é imagem e semelhança de DEUS; o maior modelo de perfeição humana, justiça e política é Jesus Cristo, e tudo isso está ensinado no evangelho que é o best seller mais lido na nação brasileira.

Responder

    Jorge Vieira

    09 de outubro de 2018 às 09h31

    No regime petista tinhamos 60 mil assassinatos por ano, incluindo homossexuais, negros, brancos, homens e mulheres e tudo que faziam eram subir no palanque e pedir mais votos.
    Continuar votando no regime petista é apenas garantir que mais e mais negros, brancos, gays, heteros…. continuarao morrendo

    Responder

Alberto Buarque

08 de outubro de 2018 às 22h30

Só falta agora os blogs culparem o Lula por ter sido condenado sem provas e está encarcerado em Curitiba!

O Cafezinho que não espere complacência de seus leitores quanto a exploração desse tema!

Sou leitor assíduo e fui contribuinte por algumas vezes nas campanhas de arrecadação dos diversos blogs ditos independentes. O Cafezinho a todo tempo quis impor a alternativa Ciro Gomes aos petistas e lulistas!

Ciro Gomes não teve capital político e inteligência emocional para seguir adiante na disputa. por vezes deu declarações ambíguas e tendenciosas, numa especie de chantagem moral ao PT e a Lula.

O Brasil fará a escolha de seu destino político e certamente NÃO terá sido o PT ou Lula os culpados por uma uma vitória do Bolsonaro.

Não vamos permitir que o ranço político de Ciro Gomes ou de quem quer que seja tragam uma versão errônea para os acontecimentos históricos atuais!

Estamos diante de uma violência jurídica que nos permite afirmar que não estamos num Estado Democrático de Direito.

Vou seguir na Luta pela eleições de Fernando Haddad e espero que O cafezinho participe dessa batalha que se inicia de forma intensa e responsável. E ao invés de vir cobrar autocrítica do campo progressista, passe a cobrar a autocrítica aos verdadeiros culpados dessa crise institucional que vivenciamos.

Responder

    CezarR

    08 de outubro de 2018 às 23h49

    Ninguém aqui culpa Lula por ter sido preso, mas por não ter tido a grandeza e a inteligência que se esperava dele apoiando Ciro. Mais ainda, não tivesse apoiado seria até perdoável, mas aplicar-lhe uma rasteira tirando-lhe o PSB com a esperança que tinha dado um últimado do tipo ou dá (aceita ser meu vice sob minhas ordens) ou desce (morra à míngua de votos) foi uma das coisas mais baixas que vi na política, notadamente pelo sacrifício imposto à Marília Arraes e ao Márcio Lacerda. Será meu último 13 na urna! Nunca mais!

    Responder

    Alan Cepile

    09 de outubro de 2018 às 06h51

    A soberba petista…

    Responder

Jose carlos

08 de outubro de 2018 às 22h16

O Ciro fala demais e não pensa para falar. É só por um microfone na boca dele e ele solta o verbo. Por isso se ferrou.
O Moro não é político, se meteu a fazer política é olha o desastre.
O PT mesmo que perca sai vitorioso das urnas. Depois de 4 anos de propaganda negativa no JN está no segundo turno.
O problema do Ciro é apontar para onde a mídia aponta. Jamais deveria ter falado mal do Lula.
Agora, é recolher os cacos, Miguelito.

Responder

    JOÃO BATISTA

    08 de outubro de 2018 às 22h51

    Votei 12 no primeiro turno.
    Votarei 12 no segundo turno.
    É Ciro 12!

    Responder

Brasileiro da Silva

08 de outubro de 2018 às 22h04

Agora é simples. O PT perde a eleição, expurga os corruptos e renasce. Volta a ser um partido dos trabalhadores e não esse que viveu de doações milionárias dos empresários para conquistar o poder.

Responder

Marcos

08 de outubro de 2018 às 22h03

A fraude eleitoral foi DESCARADA e tratam tudo como se fosse culpa do povo que votaria pro Lula e migrou o voto para o Bolsonaro (?!?).

A tese do “endireitamento” da população não faz sentido, quando até um mês atrás Lula tinha firme uns 40% de intenções de voto. Não é verossímil.

O que é verossímil? FRAUDE. GOLPE ELEITORAL. Janaína Pascoal com 2 milhões de votos em São Paulo? FRAUDE.

Cancelam 3 milhões de votos, sendo quase 70% deles em redutos petistas? FRAUDE.

Convocam mesários bolsonaristas para “cuidar” da eleição? FRAUDE.

Urnas em que ao digitar “13” surge a foto do Bolsonaro? FRAUDE.

Inventar acusação falsa contra o ex-presidente mais popular da história, prendê-lo e cassar todos os seus direitos políticos, impedindo que o povo brasileiro o eleja? FRAUDE.

FRAUDE. FRAUDE. FRAUDE.

Uma vergonha o PT ter se prestado a legitimar essa farsa, que era uma bola cantada há muito tempo.

Responder

    Arthur da Rosa Fernandes

    09 de outubro de 2018 às 00h11

    Não chora, respeita a democracia. Caso contrário, você estará se tornando um deles.

    Responder

    Alan Cepile

    09 de outubro de 2018 às 06h54

    E mentir para o proprio eleitorado com o “Lula ou nada” foi o que???

    Responder

Erismar

08 de outubro de 2018 às 20h20

Miguel do Rosário passou quase 20 horas par fazer uma postagem pós urnas. Fez uma postagem cheia de rancor e tocando fogo no paiol e abriu o gás. Agora ficamos nós nesta batalha campal fratricida. Não vejo como isso pode funcionar…

Responder

    Arthur da Rosa Fernandes

    09 de outubro de 2018 às 00h13

    Não existe batalha, a realidade é o que é, vamos acordar.

    Responder

Hudson

08 de outubro de 2018 às 20h15

Para abstencionistas, eleitores enganados pelo Bozo e branco-nulistas, é preciso mostrar as diferenças programáticas.

Haddad e Bolorasno não são “iguais” pra ficar com nojinho de votar.

Responder

Oblivion

08 de outubro de 2018 às 20h10

Então Brito,
e agora?
Acompanhei toda tua luta pelo que seria uma bela opção ao país, Ciro Gomes, tanto pela capacidade técnica quanto pela despolarização odienta da sociedade. Infelizmente, essa opção foi ferozmente atacada inclusive por quem considerávamos progressistas e preocupados com o desenvolvimento do país, mas na verdade essas pessoas se mostraram egoístas e tão baixas moralmente que se preocuparam em uma suposta hegemonia na esquerda, que só existe mesmo na cabeça deles. Eu diria que é a esquerda que o banqueiro adora. Não quero citar nomes aqui, mas eu não acreditei quando Ciro falou que uma figura que até então era adorada por grande parte da população entraria para a lata de lixo da história se concorresse nessa eleição… Pois então, pelo menos pra mim, isso está a um triz de se tornar realidade. Por que? Hoje há grandes chances de uma candidatura que vem pregando a violência e o neoliberalismo se consagrar vencedora. E isso se deveu a essa arrogância em sair como cabeça de chapa mesmo sabendo que o país não tem mais regras e que as instituições estão em frangalhos. Enquanto isso alguns blogs de esquerda estão falando em bancada no parlamento, em regressão do pmdb e do psdb, etc, na verdade eles estão cantando vitória de uma derrota catastrófica que sofreram. Seria alguma tática política, ou apenas uma ingenuidade ? Por falar em catástrofe, o candidato favorito já demonstrou muitas vezes uma tendência a ser servidor fiel do EUA e um discurso de ódio e divisão na América do Sul (na verdade no próprio país, uma vez que ataca minorias). Eu quero ver se em uma maluquice dessas esses aloprados decidem não só não mediar de forma responsável os problemas com nossos irmãos da América do Sul mas como ataca-los. Daí quero ver essa galera que hoje o apoiam enviando filhos, netos, irmãos, amigos, etc, para uma guerra sem sentido.

Responder

    Lucia

    08 de outubro de 2018 às 21h08

    Dolorosamente tenho que concordar com essa análise lúcida.

    Responder

    Oblivion

    08 de outubro de 2018 às 21h13

    Por tudo que falei inicialmente eu não gostaria de votar no pt para a presidência. Porém, entre a democracia e o discurso de ódio (que até morte já tem gerado e que pode trazer muito mais em uma impensada guerra com nossos irmãos, a quem eles chamam de bolivarianos) prefiro a democracia. Essa seria minha escolha na disputa do ódio contra qualquer outro dos candidatos, escolheria a democracia de Alkmim a Boulos, de Amoedo a João Goulart Filho, etc. O que me assusta é ver pessoas que deveriam ter a responsabilidade de guardar o Brasil, e principalmente nós, o povo, de tal ameaça, por exemplo FHC, titubear em sentar na frente de uma câmera e dizer em alto e bom som para o povo, “escuta aqui minha gente, nosso país precisa de paz e prosperidade, diga não ao discurso de ódio, diga não à ameaça a pobres e a minorias, diga não à mais mortes….”. Pra isso, claro que é necessário uma aproximação das partes.
    Vejo que muita gente não está enxergando o perigo que o país corre, e não digo só do pobre que por mais de uma vez teve sinais do economista e do Mourão, seja sobre mais imposto pro pobre ou sobre questionamento do 13º; mas aqueles que se acham “por cima da carne seca” mazons, por exemplo, se uma guerra vier, será catastrófica pra todos. Claro que, mais uma vez, os pobres vão se dar mais mal, mais uma vez – linha de frente ou bucha de canhão. E, para eu não parecer profeta do apocalipse, pensem e reflitam se isso não é algo possível, basta ver a matilha que está próxima da vitória e sedenta a servir o grande capital; e para ajudar mais, um maduro que só faz besteira em um país cheio de petróleo cobiçado pelos eua.

    Responder

      Francisco Vidal

      08 de outubro de 2018 às 21h49

      Análise pra lá de lúcida! Seus comentários representam a muitos que estão angustiados com o destino desta sociedade adoecida.
      Quanto a FHC, melhor o esquecermos. Ponto para Ciro, novamente, quando afirmou que o pijama de bolinhas estava ridículo no outrora (pretenso) Príncipe dos Sociólogos.

      Responder

      Paulo

      08 de outubro de 2018 às 22h10

      Se eu entendi bem você acha que o Brasil pode ir à guerra contra a Venezuela, Bolívia ou Nicarágua? E com apoio americano? Mas se nem na Ditadura Militar algo semelhante foi tolerado (todos os golpes militares, na América Latina, embora com apoio diplomático americano, foram dados pelos militares nativos, dentro dos limites de seus respectivos territórios). O Itamarati não vai referendar isso. Não vai desmoralizar e comprometer os interesses estratégicos e permanentes da diplomacia brasileira atacando nossos “co-irmãos” latino-americanos, nem a pretexto de impor a ordem…

      Responder

        Oblivion

        08 de outubro de 2018 às 23h08

        Paulo, naquela época não havia o clima de ódio que existe hoje e não havia uma matilha sedenta em agradar ao grande capital como essa. Além disso, não havia mais dois malucos no jogo, trump e maduro. Enfim, uma guerra contra Venezuela seria catastrófica, ainda mais que China ou Russia (não me lembro qual) já disse que daria suporte a ela em algo parecido. Ou seja, só um bando de aloprados malucos entrariam nessa, e, como eu disse antes, pensem e reflitam se isso não é algo possível. Olha nosso país como está nesse momento, mataram hoje ou ontem um senhor que disse ter votado no Haddad, quebraram placa com nome da ex-vereadora Marielle Franco, as cenas de violências se multiplicam…. E isso é normal? Como esperar algo do Itamaraty? Quem vai ser o chanceler?

        Responder

          Paulo

          08 de outubro de 2018 às 23h42

          Mas há o pessoal permanente, de carreira, no Itamarati. Não que sejam ouvidos, necessariamente. Mas creio que os militares brasileiros são sensíveis a essas questões externas, principalmente no palco da América Latina, e resistiriam a essa empreitada. Ainda mais com o suporte ianque. Enfim, Oblivion, vamos aguardar, caso Bolsonaro seja eleito! Seria desastroso para uma diplomacia construída há décadas sob a temática da integração regional…

          Responder

Hudson

08 de outubro de 2018 às 19h55

Miguel, são duas perguntas.

1) O que deu errado no 1º turno?

Na minha opinião, os fatores:

Toda a campanha de longo prazo da mídia contra o PT.

O ativismo criminoso de amplos setores do judiciário.

Campanha intensa do Bozo no UaiTiSape, com bombardeio de notícias falsas e apelativas a preconceitos comuns, estumando o anti-petismo.

Sobre alianças, é difícil dizer como seria se não fosse. Ciro desistiu da “chapa dos sonhos” com o PT, que insistiu em encabeçar chapa.

Muito bom quadro, Ciro, ao se propor como terceira via, talvez tenha exagerado em algumas falas, sem contar o vai-e-vem de um lado para outro. De positivo: Ciro fica como um nome viável para a próxima eleição (se houver).

Manuela abriu mão de sua candidatura em prol de uma unidade da esquerda que acabou não ocorrendo. É uma emergência essa união, mas não acho que tivesse que ser por chapa única (é preciso colocar na vitrine os nomes de quadros viáveis para o futuro).

2) E agora, Brasil?

Agora, é desafiar o coiso a apresentar suas propostas claramente, revelando que elas ou não existem ou não são democráticas (e por isso seriam secretas).

Convencer abstencionistas e branco-nulistas a defender a democracia contra o neonazismo. O discurso precisa ser amplo e inclusivo.

Divulgar informação sobre a falsidade e periculosidade do coiso. Quem são seus apoiadores/financiadores? (Milicianos, escravagistas, grupos de ódio, cafetães, latifundiários, privatistas/entreguistas, neonazistas e por aí vai. Quem quer estar junto deles?)

Responder

Luiz Mattos

08 de outubro de 2018 às 19h37

AS VIÚVAS AINDA CHORANDO,DEIXE DE BABAQUICE E VAMOS DERROTAR O NAZISMO POIS MAIS UMA VEZ É O PT QUE FOI ESCOLHIDO PELO POVO PARA ENFRENTAR A DIREITA FASCISTA.

