Vila Militar do Chaves (Adnet satiriza Bolsonaro)

Ciro ao El País: “eles [PT e Bolsonaro] se amam, na prática”

Por Redação

07 de janeiro de 2019 : 10h29

Trecho da entrevista:

“Só existe o Bolsonaro porque existe este tipo de petismo. Você acha que o Bolsonaro achou o que desta atitude infantil, antidemocrática, burra, de o PT se omitir do ato solene de posse do presidente eleito? Você acha que o Bolsonaro achou ruim isso? Bolsonaro amou. Ele está dizendo: “O Governo não pode fracassar porque se não o PT volta”. E eles se amam, na prática. E eu vou quebrar esta brincadeira, se não o Brasil não aguenta.

No El Pais

Ciro Gomes: “É uma questão de decência que Bolsonaro esclareça o caso Queiroz”

Pedetista se apresenta como oposição “pós-PT”, diz que, a partir de 100 dias de Governo, começará a cobrar o novo presidente e declina de comentar crise no Ceará

Por FLORESTAN FERNANDES JÚNIOR

Giselle Bezerra, companheira de Ciro Gomes, recebe a reportagem no hall de entrada do amplo apartamento em que o casal vive na praia de Iracema, em Fortaleza (CE). A sala, com vista deslumbrante para o mar, tem um mobiliário simples. Gisele comenta que esta foi a última área da casa a ser mobiliada. A varanda foi transformada em playground para a distração do filho caçula, Gael, que Ciro teve em seu casamento anterior, e que passou o fim de ano com ele. Em uma das paredes, fotos dos 4 filhos de Ciro e algumas do casal na Europa. Cinco minutos após minha chegada, Ciro entra na sala com barba por fazer. Diz que aproveitou as férias para descansar a pele do rosto. Afirma que está estudando astrofísica e escrevendo um livro sobre os caminhos políticos e econômicos que se colocam para o Brasil. Durante toda a entrevista, demonstra que tentará ocupar o lugar de principal líder da oposição. “O PT já foi. Agora eles encontraram alguém que tem coragem de encará-los. Eu sou pós PT”, afirma. Perguntado sobre as próximas eleições, diz que o partido pode cogitar seu nome na disputa à presidência, mas que é cedo para falar sobre o assunto, porque os próximos quatro anos serão uma montanha russa. Mas admite que é necessário construir não uma terceira via, mas “a via”. Confessa ainda que aconselhou Lula a pedir asilo político em uma embaixada.

A entrevista com Ciro Gomes foi feita no dia 2 de janeiro. No dia 4, a assessoria do pedetista foi procurada para que falasse sobre a crise de segurança no Ceará, governada por seu aliado Camilo Santana (PT). Ciro informou que preferia aguardar alguns dias para ter mais informações e poder emitir sua opinião.

Pergunta. No discurso de posse, Bolsonaro falou em libertar o povo do socialismo. O que ele quis dizer com isso?

Resposta. O inquietante é que ele falou isso no discurso de posse, que costuma ser projetado para a história. Não era para ser um arroubo de palanque, mas o que ele repete é um arroubo de palanque que parte da premissa da ignorância do povo. Ele supõe que o povo é burro, incapaz de saber o que é socialismo. E, ao afirmar isso, esconjura na palavra socialismo todo o ranço conservador, que tem dois planos: conservadorismo de costumes e conservadorismo econômico. É uma tragédia, porque significa que o camarada, ao iniciar o Governo, anuncia que vai permanecer no palanque. Fica dizendo bobagens superficiais e se afirma num antipetismo também superficial.

P. Bolsonaro disse que não vai aceitar corrupção. Mas antes da posse, sua família já estava envolvida em suposto escândalo de corrupção. Agora que é presidente não seria bom que este caso fosse bem esclarecido?

R. É imperativo, especialmente para quem assentou na sua identidade o moralismo e que tem a presença simbólica do (Sérgio) Moro, um juiz exibicionista, chibata moral da nação. E tem coisas práticas: Bolsonaro, como deputado, já malversou verba do seu gabinete. O caso do Queiroz, agora, trata-se de uma notícia crime em potencial. É uma questão de moral e de decência esclarecer isso. Até porque esta foi a pedra angular da campanha que deu ao Bolsonaro o mandato como presidente. Se Bolsonaro emprestou dinheiro ao tal Queiroz, cadê o cheque? Que dia foi? Essa foi uma nova operação Uruguai como a do Collor? Foi antes ou depois do escândalo, para tentar cobrir o episódio? Se foi um empréstimo, de onde saiu o dinheiro do Bolsonaro para emprestar? São coisas concretas relativas ao presidente. Sérgio Moro está obrigado a esclarecer isso à nação brasileira. Eu quero dar um tempo. Não quero ser um trombeteiro que nem um petista raivoso, que é o tipo mais parecido com um bolsominion. Deixa o Bolsonaro tomar pé das coisas. Mas daqui a uns 100 dias, tenho toda uma plataforma por onde vou começar a cobrar. Porque foi este o papel que a nação deu a mim. O papel da oposição é estimular Bolsonaro ao jogo democrático, obrigá-lo a seguir a institucionalidade democrática.

P. O senhor acha que Bolsonaro construirá um pacto de governabilidade para aprovar as reformas no Congresso?

R. Ele tem essa força. A coincidência da mudança de ano com a mudança de governo predispõe a sociedade brasileira a ajudar. O Parlamento fica vulnerável a este expediente da rua que diz: “Ajuda o homem! O homem foi eleito, ajuda ele, não atrapalha”. E nós temos que ter essa sensibilidade. Não em respeito ao Bolsonaro, mas em respeito ao milhões de brasileiros que deram a ele a maioria. Mas não sei se ele conseguirá fazer um pacto de governabilidade. Eu, Ciro Gomes, não conheço uma única proposta do Governo Bolsonaro.

P. A não ser a legalização das armas.

R. A retórica da legalização das armas está aí, mas eu duvido da legalidade disso por Medida Provisória. O Supremo tenderá a dizer que é inconstitucional. Bolsonaro trabalha com duas agendas. Uma ele vai reinar mais facilmente, que é a agenda de costumes: redução da maioridade penal, facilitar o acesso à arma, agravar a legislação de execução penal. Porque a sociedade está cansada da violência e predisposta a experimentar inovações. São equívocos simplificadores, grosseiros, mas ele vai tentar e, com isso, demonstrará que está tentando cumprir a promessa e manterá o capital político dele com uma certa sobrevida. A outra agenda, que é para a qual devemos chamá-lo, é a do emprego, palavra que ele não citou uma vez sequer, nem no discurso oficial. Devemos chamá-lo para a questão dos juros, da inadimplência de 63 milhões de brasileiros que estão com o nome sujo no SPC. Para discutir a questão da aposentadoria. Precisamos discutir aqueles assuntos que ele vai fugir deles. Aqui tem dois problemas: o primeiro é que são questões muito graves. O segundo é que ele não entende o problema, a equipe dele não entende o problema e, quando entende, interpreta de forma equivocada. Portanto, o remédio que vão propor será o remédio errado, que tenderá muito mais a agravar a doença socioeconômica do Brasil do que mitigá-la. Seria um grave erro a gente aceitar a provocação do Bolsonaro de discutir identitarismos. A esmagadora maioria do povo brasileiro, que é pobre, está desempregada, assustada com a violência, maltratada na rede de saúde… Essa gente tende a entender nossas razões se estas razões forem discutidas. Mas se a gente for discutir “kit gay”… não que o assunto não mereça discussão. Estou só dizendo que o Bolsonaro não pode escolher o campo de batalha.

P. O senhor tem se colocado como nova liderança da oposição. Aceitaria o PT numa frente de oposição ao novo Governo?

R. Acho que sim. Nosso inimigo não é o PT. Agora, nós precisamos não nos comprometer. Estou falando sob o ponto de vista histórico. Precisamos dar ao jovem brasileiro uma plataforma em que ele não precise de um salvador da pátria, de um guru, de um líder carismático que, preso, de dentro da cadeia, fica mandando recado. Isso é o fundo do poço. Não quer dizer que a gente abandone o Lula. A questão central do país não pode ser identitarista ou o salve Lula. Enquanto a agenda for esta, estamos fazendo exatamente o que o Bolsonaro quer que a gente faça. Ele não ganharia em hipótese nenhuma no Brasil que eu conheço se não fosse o antipetismo que o petismo cevou. O Palocci é réu confesso. E não é um petista periférico. Foi o homem que Lula escolheu para comandar a economia do Brasil por 8 anos e a Dilma escolheu para comandar o governo. O Levy foi escolhido pela Dilma. O Michel Temer foi escolhido pelo Lula. Se a gente ficar alisando essas coisas pela dor que tem do Lula estar onde está, não vamos pensar na questão brasileira. Cabe a oposição vigiar, cobrar. O que faz a burocracia do PT? Se retira da posse. Ora, quando o Aécio Neves nega o reconhecimento do sucesso eleitoral da Dilma, começa a plataforma do golpe. E o PT soube denunciar isso. Como é que se explica agora para o povo brasileiro que um adversário nosso, por mais deplorável que seja, não é reconhecido como vitorioso?