Responder

Mané

08 de outubro de 2018 às 19h18

O PT entrou e vai sair vitorioso , em 2018. massacrado pelo partido do Judiciário ,e da Mídia por trinta anos ,24 horas por dia . Tem o seu maior lider ,ou melhor .maior Líder da história ,preso incomunicável ,sem provas ,um preso político , perde treze cadeiras na Câmara ,e vai ao segundo turno ,e fatalmente ficará com uma votação acima de 40% !!! Como perdeu? Onde? Como? Acho que a alma do Vira-Latas baixou por aqui. se ganhar ,ótimo. Se perder , está credenciado para ser oposição firme e forte ,e assistir de camarote o Bozo se autodestruir. Quem perdeu? A Globo ,que está numa sinuca de bico. O Judiciário ,que tem que assistir a todo momento o Bozo lhe esfregar na fuça , as sandices que propaga ,como a justiça com as próprias mãos ,o armamento desenfreado ,a perseguição a gays ,negros ,nordestinos e sandices em geral . E o psdb ,que vai marcar o velório ,com transmissão ao vivo no JN ,com choros do Bonner e da Renata .

Responder

Paulo

08 de outubro de 2018 às 19h17

Não sou de esquerda, mas, até hoje, o comentário mais lúcido que li por aqui, em 3 semanas de frequência. Para reflexão sadia:

Marcelo Oliveira Soares
06 de outubro de 2018 às 15h30

“É por isso que essa esquerda está totalmente perdida. Praticamente morta e enterrada. Por isso que Lula levaria no primeiro turno. Ele está além dessa esquerda que só sabe chorar por uma suposta opressão às mulheres e homossexuais. Eu não vejo nenhum esquerdista lutando pelo povo. Lutam praticamente por aborto, endeusamento de homossexuais, contra uma suposta violência contra a mulher (mas quem morre mesmo são homens), liberação de drogas e fica nisso. Nesse rame-rame importado de EUA e Europa. O povo brasileiro cansou dessa chatice e vai escolher alguém que vai na direção oposta desse discurso patético.”

Responder

Fehnelon

08 de outubro de 2018 às 19h16

Ciro Gomes e sua máquina eleitoral foram a principal arma no enfraquecimento da resistência progressista, com sua retórica mentirosa, validando o discurso de que PT e Bolsonaro são dois extremos do mesmo monstro, o radicalismo. para cooptar o “centro-esquerda indeciso”…

Canalhas, canalhas, canalhas.

Lula Livre

Responder

    CezarR

    08 de outubro de 2018 às 21h15

    Você é que é um canalha safado. Continua assim, fala mais… tô procurando um motivo pra mandar minha consciência às favas e não votar nesse partideco.

    Responder

      Luiz Mattos

      09 de outubro de 2018 às 01h58

      CURTO E GROSSO VA TE FODER! UM PARTIDECO COM MAIS DE TRÊS MIL DIRETÓRIOS E QUASE DOIS MILHÕES DE FILIADOS .VOCÊ È DEMENTE?E QUERIA TODA ESSA ESTRUTURA A DISPOSIÇÃO DE UM CORONEL?ESSE MOLEQUE MIGUEL APOIOU A IN SANIDADE DE 2013 E NUNCA MAI VIM NESSE SITE VAGABUNDO.QUE VOTEM NO NAZISMO MESMO PORQUE VOCÊS SÃO JAGUNÇOS COMO OS NAZISTAS.

      Responder

PAULO PERSISTENTE

08 de outubro de 2018 às 19h08

Depois vejam os comentários dos extremistas PETISTAS (PCO) conspirando de tudo enquanto. Dando adjetivos dos mais absurdos. A mangueira não tem nenhuma árvore debaixo de sua sombra. Teve petulante de todos os jeitos. É LULA OU NADA. ELEIÇÃO SEM LULA É FRAUDE. CIRO NEM COM REZA BRAVA. KÁTIA MOTOSSERRA. CIROTASSO. Esqueceram da baile na beira do precipício. Voto não tem cabresto. O problema desta eleição é que o PT além de atrapalhar a Candidatura do CIRO GOMES, perdeu votos do Nordeste para o incompetente e FAKENEWS do COISO.
Muito lamentável o que aconteceu.
Faltou a coerência de votarmos na competência. Eu vou com #CIRO12PRESIDENTE.
Vou votar no 12.
Mesmo que seja para anular o voto
Não voto mais em POSTE
Como também não tenho a incapacidade de compreensão do virá para votar na PESTE.
O BRASIL não aceita ser enganado nem iludido. O PT enganou aos seus seguidores como o PSL conseguiu iludidir a maioria dos Eleitores de Centro como sendo o Salvador da Pátria.
Apoiei CIRO GOMES com consciência limpa de que ele é o único capaz de UNIR o Brasil neste momento.

Responder

Arthur

08 de outubro de 2018 às 19h04

Miguel do Rosário se for pra fazer campanha e defender o Ciro, acho que é melhor se tocar e perceber que a democracia está em risco. Com uma vice que visão pelo mundo oferecendo a região do MATOPIBA ao agronegócio… vc me vem falar de melhor via? O que faz o Ciro além da cara como um novo viés político? Não acho que a melhorar da esquerda tem que ser esquecida… mas se posicione a favor da democracia porra! Tem que a Haddad!

Responder

    Arthur da Rosa Fernandes

    09 de outubro de 2018 às 00h20

    Sério, agora que notaram que a democracia está em risco? Não sabiam que Haddad é fraco e perderia pro Bozo? Não adianta chorar, o PT escolheu perder a eleição. Simples assim.

    Responder

Zuleica Nascimento

08 de outubro de 2018 às 18h59

As viúvas do Ciro estão enlouquecidas, já fazendo o que vem ameaçando há mais de um ano atrás: culpar o PT por uma eventual vitória do Bolsonaro.
Eu acho – sempre achei – que isso é simplesmente uma indignidade. Ciro foi candidato, fez a sua campanha, não ganhou os votos necessários para ir ao segundo turno. Isso é de responsabilidade do PT ou do próprio Ciro?
Respeito as opiniões divergentes, mas se os eleitores de Ciro fizerem em favor de Haddad o mesmo que sugeriam aos eleitores do PT, poderemos equilibrar a disputa.
Mas é sempre o PT que tem que ajoelhar no milho, não é mesmo?

Responder

Arthur Vasconcelos

08 de outubro de 2018 às 18h51

A casca de banana do antipetismo estava aí, o PT viu e decidiu escorregar nela. O Miguel lá atrás fez uma análise que infelizmente foi acertada: “O PT inventou o jogo do Perde-perde-perde”. O Ciro perdeu e o PT perdeu os Governos de Minas e Pernambuco.
É claro e evidente que vou votar 13, mas na minha opinião é só pra cumprir tabela.

Responder

Monserrat

08 de outubro de 2018 às 18h32

O tse disse que iria “controlar” fake news, muitos outros tambén disseram que iriam
“controlar” fake news.

Responder

euclides de oliveira pinto neto

08 de outubro de 2018 às 18h25

O povo brasileiro mostrou, mais uma vez, que não tem capacidade para escolher seus dirigentes. Todo o processo eleitoral foi conduzido pelas mesmas forças que promoveram o golpe de 2016. Faz parte do jogo de interesses externos. O Congresso manteve o mesmo perfil, com muito poucas mudanças. Ou seja, ninguém se lembra de verificar quem apoio o golpe ou votou a favor do projeto do Serra, que retirou da Petrobrás a condução da exploração de petróleo do pré-sal, a grande esperança do povo brasileiro para promoção social da população. Nem se lembra que foram entregues às multinacionais 75% das reservas do pré-sal, equivalente, a preços de venda, a 12 TRILHÕES DE REAIS, quantia suficiente para criar um fundo soberano capaz de proporcionar educação, saúde e previdência social para nosso povo. Votaram em função da mídia canalha e corrupta, que açulou o ódio contra a esquerda, promovendo um idiota sado-masoquista que vai ser beneficiado por essa raiva insana que os eleitores demonstraram através do voto. E com certeza, quando terminarem de liquidar o Banco do Brasil, CEF, Eletrobrás, o restante do pré-sal, a água doce do país, mais as imensas reservas minerais que dispomos, o SUS, a Previdência Social, e tudo que representar interesse para esse grupo golpista e seus asseclas.

Responder

Alan Cepile

08 de outubro de 2018 às 18h24

Como a petezada tá mansinha hoje… dá até vontade de copiar e colar os comentários da semana passada aqui.

Responder

Manoel

08 de outubro de 2018 às 18h18

Queres lavar roupa suja nestas 3 semanas Miguel??
Acredito que agora é unir forças para derrotar o projeto da extrema direita. Qualquer outra atitude é jogar no time deles.

Responder

    Ultra Mario

    08 de outubro de 2018 às 20h39

    Agora todo mundo é obrigado a enjaular o monstro que o PT criou, assim é fácil né.

    Aí daqui a 4 anos fazem de novo… e de novo… e de novo…

    Responder

      Manoel

      08 de outubro de 2018 às 21h49

      Mário, não concordo com quem vc disse que criou o fascista, mas meu ponto é o enfrentamento. Temos o mesmo lado. Eu estaria aqui do mesmo lado se fosse o Ciro ou o Boulos no lugar do Haddad. Acredito nesse chamamento pela luta democrática! Abs

      Responder

        Arthur da Rosa Fernandes

        09 de outubro de 2018 às 00h25

        Manoel, agora não é mais hora de frente democrática, isso era pra ter sido feito antes, como bem clamou o Miguel. Agora é tarde, o fascismo sempre esteve aí, não vamos dizer que não tínhamos notado.

        Responder

Nostradamus ( banquinho & bacia )

08 de outubro de 2018 às 18h06

Não deixem a insanidade da ira e da raiva dominarem as mentes de vocês. Pois então não serão diferentes dos bolsonaristas que estão batendo em pessoas, atirando, esfaqueando, matando. As agressões verbais também são agressões. Dá muito bem para distinguir opinião diferente de agressão. Quando o cara chama a gente de canalha é falta de respeito, de educação… nem sequer conhece a gente… Chega desta violência que leva a morte milhões de mulheres, gays, crianças, idosos… tudo tem a mesmo origem… o ódio incontrolado, o desamor, o desvalor para com a vida.

Responder

    CezarR

    08 de outubro de 2018 às 18h44

    Não canalha, não vou deixar. Vou lá apertar 13 pela minha consciência e moral, mas depois do Domingo, preparem-se….

    Responder

      Carcará

      08 de outubro de 2018 às 21h05

      Seja mais claro, você virá armado ?

      Responder

        CezarR

        08 de outubro de 2018 às 21h13

        Minha arma é minha militância e minha idéias.

        Responder

Justiceiro

08 de outubro de 2018 às 17h46

“Ciro no PT nem com reza braba!” Foi com essa frase que Gleisi Hoffmann desdenhou de Ciro Gomes.

Vamos ver até onde vai a hombridade do coronel. Vamos ver se ele vai mais uma vez se rebaixar à vontade e às ordens de Lula.

Responder

Rogerio Faria

08 de outubro de 2018 às 17h40

Sempre lembro-me das palavras do saudoso Governador Leonel Brizola: “O PT é a esquerda que a direita gosta.”
O PT chegou à beira do precipício e precisará optar entre um esquerda cheia de radicalismo e retrograda ou uma nova esquerda mais dialética e menos sectária.
Os “dados” estão lançados.

Responder

    hocuspocus

    08 de outubro de 2018 às 17h53

    Lembrando ,Brizola queria 5 anos para Sarney e votou contra o impeachment do Collor.Todos têm seus pecados meu amigo,e trazer críticas nesta hora não ajuda em nada.

    Responder

      Ultra Mario

      08 de outubro de 2018 às 19h04

      Qual o problema em votar contra o impeachment do Collor? Votou mal, que aguente as consequencias.

      Responder

hocuspocus

08 de outubro de 2018 às 17h37

Falar de erros nesta hora é sacanagem !!!! o jogo precisa ser jogado e depende de cada um de nós .
A opção não é política e é nisso que os pts terão que focar.
De um lado temos uma massa de imbecis que hoje tiveram mais uma prova com a bolsa de quem serão os que lucrarão com o fascista ,e de outro estão os que ainda acreditavam se tratar de uma eleição política e não foi ,como não será o 2° turno.
A OPÇÃO É DE SOBREVIVÊNCIA como sociedade civilizada ,se as abstenções,brancos,nulos e até nas hostes tucanas não o entenderem assim , paciência estamos morando no lugar errado.
Existe campo para gerar uma virada sim senhor !!!!se o comportamento for de eles JÁ ganharam é bom renovar o passaporte,porque as coisas vão ficar muito feias.
Curioso que nenhum blogueiro atentou ainda para as eleições esdrúxulas Brasil afora,Minas,RJ,SP têm muita coisa a ser desmiuçada .As urnas controladas pelos golpistas deram dados quase absurdos,por que?????

Responder

Victor

08 de outubro de 2018 às 17h37

Miguel, por que meu comentário não é liberado?

Responder

Antônio neto

08 de outubro de 2018 às 17h36

Não é só os democratas que tem de se unir contra a onda de extrema direita, as demais religiões tem que abrir os olhos para a formação da República teocrática evangelica do Brasil. Se não daremos adeus a liberdade de religião no Brasil.

Responder

ari

08 de outubro de 2018 às 17h29

Miguel, há um sofisma em tudo isto pois parte-se do princípio que o Ciro como cabeça de chapa não seria molestado pela mídia, pelo judiciário, etc.
Acho que as pessoas não estão entendendo a gravidade da situação. Pois bem, se alguém um dia me vir defender o serra ou o Alckmin, pode me prender que fiquei doido de queimar dinheiro. Mas num eventual 2o. turno entre um deles e a Besta, eu votaria neles pois, salvo maior engano, não me consta que andem defendendo a ditadura, o Ustra, a tortura, etc.

Responder

    hocuspocus

    08 de outubro de 2018 às 17h41

    É verdade Ari,têm gente que quer discutir política ainda.A vitória não cairá do céu,se trabalhamos no 1° turno,no segundo não bastará só dobrar o trabalho,o jogo será dificil,mas a vitória dependerá do que a gente faça.

    Responder

Ultra Mario

08 de outubro de 2018 às 17h26

E o óbvio acontece. Só os petistas mais fanáticos de blogs como 247 e Tijolaço ainda não se tocaram que o problema são eles, e não “a esquerda” ou “o fascismo”.

Fascismo se derrota com seriedade, comprometimento e ética, e não com negociatas em gabinetes, corrupção e caudilhismo.

Agora já é tarde. Só nos resta rezar para que haja um país daqui a 4 anos.

Responder

Lucas Franca

08 de outubro de 2018 às 17h14

Ricardo C. “O PT nos deu a Dilma de presente. Nos deu o Temer de presente. E agora vai nos dar o Bolsonaro de presente.”
eh o comentario mais lucido que ja ouvi na vida…. !

Responder

    JOÃO BATISTA

    08 de outubro de 2018 às 18h46

    Eu também gostei.
    Mas, na verdade, justiça se faça (sem ironia com o custodiado), os presentes foram de lula, o “gênio” que bolou a estratégia tabajara que levou a essa derrota tsunãmica.

    Responder

    Luiz Mattos

    08 de outubro de 2018 às 19h43

    O PT DEU ESPERANÇA DEU DIGNIDADE DEU OPORTUNIDADE AO EXCLUÍDO ELEVOU O CONCEITO DO BRASIL MUNDO AFORA,NÃO CUSPA NO PRATO QUE COMEU OU ÉS DA DIREITA OU UM CEGO MAL AGRADECIDO.

    Responder

    Lucas

    08 de outubro de 2018 às 19h53

    Verdade!! O PT está elegendo Bolsonaro!! O voto em Bolsonaro é anti-petista/lulista.

    Responder

Pacheco

08 de outubro de 2018 às 17h13

O candidado do PDT ao governo do Amazonas no segundo turno, Amazonino Mendes, acaba de divulgar que apoiara e votara em Bolsonaro no segundo turno. Quem votou em Ciro no primeiro turno (como eu) tem que anular no segundo turno. Na minha opinião e o correto

Responder

    hocuspocus

    08 de outubro de 2018 às 17h42

    A pergunta que não quer calar ,em que país vc morará a partir do 01/01/2019 ??????????????????

    Responder

    Alan Cepile

    08 de outubro de 2018 às 18h47

    A vitória do bozo é praticamente irreversível, ele parte com 45% e precisa apenas de um Alckmin e mais 0,5%

    Responder

    Arthur da Rosa Fernandes

    09 de outubro de 2018 às 00h31

    Tem que ser expulso do partido sumariamente. Não tem arrego. Espero que o Lupi seja coerente.

    Responder

Dario

08 de outubro de 2018 às 17h07

A questão é muito simples, a grande maioria dos brasileiros não quer nem ouvir falar do pt voltar a governa-los, depois de tanta incompetência e tanta corrupção votariam até num pe de XAXIM se ele fosse comtra o pt. Infelizmente o Ciro também foi contaminado por esse sentimento por ser mais ligado à esquerda e em algumas oportunidades ter se declarado a favor do presidiário lavador de dinheiro que tem hoje uma grande rejeição junto aos brasileiros

Responder

Tiago PT

08 de outubro de 2018 às 17h06

Defendi a votação em Marcio França e fato novo pró Haddad 1 semana antes.

É Hora de discutir a candidatura de Luiz Marinho a Governador de SP

Muito se fala das disputas estaduais, tendo em vista que são importantes para as parcerias com o Presidente e ajudam inclusive a formar maioria no congresso nacional.

Em São Paulo essa importância aumenta, devido á complexidade do estado e seu peso para o resto do país.

Historicamente o PT tem tido resultados pífios na eleição estadual, sendo que a única vez que conseguiu ir para o 2º turno foi em 2002 com Jose Genoíno (coincidências a parte Luiz Marinho era seu vice), mas perdendo de forma avassaladora para Geraldo Alckmin com uma diferença de quase 20% pontos percentuais, (58,64% x 41,36% dos votos válidos).

Entender o povo paulista e sua dinâmica não é tarefa fácil. Temos sido um estado produtor do pensamento neoliberal, e por isso tudo que cheire a esquerda, terá dificuldades eleitorais.

O PT também tem cometidos erros sucessivos, escolhendo candidatos que não conseguem mobilizar fora da esfera petista, como Alexandre Padilha e agora Luiz Marinho, políticos com ótima reputação e capacidade de execução, mas que não encantam o restante do eleitorado.

Veja que ironia, essa eleição seria ótima para Marta Suplicy, já que conseguiria fortalecer o dito ‘’cinturão vermelho’’, sendo as cidades que historicamente votam no petismo (periferias) e conseguindo dar um tom politico/plebiscitário a eleição, que está marcada para ser o continuísmo do Governo golpista de Temer, ou o continuísmo privatista do PSDB.

O fato do PT pregar a necessidade de um governo de coalizão no plano federal e desconsiderar a correlação de forças no estado, acarretou um preço altíssimo ao PT.

Por aqui vigora a lógica perdedora petista de sempre exigir a ‘’cabeça de chapa’’ ou aplicar chavões a militância com frases montadas do tipo vamos partir para a ‘’arrancada petista’’, que a anos rastejam na casa de 20% e que nessas eleições podem não chegar a dois dígitos.

Como sabemos o estado tem complexidades, perceber isso e dar resposta á população também é tarefa de um partido. São Paulo irá eleger Suplicy do PT para o senado, possivelmente o segundo mais votado será Mario Covas do ‘’Podemos’’, candidatos com perfis ideológicos totalmente distintos, como aconteceu em 2010, que elegeu Marta e Aloisio Nunes.

A estratégia de ‘’voto casado’’, nesse caso em Haddad e Marinho aguardando um milagre de 2º turno, para colocar presidente petista no estado e nas palavras de Marta ‘’gastar sola de sapato’’ não funcionam, até mesmo por que no estado é comum votar em tucanos e petistas.

Por isso, entendo que chegou a hora do PT desistir da candidatura de Luiz Marinho e apoiar abertamente Marcio França.

França é o único que pode romper a ’’polarização’’ do mesmo polo, constituída entre MDB e PSDB, dissecando a candidatura de Dória no primeiro turno e com chances de vencer Skaf num segundo.

Marcio França cresceu nas pesquisas pela barbeiragem de Dória, criticando o fato de França supostamente ser ‘’petista gordo’’ e agora querer ser ‘’magro tucano’’, preconceitos que só podem partir de pessoas como João ‘’trabalhador’’.

Fernando Haddad está ganhando as eleições, mas isso não se reverterá em votos para Marinho (talvez funcione para Pimentel em MG, mas não em São Paulo).

A ideia de abrir mão da candidatura a Governador, acabaria com Alckmin no plano nacional de uma vez por todas, forçando o PSB a oficializar antes do segundo turno o apoio a Fernando Haddad, criando fato político novo e com bônus da candidatura Ciro para o PT por força gravitacional.

Além de não ver seu candidato a Governador, ser atropelado pelo rolo compressor do povo paulista, que dará 30% de votos para Haddad e apenas 10% para Marinho. Voto que será útil no segundo turno para Skaf.

Há outras bases de argumentação, ainda não foi calculada a força do movimento EleNão pelos institutos de pesquisas, podendo beneficiar Alckmin na undécima hora se o voto antipetista optar pela candidatura do Ex. Governador, como aconteceu em 2014 e com o PT perplexo com a disparada do mineiro em frente a Dilma no 2º turno.

Marcio França está longe de ser um ‘’esquerdista’’, como ‘’acusa’’ os adversários, mas tem capacidade de dialogar e formar um conjunto de forças para o estado, quebrando a hegemonia tucana e sendo até possível uma união em 2022 do PSB com PT.

Em política, não podemos levar o ‘’nós contra eles’’ a todo custo, despolitizando o debate e fechando portas. Acredito que se o PT não der um freio de arrumação na sua estratégia no estado de SP, esqueça 2018, 2022, 2016, mas se querem contender que prevaleça a sina quixotesca do partido.

Responder

joao

08 de outubro de 2018 às 16h51

Parece-me que o editor esta querendo inverter o resultado depois do jogo jogado e querer voltar o tempo para ver se seu candidato pule de 12 para 51%.Esta parecendo o nescio em 2014 que depois de perder começou a encher o saco, segundo as palavras dele, e depois deu no atraso que a gente ve hoje.
Aceite a derrota e vamos lutar para vencer o atraso no segundo turno de cabeça erguida. Vamos para as urnas para elegermos o melhor que temos e nao para elegermos outro Janio,Collor ou coisa pior ainda e sermos criados dos gringos.
Vamos em frente com uma frente unica das forças progressistas com Haddad e Manuela ,porque todos os que foram contra o PT em 2014 fracassaram totalmente em 2018.
Agora e hora de ver quem realmente esta comprometido com a democracia e nao quer barbaros e trogloditas no poder.

Responder

    JOÃO BATISTA

    08 de outubro de 2018 às 18h53

    Derrota do pt, orientado e chefiado pelo presidiário de Curitiba.
    Hoje o chorão foi lá reclamar com o “gênio” da sova que levou.
    Haddad vai repetir Alckmin e terá menos votos no 2° turno.

    Responder

Charles

08 de outubro de 2018 às 16h38

Engraçado que quem tem que ter autocrítica e assumir os erros, é quem luta contra o fascismo, e não os fascistas. Cadê você exigindo autocrítica do PSDB ou PMDB ou qualquer outro partido de direita que ajudou esse caos? Papo mais de esposa que apanha e acha que a culpa é dela por não ter sido mais educada com o marido.

Ciro se aproveitou da queda da Dilma pra se erguer e conseguiu nada. Ficou no mesmo patamar por dois anos. Tratou PT e Bozo como se fossem extremistas em pé de igualdade tentando buscar um suposto voto centrista. Não caiu de cara e defendeu Lula a todo vapor, ou no mínimo ter ficado calado. Ficou vacilante, uma hora dizia que era uma injustiça, depois dizia que Lula tava se fazendo de vítima. Acha que o eleitor do PT é massa de manobra que não enxerga esse tipo de atitude? Tivesse atacado somente o Bozo e ficado neutro com o PT, poderia ter chamado mais eleitores.

Se tivesse entrado numa chapa com o PT, ia receber os mesmos ataques. A globo já tinha reportagens e denúncias prontas contra ele, e deu uma mandada pouco tempo antes pra mostrar quem é que manda. Eu via os ataques dos minions, e o Ciro recebia ódio similares por ter sido ministro do Lula. Se fosse o cabeça com vice do PT, ia ter os mesmos problemas de rejeição por ser considerado petista. Marina caiu pela associação dela com o PT que fez os minions e evangélicos largarem ela, e pela associação com o Aécio que fez os de esquerda e democratas a abandonarem. O que salvou Ciro foi só que ele não apoiou o golpe. Mas fora isso, ele seria um “esquerdista sujo” como qualquer outro se fosse o único de esquerda.

E pelos comentários dos “ciristas” que aparecem por aqui mas que usam curiosamente a mesma linguagem dos minions, to vendo que o segundo turno dava vantagem com Ciro pq os de Haddad aceitariam sem pestanejar ir com Ciro, mas os de Ciro não parecem migrar tão fácil pra Haddad. Quem você acha que realmente está compromissado com a democracia?

E se Bozonaro vencer, sabe o que acontecerá? Ele terá que governar. Sabe quantos partidos foram eleitos? 30! O PT mesmo com todo o ódio, e todos os ataques de todos os lados ainda conseguiu ter a maior bancada. O PSL foi a segunda bancada, mas acha que isso é garantia que o Bozo vai governar com tranquilidade? Uma senadora do PSL foi eleita pelo MS. Esses dias saiu uma reportagem que ela só anda com colete e seguranças por medo do próprio suplente que a ameaçou por ela ter reclamado dele agir pelas costas dela. Os nomes que se elegeram pelo PSL são um bando de incompetentes fisiológicos de ego inflado que foram carregados pelo “capitão”. Essa bancada vai estar se matando no primeiro ano ainda. O coiso também vai ter que negociar com MDB, PSDB, DEM, PP, e tantos outros fisiológicos sem compromisso com um programa se ele quiser governar. Ele vai ter que botar eles no poder. E é a mesma gente que lotou o governo Temer, e os problemas do Temer vão continuar. Collor não segurou 2 anos. Dois mandatos de FHC resultaram em 4 mandatos do PT de tão ruim que era.

Se o coiso se eleger, é um problema da população brasileira. Eles quiseram o racismo, a tortura, o desprezo pelo próximo. E terão que viver com isso pelos próximos anos. São anos pra bastante reflexão.

E outra coisa. O problema está na cara. Se chama “Centro-Sul”. O nordeste, o Pará, e parte do norte demonstraram que tinham mais apreço pela democracia e carregaram o Brasil nas costas mais uma vez. São Paulo e Rio de Janeiro mostraram que são um antro de imbecilidade com complexo de superioridade.

Responder

Tamosai

08 de outubro de 2018 às 16h36

Respeito muito os seus posts, Miguel! Só acho que agora não é hora de chorar o leite derramado. Agora é hora de união contra o fascismo. O circo está pegando fogo. Não podemos ficar discutindo a cor da roupa da trapezista.
Conto com você, suas ideias e estratégias. Pensando o futuro. Todos cometeram erros. O inimigo é forte e traiçoeiro. E contou com o apoio de forças extremamente poderosas.Temos que usar todo nosso engenho nessa luta da democracia contra a barbárie. O que está em jogo é a democracia.

Responder

    Arthur da Rosa Fernandes

    09 de outubro de 2018 às 00h39

    Engraçado que o trapezista sempre veste vermelho com uma estrela bordada e no final do show acaba caindo em cima dos fiéis espectadores.

    Responder

      Tamosai

      09 de outubro de 2018 às 02h03

      Me referi ao enfoque errado e inoportuno num momento crítico. O desempenho das forças progressistas tem sido bom durante várias eleições. Especialmente se considerarmos que toda a mídia hegemônica joga contra. Seu comentário além de injusto, mostra analfabetismo político.

      Responder

Carcará

08 de outubro de 2018 às 16h28

Agora é 13 !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

Dulce

08 de outubro de 2018 às 16h19

Certo, miguel. Não precisamos de prognósticos, e sim de trabalho.
Vamos atacar as fake news. Vc tem uma as ferramentas q precisamos. Vamos vencer essa eleição.