P. O senhor fez parte dos Governos Lula e Dilma. Por que só agora descobriu estes problemas do PT?

R. Eu fiz parte do primeiro mandato do governo Lula. Quando eles começaram a errar eu não aceitei mais ser ministro. Eu votei na Dilma contra todas as contradições, porque o outro lado era o PSDB e o Aécio, que eu sabia quem era. O que fiz desta vez? Disse: campanha pra eles eu não faço mais. Votei no Haddad como cidadão, mas não voto mais nesta burocracia do PT. Não faço campanha com eles nunca mais. De lá pra cá eles se corromperam. Essa é a triste, dura e sofrida realidade. Apodreceram. Tomaram gosto pelas benesses do poder.

P. Por que você, que já esteve tantas vezes junto com o PT, não apoiou o Haddad?

R. Por que já tinha feito isso com a Dilma. Lá atrás, a Dilma era uma pessoa sem nenhum treinamento, sem nenhuma vivência, nunca disputou uma eleição. E o Lula, aproveitando a justa popularidade que tinha, resolveu impor a Dilma contra todos nós. Estávamos eu, com predileção nas pesquisas, Eduardo Campos… E o PT não tinha nenhum quadro. E ele escolheu uma pessoa que nem tradicionalmente do PT era. Por que? Pra mandar. Todas as pedras do caminho sabiam que Lula não podia ser candidato pela lei da ficha limpa. E eles impõem a candidatura do Lula, mentem para a população brasileira explorando a boa fé do nosso povo mais pobre para comovê-lo até o limite da eleição e botar uma pessoa sem autoridade.

P. Lula é preso político ou comum?

R. Preso comum. Se Lula fosse um preso político, não tinha que recorrer aos tribunais. Lula não é condenado pelo Sérgio Moro, que eu sempre critiquei. É condenado por unanimidade pelo Tribunal Regional Federal. Tentou diversos recursos no STJ e STF. Portanto, por definição, é um preso comum. Mas se ele entende que é um preso político, não podia estar recorrendo às instâncias formais. Eu acho a sentença que o condenou frágil. Mas isso não o transforma num preso político, porque ele aceitou a dinâmica. Eu, por exemplo, fui violentamente criticado – e isso o PT esquece – quando propus, quando ele sofreu uma prisão coercitiva injusta, ilegal, que se a gente achasse que ele era um preso político, deveríamos subtraí-lo desta arbitrariedade, colocá-lo numa embaixada e pedir asilo político.

P. O que o senhor imagina para o seu futuro?

R. A minha missão hoje é ajudar o jovem brasileiro a entender o nosso país e a formular um caminho. Estou fazendo palestras e vou lançar um livro que é uma plataforma que compreende o Brasil, chamando o debate para a inteligência e não para estas mistificações superficiais. Porque o bicho mais parecido com o bolsominion (nome pejorativo para os seguidores de Bolsonaro) é o petista fanático. Tanto para o bolsominion como para o fanático do PT pode acontecer o diabo que eles relativizam o diabo. Quando o Aécio nega a legitimidade do mandato da Dilma, é golpe. Quando Renan Calheiros, liderando o Senado, faz o golpe…é golpe. Depois o Haddad se apresenta aliado do Calheiros. Aqui, no Ceará, Eunício de Oliveira, meu adversário, e com quem eu briguei por causa do PT, porque votou no impeachment, era golpe. Agora, o Lula impediu a Dilma de ser candidata aqui no Ceará, para qual ela tinha sido convidada e tinha aceito, para impô-la em Minas Gerais onde ela desmontou a aliança do Fernando Pimentel, para apoiar o Eunício Oliveira. A quem o Lula e o PT deram 1 bilhão de reais em contratos sem licitação na Petrobras. Vai pro diabo a burocracia do PT. Tudo picaretagem da pura. O Sergio Machado metia a mão na Transpetro, eu cansei de dizer isso ao Lula. Então, PT, vai devagar comigo, porque eu não gostaria de transformar o PT em meu adversário.

P. Mas você está transformando…

R. Não estou, não. Mas cada vez que eles vierem com uma dessas, e agora veio da sua pergunta, não porque você interpreta, mas porque eles estão dizendo, eu vou dizer porque eu não pude mais apoiar o PT. Eu engoli tudo o que eu podia engolir. E regozijei.

P. Você não acha que na disputa entre Haddad e Bolsonaro não era importante dar apoio ao Haddad para evitar o retrocesso no Brasil?

R. Não estava na minha mão. Quando eles se impuseram, da forma como se impuseram, todas as pesquisas indicavam com muita clareza que esta era uma eleição perdida. Todo mundo estava vendo isso. Haddad teve 70% dos votos no segundo turno aqui no Ceará. Portanto eu apoiei o Haddad. O que eu não faço mais é campanha com esta quadrilha. É bem diferente. Se eu achasse que ia fazer diferença, eu engolia de novo, como engoli lá atrás. Agora, me obrigar, por uma solidariedade ao campo progressista… o Haddad é progressista, sem dúvida. Mas o PT é uma força corrupta. Estou falando da cúpula do PT, não da sua base.

P. E como é que fica a união de forças de oposição no Congresso?

R. É uma agenda prática. Eles resolveram se omitir na posse. Nós ficamos. Quer dizer que nós temos algum compromisso com o Bolsonaro? Não. Temos o compromisso com a democracia, com os ritos, com os valores.

P. Mas isso não fragiliza o campo progressista?

R. Depende. Por que o PT não se comporta? Porque que não abre a conversa com os outros? Quer tudo na imposição de uma hegemonia podre. Já foi. Agora eles encontraram alguém que tem coragem de encará-los. Eu sou pós PT.

P. Você acha que é muito cobrado por isso?

R. Eu sou, mas estou disposto a explicar para todo mundo. E nisso é que eu quero criar uma corrente de opinião, que livre o Brasil desta burocracia corrompida do PT.

P. Você chegou a conversar com o Lula antes do primeiro turno para ser o vice dele?

R. Não. Ele me chamou para esta farsa. Ora, se eu estou denunciando uma farsa, uma fraude, e ele me chama para aperfeiçoar esta fraude, que tipo de homem eu sou, que tipo de líder eu seria no Brasil se eu, por qualquer tipo de ambição pessoal, fosse cumprir este papel imundo? Mandei dizer pra ele que me sentia insultado.

P. Você pretende ser candidato à presidência novamente?

R. Quem conhece o Brasil, que tem a experiência que eu tenho, afirmar que é candidato, é pura temeridade. O que vai acontecer no país nos próximos quatro anos é uma verdadeira montanha russa. Eu aceito que o meu partido cogite a minha candidatura, não vou excluir isso, mas acho que eu tenho um papel a cumprir fora de processo eleitoral. Escrever, falar, organizar o movimento. Dar referência para a juventude brasileira. Só existe o Bolsonaro porque existe este tipo de petismo. Você acha que o Bolsonaro achou o que desta atitude infantil, antidemocrática, burra, de o PT se omitir do ato solene de posse do presidente eleito? Você acha que o Bolsonaro achou ruim isso? Bolsonaro amou. Ele está dizendo: “O Governo não pode fracassar porque se não o PT volta”. E eles se amam, na prática. E eu vou quebrar esta brincadeira, se não o Brasil não aguenta.

P. Você acredita que pode ser a terceira via?

R. Não a terceira via. Nós precisamos construir a via. Sim, porque o PT imitou, no bom e no mau, o PSDB. Quem formulou, no Brasil, foi o Fernando Henrique. E formulou em linha com a onda internacional, neoliberal, pseudo modernizante, do Estado mínimo, de câmbio flutuante, de superávit primário… e qual foi a política econômica do PT? Rigorosamente a mesma. Quer dizer que não foi um Governo bom? Foi, tanto que eu ajudei. O salário mínimo melhorou, o crédito melhorou, a assistência social, com as políticas sociais compensatórias, melhorou muito. Expandiu o ensino público universitário. Tudo isso são coisas boas, mas foram feitas no marco de uma economia política conservadora que encheu o rabo da banqueirada de ganhar dinheiro. É nas mãos do PT/PSDB que o Brasil faz a mais grave concentração bancária do mundo capitalista. Enquanto a América do Norte, epicentro do capitalismo, tem 5 mil bancos disputando o cliente com juros mais baratos, com preço de tarifa mais barata, essa gente entregou o Brasil a três bancos particulares, que tem lucro 78% maior do que qualquer banco na história da humanidade. Isso é o que importa. Porque num regime não inflacionário, o dinheiro que falta no bolso do povo, essa inadimplência que humilha tanto as pessoas, esse é o dinheiro que está sendo levado todo pra mão dos banqueiros. Durante o governo do PT/PSDB, nós criamos o seguinte fenômeno: seis brasileiros tem a renda equivalente a fortuna que somam 100 milhões de brasileiros. Aí estes 100 milhões de brasileiros estão obrigados a se conformar com o Bolsa Família. Isso é irrelevante? Não, é muito importante. Mas o país que eu sonho vai emancipar seu povo pelo trabalho decentemente remunerado e pela educação emancipadora.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

122 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Eduardo F

11 de janeiro de 2019 às 23h11

Li todos comentários e ninguém falou do principal: a denúncia seríssima de que Lula teria direcionado 1 bilhão de reais para Eunicio Oliveira em contratos sem licitação. Isso aí é um prato cheio pra desmascarar Ciro ou Lula. Só um pode estar falando a verdade. Cadê a imprensa alternativa pra investigar? Vão esperar a turma da Lava Jato?

Responder

Antonio Bragiato

10 de janeiro de 2019 às 16h27

Ciro precisa parar de fumar goiaba. Tá parecendo biruta de aeroporto! Ele sim parece Bolsonaro, só fala em Lula e o PT o tempo todo! Vaidade e sede de poder chama isso!

Responder

ed-rl@bol.com.br

09 de janeiro de 2019 às 21h56

Ciro vá trabalhar para ajudar míseros cidadãos do Ceará que estão sofrendo sem água (e você teve oportunidade para isso).Há muitos anos você sonha com a presidência (provavelmente todos os dias) e com sua omissão ainda quer parecer um salvador da pátria em um momento que no país se criava um mito. Você tem ambição de ser presidente da República assim como outros políticos Brasil afora tem suas ambições regionais. Vou lhe dar um exemplo: há muitos anos a família Barbalho sonhava em voltar a dominar o Pará e conseguiram com Hélder (o filho) e uaram uma postura parecida com a sua; mais com uma diferença:possuem meios de comunicação para se promoverem e você para se promover tem que mostrar trabalho…

Responder

Lideana

09 de janeiro de 2019 às 19h30

CIRO AINFA TA COM ESSE MI MI MI É UM IGNORANYE METIDO A BESTA VORONEL FERREIRA GOMES ,O QUE O HADDAD PODETIA FAZER POR TE ?SE ACHA A BAMBAMBAM NUNCA VAI CHEGAT LÁ COM ESSA ARROGÂNCIA,OLHA A CARA DO HOMEM O ÓDIO ESTAMPADO ÓDIO OU INVEJA AFFFFF

Responder

Lideana

09 de janeiro de 2019 às 19h24

CIRO É UM BABACA , TE CONFORMA NÃO ERA TIA VEZ É NUNCA SERÁ, SEMPRE SERÁ UM CORONELZINHO FERREIRA GOMES ARROGANTE CONTA ATÉ 10 ANTES DE FALAR ASNEIRAS

Responder

Marcos Ferreira

09 de janeiro de 2019 às 13h33

“Engana-me que eu compro”

E o PT®?
Qual o poder constante de sua propaganda ininterrupta?
Eis:
Vive o PT© de clichês publicitários bem elaborados por marqueteiros.
Nada espontâneo.
Mas apenas um frio slogan (tal qual “Danoninho© Vale por Um Bifinho”/Ou: “Fiat® Touro: Brutalmente Lindo”).
Não tem nada a ver com um projeto de Nação.

Eis AQUI A SUPERFICIALIDADE DO PETISMO:

0.
“Coração Valente©”
1.
“A Copa das Copas®”
2.
“Fica Querida©”
3.
“Impeachment Sem Crime é Golpe©” [lol lol lol]
4.
“Foi Golpe®”
5.
“Fora Temer©”
6.
“Ocupa Tudo®”
7.
“Lula Livre®”
8.
“® eleição sem Lula é fraude” [kuá!, kuá!, kuá!].
9.
“O Brasil Feliz de Novo®”
10.
“Lula é Haddad Haddad é Lula®” [kkkk]
11.
“Ele não®”.
12.
“Haddad agora é verde-amarelo ®” [rsrsrs].
13.
“LUZ PARA TODOS©” (KKKKK).

14. (…e agora…):
“Ninguém Solta a Mão de Ninguém ©”

PT© é vigarista.
Vive de ótimos e CALCULADOS mitos publicitários.

É o tal de: “me engana que eu compro”.

== A FORÇA-TAREFA DA PUBLICIDADE ININTERRUPTA DO PETISMO ==

Responder

    Alan Cepile

    09 de janeiro de 2019 às 16h10

    Projeto de poder.

    Responder

Rivellino Batista

09 de janeiro de 2019 às 13h26

O brilho do Sol, nosso astro mor. Vermelho? Somente onde o HERÓICO Bolsonaro pisou.

BRASÍLIA:
Agora passado dia 1°, totalmente verde-amarelo: O brilho do Sol, nosso astro mor. Vermelho? Somente as tulipas holandesas no jardim externo do Palácio do Planalto e o tapete vermelho, inclusive que o heróico & corajoso Bolsonaro e o nobre índio Mourão — o vice — com enorme prazer pisaram sobre.

Responder

NeoTupi

09 de janeiro de 2019 às 13h12

Notícia do dia 4 na coluna de Leandro Mazzini no jornal O Dia até hoje não desmentida nem por Ciro nem por Cid Gomes. Seria legal os blogs ciristas apurarem e explicarem.

“A disputa está ‘briga de faca’ para emplacar o presidente do Banco do Nordeste, o BNB, instituição mista bilionária de fomento da qual a União é controladora, com sede em Fortaleza. Os irmãos Cid e Ciro Gomes, do PDT, que mandam há anos no pedaço, querem emplacar Eduardo Diogo, ex-secretário de Administração do governo Cid. Têm o apoio da Federação das Indústrias do Ceará (…)”

Responder

Ioiô de Iaiá

09 de janeiro de 2019 às 12h34

Vai descansar na Oropa coroné. Leva a sua antecessora, a Marina

Responder

Katya

08 de janeiro de 2019 às 23h24

e

Responder

Damiao

08 de janeiro de 2019 às 22h33

Só queria saber quem é Ciro.
Vai pegar o trofeu da Marina de sumido do ano, da decada, do milenio.
Só resta uma opçao: atacar o PT para aparecer igual fez o Moro durante 4 anos. Bater no PT dá uma otima visibilidade na midia, mas até agora ninguem fez melhor do que o PT na economia. E o povo se lembra disso, uma hora toda essa mentirada midiatica e judiciaria vai cair por terra pq o povo nao acreditará mais em miragem.

Responder

    Ioiô de Iaiá

    09 de janeiro de 2019 às 12h38

    Nem ele sabe quem ele é. Deve ser um pote de mágoa, se acha o máximo, mas não combinou isso com os russos.

    Responder

    Lans

    13 de janeiro de 2019 às 02h50

    Sumido é o Lula. Ninguém nunca mais o viu em público.

    Responder

Ioiô de Iaiá

08 de janeiro de 2019 às 19h30

Ciro está ficando cada vez mais irrelevante. Nem os que votaram nele estão aguentando essa xaropada. Só os bolsominions gostam dessas declarações dele.

Responder

    Miramar

    09 de janeiro de 2019 às 00h38

    Você está enganado. Votei no Ciro e gosto cada vez mais das declarações dele.