Responder

jose carlos

08 de outubro de 2018 às 16h12

Se é algo que menos precisamos neste momento, é um post do Miguel fomentando ainda mais a cizânia.
O momento é de união de todas as forças progressistas para um embate ainda maior, entre a democracia e o fascismo. Há neste momento contatos entre Ciro, Boulos, Haddad e o PSB que buscam a maneira de derrota-los.

Responder

    Jessé Oliveira Guimarães

    08 de outubro de 2018 às 17h39

    “Mas ele não sabe que o Ciro não passa no PT nem com reza brava?”. Eu votei Ciro e vou votar Haddad, mas nos apoiadores do Ciro mais jovens vindos para a política, recentemente, esta frase está atravessada. Estou lutando para desfazer, mas está difícil., e sei que muitos vão anular.

    Responder

Alan Cepile

08 de outubro de 2018 às 16h07

Só um milagre monumental tira a vitória do bozo, ele só precisa dos votos do Amoedo e metade do Alckmin.

Responder

    HILARIO MUYLAERT DA SILVA LIMA

    08 de outubro de 2018 às 16h24

    Não é bem assim……
    50 milhões de votos entre abstenção, brancos e nulos.
    E, ainda, a possível migração de votos de Bozo para Haddad.
    A eleição, agora, é outra.
    Não está fácil.
    Quem morre de véspera é peru…

    Responder

      Alan Cepile

      08 de outubro de 2018 às 16h54

      Em 2014 o comparecimento no 2º turno foi ainda mais baixo que no 1º turno.

      E transferência de votos do bozo pra procuração do Lula é simplesmente uma teoria mirabolante, o perú não morreu na véspera, o perú está doidão!

      Responder

        NeoTupi

        08 de outubro de 2018 às 20h05

        Não é transferência de voto, é mudança quando o eleitor mede as consequencias.
        Em 2006 Alckmin teve menos votos no segundo turno do que no primeiro. Ou seja, teve gente que votou no tucano no primeiro turno e trocou por Lula no segundo.
        Muito eleitor não sabe que Bozo é mais 4 anos de governo Temer, Bozo vai fazer o resto do serviço que Tedmer não conseguiu.

        Responder

          Alan Cepile

          08 de outubro de 2018 às 20h22

          Transferência ou migração (termo utilizado) é a mesma coisa.

          Não te passou pela cabeça que ao invés de terem votado no Lula os eleitores do Alckmin votaram nulo?

          PT dizer ao seu eleitorado que eleitores do bozo podem mudar pro Lula é mais uma enganação, assim como faziam com o tal “Lula ou nada”.

          Responder

            NeoTupi

            09 de outubro de 2018 às 15h34

            Ai, ai, ai… vamos tentar de novo.
            Me parece bastante improvável que um eleitor que não votou nulo no primeiro turno e seu candidato foi ao segundo turno, resolva votar nulo no segundo. O mais provável é que o eleitor se comportou como um namorado(a) traído(a) que descobriu que seu candidato era o o contrário de suas expectativas, então troca por outro.
            Mas mesmo se isso acontecer com Bolsonaro (votou no 1o. turno nele e votar nulo ou não votar no segundo turno), favorece Haddad.

            Responder

      Justiceiro

      08 de outubro de 2018 às 17h41

      KKKKKKKKKKKK

      Transferência de votos de Bolsonaro para Addad? Pela tua cara, a cachaça que tu tomaste é da braba.

      Responder

      JOÃO BATISTA

      08 de outubro de 2018 às 18h58

      Na cela, em Curitiba, haddad falou para lula:
      glu-glu-glu-glu-glu-glu-glu-glu!!!

      Responder

Acauã Rodrigues

08 de outubro de 2018 às 16h07

.
Uma questão fundamental para a militância:

Enquanto a esquerda ficou fazendo textão no Face, e no Wats mandando apenas para suas bolhas, os bozonazis criaram, com coordenação externa, imensos grupos de Wats.

Enquanto uns ficaram em suas bolhas, outros furaram bolhas.

É isso.

Responder

    Lucas Almeida

    08 de outubro de 2018 às 17h28

    Nós não temos igrejas, mídia e o senso comum do nosso lado.

    Responder

Serg1o Se7e

08 de outubro de 2018 às 16h04

Ciro, o que não se mistura, o que foi enjeitado, a salvação suprema da esquerda, vejam só, vai se mancomunar com o presidiário. Tal qual quando era seu ministro.
Mas deram um nome mais bonitinho pra vergonha ser menor: apoio crítico.

Na esquerda só mudam a cor das cadeiras, mas elas continuam as mesmas:

O ‘apoio crítico’ de Ciro ao PT
Brasil 08.10.18 14:57

A cúpula do PDT e os principais candidatos do partido de Ciro Gomes fecham nesta quarta o que Carlos Lupi chama de “apoio crítico” a Fernando Haddad no segundo turno, informa o BuzzFeed.

O encontro será em Brasília e deve selar o que já havia sido sinalizado por Ciro antes mesmo de sua derrota.

“Nossa proposta é de apoio crítico a Haddad, mas sem compor com um governo petista, caso ele seja eleito agora no segundo turno. Vou trabalhar para que isso dê certo”, disse o presidente do PDT e ex-ministro de Dilma Rousseff.

Responder

ELISABETH GONCALVES MOURAO

08 de outubro de 2018 às 16h02

Enquanto a esquerda for vista como promotora do homossexualismo e de subversão aos valores cristãos ela vai continuar a minguar a ter ser totalmente alijada da política.

Responder

    Serg1o Se7e

    08 de outubro de 2018 às 16h08

    Pois é…. a esquerda é a vanguarda do atraso.

    Para eles querer ter uma família com um casal hetero e filhos tratados com crianças enquanto forem crianças é o fim do mundo, mas enaltecer uma pessoa não pelo seu caráter, mas pela sua cor de pele ou sua opção sexual, ou se aconselhar semanalmente com um corrupto preso sobre o futuro do país ou juntar uma meia dúzia de mulheres seminuas para urinar na rua é sinal de progresso, de modernidade, de avanços morais e políticos de última instância, nada disso é problema.

    Hoje estão aí, ainda negando o recado dado nas urnas.

    Responder

      Hudson

      08 de outubro de 2018 às 20h13

      Pare de mentir! Quem defende “ideologia de gênero” são os falsários religiosos, não é a esquerda nem o PT.

      #13

      Responder

        Francisco Vidal

        08 de outubro de 2018 às 22h24

        Pois é…
        Anos atrás, na universidade, ouvi pela primeira vez a expressão “questões de gênero”.
        Naquela época, dizia respeito, fundamentalmente, às diferenças salariais entre homens e mulheres, mundo afora, considerando ainda as diferentes necessidade de uns e outras.
        Com 52 anos, e alguma experiência, eu ainda consigo me impressionar com a ignorância alheia. Burrice? Má fé? Ou croquete misto?
        A não ser que…
        Deixemos para lá tais questões factuais. Lugar de mulher é em casa, de preferência na cozinha.
        Ahhhhhh, há também os homossexuais. Lugar deles é dentro do armário, reprimidos devidamente. Bom, sendo esta uma sociedade capitalista, é bem verdade que eles também pagam impostos, e seu dinheiro não vale nem menos e nem mais que o dos héteros.
        Deixa pra lá. Melhor nem pensar.
        Cheguei à conclusão de que o verdadeiro presidente do Brasil será o Olavo de Carvalho.
        E vou ali fazer um curso de terraplanismo.

        Responder

        Serg1o Se7e

        09 de outubro de 2018 às 08h34

        Se você acredita nisso…. não posso convencê-lo do contrário.

        Responder

Nilson Messias

08 de outubro de 2018 às 15h59

A sua projeção rósea (e mentirosa) da realidade. Já foi feita e desmascarada. Haddad e Manu, com o apoio, já previsto, de Ciro, Boulos e democratas verdadeiros deste pais.

Responder

    Serg1o Se7e

    08 de outubro de 2018 às 16h10

    Juntando tudo isso será que dá 50% + 1 voto?

    Responder

Acauã Rodrigues

08 de outubro de 2018 às 15h59

Caro Miguel, uma pergunta

Na sua opinião, caso se fechasse uma chapa Ciro/Haddad, não ocorreria o fenômeno do anti-petismo da mesma forma ?

Na minha opinião sim, 100% ou quase do anti-petismo seria transferido para esta chapa. Com o estrago ainda de queimar em definitivo o Ciro.

Penso que, e já escrevi isto meses atrás, o que deveria ter ocorrido seria o PT sim lançar sua candidatura, prestar contas de seus governos, fazer profunda auto-critica, denunciar as manobras e estratagemas do Golpe, denunciar os interesses envolvidos… ou seja, fazer do horario e campanha eleitoral um espaço de politização e resgate histórico.

Mas não ter armado para isolar Ciro. Deixar que ele fizesse as coligações e tivesse mais tempo de TV. Deixar espaço para ele crescer. E para passar ao segundo turno.

Desta forma se anularia a histeria anti-petista, da qual se alimentou imensamente a candidatura Bozo. Ela só cresceu na medida em que o Haddad subiu. Até mesmo no #elenão.

Sem esta polarização, dificilmente Bozo teria este desempenho.

O que acha ?

Abs

Responder

Victor

08 de outubro de 2018 às 15h58

Miguel, primeiramente, parabéns pela condução do blog O Cafezinho ao longo destes anos. Aqui encontro um ambiente sadio de pensamento independente e isso não é pouco considerando o estado da mídia atual.
Sua crítica é necessária. Realmente, inúmeros culpados podem ser apontados: a birra do PSDB em 2014 após perder a eleição, a falta de noção do PT em não fazer autocrítica e em querer manter a hegemonia a qualquer custo (e a utilizar a eleição como estratégia de defesa processual a Lula), o sistema político como um todo por não ceder de forma alguma e por abrir espaço ao que há de mais espúrio na sociedade, a mesquinhez de nossa elite econômica que prefere a barbárie a compor uma sociedade equilibrada. Enfim, a lista é longa.
Creio, todavia, que embora a crítica seja necessária, ela não vai surtir efeito algum. O PT não vai mudar, Lula não vai mudar, a esquerda não vai mudar. Continuará o “cada um por si”. Os mais endinheirados vão conseguir se manter, os mais pobres vão se dobrar à realidade pragmática. Cada pequeno feito de um governo Bolsonaro vai ser exaltado como salvação nacional e iremos ver essa direita entronizada por algum tempo no poder. Revoltas e resistências serão inúteis. Pareceremos loucos pregando no deserto em um mundo cada vez mais dessensibilizado. Só erros primários de um governo Bolsonaro poderão trazer algum alento, como uma grande tragédia, muitas pessoas mortas, resultados catastróficos na economia, só assim para o imaginário social ter alguma alteração.

Durante todos esses últimos anos foi martelado dia e noite sobre a necessidade de viabilização de uma frente ampla de esquerda. A Direita deitou e rolou com votações expressivas para o Legislativo e Executivo. Protegeram-se e formaram um bloco coeso. Vão querer mostrar resultado e irão cavalgar na aparência de renovação.
Gostaria muito que neste momento os dirigentes do PT estivessem pensando sobre a cagada que fizeram. Seria tão custoso assim ceder alguns anéis e manter os dedos inteiros? Seria a chance de fazer um governo perfeito, com resultados positivos na economia e pacificação no meio social. Agora se deparam com uma tragédia e posso apostar minha vida que o pensamento deles nesse momento é: “bem, se perdermos, Bolsonaro não governa durante 4 anos, e se governar, será tão desastroso que iremos ganhar a próxima”.
Estou perplexo e desanimado. Mas sabe o que é pior? Eu estou me “bolsonarizando”. Estou deixando de ver os eleitores dele como seres humanos, como pessoas dignas de respeito. Assim, só posso emular o comportamento deles: ódio e vontade de exterminá-los. E isso dói mais que tudo. Como restabelecer qualquer diálogo a partir do ponto em que estamos?

Enfim, continue escrevendo, isso nos motiva.

Responder

    Francisco Vidal

    08 de outubro de 2018 às 22h37

    Belo e sensível comentário. Parabéns.
    Mas eu também tenho dúvidas se os apoiadores de Bolsonaro são mesmo seres humanos.
    Como gosto de acalentar utopias, um novo Tribunal de Nurenberg para eles já seria um bom começo.

    Responder

Ricardo JC

08 de outubro de 2018 às 15h54

Discordo frontalmente…se tivessemos juntado as chapas o Bolsonaro estaria agora comemorando a eleição em primeiro turno. A fragmentação nos salvou. Duro é ver os ciristas entregando a rapadura no final só para dizer que tinham razão desde o princípio. É isso aí…continuem assim que nós vamos longe.

Responder

Jandui Tupinambás

08 de outubro de 2018 às 15h39

Senhores eleitores do Ciro.

Eu sempre gostei do Ciro. E depois do último debate me tornei fão número 1 pois aliviou para Haddad, e bateu somente em Bolsonaro e foi um dos melhores naquele dia.

Mas….

Não é hora da esquerda ficar jogando merda no ar. A hora é de avançar sobre o inimigo com inteligência..

A hora de brigar entre nós ainda está longe de chegar pois após as eleições a guerra continua.

Hoje é segunda, dia de chorar a derrota, entendo. Mas o tempo é curto. Terça-feira é terça de briga. Quarta, quinta… Todo dia! .

O tempo é curto

Estamos esperando vocês nas trincheiras.

Responder

odair vicente bagnariolli

08 de outubro de 2018 às 15h37

Infelizmente em casa que falta pão todo mundo briga e todos tem razão. Apenas vejo que neste espaço, onde muitos que se dizem da esquerda opinam, estão dando razão aos anti: Lula, Petistas, esquerda e estão servindo até aos interesses para ascensão do “coiso”. Uma união da esquerda era nescessaria, mas faze-la não parte apenas de um lado. Não vi desde o inicio do processo eleitoral ou da prisão do Lula, nenhuma das partes tentando se reunir, ao contrario o PSOL mostrou desde logo sua chapa, o Ciro a falar mal do PT (ate colaborando com os anti…). Não estou tirando a culpa do PT, mas não vi boa vontade nos demais. O Ciro para mim era o mais preparado, o Boulos uma excelente promessa e o Hadad uma pessoa correta, mas os fakes que atingiram o PT não tenham duvida que seriam dirigidos aos outros acaso estivessem nas condições de segundo postulante, e o resultado não seria diferente..