    Responder

      PJ

      10 de janeiro de 2019 às 15h27

      Eu também votei no Ciro. E nunca mais (com ajuda de Deus) cometo esse erro. Pra mim, como agremiações políticas, só tem PT e PSOL de esquerda. E PT muito mais pra centro. O resto é garimpar bem pra achar um ou outro político de compromissado com o país. O resto joga pra platéia.

      Responder

Nelson

08 de janeiro de 2019 às 18h22

Tá acirradíssima a disputa para definir quem fica com o título de maior crítico do PT.

Pela extrema direita, corre o Boçalnaro, com sua grande corrente de seguidores.
Pelo centro – não seria direita? – corre o Ciro, com seu Gomismo, que, no “frigir dos ovos”, acaba por nada oferecer ao povo brasileiro.
Pela extrema esquerda, o PSTU, que de tão extremista, tão sectário, acaba rachando e tornando-se ainda mais minúsculo.

Aliás, o PSTU é um caso a ser estudado por uma legião de cientistas políticos que sejam assessorados por uma outra legião de psicólogos. Os militantes desse partido parecem dispostos a tornar real o que diz a piada sobre os trotskistas: “um trotskista faz um partido, dois fazem uma internacional e três fazem uma cisão”.

Responder

PJ

08 de janeiro de 2019 às 16h48

Pensei em escrever um texto sobre essa fixação Freudiana do Ciro. Mas li o texto do Joaquim Xavier no conversa afiada e acredito que dispensa meus comentários. Recomendo a leitura.

Responder

Franco

08 de janeiro de 2019 às 16h34

Como se vê, a entrevista do Sr. Retórica só agradou ao bolsomistas ou bolsonaristas, por um único motivo: acusações injuriosas ao Partido a quem serviu quando isto lhe rendia bons dividendos políticos. A própria biografia do dito cujo já o desmascara. Pertenceu aos quadros da ARENA até embarcar na onda da redemocratização. Depois ficou pulando de galho em galho de acordo com as circunstâncias, sendo sintomática sua saída do partido de Eduardo Campos quando este ameaçou tornar-se a terceira via. Apesar da aparente facilidade de entender os meandros da política e da economia, sua bipolaridade sempre o coloca em maus lençóis resultando ser abatido em pleno voo espasmódico.

Responder

Patrice L

08 de janeiro de 2019 às 15h26

Nem o Conversa Afiada cai mais no Canto da Cireia

https://www.conversaafiada.com.br/politica/ciro-gomes-qual-e-a-sua

Responder

Adecio

08 de janeiro de 2019 às 11h58

O PT não vai reescrever a história, nós é quem guardaremos pra sempre a traição desse partido corrupto e que serve as elites! Partido dos Traidores! Partidos dos Bancos! Partido corrupto! Hegemonia imunda! PT VAI PRA VALA!

Responder

    Franco Mesquita

    08 de janeiro de 2019 às 16h36

    O Adécio é quase Aécio.

    Responder

Adecio

08 de janeiro de 2019 às 11h56

Se engana a PTzada que pensa que essa fúria do Ciro é apenas dele! Estão completamente cegos! Por isso perdem em 2018 e por isso vão continuar a perder! PT NUNCA MAIS! Lula na cadeia eternamente! Partido dos Traidores e sua hegemonia corrupta vai toda pra vala da história!

Responder

Dedo no Furico

08 de janeiro de 2019 às 09h52

para quem não -e imbecil ou vendido, já saberia da estatura moral dessa porcaria política chamado Ciro. Pois enquanto Lula sozinho construia o petismo e enfrentar os assassinos da ditadura, seu Ciro e turma estava na Arena, partido da ditadura, defendendo assassinos e torturadores, portanto, é apenas um bolsonarista repaginado. Ciro ainda não foi preso tal qual Lula é por não representar nenhuma ameaça para essa turma. O que Ciro faz agora é apenas um afago para turma do bozo visando a próxima eleição

Responder

    Carlos Eduardo

    08 de janeiro de 2019 às 09h57

    CTRL C + CTRL V

    Responder

    Lans

    13 de janeiro de 2019 às 02h02

    Te acalma baitola estúpido escandaloso. O PT perdeu e nem tão cedo vai lograr posição de destaque na política desse país. O Ciro, como demonstrado pelas certeiras pesquisas eleitorais, era o único favorito a derrotar a turma do Bolsonaro. Se o PT fosse um partido idôneo e democrático teria evitado a eleição de Bolsonaro pela renúncia em favor do Ciro, como Brizola o fez em favor de Lula 20 anos atrás. Não é à toa que o Brasil odeia vcs.

    Responder

Antônio Carlos

08 de janeiro de 2019 às 09h50

Até q enfim Ciro teve a coragem de dizer a verdade em relação ao Maquiavel de Curitiba, rs…., e à Quadrilha, em sua maior parte, que compõe o diretório petista. O mais incrível nisso tudo, a julgar pelos comentários, é verificar o grau de FANATISMO e imbecilidade q grassa entre os fundamentalistas desse partido. A verdade é dura. Por isso a crítica é dolorida. Qdo se expõe os fatos, sem emoção e fulcrados na RAZÃO, a ficha começa a cair, ainda que inconscientemente, e a ira, sem fundamento, da massa acrítica que hj é maioria no PT, vem à tona violentamente. Já era hora, Sr Ciro Gomes, de se posicionar como uma verdadeira oposição CRÍTICA e abandonar a Consciência Ingênua do Petismo que tanto mal fez ao país, no momento em que nos fez perder o precioso tempo e oportunidade de uma REAL politização do nosso sofrido povo. A digeståo moral da pobreza, representada pelo Bolsa Família e a política de manutenção das benesses aos ricos, orquestrada e comandada pelos bombeiros Meireles e Levy, foi, em verdade, uma traição aos milhares de pobres e despolitizados q elegeram esse Partido despreparado e alienado pelos ideais burgueses. O PT sempre foi de burguês e para burguês. Simples assim.

Responder

Tamosai

08 de janeiro de 2019 às 09h20

Ciro passou por seis partidos – do substituto Arena ao PDT. Se diz agora o pós-PT.
Parece mais um coronel da política do início do século passado. Só ele que está certo. Todo mundo está errado. Se acha um Messias, mas não combinou isso com o resto da população. Trata o Bozo melhor do que o Lula. Deve estar cheio de mágoa. Isso explica o comportamento egocêntrico e de metralhadora giratória. Que tal descansar um pouco mais na Europa e tentar resgatar um pouco mais de serenidade e empatia?

Responder

roberto

08 de janeiro de 2019 às 08h43

A cada dia o cirola fica mais insignificante como político e ser humano, não há diferença alguma entre ele e o bostonaro.
Ele é apenas um burguês com discurso de ódio, que praticamente nada fez politicamente e sua figura é insignificante quando comparado ao LULA.
Esta em um partido perdido na história, graças a ele seu parceiros, troca de partido, funda partido, demonstrando a sua irracionabilidade, despreparo e instabilidade psíquica e mora.
Os seus discurso provocam apenas desagregação, demonstrando apenas que ele e seu parceiro truculento bolsonaro, não tem o perfil para liderar, ou seja, para presidir uma nação.
De tanto criticar a marina, tornou-se cópia viva de seus insultos e neste caminho sem volta, o esquecimento é o destino, tal qual a própria marina, heloísa helena, etc.

Responder

    Adelino Jorge Fernandes de Faria

    08 de janeiro de 2019 às 09h32

    mimimimimimi opinião petralha anotada e cordialmente descartada para a lata de lixo virtual. Não sei quem esses petralhas pensam que estão enganando. Acreditam que todo mundo é massa de manobra eleitoral. Esta máfia política lulista que se apoderou da esquerda não se emenda mesmo, não tem auto crítica nem patriotismo em defesa dos interesses reais do povo brasileiro. Querem a manutenção do poder e do protagonismo de liderança opositora a qualquer preço e qualquer custo, nem que o Brasil e o todo o povo se ferre.

    Responder

      Antônio Carlos

      08 de janeiro de 2019 às 09h55

      Corretíssimo. Chega de tratar as pessoas como se palhaço fossem. Chega de ser manipulado pelo partido q dá migalhas aos pobres e locupleta os ricos.

      Responder

      CAR-POA

      08 de janeiro de 2019 às 14h04

      VC É UM COXINHA GOLPISTA ENRUSTIDO,SÓ ESSA CAMBADA DE IGNORANTES É QUE CHAMA OS PTS DE PETRALHA.
      POR OUTRA PARTE,DE QUE ESQUERDA VC FALA SEU ANALFABETO POLÍTICO?? A DOS PTS ?,A DO ANDAR DE COBRA ,CIRO GOMES?A DO PCDOB??
      PEGUE OS LIVROS ,PÚBERE E APRENDA.
      TAL VEZ O ÚNICO “PARTIDO” QUE PODERIA SE COLOCAR NESSA QUALIFICAÇÃO SEJA O PCO.
      O RESTO ,NÃO PASSAM DE PARTIDOS DE CENTRO TRAVESTIDOS DE “ESQUERDISTAS”

      Responder

baltazar pedrosa

07 de janeiro de 2019 às 23h59

O coroné estar em erupção,por todos os seus poros só expele ódio aos petistas,o boso é fichinha perto dele,ele não diz três palavras sem mencionar de forma leviana ao Lula ou AO PT,sempre foi esse canalha,as pessoas precisam conhecer as propriedades da família ferreira gomes, em santana do Acaraú,assim como a compra de prefeitos com dinheiro do erário para garantir a sua eleição e do irmão anos atras,o coroné irá se notabilizar como sendo o novo Hélio Bicudo, pode ser também a nova Marta Suplicy ou quem sabe o traíra do Cristovam Buarque.Você além de invejoso talvez não seja um imbecil mas um desequilibrado mental e esse seu ódio irá findar em um câncer de próstata cuidar do seu reto babaca.

Responder

Antonio Candido

07 de janeiro de 2019 às 23h14

Não vou perder tempo explicando a quem já tem suas convicções, não adianta. Ciro 2022, simples assim!

Responder

    Alan Cepile

    08 de janeiro de 2019 às 01h20

    A petezada vai ficar magoada….

    Responder

Ultra Mario

07 de janeiro de 2019 às 22h43

“Porque o bicho mais parecido com o bolsominion (nome pejorativo para os seguidores de Bolsonaro) é o petista fanático. Tanto para o bolsominion como para o fanático do PT pode acontecer o diabo que eles relativizam o diabo.”

Senhoras e senhores, eis o motivo de tanta raiva contra Ciro Gomes.

Responder

Élio

07 de janeiro de 2019 às 22h08

Na guerra não adianta gastar munição antes da hora.
Ciro está equivocadamente em campanha já para 2022.
O que ele fez no Ceará que seja vitrine para o Brasil ?
Acho prematuro iniciar campanha faltando 4 anos para a eleição e sem saber as peças do tabuleiro de xadrez.
Mas para quem não tem nenhum cargo importante no momento talvez a única alternativa seja tentar aparecer o máximo possível na mídia.

Responder

Nina

07 de janeiro de 2019 às 21h53

Ciro está doido para voltar ao ninho tucano. Já, já ele vai liderar o partido junto com Dória.

Responder

Admar

07 de janeiro de 2019 às 21h45

Lula fez bem em escantear o Ciro, se tivesse sido eleito com apoio do PT, ele colocaria o PT na marginalidade política, o Ciro tava louco pra servir as Elites brasileiras, seu discurso nacionalista era só fachada!!!

Responder

    Nina

    07 de janeiro de 2019 às 21h56

    Verdade!

    Responder

Alex

07 de janeiro de 2019 às 20h22

Ano difícil. Teremos que aguentar “o mito” e seu bando de malucos. Vamos ter que aguentar também Ciro vomitando sua ira e seus impropérios contra seu novo arqui inimigo: o PT.. tenho que concordar com alguns que dizem: político é tudo a mesma merda!

Responder

    Deca

    07 de janeiro de 2019 às 21h22

    Concordo Plenamente!

    Responder

Rômulo de Freitas

07 de janeiro de 2019 às 19h38

Votei no Ciro, mas esse negócio de dizer que os eleitores do miliquinho não são fascistas…não sei não. Bechtold Brecht dizia que “o cidadão comum é fascista”. É verdade que ele disse isso na década de 30 do século XX, quando o fascismo estava em alta na Europa, mas essa ideologia está novamente em alta, desta vez em todo o mundo ocidental. O fascismo é a ideologia “default”, porque imita o ambiente familiar tradicional: um pai idolatrado com poder total, uma mãe submissa, filhos obedientes que seguem seu líder paterno incondicionalmente; daí a insistência em palavras como “mito”, “führer” e “duce”; o ambiente familiar é simples, dispensando instituições e grandes elucubrações teóricas; além disso, é conhecido, ao contrário desses conceitos complicados como democracia, socialismo, comunismo, social-democracia, democracia cristã, capitalismo, economia de mercado, geopolítica, etc.

Responder

Alex

07 de janeiro de 2019 às 19h18

CIRO PRECISA LER ISSO:

https://novoexilio.blogspot.com/2019/01/chao-de-amendoas-por-alexandre-meira.html

COMPARTILHE

Responder

jose carlos

07 de janeiro de 2019 às 18h55

Como disse Carlos Fernandes, “quando imaginei que chamar um intelectual da envergadura e importância para o Brasil como Leonardo Boff de “bosta” fosse o fundo do poço, eis que Ciro se supera.
Ciro volta menor do que quando desapareceu.

Responder

    antonio carlos

    07 de janeiro de 2019 às 19h00

    Religioso e intelectual ? Palavras antagônicas.

    Responder

      jose carlos

      07 de janeiro de 2019 às 19h04

      Pelo jeito não conhece a obra de Boff.

      Responder

        Justiceiro

        07 de janeiro de 2019 às 19h12

        Chamar Leonardo Boff de bost@, foi a coisa mais certa que Ciro fez na vida.

        Responder

          Deca

          07 de janeiro de 2019 às 21h18

          Ciro é um falastrão! Fala só asneiras. Amigo do Tasso.

          Responder

    Lans

    13 de janeiro de 2019 às 02h43

    Falando nesse tal de ‘bosta’, por que ele não é convidado para dá entrevista em Jornal de classe mundial? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder

Alan Cepile

07 de janeiro de 2019 às 18h23

JOGA DURO CIRÃO!!!!

Responder

ArtificialI Intelligence

07 de janeiro de 2019 às 18h12

Bullshit detected !!!

Responder

    Benoit

    07 de janeiro de 2019 às 18h15

    Where?

    Responder

Justiceiro

07 de janeiro de 2019 às 17h57

E depois dessa entrevista, Ciro foi novamente procurado pelo El País para falar sobre o aumento vertiginoso da violência no Ceará. Ciro pediu um tempo para pensar.

O coronel, que tem a solução para o Brasil, não tem uma opinião formada sobre os problemas do seu estado.

Responder

    Carlos

    07 de janeiro de 2019 às 19h47

    Bem só que o governador do Ceará é o Camilo Santana do PT, que foi reeleito e acabou de tomar posse para mais quatro anos. O Camilo Santana e o Ciro Gomes tem uma boa relação.

    Responder

Haroldo Azevedo

07 de janeiro de 2019 às 17h43

Ciro virou uma especie de Maria Antonieta, não ver a horadeser chamado para participar do Governo Bolsonaro ‘OTosco’, a sua biografia lhe condena.

Responder

Miramar

07 de janeiro de 2019 às 17h24

Ciro Gomes é talvez o político que melhor conhece a realidade brasileira e suas necessidades, tem um programa factível, que é melhorado a cada dia (estou ansioso para ler seu livro), além de entender a falta de sentido que é esperar alguma coisa de um partido não de trabalhadores, mas de sindicatos em um pais que a maioria dos trabalhadores (mais de 80%) não é sindicalizado. Possui, sem dúvida, o melhor programa de governo já escrito no Brasil em décadas.
Seu erro? Bem, não é um erro de verdade. É antes um sintoma de uma certa aristocracia de pensamento, que o leva a não ter paciência para as baixarias e rame-rames da baixa política partidária, nem para o esgoto das redes sociais dominadas pelas cambadas petistas e bolsonaristas.
Talvez, para a tristeza de quem gosta de ler e refletir, o Ciro nunca seja presidente. Que se cumpra então nosso destino. É possível, que um adolescente de hoje, em um futuro nem tão distante encampe essas ideias e sem messianismo ou partidarismo bobo e as leve adiante. Afinal a popularização da banda larga ainda não conseguiu matar as bibliotecas.Felizmente.
Sigamos adiante, então. Ciro prova, mas o mal-estar de alguns que é possível ser contra o autoritarismo e o neoliberalismo sem ser petista e ser contra o Pt sem ser bolsonarista.
Pelo menos posso olhar para a extrema-esquerda e para a extrema-direita e dizer para mim mesmo que não faço parte de nada disso.
Antes que alguém me acuse de ser isento, quem sabe ler pode comprovar que eu, sim, tenho um lado.