Responder

Nostradamus ( banquinho & bacia )

08 de outubro de 2018 às 15h33

Por mais difícil que possa parecer ( 46 X 28 x 12 ) não consigo conceber mas, tenho que ver com meus olhos, alguém que se diz da esquerda querer agora fazer acertos de contas, birras, críticas, análises sobre leite derramado e esquecer o que temos adiante, o segundo turno, outra eleição!!! Voltemos para a psicologia, sem adivinhações, brincadeiras e bolas de cristal… É outra eleição! E quem tem uma psique carregada do caráter fascista vai encontrar mil desculpas para não aderir a uma frente democrática contra o Bolsonaro. Não importa se é o Haddad !!! Não importa se deveria ser o Ciro !!! Quem tem uma psique carregada do caráter autoritário vai procurar mil culpas do Lula e mais mil outras do PT apontando todos os dedos para fora e nenhum para dentro de si próprio !!! Esquecem que este é o mesmo discurso dos fascistas ( vampiros, midiáticos, judiciários, policiais ) golpistas.
Leiam A ANATOMIA DA DESTRUTIVIDADE HUMANA de Eric Fromm, da Escola de Frankfurt.

Responder

    CezarR

    08 de outubro de 2018 às 15h46

    Como estamos mansinhos e cordiais agora, não? Canalha!

    Responder

      Nostra

      08 de outubro de 2018 às 16h19

      Você não me conhece ! Chamar-me de canalha a troco de nada apenas revela o espírito de porco que você é. Pode votar no nazista e espalhar o ódio antipetista pelo mundo afora quanto quiser… você não consegue esconder a baba de sua raiva.

      Responder

        Serg1o Se7e

        09 de outubro de 2018 às 08h35

        Ouve “canalha” e sobe nas tamancas.
        Chama “espírito de porco” e tudo bem.

        Incoerência – você vê por aqui!

        Responder

      Nostra

      08 de outubro de 2018 às 16h21

      ã ?

      Responder

      Carcará

      08 de outubro de 2018 às 16h27

      Voar alto……………………………. Haddad Lula & Manoela ……………… é……………..13……!!!

      Responder

    Serg1o Se7e

    08 de outubro de 2018 às 16h11

    From?
    Ih! Meu caro piscólogo, esse aí já teve seu tempo.
    Estamos em outra época, outro mundo.

    Responder

    HILARIO MUYLAERT DA SILVA LIMA

    08 de outubro de 2018 às 16h21

    Exato.
    Ressentimentos não levam a bons resultados.
    Espero que Ciro não declare, apenas, apoio formal, e vá para Harvard estudar…..
    Assunto é sério, Miguel do Rosário.

    Responder

    Alan Cepile

    08 de outubro de 2018 às 16h57

    Quanta soberba!!! A cada comentário desse a procuração do Lula perde alguns votos que não está em posição de perder.

    Responder

      Francisco Vidal

      08 de outubro de 2018 às 17h24

      Ontem mesmo, quando os militantes cantaram a musiquinha do Lula, já perdeu alguns votos.
      Hoje, ao visitar o Lula, mais um tanto de votos, pois reforça a imagem de candidato por procuração.
      Sem ironias, parece-me que o projeto do PT é liderar a oposição ao governo do Coiso.
      Só que Congresso vai ser um passeio para Bozo. Na onda do antipetismo visceral e irracional, elegeu-se “o melhor do pior”. Alexandre Frota vai parecer fichinha. Na Bahia, por exemplo, um “músico” sabidamente ligado ao submundo do tráfico de drogas foi eleito… numa coligação com o partido de Bolsonaro.

      Responder

        hocuspocus

        08 de outubro de 2018 às 17h47

        Temos que matar o Lula então???o cara os obrigou a atropelar CF,leis,ética,os desnudou na sua intenção de acabar com o Brasil e o culpado da perda de votos é ele???quem não foi avisado que Haddad é só um representante do Lula????o acaso existe algúm imbecil que pense que o asno em caso de ganhar será quem mande?????o foco é por otro lado meu caro.

        Responder

          Francisco Vidal

          08 de outubro de 2018 às 18h29

          A vitória da Dilma em 2014 “raspando a trave” já indicava o fim do ciclo de governos petistas.
          Aqui na Bahia, hoje uma espécie de Petelândia, sequer foi comemorada à época.
          Não é comigo e nem com outros eleitores/cidadãos progressistas aborrecidos com o PT que você deve se preocupar.
          Como de hábito, depositarei meu voto no campo progressista. Muito a contragosto, diga-se, pois o PT se transformou numa seita cretina e acrítica. Autocrítica, então, nem pensar.
          Preocupemo-nos todos com o que vem por aí. Fará o General Geisel parecer um democrata convicto.
          Ontem meu filho mais novo estava chorando, angustiado com o futuro dele e deste país.

          Responder

      Nostra

      08 de outubro de 2018 às 17h55

      ã ? soberba ? tá louco meu ?

      Responder

    JOÃO BATISTA

    08 de outubro de 2018 às 19h07

    Pra você da psique:
    Ações iguais, resultados iguais.
    E não é que o ex-prefeito foi hoje buscar instruções com o “gênio” que bolou a estratégia que levou a essa derrota tsunâmica?
    Ações iguais, resultados iguais.
    Seu candidato terá menos votos no 2° turno. Neste caso, resultado diferente…

    Responder

Tiago PT

08 de outubro de 2018 às 15h29

Eu tinha te dito, na semana passa que tínhamos que atrair o eleitor de centro em SP, com o voto útil em Marcio França, esperava que você pelo menos fizesse uma nalaise nesse sentido.

Abs.

É Hora de discutir a candidatura de Luiz Marinho a Governador de SP

Muito se fala das disputas estaduais, tendo em vista que são importantes para as parcerias com o Presidente e ajudam inclusive a formar maioria no congresso nacional.

Em São Paulo essa importância aumenta, devido á complexidade do estado e seu peso para o resto do país.

Historicamente o PT tem tido resultados pífios na eleição estadual, sendo que a única vez que conseguiu ir para o 2º turno foi em 2002 com Jose Genoíno (coincidências a parte Luiz Marinho era seu vice), mas perdendo de forma avassaladora para Geraldo Alckmin com uma diferença de quase 20% pontos percentuais, (58,64% x 41,36% dos votos válidos).

Entender o povo paulista e sua dinâmica não é tarefa fácil. Temos sido um estado produtor do pensamento neoliberal, e por isso tudo que cheire a esquerda, terá dificuldades eleitorais.

O PT também tem cometidos erros sucessivos, escolhendo candidatos que não conseguem mobilizar fora da esfera petista, como Alexandre Padilha e agora Luiz Marinho, políticos com ótima reputação e capacidade de execução, mas que não encantam o restante do eleitorado.

Veja que ironia, essa eleição seria ótima para Marta Suplicy, já que conseguiria fortalecer o dito ‘’cinturão vermelho’’, sendo as cidades que historicamente votam no petismo (periferias) e conseguindo dar um tom politico/plebiscitário a eleição, que está marcada para ser o continuísmo do Governo golpista de Temer, ou o continuísmo privatista do PSDB.

O fato do PT pregar a necessidade de um governo de coalizão no plano federal e desconsiderar a correlação de forças no estado, acarretou um preço altíssimo ao PT.

Por aqui vigora a lógica perdedora petista de sempre exigir a ‘’cabeça de chapa’’ ou aplicar chavões a militância com frases montadas do tipo vamos partir para a ‘’arrancada petista’’, que a anos rastejam na casa de 20% e que nessas eleições podem não chegar a dois dígitos.

Como sabemos o estado tem complexidades, perceber isso e dar resposta á população também é tarefa de um partido. São Paulo irá eleger Suplicy do PT para o senado, possivelmente o segundo mais votado será Mario Covas do ‘’Podemos’’, candidatos com perfis ideológicos totalmente distintos, como aconteceu em 2010, que elegeu Marta e Aloisio Nunes.

A estratégia de ‘’voto casado’’, nesse caso em Haddad e Marinho aguardando um milagre de 2º turno, para colocar presidente petista no estado e nas palavras de Marta ‘’gastar sola de sapato’’ não funcionam, até mesmo por que no estado é comum votar em tucanos e petistas.

Por isso, entendo que chegou a hora do PT desistir da candidatura de Luiz Marinho e apoiar abertamente Marcio França.

França é o único que pode romper a ’’polarização’’ do mesmo polo, constituída entre MDB e PSDB, dissecando a candidatura de Dória no primeiro turno e com chances de vencer Skaf num segundo.

Marcio França cresceu nas pesquisas pela barbeiragem de Dória, criticando o fato de França supostamente ser ‘’petista gordo’’ e agora querer ser ‘’magro tucano’’, preconceitos que só podem partir de pessoas como João ‘’trabalhador’’.

Fernando Haddad está ganhando as eleições, mas isso não se reverterá em votos para Marinho (talvez funcione para Pimentel em MG, mas não em São Paulo).

A ideia de abrir mão da candidatura a Governador, acabaria com Alckmin no plano nacional de uma vez por todas, forçando o PSB a oficializar antes do segundo turno o apoio a Fernando Haddad, criando fato político novo e com bônus da candidatura Ciro para o PT por força gravitacional.

Além de não ver seu candidato a Governador, ser atropelado pelo rolo compressor do povo paulista, que dará 30% de votos para Haddad e apenas 10% para Marinho. Voto que será útil no segundo turno para Skaf.

Há outras bases de argumentação, ainda não foi calculada a força do movimento EleNão pelos institutos de pesquisas, podendo beneficiar Alckmin na undécima hora se o voto antipetista optar pela candidatura do Ex. Governador, como aconteceu em 2014 e com o PT perplexo com a disparada do mineiro em frente a Dilma no 2º turno.

Marcio França está longe de ser um ‘’esquerdista’’, como ‘’acusa’’ os adversários, mas tem capacidade de dialogar e formar um conjunto de forças para o estado, quebrando a hegemonia tucana e sendo até possível uma união em 2022 do PSB com PT.

Em política, não podemos levar o ‘’nós contra eles’’ a todo custo, despolitizando o debate e fechando portas. Acredito que se o PT não der um freio de arrumação na sua estratégia no estado de SP, esqueça 2018, 2022, 2016, mas se querem contender que prevaleça a sina quixotesca do partido

Responder

Mané

08 de outubro de 2018 às 15h28

Mais de trinta anos ,sendo massacrado pela Mídia ,Judiciário , o PT saiu-se muito bem . Enfrentou a onda ,um maremoto na realidade ,e saiu dela praticamente incólume . Jogou no campo adversário ,com o reserva ,e está indo à final numa disputa de penaltes . O adversário estava em clima do ¨já ganhou¨,e agora encontra´se aturdido ,basta ver as declarações do seu candidato. É outro jogo ,e neste basta convocar os eleitores que que migraram momentaneamente ,insuflados por Fakes ,promessas de Lei olho por olho , armamento ,bravatas ,e até o fim dos cornos que o candidato esconde . Já disse aqui ; não há espaço para vacilões ,traíras ,ratazanas e afins . O Ciro está se mostrando superior ,pois sabe que ,a Democracia corre risco .

Responder

claudio

08 de outubro de 2018 às 15h27

O que a sede de poder não faz com um país. Parabéns ao Lula que nos deu Dilma e agora Bolsonaro.

Responder

    hocuspocus

    08 de outubro de 2018 às 17h48

    Coxinha ou bolsoasnista??

    Responder

      JOÃO BATISTA

      08 de outubro de 2018 às 19h08

      Realista.

      Responder

    Alan Cepile

    08 de outubro de 2018 às 18h16

    Claudio, apenas completando a informação:
    Parabéns ao Lula que nos deu Dilma, TEMER e agora Bolsonaro.

    Responder

Alexandre Neres

08 de outubro de 2018 às 15h26

Ciro Gomes fez uma campanha propositiva, assertiva. Ciro comprovou que é um grande homem público e sai engrandecido dessas eleições. Porém para Ciro galgar cargos mais altos precisaria do apoio do PT. Ninguém da centro-esquerda consegue ainda hoje dar um grande passo sem o apoio do PT. Em um momento que o PT estava sendo massacrado pela imprensa, o partido estava fragilizado, o seu maior líder sendo vítima de um lawfare odiento por uma justiça com partido, Ciro tentou seguir o seu caminho sem o indispensável apoio do PT. Tal estratégia, como era previsível, não rendeu o resultado esperado, pois o PT é o maior partido de centro-esquerda, com uma base social, e com mais de 30 anos de luta e de construção coletiva. A tática do Ciro se revelou não acertada. Gostaria que tivesse sido formada uma frente ampla democrática e popular, provavelmente capitaneada por Ciro Gomes, mas caberia a ele a iniciativa e ter se mostrado um articulador hábil para tecer esse fio de esperança. Não é legítimo querer atribuir ao PT o insucesso alheio. O PT se mostrou bom de voto e ao longo do tempo fez por merecer com muita luta a posição de destaque que ocupa.

Responder

    rodrigo

    08 de outubro de 2018 às 16h27

    Olha, meu amigo, respeito muito o que o PT representa. Mas o que tem me perturbado é essa bolha dos petistas: não conseguem contextualizar os elementos da realidade política sem usar o filtro do do PT. Acho que para vencermos o fascismo tupiniquim – que é dissimulado e muito cruel – e principalmente nossa avassaladora desigualdade social, mãe de todos os males, precisaremos ser mais verdadeiros e honestos com nossas falhas. Reconhecer que foi preciso romper alianças e não rompemos, em nome de uma governabilidade que só preservou o status quo da nossa elite rentista e da alta burocracia do Estado; que “oprimir” novas lideranças não petistas, que tentaram crescer fora da sombra de Lula foi muito errado… e etc. E mais… se o PT e sua militância não descer do salto, vai continuar diminuindo como partido até se tornar irrelevante. Não importa, sinceramente, se Haddad ganha hoje ou amanhã, isso não vai transformar o Brasil de maneira definitiva. Acho que o PT precisa redefinir seu Norte e ser mais honesto com o propósito pelo qual foi fundado.

    Responder

    Edna Baker

    08 de outubro de 2018 às 17h26

    PT maior partido de esquerda do mundo e por isso mesmo perseguido pelos maiores partidos de direita do mundo e mesmo assim consegue fazer maioria na Câmara e chegar ao segundo turno para presidente. Cara isso não é um partido é um puto partido.

    Responder

    JOÃO BATISTA

    08 de outubro de 2018 às 19h28

    Ciro foi bem sucedido no que pretendia: mostrar que nada tinha a ver com o pt e lula, após 16 anos de apoio, sem reciprocidade.
    O “gênio”, hóspede da pf em Curitiba, através de estafetas, moveu o mundo e o submundo político para limitar a atuação de Ciro e impedir coligações que permitiriam maiores tempo de propaganda, fundo de campanha e estrutura mais capilaridade pelo país. Ciro apresentou propostas, ideias e compromissos. Ciro venceu estruturas bem maiores que a dele. Ciro venceu no Ceará, onde o conhecem de antes de começar a apoiar o pt, em 2002, seu único erro. Ciro elegeu Cid e Camilo e atuou para que Eunicio, o comparsa de lula no Ceará, a quem Ciro definiu como corrupto, em debate em rede nacional.
    Ciro, em 2018, semeou para o futuro, livrando-se do encosto petista.
    Ciro se imporá, parece, o sacrifício de apoiar haddad no segundo turno, mas apenas e tão somente visando o espólio do rei da cela no Nordeste.
    Quanto ao candidato do pt, ele terá menos votos no segundo turno, repetindo a façanha do tucano Alckmin, com quem terá mais ess afinidade.

    Responder

Batista

08 de outubro de 2018 às 15h23

Fiquei com a mesma impressão ontem, caso não tivéssemos um terceiro candidato forte (Ciro), teríamos perdido no 1º turno, depois que o Bolso começou a cair na apuração, a Globosta parou de mostrar o % lá de SP, mostrando que mesmo com um número expressivo, Ciro e Haddad ainda conseguiram pegar 1/3 do eleitorado juntos.
Ao longo dessa semana, os números do bolsonaro cresceram demais, num ritmo muito acelerado, quase culminou em sua eleição direta.
Não acredito que ficar apontando o dedo pra A ou B vá resolver alguma coisa, mas tem que correr ainda essa semana pra fechar alianças, e dessa vez, teremos que mudar a tática, confrontar mais as ideias toscas desse candidato facista, mesmo sabendo que o eleitorado dele fecha os ouvidos, a intenção é captar os eleitores que votaram com base nas fake news e boatos mentirosos, que provocaram um MEDO enorme no eleitorado mais desinformado.

Responder

Brasileiro da Silva

08 de outubro de 2018 às 15h18

E qual o 1º compromisso do Haddad hj? Ir na cadeia pedir instruções. E depois não sabe porque levou essa surra de votos…

Responder

    Luis Castro

    09 de outubro de 2018 às 09h38

    Ou Brasileiro Miguel, o Haddad só teve 29% justamente por ter o apoio daquele que está na cadeia de Curitiba e o Ciro só teve 13% porque não teve o apoio daquele preso politico. Portanto, não é escondendo ou tirando Lula de sua campanha que Haddad terá mais chance no segundo turno, muito pelo contrário, ele que conseguiu 29% dos 40% do eleitorado lulista, ainda tem um caminho a percorrer. junto a esse eleitorado.

    Responder

Fabio

08 de outubro de 2018 às 15h14

Votei 13 e continuo votando 13

Responder

Francisco Silva

08 de outubro de 2018 às 15h12

HOMENAGEM AO BRAVO POVO NORDESTINO EM SEU DIA…..
.
Eu voto numa gazela
Num pedaço de imbira
Numa espinha de traíra
Na tampa de uma panela
Eu voto numa suvela
Num pedaço de carvão
Voto num pano de chão
Numa cadela com xanha
Voto na mãe de pantanha
Mas num poste, voto não!

Voto num galo goguento
Apoio até João badalo
Voto na tampa de um ralo
Num cachorro bem sarnento
Voto em qualquer lazarento
Na zuada de um trovão
Eu voto num gavião
Mas não voto num fantoche
Dou meu voto ate num broche
Mas num poste, voto não!

Eu voto num carroceiro
Numa velha maltrapilha
Mas não elejo quadrilha
Pra roubar nosso dinheiro
Não dou voto a cachaceiro
Que vive numa prisão
Eu voto até num furão
Voto num arroto xôco
Voto na bucha de um côco
Mas num poste, voto não!

Por ser um bom eleitor
Voto numa muriçoca
Voto numa franga choca
Na carroça de um trator
Num avião sem motor
Numa casca de limão
Voto na irmã do cão
Numa quenga depravada
Voto num cabo de enxada
Mas num poste, voto não!

Pra mudar este pais
Eu voto até numa muda
Não voto em cobra barbuda
Que tem nome de Luiz
Voto numa meretriz
Dou meu voto a safadão
Mas gigolô de ladrão
Nessa terra eu não aceito
Dou meu voto num confeito
Mas num (POSTE) voto não!

Autor e poeta (Ramim Alejado /Sta Cruz-RN)

Responder

Marcelo abb

08 de outubro de 2018 às 15h12

Consegui mais de 50 votos para o Ciro, entre indecisos, coxinhas e amoedistas. A maioria vai anular.

Parabéns pt, parabéns Lula, não foi por falta de aviso.

Se tivessem tirado o time de campo, teríamos alguma chance…

Winter is coming…

Responder

    Adma Viegas

    08 de outubro de 2018 às 15h52

    Agora Lula e o PT são culpados pela irresponsabilidade e pela imaturidade de quem vai anular (mesmo diante da ameaça do fascismo batendo à porta? Façam-me o favor!! Que cada um assuma seus atos e as consequências deles.

    Responder

    Serg1o Se7e

    08 de outubro de 2018 às 16h13

    Que anulem!
    Facilita muito a vida.
    Continue na sua campanha!

    Responder

    Dulce

    08 de outubro de 2018 às 16h26

    Avisa a eles q ciro agora é 13
    E, se vc usou o ódio pra conseguir esses votos, destrua-o.
    Agora é #ciro13

    Responder

Luis Castro

08 de outubro de 2018 às 15h12

Agora o culpado de tudo é o Lula e o PT o único partido que sobreviveu, isso mesmo, a hectombe fascista, saiu do embate ferido mais não morto. A tinha o grande Ciro dos 10% hoje 13%, se não fosse ele tudo estava perdido. Pasmem é isso mesmo que o moço rancoroso e ressentido escreveu. O moço não acredita nem nos 13% que votaram no Ciro e isso é preocupante, pois se espera que a maioria desse eleitorado vote agora no Haddad, caso contrário o eleitor cirista é de direita. Agora o pleito sinaliza claramente que o ódio ganhou essa eleição de um lado o petismo e do outro o antipetismo, não abrindo espaço para qualquer outra alternativa seja a direita (Alckmin, Álvaro, Meirelles, Amoedo) e a esquerda (Ciro, Marina, Boulos). Portanto, qualquer frente de esquerda com outro candidato Ciro, Manoela, Boulos que tivesse o apoio de Lula e do PT logo atrairia o ódio antipetista e a polarização automaticamente ocorreria. Um fato é incontestável, Ciro só seria competitivo com o apoio do Lula e do PT desgastado que deu a Haddad 29%, ou seja, 16 pontos acima do super Ciro agora dos 13%. Relaxa e não vire uma Marina ou Cristovam ressentido..

Responder

Lucas Franca

08 de outubro de 2018 às 15h05

Todo mundo sabia que eles iriam dar o golpe…. Todo mundo sabia que lula seria preso e impedido de disputar as eleicoes.. ate as pedras, como bem disse Ciro Gomes.
De dentro de sua bolha cacofonica, soh o Lula e o PT tambem nao sabiam que Haddad seria derrotado miseravelmente por bolsonaro.
Miguel, perfeito o artigo… soh o titulo eh que deveira ser… “E AGORA, LULA????”

Responder

Luciano

08 de outubro de 2018 às 15h04

As mídias sociais destruíram o PT especificamente. De cada 100 vídeos bem editados recebidos por minha mae, que sempre votou na esquerda, 90 eram sobre “PT e a gayzação das crianças brasileira”, “venezualização” do Brasil caso o PT ganhe, “O PT aperfeiçoou a corrupção”, “A família será destruída caso o PT ganhe” e por aí vai. Foi uma tsunami de fake news e vídeos.
Resultado, ela hoje vota nulo. Odeia o PT e tb Bozo. Bozo será nosso presidente, infelizmente, a nao ser que jesus desça e declare seu voto pra Haddad.

Responder

    Dulce

    08 de outubro de 2018 às 16h28

    E vc fez o q quanto a isso?
    Deixou?
    Recupere a sua mãe.

    Responder

Alberto Lima

08 de outubro de 2018 às 14h55

O Brasil quer ir de bolsonaro?
Quer um governo neoliberal?
Pois que seja!
Votei Ciro Gomes
E agora vou de nulo!

Responder

    Fabio

    08 de outubro de 2018 às 15h14

    Isso, anule e ajude o Bolsonazista e chegar no planalto

    Responder

      Adma Viegas

      08 de outubro de 2018 às 15h53

      A culpa é sua se esse coiso se eleger.

      Responder

        Adma Viegas

        08 de outubro de 2018 às 15h54

        Minha resposta é para Alberto Lima

        Responder

        Alberto Lima

        08 de outubro de 2018 às 16h14

        Minha culpa não!
        Da estratégia do PT.
        E na verdade pouco importa.
        Quem pariu Mateus que o embale.
        Não quero nenhum dos dois, então voto nulo.

        Responder

          otavio

          08 de outubro de 2018 às 18h06

          Isso so reforça o discurso ouvido por mim de um bolsominion: ” os eleitores do Ciro são bolsominions com sinal trocado”. Não gosto dos 2 o Brasil, o povo aqueles que realmente mais precisam do estado que SE DANEM, Demostram o que o PT percebeu a tempos, não querem o bem do Brasil ou é seu candidato ou o Brasil que se EXPLODA…

          Responder

        Serg1o Se7e

        08 de outubro de 2018 às 16h14

        Deduzo que a culpa seja sua por temos o Temer como presidente então.

        Responder

          Jessé Oliveira Guimarães

          08 de outubro de 2018 às 17h29

          senadora Gleisi Hoffmann reagiu de forma definitiva à sugestão do ex-governador da Bahia Jaques Wagner (PT) a respeito de um eventual apoio a Ciro Gomes, pré-candidato do PDT, segundo informação da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo: “Mas ele não sabe que o Ciro não passa no PT nem com reza brava?”.
          É isto. Eu vou votar no Haddad.Ele teria que assumir sua personalidade nesta campanha. Aqueles vídeos em que aparece “LULA AO VIVO”, não fazem bem ao candidato. A NARRATIVA, anti lulista prevaleceu.

          Responder

          Jessé Oliveira Guimarães

          08 de outubro de 2018 às 17h32

          “senadora Gleisi Hoffmann reagiu de forma definitiva à sugestão do ex-governador da Bahia Jaques Wagner (PT) a respeito de um eventual apoio a Ciro Gomes, pré-candidato do PDT, segundo informação da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo: “Mas ele não sabe que o Ciro não passa no PT nem com reza brava?”.
          É isto. Eu vou votar no Haddad. Ele terá que assumir sua personalidade nesta campanha. Aqueles vídeos em que aparece “LULA AO VIVO”, não fazem bem ao candidato. A NARRATIVA, anti lulista prevaleceu.

          Responder

          Alberto Lima

          08 de outubro de 2018 às 17h48

          To nem aí pro que acham.

          Responder

vicente

08 de outubro de 2018 às 14h48

Oi, Miguel!
Com relação às razões que levaram tantos votos ao 17, acredito que as fakenews no whats e no facebook fizeram a cabeça do povo. Acredito nisso, pois as poucas vezes que tentei conversar com eleitores desse cara, eles sempre vêm com argumentos baseados nessas fakenews que se espalham por tudo.
Muitos comentaristas falam que seria muito difícil conseguir toda essa abrangência na internet sem ajuda externa. Eu concordo com esse ponto de vista.
A questão é: como brigar contra essa máquina de manipulação?

Responder

    Acauã Rodrigues

    08 de outubro de 2018 às 16h04

    Concordo, Marcelo Abb

    Bem isso mesmo

    Responder

    Gabriel

    08 de outubro de 2018 às 17h01

    É isso. A gente foi pra luta com luvas de boxe e eles vieram com fuzil. Não tem jogo limpo. Esquecemos que estamos sob um golpe, o judiciário está lavando as mãos, a mentira e a calúnia comem soltas.

    Responder

    JOÃO BATISTA

    08 de outubro de 2018 às 19h44

    Correto, vicente!
    O “gênio” presidiário de Curitiba, responsável pela estratégia dessa derrota fragorosa, aquele que não sabia de nada, parece que contaminou todos os membros do partido, pois não sabiam o que os brasileiros estavam recebendo há seis meses: fake news. A ponto do candidato vir a público na semana do primeiro turno denunciar postagens sobre sua família.
    Chororô, mimimi, coitadismo, vitimização.
    Foi assim a campanha inteira, em relação a lula.
    Enquanto o povo era bombardeado pelo 17, diariamente.
    O povo não gosta de fracos, está desesperado pela violência, pelo desemprego e chocado com a corrupção e à procura de alguém que se comprometa a fazer algo. Foi por onde entrou o 17, oferecendo o que ele conhece, armas, violência contra a violência e combate à corrupção. Apoiado pela boa estrutura de internet que permitiu, diariamente, enviar milhões de post.
    E lula, que sempre se vangloriou de não usar celular, não sabia de nada. E se lula não sabe de nada, o pt e sua legião também não.

    Responder

CezarR

08 de outubro de 2018 às 14h45

Dos 8 votos que consegui para o Ciro, um vai para Hadadd, um para Bolsonaro e os demais vão anular! Parabéns PT!