Responder

    CAR-POA

    07 de janeiro de 2019 às 18h05

    DE QUE ESQUERDA VC FALA ,JÊNIO CIRISTA? ESTUDA ,É PROVÁVEL QUE TE AJUDE A ENTENDER ISSO ,QUE SE CHAMA POLÍTICA.
    PELO JEITO VC AINDA É UM PÚBERE POLÍTICO,COM O TEMPO APRENDERÁ A SENTIR O CHEIRO DOS MENTIROSOS E CANALHAS,AI ,CIRO NÃO SERÁ TEU CANDIDATO

    Responder

      antoni carlos

      07 de janeiro de 2019 às 18h55

      Fala pra gente qual eh a sua esquerda. Maquiavel ! Nao eh a de Curitiba, EH ? Ou vc acha q um partido que praticou os juros mais altos do mundo pode ser chamado de esquerda ? Ou seria a digestão moral da pobreza pelo BOLSA FAMILIA o traço patgnomonico da esquerda ?

      Responder

      Miramar

      07 de janeiro de 2019 às 18h57

      Seu tom é muito agressivo, mas mesmo assim vou te responder. Não se preocupe, vou continuar estudando. Quanto a política petista, pode parecer estranho, mas existem outras formas de ler a realidade, não é preciso ser seguidor de seita para isso. Quanto a questão eleitoral, aviso que você tem uma forma estranha de pedir votos. Mas aviso que seu esforço é debalde. Nunca mais irei votar no Pt, nem para evitar a hecatombe nuclear. Sei que parece absurdo, mas algumas pessoas tem caráter.

      Responder

        Deca

        07 de janeiro de 2019 às 21h27

        Se bem que muitos estão criando a seita do Cirão.

        Responder

    Benoit

    07 de janeiro de 2019 às 18h11

    Concordo com a maior parte do seu comentário. O Ciro seria indiscutavelmente a pessoa com mais capacidade de governar o Brasil e resolver problemas que vão se acumulando. Em vez de fazer uma boa escolha, que era a única que se apresentava no momento, o Brasil escolheu o pior candidato possível, um sujeito primário, primitivo, ignorante. Uma figura patética e ridícula que apresentava vídeos cômicos na internet é hoje levado a sério pelo novo governo. O Brasil desceu ao ponto mais fundo desde há muito tempo, talvez desde sempre. Entendo a decepção do Ciro com os caminhos tomados pelo país e com o PT que cometeu erros, que fez escolhas erradas por causa de partidarismo, de decisões erradas. Mas tem-se que notar que o PT foi o partido que o Brasil teve e pôde ter num certo momento para promover um projeto progressista de futuro e que o sucesso do PT envolveu lutas partidárias que levaram ao partidarismo atual. A esquerda renovada tem que superar isso, tem que superar essa derrota e pensar no futuro.

    Responder

    marco

    07 de janeiro de 2019 às 18h26

    Comentário perfeito.

    Responder

CAR-POA

07 de janeiro de 2019 às 17h17

O CANALHA AMA TANTO OS PTS QUE SEU “FUTURO” ( um morto para os esclarecidos,óbvio)DEPENDE DELE BATER NOS PTS.
JÁ DIZ FAZ TEMPO,O CANALHA QUER SER A “ESQUERDA” ACEITA PELO REGIME ,O JOGO É ESSE.
MAIS UMA VEZ SAIRÁ DERROTADO,OS CANALHAS SE CONHECEM PELO CHEIRO A ESGOTO,E ESTE COM SEU ANDAR DE COBRA (para lado e o outro,explicação aos ignorantes) JÁ NÃO ENGANA NINGUÉM.
PARIS DEVERIA ESTAR MARAVILHOSA COMO SEMPRE (assim falam os que a conhecem) ,PENA QUE ULTIMAMENTE TENHA SERVIDO PARA REFÚGIO DE CANALHAS.
ATÉ NUNCA CIRO!!JÁ VAI TARDE

Responder

Ioiô de Iaiá

07 de janeiro de 2019 às 16h55

Ué? O coroné já voltou do descanso na Europa? A profecia de que se tornaria uma Marina está se concretizando.

Responder

Sebastião

07 de janeiro de 2019 às 16h35

E Ciro também ama o PT, pois não cansa de falar neles. E Miguel ama ambos, pois sempre está falando em Ciro, e no PT.

Responder

João Ferreira Bastos

07 de janeiro de 2019 às 15h40

O cirinho faz uma aposta perigosa

Ele acredita que o boçal vai desaparecer. E já começou a derreter.

Dai, o cirinho, acredita que herdará os votos do antipetismo, ou seja que os antipetistas que votaram no boçal, vão cair no colo do cirinho.

Caiu do cavalo cirinho.

Responder

Patrice L

07 de janeiro de 2019 às 15h19

O Ciro é um bosta.

Liderará, quando muito, uma oposição de centro-direita, que é, noves fora, o seu verdadeiro campo.

E, mesmo assim, terá que mostrar-se aos seus liderados como pessoa politicamente confiável. O que não é.

Responder

Editor da Caverna

07 de janeiro de 2019 às 14h10

E assim nasce o neomarinismo, cujo objetivo é (apenas) se eleger, com um discurso de centro-esquerda de momento (adaptado à ideia sazonal, momentânea das massas, como o antipetismo, fortalecimento de estruturas conservadoras de costumes e alianças com o obscurantismo intelectual). Marina fez exatamente isso, sem tirar nem por. Sumiu como sumirá o coronel. Usa raciocínios simples, retórica simples com um reducionismo típico da direita nas análises das conjunturas políticas. Quer apelar para aquele que Bonner chama de (Homer) Simpsom e colocá-lo ao seu lado. Dizer que o Lula é um preso comum pq. o TRF, STJ e STF assim decidiram (pulando o Moro, pois ele criticou o Moro dizendo que não havia provas para condenar o Lula e agora fica feio falar que ele acertou na sentença) é de uma infantilidade sem igual (ele quer que esqueçamos que ELE disse que a sentença era injusta, pois se a sentença é injusta ele, como advogado, sabe que o TRF, STJ e STF deveriam reformar, não faz sentido ele dizer que Moro errou mas o TRF, o STJ e o STF não erraram por achar que o Moro não errou). É um canalha mesmo.

Responder

Apolônio

07 de janeiro de 2019 às 14h07

Nada de muito novo na entrevista. Ciro quer ser o líder da nova esquerda, e o Brasil precisa de uma nova esquerda com novas lideranças, mas não está claro como fazer. Talvez ainda esteja muito cedo, mas talvez esteja passando da hora. De reconhecer, por exemplo, que o sindicalismo é uma espécie em extinção, e que a esquerda vai precisar mudar radicalmente o tecido da sua base social, pois o molde sindicalista (que inclui os movimentos “sociais” e identitários) fracassou em tudo a que se propôs desde 2015, indicando uma fragilidade que já vem de muito tempo, e tende a se enfraquecer ainda mais depois da reforma trabalhista que tirou o imposto sindical obrigatório. Sobre isso, Ciro não fala nada, dando a impressão que ainda pretende disputar a liderança da esquerda sindicalista tradicional – o que eu comparo a comprar uma editora hoje em dia, quando o mercado editorial está em vias de extinção, ou uma gravadora musical em 2001 logo após o surgimento do Napster.