Responder

    Adma Viegas

    08 de outubro de 2018 às 15h55

    Parabéns para seus amigos, pela burrice.

    Responder

Olinto Antonio Franco de Godoy

08 de outubro de 2018 às 14h26

O discurso raivoso e de decepção de Bolsonaro quanto ao resultado das eleições mostra o quanto ele é sabio! Ele viu que o lulismo foi o grande vitorioso dessas eleições, pois foi incrível como Haddad obteve 30% dos votos com um mês de campanha contra os representantes do antivarguismo (todo o aparato político, jurídico, econômico, midiático e virtual a serviço do grande capitalismo financeiro, que é isso que está verdadeiramente em jogo em tempos de guerras híbridas promovidas pelo Império). Pelo andar da carruagem era para o Haddad ter menos votos do que a Marina! Algo me diz que nem o Haddad acreditou no resultado como se vê pelo seu discurso sobre a sua ida ao segundo turno. Agora é hora de caçar os votos de todos os que não querem o que certamente irá acontecer com um governo de Bolsonaro. E vamo que vamo.

Responder

    Serg1o Se7e

    08 de outubro de 2018 às 14h43

    E o que “CERTAMENTE irá acontecer com um governo do Bolsonaro”?
    Eu gostaria de saber, por favor.

    Responder

      Olinto Antonio Franco de Godoy

      08 de outubro de 2018 às 15h01

      Já ouviu falar de um tal de Paulo Guedes?

      Responder

        Serg1o Se7e

        08 de outubro de 2018 às 16h16

        Sim, mas ainda estou sem sua resposta, sem sua CERTEZA do que irá acontecer.
        Discorra, por favor.

        Responder

          Olinto Antonio Franco de Godoy

          08 de outubro de 2018 às 18h39

          Acho que não preciso descrever as propostas do citado, que remetem ao Instituto Millenium, aos irmãos Koch, à Reagan e Thatcher etc. não é? Fora as insinuações pesadas de que tem interesses pessoais na equipe que montará para implantar a parte econômica do governo Bolsonaro.

          Responder

            Hudson

            08 de outubro de 2018 às 19h36

            Bolorasno fez um Plano de Governo vago, PP imitação de Dallagnol, e com lema nazista (“Brasilien über allen”).

            O apoiador de Bozo questiona a CERTEZA porque sabe que Bozo na verdade não tem programa (pelo menos, não um que possa ser divulgado).

            Economia? Pergunte ao Guedes. Mas se ele começar a responder: “Cala a boca, Guedes!”

            Soberania nacional? Discurso flutuante entre nacionalismo e entreguismo submisso aos EUA. (Como ele votou quanto à doação do prá-sal?)

            Segurança? Garantir propriedade de terras a narcotraficantes e escravagistas (EC 81). Difusão irresponsável de armas, com licença para matar impunemente Marielles, Moas, Amarildos…

            Seguridade social? Privatizar as aposentadorias, convertendo-as em títulos de capitalização (Tele-Senas?). Imposto de Renda Negativo (desmentido por Guedes, que quer que ricos paguem menos), Renda Mínima Cidadã (ridicularizada pelo coiso, mas está no Plano dele)…?

            Desafio aos eleitores de Bolsonaro: demonstrem quais são as propostas reais dele.

            Responder

              Serg1o Se7e

              09 de outubro de 2018 às 08h40

              Não.
              Eu questiono a CERTEZA porque todo mundo aqui é excelente de prognóstico, tudo bom de chute!
              Então já temos aqui uma vasta quantidade de videntes, eu quero ter certeza do que acontecerá, só isso.

              Quanto ao programa de governo do Bozo, se o dele se equipara à Inglaterra e outros países desenvolvidos, que seja! Melhor do que um programa que se equipara a países tão no buraco ou piores que o nosso.

              Enquanto isso, aguardo as CERTEZAS…

              Responder

      Hudson

      08 de outubro de 2018 às 18h52

      O que certamente aconteceria num governo Bolorasno?

      Licença para bandidos matarem pobres a esmo impunemente. Não é isso o que ele promete? Não é isso o que têm feito seus asseclas, como no assassinato de Marielle (que Bolso, porta-voz das milícias cariocas, não condenou) e do Mestre de Capoeira?

      Mas é mesmo difícil saber com certeza o que seria um governo Bolorasno.

      Ele não fala de economia porque não entende nada (por isso, só fala de gays). Diz para perguntarem ao Guedes. Mas quando Guedes responde, é censurado pelo coiso.

      O que Guedes diz não é o que Mourão diz, que não é o que Bolorasno diz, que não é o que está escrito no Plano de Governo apresentado ao TSE. O próprio Bozo zombou de proposta do programa dele mesmo!

      Certo é que Bolorasno é o candidato preferido de neonazistas, milicianos, militares corruptos, fabricantes de armas, neoliberais, machistas, misóginos, racistas, homofóbicos, inimigos da educação, de violadores das leis e da Constituição, de quadrilhas e grupelhos de ódio, de narcotraficantes e escravagistas (Bozo promete propriedade de terras a eles!), de entreguistas (Bozo rende continência à bandeira dos EUA, e votou pela entrega da Base de Alcântara), privatistas de todos os tipos, charlatães religiosos, cafetões (como Oscar Maroni), falsos cirurgiões/médicos (como o Dr. Bundão), torturadores-estupradores (seu ídolo é o Ustra), de xenófobos, inimigos de indígenas, negros, cotistas… etc.!

      Bozo vai mesmo fazer o oposto do que ele tem pregado por décadas, ou vai endossar os ideais de seus apoiadores criminosos, como fez Hitler?

      “Brasilien über alles”, este é o lema do Plano de Bozo; inspirado em quê, mesmo?

      Responder

    CezarR

    08 de outubro de 2018 às 14h46

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH, VC É UM PIADISTA!

    Responder

    Renato

    08 de outubro de 2018 às 14h47

    É , a esquerda continua comendo mortadela e arrotando caviar. Bolsonaro, com um partido nanico, sem tempo de Tv , sem dinheiro de fundo partidário, sem apoio de medalhões da velha política, derrota Haddad, Ciro, Alckmin e Marina e o sujeito vem dizer que o lulismo foi o grande vencedor. Continuem arrotando caviar !

    Responder

Gustavo

08 de outubro de 2018 às 14h23

Acho que o PT tem muito da parcela de culpa de estarmos nessa situação. O PT sempre quis a esquerda unida só que sempre unida em torno dele. Se não for em torno dele, o PT não abre mão de seu projeto próprio.

Tivesse tido a atividade louvável de Manuela D’Ávila cujo o ego foi menor do que um projeto progressista em um torno de toda a esquerda, o resultado seria outro.

Se ao farejar a impossibilidade concreta de que Lula não seria candidato, o PT tivesse se unido em torno de Ciro acredito que as coisas poderiam ser diferentes.

Agora tudo caminha a passos largos pro Bolsonaro se consolidar como próximo presidente. E o PT em seu egoísmo vai amargar quatro anos distante do poder visto que a derrota do Haddad junto com vários outros quadros do PT vai subtrair sua capacidade de articulação no congresso.

Responder

    jania

    08 de outubro de 2018 às 15h06

    Caro colega,o PT é sempre o culpado de TUDO que dá errado.Ciro pulou de galho em galho , nunca teve uma posição firme, é egocêntrico; temos no PT, com todos os erros que cometeu ,o único partido comprometido com valores democráticos, que já experimentamos, nem fazemos ideia do seja realmente uma democracia, esta é a verdade. Precisamos parar de criticar de maneira vazia e ver a verdade: que o sudeste, sul, centro-oeste é composto por fascistas, olhe quem eles elegeram para o legislativo.É desesperador, e não, não creio que o PT seja culpado.

    Responder

      Ricardo C.

      08 de outubro de 2018 às 16h33

      O PT não é culpado de TUDO. É culpado do essencial: produzir as condições em que a antipolítica do individualismo predatório é o termo último da regulação social — a tal da política das “oportunidades”, que é a essência do lulismo.

      Nem vou ficar reiterando argumentos aqui porque já deu. Os petistas que corram atrás da informação que muuuuitos analistas já produziram. Quer dizer, se quiserem… mas não querem, porque os petistas acreditam que ou são culpados de tudo ou não são culpados de nada. Aí eles escolhem a segunda opção e se livram de pensar suas próprias culpas. Eles não têm nem medida nem proporção, porque há muito já deixaram de viver dentro da realidade.

      Responder

Alexandre Neres

08 de outubro de 2018 às 14h15

Não é hora de caça às bruxas, de encontrar culpados. Estamos em uma situação pra lá de delicada e o Miguel do Rosário ainda incita à cizânia? Precisamos lamber as nossas feridas o mais rápido possível porque a vida requer é coragem. Diante de um tsunami que conseguiu arrancar tudo que via pela frente, conseguir deter a onda e resistir heroicamente com a realização de um segundo turno foi uma vitória e tanto, vide o que aconteceu por exemplo em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Só morre de véspera quem não peleia. Vida a democracia!

Responder

    Marcelo

    08 de outubro de 2018 às 14h32

    Concordo com você, mas acho que aqui tem mais anti-PT do que esquerdistas, infelizmente.

    Responder

      Adma Viegas

      08 de outubro de 2018 às 15h57

      Concordo, Marcelo!

      Responder

      J Fernando

      08 de outubro de 2018 às 17h37

      Aparentemente o Miguel não se deu conta de que uma enorme parcela dos seus leitores NÃO votou no Ciro coisa nenhuma. Estavam aqui fazendo número e dividindo a esquerda com diversas reclamações.
      Miguel continua dando corda e temos que ler sandices do tipo: “consegui tantos votos para o Ciro e agora eles vão anular”. Inocente. Eles não votaram no Ciro e não vão anular (são votos do capitão).

      Responder

    Elena

    08 de outubro de 2018 às 14h59

    É isso aí! Viva a democracia! E vamos de Haddad!

    Responder

devanir marchioli

08 de outubro de 2018 às 14h11

Desde começa foi avisado Miguel que essa estratégia suicida do PT era falha, que Ciro era a melhor opção. agora acho um pouco tarde para qualquer reação. Infelizmente essa eleição está perdida, não vejo qualquer possibilidade de Haddad reverter isso, é um candidato fraco que já foi derrotado em são paulo e conta com o antipetismo para ajudar a afundar ainda mais sua candidatura… O que os geniais petistas tem a dizer agora

Responder

izabel freitas

08 de outubro de 2018 às 14h06

DIZ A HISTÓRIA QUE, EM 1989, NA ELEIÇÃO PRESIDENCIAL NA QUAL COLLOR E LULA PASSARAM AO SEGUNDO TURNO, BRIZOLA SUGERIU AO LULA QUE ELE RENUNCIASSE, O PRÓPRIO BRIZOLA TAMBÉM RENUNCIARIA E, ASSIM, O MÁRIO COVAS DISPUTARIA COM O AVENTUREIRO COLOR, E CERTAMENTE, HOJE, A HISTÓRIA DO BRASIL SERIA OUTRA.
HOJE, COM ESSE TSUNAMI ANTIPETISTA, NÃO SERIA ATO DE PATRIÓTICA HONRADEZ NACIONALISTA, QUE O HADAD RENUNCIASSE E CIRO FOSSE A NOSSA ÚLTIMA ESPERANÇA DE DERROTA DO FASCISMO?

Responder

    Acauã Rodrigues

    08 de outubro de 2018 às 16h16

    Bem lembrado, Izabel

    Parece que 1989 não ensinou nada…. Naquela eleição a Globo colocou Lula no segundo turno para perder do Collor.

    O Brasil seria outro com Brizola.

    Por isso a Globo não deixou.

    PS. Por favor, não escreva em maiúsculas, pega mal, desvaloriza o texto, parece uma agressão. É só uma dica….

    Responder

      izabel freitas

      08 de outubro de 2018 às 16h56

      Valeu! “Lutar mas sem perder a ternura…”

      Responder

Doda

08 de outubro de 2018 às 14h05

Votei no Ciro. Nas condições em que o Haddad foi “colocado” nessa eleição jamais votaria nele, embora veja que ele é uma pessoa do bem, inteligente etc. Ligar sua figura a de lula foi um tiro no pé, se hoje passamos por isso e a desgraça do Brasil já pode ser vista, coloque tudo isso na arrogância, prepotência e egocentrismo de Lula.

Hoje o PT é o lula e lula é tudo que a Maioria dos brasileiros não quer…

Responder

    JOÃO BATISTA

    08 de outubro de 2018 às 14h51

    Correto!
    Falou pouco e disse tudo!

    Responder

Marcelo

08 de outubro de 2018 às 14h05

Prezado Miguel,
Não concordo com sua visão, pois se houvesse o apoio do PT ao Ciro materializado através da chapa Ciro/Haddad, o anti-petismo iria se virar para o Ciro, também não teríamos o apoio de outros partidos de centro, ou seja, perderíamos no segundo turno. Muitos, muitos mesmo, que votam no Ciro hoje são anti-PT e não teriam votado na chapa Ciro/Haddad. Acredito que se não houvesse essa pulverização de votos de “esquerda” o Ciro não teria essa votação e, mais vez, perderíamos já no primeiro turno. Agora veremos quem está disposto a brigar pela democracia no Brasil.Votei no Haddad, gosto muito do Ciro, mas não posso deixar de expressar minha tristeza ao constatar que ele, assim como a Marina, fortaleceu o discurso anti-PT, como, por exemplo, ao chamar um partido de organização odienta, Um partido que foi governo por 14 anos e nunca atentou contra a democracia neste país, nunca mudo a CF em causa própria, sempre respeitou a lista do MP etc. Cometeu muitos erros, como todos cometemos, mas o saldo é muito positivo.
Abraços Miguel

Responder

    CezarR

    08 de outubro de 2018 às 14h16

    Então que o PT não tivesse detonado os acordos com o PSB, no mínimo isso.

    Responder

    Elena

    08 de outubro de 2018 às 14h55

    É isso aí, Marcelo! Disse tudo! Agora é partir para o ataque e incentivar o #ELENÃO!!!!

    Responder

ELOSSANDRO DE SOUZA E BORGES

08 de outubro de 2018 às 14h02

Bozo já é presidente! Parabéns, Lula

Responder

    JOÃO BATISTA

    08 de outubro de 2018 às 14h53

    Boa!

    Responder

Gustavo

08 de outubro de 2018 às 14h01

leio o blog desde 2015, assim como outros de esquerda e de direita. Me considero de centro e para mim o Miguel do Rosário foi o único a fazer uma leitura real do que acontecia nas ruas entre os de esquerda. Na era digital não adianta tentar descer goela abaixo na população decisões totalitárias. Se o google, facebook, youtube forem isentos em assuntos políticos teremos uma democracia mais forte com direito a vozes que antes jamais seriam ouvidas (ex: louco do daciolo teve mais votos que o milionário meirelles). Caso o tempo revele que essa nova mídia manipula tanto quanto a antiga, estamos ferrados.
PT errou feio, Ciro era um candidato melhor

Responder

Ricardo Oliveira

08 de outubro de 2018 às 13h55

Palmas para o “estrategista” preso em Curitiba e seu clã que entregaram o país ao atraso e ao fascismo! Ou será que continuarão com a ilusão insana de que ainda dá tempo de vencer o “coiso”? Acabou, vamos aceitar e seguir em frente para reconstruir o campo progressista como oposição nos próximos anos, mas sem Lula e o PT. Sinceramente, torço para que esse partido volte a ser um nanico insignificante!

Pela primeira vez na vida vou anular um voto e tenho certeza que esta é decisão de boa parte dos eleitores do Ciro. E que não venham os petistas nos julgar com o papo de “defesa da democracia”, até porque o que nos levou a essa tragédia foram exatamente os erros do PT!

Responder

Fábio Santana

08 de outubro de 2018 às 13h52

Eu avisei! A prepotência e arrogância do Lula e o PT levarão o país ao abismo. Só irão cair na real quando o facista for anunciado o novo presidente.

Responder

    Ricardo C.

    08 de outubro de 2018 às 16h23

    Não vão!
    Esse tipo de fé petista… o sujeito morre com ela mas não dá o braço a torcer.
    É fundamentalismo cego na veia.
    Com o PT só há um caminho: o abismo.

    Responder

CezarR

08 de outubro de 2018 às 13h51

É chover no molhado fazer qualquer reparo ao que foi dito por ti Miguel. Faço apenas um reparo, dentre meus colegas de trabalho consegui 7 votos ao Ciro, mas são todos anti-PT e não votarão no PT no segundo turno, a maioria está entre anular ou Bolsonaro. Ciro mais uma vez revelando grandeza e se prejudicando pessoalmente ao apoiar o PT. Sinceramente? Vamos ter que expiar nossos pecados por alguns anos. De qualquer forma, o país perde 30 anos com esses últimos 3 e mais os 4 que virão! PS. Haddad ter conseguido 29% foi melhor do que se podia esperar.

Responder

    Lucas Almeida

    08 de outubro de 2018 às 13h53

    Comigo a mesma coisa: 4 pessoas que votaram no Ciro, mas podem até votar no bozo. No pt nem fudendo. Eu voto no haddad mas sinceramente não vai dar.

    Responder

    Francisco Vidal

    08 de outubro de 2018 às 17h14

    Com exceção do Nordeste, a realidade é que hoje o PT é tóxico. É triste dizer isso, os simpatizantes ficam machucados, mas é o que pensa grande parte da população brasileira. Se Andrade fosse pouco competitivo, o Coiso não teria galvanizado o antipetismo mais visceral. A rigor, este só foi detonado pela incrível ascensão de Andrade nas pesquisas, como herdeiro da popularidade de Lula.
    Solução? Havia. Uma frente democrática ampla, do centro à esquerda, sem a presença do PT na chapa (petista algum jamais aceitaria). Isso ou o fascismo dessa dupla de lunáticos (Bozo-Toupeirão) que lembra em tudo o nada saudoso Almirante Pena Boto dos anos 1950.

    Responder

    Almir Bispo

    09 de outubro de 2018 às 14h15

    O Ciro é um candidato dúbio (ele atrai votos da centro esquerda e da centro direita).Estes teus amigos que dizem que votariam em Bolsonaro ou anulariam,são os antigos eleitores de Aecio.O PT acertou em não confiar no Ciro.

    Responder

Lucas Almeida

08 de outubro de 2018 às 13h43

Miguel, vou comentar algo bem diferente. Aberto as críticas e ao debate.

AINDA DÁ TEMPO DO PT DESISTIR!

Sejamos sinceros: não tem como pt ganhar. Muitos eleitores até de ciro votaram simplesmente no Ciro para tentar ultrapassar o pt. Com o pt no 2o turno ou anulação ou votarão em Bolsonaro. Com o debate totalmente distorcido pela raiva, pelo antipetismo e pela exploração maciça da corrupção, o PT está num beco sem saída. Haddad será massacrado e não tem um estilo combativo e atraente o suficiente para reconciliar o PT com o Brasil. Lula ficará preso pra sempre e estaremos embarcando numa onda fascista altamente incerta. Pode ser q o governo se desgaste, mas há alta chance de com o desgaste medidas inconstitucionais e repressivas aflorem. Bolsonaro está sendo eleito com um cheque em branco dado pela ampla maioria dos eleitores.

Diante desse quadro horrível, o que o pt pode fazer? Como Se reconciliar com o povo ainda buscando o poder? Na minha humilde opinião, só com um fato novo marcante, algo humanamente louvável e que reúna as forças de centro.

Este fato novo é: a chapa petista chamar para um pronunciamento, fazer uma severa autocrítica de si mesma e desistir da disputa. Constitucionalmente, Ciro assumiria e o PT estaria mandando o recado: não queremos o poder pelo poder, queremos nos reconciliar com o Brasil e daremos tempo a isso. Ciro conseguiria aglutinar as forças de centro e até centro-direita, conseguiriria levar o debate ao ponto importante para sociedade: saúde, educação e emprego e não deixaria o antipetismo esconder o monstro que é Bolsonaro. Sem o estigma do pt, mas com seu apoio, Ciro poderá reunir PP, PR, PT, PSB quiçá até PSDB, fazendo um governo menos ousado mas evitando o fascismo e melhorando a situação do povo. Fora do foco, o PT teria tempo para lutar pela liberdade de Lula e se reconciliar.

O PT ousou nas estratégias, mas tem que assumir que não deu. Não vai dar. E o risco é muito grande. Só um fato estrondoso como esse pode oferecer uma chance ao país e às forças progressistas.

Eu sei que é muito sonho. Mas nesta situação, sonhar é o que conseguimos.

Responder

    Ultra Mario

    08 de outubro de 2018 às 17h33

    É sempre bom sonhar… alguém, algum dia, sonhou que o Brasil se livraria da ditadura, que controlaria a inflação, que teria um governo popular… e conseguimos tudo isso.

    Agora está nas mãos do PT e sua “cúpula”. E aí PT, vai deixar os brasileiros na mão?

    Responder

    Fernandes

    08 de outubro de 2018 às 21h43

    Prezado Lucas Almeida ,

    Concordo com seu texto que também é meu pensamento , somente vou acrescentar algumas frases .
    Todos sabem da perseguição ao Partidos dos Trabalhadores , desde o Golpe Parlamentar e a prisão do Presidente Lula sem nenhuma prova.
    Chegamos a reta final no 2º turno e temos que vencer com Amor ao Brasil e ao nosso Povo que perdeu muito das conquistas Sociais que o PT conquistou .
    Admiro muito o Haddad em todas as suas qualidades , porém nesta conjuntura atual na eminência de um golpe fascista ele não tem chance de enfrentar o adversário .
    O único candidato a derrubar esse golpe e levar o Brasil para frente é o Ciro Gomes , amigo do Presidente Lula e de todos os pobres que o PT ajudou , esse é o Presidente certo na ausência do Presidente Lula , clamo ao Haddad para renunciar e ter Amor ao Povo Brasileiro .

    Responder

Ricardo C.

08 de outubro de 2018 às 13h42

Esquece, cara!
Os petistas não querem de modo algum ver a realidade à sua volta.
Não quiseram em junho de 2013. Não quiseram quando a Dilma chamou o Levy para arquitetar a crise econômica em que estamos. Não quiseram quando o PT tomou uma lavada nas eleições de 2016.
Eles são sempre as vítimas, as vestais imaculadas, os donos de toda a virtude.
O povo não aguenta mais a “atitude PT”.
O PT nos deu a Dilma de presente. Nos deu o Temer de presente. E agora vai nos dar o Bolsonaro de presente.
Esquece! Já era! Não tem esquerda. Tem um câncer que se metastasiou. Agora é só morfina.

Responder

Cleiton do Prado Pereira

08 de outubro de 2018 às 13h32

Vocês que tem acesso ao PT, eu durante os dois governos Dilma enviei uns 500 e-mail alertando sobre o que eu ouvia de empresários pequenos e médios, posto que trabalho com vendas de equipamentos para indústria, alertem os envolvidos na campanha do Haddad que a somatória dos votos obtidos por ele e dos outros concorrente não serão suficientes para a vitória em 2º turno, ele tem que tirar votos do Coiso e conquistar os brancos, nulos e abstenções, portanto a campanha tem que começar já e forte pra cima do Coiso.

Responder

Ferrnando Lamanna

08 de outubro de 2018 às 13h31

Eu acho que no cenário que vc aponta como ideal, a de Ciro como cabeça de chapa, o Bolsonaro teria ganho no primeiro turno. No PT, que é um partido de base social, a definição de um candidato ou da renúncia de tê-lo passa pela consulta às bases. Bases estas que militam, que saem a campo atrás dos votos. Foi a base do PT que exigiu a defesa da candidatura Lula até o fim. Foi o TSE que obrigou o PT a lançar o Haddad, e esta contingência foi entendida pelo eleitorado petista. Desde o início, esta base social não quis saber do Ciro. Muito porque o Ciro se manteve ambíguo em relação à defesa de Lula. Então, um acordo “por cima”, só entre caciques, que definisse o Ciro como candidato de uma frente de esquerda naufragaria terrivelmente do ponto de vista das bases que não se sentiriam empenhadas em trabalhar pelo Ciro na eleição. Ou seja, o Ciro, uma vez que estendeu a mão para golpistas (Rodrigo Maia) que se mantinham golpistas mesmo com o naufrágio de Temer (diferente do PSB ou de Renan Calheiros, que passaram a criticar temer), dificilmente angararia votos do povão. Em resumo, na política, não funciona assim, simplesmente, uma liderança decidir algo e automaticamente seus seguidores obedecerem. É uma grande ilusão achar que bastava Lula apontar o dedo a Ciro que seu potencial de votos fosse despejado nele. Era preciso ouvir a base antes, era preciso sentir o desejo de milhões e milhões de eleitores. Ciro na cabeça de chapa redundaria em derrota no primeiro turno.

Responder

Menestrel

08 de outubro de 2018 às 13h26

Toda a culpa do PT e o PT continua sendo o culpado.Esse foi o discurso deste site em toda a campanha e continua sendo.Quem alimentou o antipetismo e o fascismo? Quem continua alimentando? Quem continua me censurando e deixando falar os fascistas livremente. Embora não apareça eu sei que vc lê Miguel.
Que pena. Que lamentável.

Responder

Vagner

08 de outubro de 2018 às 13h21

Se a esquerda tivesse lançado Ciro antes a Globo e Cia teria destruído Ciro há muito tempo, e agora não teríamos mais Ciro nem PT. A opção pelas candidaturas separadas poupou Ciro.

Responder

    Olinto Antonio Franco de Godoy

    08 de outubro de 2018 às 14h34

    Isso mesmo! Avisa pro pessoal aí como é a Realpolitik. E acrescento: poupou Ciro e Haddad.

    Responder

      Marcelo abb

      08 de outubro de 2018 às 15h14

      Não viaja, o PT é alvo fácil: lava jato, corrupção, lula, mensalão, petrolão, pasadena, Delcídio, Palocci, Dilma, dirceu, Genoino, etc.

      O Ciro ia ser alvo de que?

      Com Ciro, a direita seria obrigada a discutir projeto, que é uma coisa que eles não tem. Com o PT, será corrupção, corrupção, corrupção, corrupção.

      Triste fim do país. Daqui a 30 anos os livros de história estudarão isso, e lula não será poupado pelos seus erros. Que último ato deplorável para a sua carreira, meu amigo…

      Responder

        Olinto Antonio Franco de Godoy

        08 de outubro de 2018 às 16h22

        E viajar não é bom? Rsrsrs
        O PT é alvo fácil? Sim, mas porque o tornaram alvo semelhantemente ao que fizeram com o comunismo durante a Guerra Fria ou o islamismo nos EUA, etc. E vc sabe que em tempos de guerra híbrida uma das principais armas é o domínio da narrativa dos acontecimentos e aqui o PT falhou evidentemente em contra atacar. Quer ver isso na prática? Olha a sinuca de bico em que a Globo (e semelhantes) se meteu: educou com afinco corações e mentes para a repulsa ao petismo e lulismo e está colhendo Bolsonaro ao invés de Alckmin! E com o capitão presidente, a TV Record vai nadar de braçadas…
        Agora é opinião minha: com Ciro encabeçando uma chapa de progressistas, ele tb seria engolido por quem detém a narrativa hegemônica (temperamento difícil, mudanças constantes de partido, fruto de oligarquia cearense, acobertador de “erros” do governo do seu irmão etc. etc.). E tb, infelizmente essa direita a que vc se refere, a capaz de discutir projetos, tipo Roberto Campos, PSDB original, antigo PL, Oliveiros Ferreira, Cláudio Lembo, etc. estão escanteados. A pseudo direita que ora nos assola tem sim projetos e está concretizando todos! Vide entrega do pré Sal, congelamento do orçamento, “reforma” das leis trabalhistas etc.
        O Lula cometeu muitos erros. Todos, inclusive ele, sabem. Mas ele está sequestrado e o petismo atacado não pelos erros, que tem e que todos conhecem, e sim pelo maior acerto: uma distribuição de renda meia boca.
        Então vamos de Ciro ministro?

        Responder

          Ultra Mario

          08 de outubro de 2018 às 19h05

          O PDT e o Ciro já concordaram que não farão parte do governo.

          Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com