Responder

cunha e silva

07 de janeiro de 2019 às 14h00

Ciro do PSDB ainda existe ?
Como já dizia o pessoal de lá mesmo “ político é político “ , etc , etc . Neste diapasão eles são piores que jogador de futebol que fazem diversos jogos despedidas das suas carreiras , não querendo abandonar os campos de futebol , mas , a grande diferença e que os amigos ao longo da carreira são chamados a participar dos jogos , amigos contra e favor .
Estive a convite de um amigo não me lembro bem se foi no primeiro ou no segundo governo Lula numa cerimônia de posse de Ciro Gomes , num ministério . Fazendo aqui um parêntese , foi lá que uns dos sorrisos mais bonitos da televisão brasileira , enfim uma pessoa muito bonita e agradável de se ver , Patrícia Pilar , era a esposa atual de Ciro . A posse bem concorrida e um discurso bem colocado as circunstâncias e os devidos elogios ao presidente nomeador .
Em algumas entrevistas para televisão , jornais , etc como cidadão , político e candidato . Ciro quando perguntado falou da sua participação no governo FHC , bem como no plano real . As mágoas do antigo chefe e companheiros da área econômica e criadores e implementadores do plano real . Saiu do governo soltando uns traques . Segundo ele não concordava com algumas medidas aplicadas no plano .
Numa primeira análise quando Lula assumiu precisava de bons quadros na administração e na política e precisava tornar operante a máquina público , visto o PT nunca ter sido governo Federal . As simpatias ideológicas e a capacidade técnica no primeiro mandato foram fundamentais , foram nomeados vários

ministros e outros com status de ministros que não eram petistas , mas oriundos do PSDB , PMDB , etc . Ciro entrou na cota e ao longo de quase doze anos . Após sua saída do governo petista , aqui e ali surgia críticas pontuais nada que viesse abalar as relações entre dirigentes petistas , e para alguns como alternativa de candidato pelo partido . Na realidade enquanto não se filou ao PDT a grande maioria da mídia o tratava e até mesmo grande parte do povo achava que Ciro era petista e não um simpatizante de algumas causas comuns .
A eleição de 2018 foi o mote da abertura da caixa preta das relações entre o PT e Ciro , a prisão arquitetada de Lula e a falta de quadros nacionais no partido que viessem fazer frente aos outros partidos agravou a relação . Ciro tinha certeza que na ausência de Lula a parceria seria feita .
O namoro iniciou se logo após a prisão de Lula , declarações ou a falta delas da prisão abjeta de Lula não esclareciam o posicionamento de Ciro e nem do partido que é filiado . Apenas uma crença por ser antigos parceiros e terem algumas idéias comuns . Bem como a estratégia do PT e dos seus carcereiros ( judiciário )não permitiram uma conversa pessoal entre Lula e Ciro , predominou os recados e os intermediários cada um com seus interesses . Com isso Ciro jogou no ataque e na defesa .
Acredito como ex PSDB , Ciro sempre teve mágoa do PT mais que do seu antigo partido . E hoje nos meios de comunicação aparece o Ciro oposição ao PT que desde do golpe

contra Dilma não é mais governo . Este é o Ciro , quem sabe com essas críticas ao PT caia nas graças de Bolsonaro . Bolsonaro vai precisar de melhorar seu quadro técnico para governar . E não tenham dúvida disso , pode até se perdoar a verborragia . Me parecew que se candidatou a uma vaga é só ligar para o Onyx .

Responder

    Benoit

    07 de janeiro de 2019 às 14h20

    Ah sim? o Ciro tem um programa de governo coerente baseado em ideais. Você poderia dizer o que esse programa poderia ter em comum com o que a equipe do Bolsonaro pensa?

    Responder

      Ioiô de Iaiá

      07 de janeiro de 2019 às 16h50

      Infelizmente Ciro perdeu o bonde da história. Já era. Só resta a ele provocar e ser ignorado, a não ser por esse site aqui.

      Responder

      CAR-POA

      07 de janeiro de 2019 às 17h28

      E QUAL SERÍA O DOS TUCANOS,DOS PTS,DOS PDTS,DOS PPs A LISTA E LONGA ASSIM COMO GRANDE É A SUA INGENUIDADE.

      Responder

        Benoit

        07 de janeiro de 2019 às 17h58

        O comentário ao qual eu respondi é baseado em especulação sem fundamento e inteiramente arbitrária. Talvez por isso o autor não tenha dado resposta até agora. Quanto ao seu comentário, por favor, tente escrever algo que faça sentido. Se voce quiser, pode também tentar dar uma resposta à minha pergunta.

        Responder

          CAR-POA

          07 de janeiro de 2019 às 18h07

          É FÁCIL ENTENDER PORQUE VC VOTA NO CIRO
          ENTENDEU, O QUER QUE EXPLIQUE?

          Responder

            Benoit

            07 de janeiro de 2019 às 18h14

            Eu não votei em ninguém. Não fui às eleições. E continuo sem entender o que voce quer dizer. Voce poderia escrever de uma maneira mais simples? É que nunca passei da escola primária.

            Responder

Admar

07 de janeiro de 2019 às 13h50

Esse recalque do Ciro torna ele muito Reducionista!!!

Responder

Marcus Padilha

07 de janeiro de 2019 às 13h28

O coroné é um poço de fel! Na próxima eleição (se houver) ele vai “marinar” e marcar traço.

Responder

Justiceiro

07 de janeiro de 2019 às 12h42

” Se Bolsonaro ganhar, VOU ABANDONAR a política e chorar”.

Cumpra sua promessa, coronel.

Responder

    Admar

    07 de janeiro de 2019 às 13h52

    Muito bla bla bla esse Ciro. Morre de inveja do Lula. Se fosse menos arrogante, seria presidente hoje.

    Responder

Marcos Paulo

07 de janeiro de 2019 às 12h32

Parabéns Ciro Gomes, já dizia Brizola “… o PT é a esquerda que a direita gosta …”. Foi o PT quem elegeu o Bolsonaro.

Responder

    marco

    07 de janeiro de 2019 às 13h11

    infelizmente, Ciro está certo.
    Forjaram a “pantomima da canditadura Lula”, para perder para o Alckimin.
    A estratégia “deu ruim”, legitimaram o “Bozo” como presidente desta infeliz nação.
    Pt , nunca mais

    Responder

    Nina

    07 de janeiro de 2019 às 21h36

    Na boa, mas essa onda de extrema direita começou muito antes da eleição do “Mito”. Começou com a criação do Brexit e a eleição do Trump, depois varreu o Mundo inteiro, até chegar ao Brasil. Essa ladainha que o PT criou o Bolsanaro é pura balela.

    Responder

claudio

07 de janeiro de 2019 às 12h30

Uma vez TUCANO sempre tucano. Uma vez IDIOTA sempre idiota. Este é o Ciro.

Responder

    Elena

    07 de janeiro de 2019 às 12h37

    Pois é! Ciro nunca deixou de ser tucano. Tanto é que ele e seu irmão Cid vão apoiar Tasso Jereissati para presidência do Senado. É por isso que eu digo: em Ciro não voto nem amarrada!

    Responder

    Admar

    07 de janeiro de 2019 às 13h54

    Perfeito

    Responder

WG

07 de janeiro de 2019 às 12h27

Ciro foi convidado e participou do governo do PT. Ciro desejou ser candidato às eleições de 2018 pelo PT. Não dá mais para levá-lo a sério.

Responder

ari

07 de janeiro de 2019 às 12h16

“Ciro é hoje o moleque de recado do antipetismo militante” (não lembro quem disse isto recentemente)

Responder

    Vicente

    07 de janeiro de 2019 às 14h14

    Ciro moleque de recado e Andrade marmita de presidiário… Olha só o que restou da esquerda gourmet, kkkkk.

    Responder

      Lans

      13 de janeiro de 2019 às 02h34

      Como estariam hoje os coxinhas se a desgraça chamada PT tivesse tomado a decisão mais coerente…

      Responder

Luiz

07 de janeiro de 2019 às 12h14

Lixo.Perdeu o bonde da historia e vai se limitar ao que sempre foi:um coadjuvante politico.Pensa que o Pt acabou e ja passou na historia política do país.Tolo e patético: nao ve que a historia do pt tem mais riqueza,apesar de erros, do que foi e será toda sua vida e partidos que usar…..

Responder

Roque

07 de janeiro de 2019 às 11h59

Perfeito!!! Melhor entrevista impossível. Claro, lúcido, inteligente, direto. Retratou com maestria o quanto a direção do PT é corrupta e bandida. E sobre o Lula foi categórico, é um preso comum. Nem precisou desenhar para os petistas entenderem… Ciro 2022 com certeza…

Responder

    Deca

    07 de janeiro de 2019 às 21h41

    Ciro 2022? kkkkkk!

    Responder

Marco Antonio

07 de janeiro de 2019 às 11h49

Ciro é um grande analista da política brasileira. Consegue ser sempre preciso e acrescentar ao debate político.
Não vejo tanto assim outros candidatos que continuaram sendo, de certa forma, foco da mídia pós-eleições.
Se continuar nesse ritmo, conseguirá construir uma oposição sólida, de fato, contra a direita entreguista que assumiu o poder.
Aos poucos o PT já vai ficando de lado e fica fazendo intriga superficial pra permanecer gerando assunto e aparecendo na mídia.
Se o PT continua assim e o Ciro consegue uma solidez maior nesse bloco de oposição, finalmente conseguirá com que a esquerda tenha sua imagem desassociada e desintoxicada do que se transformou o PT.

Responder

    Deca

    07 de janeiro de 2019 às 21h45

    Se essa oposição depender do Ciro, o “Mito” vai ser reeleito.

    Responder

      Lans

      13 de janeiro de 2019 às 02h25

      A última eleição mostrou que Bolsonaro não é adversário para Ciro. Só os babacas fanáticos do PT quem são os patetas da história.

      Responder

Everaldo

07 de janeiro de 2019 às 11h44

Ele falou dos outros ai, está certo. Tem mais é que se distanciar do PT mesmo. Do Bozó nem se fala. Esse não tem mais o que comentar. Agora ele, esqueceu de olhar o próprio rabo. Ciiiiiro, se preocupe com o teu rabo também.

Responder

Fabio

07 de janeiro de 2019 às 11h18

O futuro de Ciro Gomes é o que vive Marta Suplicy e Cristovam Buarque nos dias de hoje!!
Lamentável.

Responder

    Admar

    07 de janeiro de 2019 às 13h55

    Perdeu o bonde da história

    Responder

    Lans

    13 de janeiro de 2019 às 02h21

    Só gente honesta e decidida que não está na cadeia.

    Responder

Nilson Messias

07 de janeiro de 2019 às 11h18

Apareceu a margarida de Sobral…

Responder

Franco Mesquita

07 de janeiro de 2019 às 11h14

Ciro é aquele comensal que cospe no próprio prato que comeu. Oportunista, não poupa sequer os aliados de seu estado, ao criticar a decisão dos governadores nordestinos de não comparecerem ao evento teatralizado da posse do novo presidente, o que fizeram muito bem, pois, os bolsominions da classe média branca que povoavam à esplanada, frustrados por terem sido mantidos à distância, por certo encontrariam na figura dos opositores um bom motivo para extravasarem seu desapontamento, posto esperarem que pudesse acontecer como nas solenidades de posse dos governos populares em que muitos subiram a rampa do planalto para saudar o presidente do povo.

Quer dizer que, agora que a eleição terminou e que considera não ter mais nada a perder, já generaliza que a cúpula petista é constituída de corruptos não poupando nem o ex-presidente a quem serviu e prometeu defender até pegando em armas.

Brevemente, todos irão ver o irmão senador reatar os laços de amizade com seu eterno padrinho político para reconquistarem em 2020 a prefeitura de Fortaleza e pavimentarem uma nova escalada em busca do domínio absoluto no Estado.

Esse Ciro daria um bom feitor (não confundir com benfeitor) daqueles que se comprazem orgásticamente em descer o chicote no lombo do proletariado.

Responder

    Admar

    07 de janeiro de 2019 às 13h58

    Ciro é um político com um cerebro Senil!!!

    Responder

Aliança Nacional Libertadora

07 de janeiro de 2019 às 11h09

Esse eh o Corone Camaleão………Bate mais na esquerda do que na direita….

Responder

    Deca

    07 de janeiro de 2019 às 21h15

    Verdade! Ele é aliado do Bolsa.

    Responder

Paulo

07 de janeiro de 2019 às 11h02

Ciro é sem dúvida um grande analista da política brasileira, e honesto, intelectualmente, o que é raro, no Brasil atual. Se ele moderasse um pouco seu personalismo, e se se aliasse a um grande bloco mais orgânico e permanente que fisiológico e de ocasião, seria uma alternativa real de poder. Mas não sei se ele tem tempo, nem vontade, para tanto. Talvez 2022 seja sua última cartada eleitoral. E sem o PT – de resto, o que ele próprio já percebeu -, que terá candidatura própria, como sempre…

Responder

    Deca

    07 de janeiro de 2019 às 21h13

    Ciro é político antigo, de carreira, não convence mais ninguém.

    Responder

Ruy Acquaviva

07 de janeiro de 2019 às 10h59

Ciro está apenas fazendo aquilo que fez na eleição, ser a quinta coluna do Bolsonaro na esquerda.
Ele está atacando o PT com virulência agora porque estão aparecendo as primeiras mazelas do Bolsonaro e seu governo fascista, então nada melhor que um infiltrado na esquerda começar uma briga na oposição, para desviar a atenção e dar a folga que os fascistas precisam neste início de aparelhamento do governo e das instituições.
O papel do Ciro em dividir a oposição fica extremamente claro nessa entrevista.
Sinto pena dos progressistas que caíram nessa esparrela e não aprenderam nem com a atuação do Ciro em favor do Bolsonaro no segundo turno das eleições. Errar uma vez é humano, continuar errando é burrice (ou mau caratismo mesmo).

Responder

    Nostradamus ( banquinho & bacia )

    07 de janeiro de 2019 às 11h50

    Partilho da sua ideia. Num artigo anterior já tinha comentado sobre o Ciro. Não vou repetir. Ele pode fazer política. O lula não pode! Além de tudo o coroné é invejoso!

    Responder

      Justiceiro

      07 de janeiro de 2019 às 12h45

      Ciro pode fazer política porque está solto, não responde processo e tem seu direitos políticos preservados.

      O outro é um presidiário cumprindo pena e aguardando mais condenações.

      Responder

        Brasileiro de Sousa

        07 de janeiro de 2019 às 15h47

        É ? Eu nem sabia disso cara !!!

        Responder

        MIGUEL GRAZIOTTIN

        07 de janeiro de 2019 às 19h00

        Vá estudar seu ignorante. Os direitos politicos do Lula nao foram retirados por lei, porque nao transitou em julgado. Va lamber as botas dos militares seu coxinha de m…

        Responder

    Elena

    07 de janeiro de 2019 às 12h41

    Disse tudo, Ruy! Ciro não engana mais ninguém!

    Responder

    Editor da Caverna

    07 de janeiro de 2019 às 14h25

    Eu fui um deles. No desespero votei em Ciro no primeiro turno. Haddad nunca foi um petista de pedigree, faz parte daquele círculo intelectual petista que tem nojinho de pobre e prefere fazer ciclofaixa do que ajudar a favela do Heliópolis, o vejo mais como uma Marta Suplicy um pouco mais arrogante (sim, Haddad consegue ser mais arrogante que a Marta). Por isso não foi difícil trocar Haddad por Ciro no primeiro turno, sobretudo por causa da neurose antipetista que assola o país e que, certamente, impediria uma vitória petista contra quem fosse no segundo turno. Posso errar uma vez, duas vezes não. Ciro NUNCA MAIS.

    Responder

    Deca

    07 de janeiro de 2019 às 21h08

    Ruy, concordo plenamente!

    Responder

Ateu Anarco-socialista e Drogado

07 de janeiro de 2019 às 10h59

Ciro disse muita coisa correta.
Mas o Cafezinho insiste em focar na crítica ao PT.
Ação e reação é uma lei univesal.
Sim o PT criou Bolsonaro , assim como os militares criaram o PT , o Capitalismo criou o Socialismo , o Anarquismo ajudou o Fascismo a crescer etc.
Não é culpa de nimguém é a ordem das coisas.
Bolsonaro acabará colocando o PSOL no governo , guardem essas palavras.

Responder

    marco

    07 de janeiro de 2019 às 13h41

    Sei não!
    Novas eleições ?
    O passado não me deixa otimista, além do Brasil ser hoje,o epicentro do conflito geopolítico EUA/China.
    O Brasil é a segurança alimentar da China.
    Por isso o foco da ” Farsa -a -Jato ” em destruir nossas Empresas Globais de proteina .
    Querem frear a China pela ameaça da fome.
    Veremos o que acontece.

    Responder

Vicente

07 de janeiro de 2019 às 10h49

Vai sonhando, Ciro, que vai destruir o PT.
Camaleão Ciro não me convence.
Em vez de atacar a direita, só ataca a esquerda.

Responder

    antonio carlos

    07 de janeiro de 2019 às 18h58

    Nao te convence nao ? Vota no PT de novo!

    Responder

    Lans

    13 de janeiro de 2019 às 02h12

    Ciro é um gênio. A última eleição demonstrou claramente que a “direita” não é adversário para ele. O que muitos brasileiros decentes e progressistas perceberam, tal qual ele, é que precisamos libertar os brasileiros humildes dos cretinos, corruptos, fisiocratas e anti-democráticos PTistas. Fora PT!

    Responder

Deixe uma resposta