Haddad no Ceará, ao vivo

Foto publicada no post do PCO. https://www.causaoperaria.org.br/pt-cria-cargo-para-colocar-haddad-na-lideranca-sob-pressao-da-ala-direita-do-partido/

PCO diz que Haddad é da “ala reacionária do PT”

Por Miguel do Rosário

12 de fevereiro de 2019 : 13h19

Em artigo publicado hoje, o PCO acusa Haddad de pertencer à “ala reacionária do partido”.

Trechos do artigo do PCO:

Então, caberia a pergunta: por que não será também Gleisi a grande liderança política à frente das caravanas pela liberdade de Lula?

(…)
Os cargos conquistados ao longo dos anos pelo PT em todo o Brasil construíram um setor extremamente direitista e reacionário dentro do partido, com indivíduos como Washington Quaquá, que coloca a culpa do impeachment em sua vítima direta, Presidenta Dilma; Tarso Genro, que não perde uma oportunidade sequer para sugerir ao partido baixar a cabeça publicamente à direta, naquilo que ele chama de “autocrítica”; ou o governador do Ceará, Camilo Santana, bolsonarista explícito, que pediu ao fascista que enviasse a Força Nacional para endurecer a repressão do povo cearense, ao invés de agir para aliviar a aguda miséria gerada pela política direitista do golpe.

(…)

Agora, não por acaso, para que as caravanas pela liberdade de Lula pudessem chegar às ruas, certamente na mesa de negociação interna das lideranças petistas foi colocada a condição de que Haddad – a voz da ala reacionária do PT – e não Gleisi, fosse a liderança deste movimento.

Não por acaso também, as caravanas irão iniciar no estado mais direitista governado por um membro do PT, que atende muito mais à política do Ciro Gomes, do que à liderança de seu próprio partido.

No mesmo dia em que ataca Haddad, o PCO também publicou um artigo com furibundos ataques a mim, mas por respeito aos leitores do Cafezinho, prefiro nem comentar. A direção do PCO parece ter perdido a frieza na análise e está nitidamente reagindo com o fígado, o que leva a discussão política a cair de nível.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

54 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Fred

15 de fevereiro de 2019 às 09h30

Nao estamos mais em 1950… O fato de ainda vermos politicos com opinioes como essa do PCO prova que nosso pais esta uns 70 anos atrasados em realacao a politica… Essa extrema esquerda nao tem mais lugar no mundo atual, que exige economia aberta e liberdade.

Responder

Tiago

14 de fevereiro de 2019 às 11h21

Rui Costa é um grande analista político. Ele tem razão quando descreve o Haddad, mas o PT é assim, um partido de tendências (existem as mais à esquerda e as mais à direita). Ninguém nega isso. O próprio Haddad disse na entrevista ao 247 que está à direita do PT no método, ou seja, não é um revolucionário e ainda acredita nos meios institucionais. Não existe novidade em relação à isso. É importante, no entanto, lembrar que esse mesmo Rui Costa diz que Ciro é de direita e está aí para dividir o campo de esquerda.

Responder

Carlos

14 de fevereiro de 2019 às 01h17

Esse maluco foi desmascarado como cirista que é e ficou #xatiado. Só rindo…
Os xiliques desses burgueses acusando o PCO de ser sectário me lembram as Teses de Abril, onde Lênin ironiza uma acusação de ter plantado a guerra civil na “democracia revolucionária” russa. É muita loucura…

Responder

Gabriel

13 de fevereiro de 2019 às 11h15

O PCO escreveu: “o governador do Ceará, Camilo Santana, bolsonarista explícito, que pediu ao fascista que enviasse a Força Nacional para endurecer a repressão do povo cearense”. Na realidade, o PCO está dizendo que o “povo cearense” é marginal, bandido e que mata, além de colocar fogo nos õnibus e prédios públicos. Vai, PCO, vai!

Responder

Carlos

13 de fevereiro de 2019 às 09h12

A um tempo atrás percebi que o site estava alinhado com Ciro e PDT, então questionei nos comentários. Recebi uma resposta veemente do editor dizendo que isso não era verdade. Mas agora volto ao site e claramente vejo este alinhamento e surf no anti-petismo. Nos comentários vemos que este surf no anti-petismo tem agradado muitos leitores.

Responder

Miguel

13 de fevereiro de 2019 às 08h07

Acho que o senhor deveria assumir de vez a guinada à Direita. Usando o PCO para atacar o Haddad, típico movimento reacionário ( acusa o opositor dos métodos que na verdade utiliza). Quanto ao PCO, coerência sempre e, uma vez que desnuda o coronel Ciro, também entra na linha de fogo da pena convertida. Mantenho para o senhor a pergunta que insiste em não responder: Cite UMA crítica dura ao ataque do Bolsonazi ao trabalhador? E não vai criticar o coronel Ciro por apoiar o fim da aposentadoria do trabalhador? Vergonha

Responder

    Carlos

    13 de fevereiro de 2019 às 09h17

    Acredito que em algum momento os editores deste site tiveram um desentendimento com petistas, ai ocorreu um racha. Agora fica fácil perceber a linha editorial pró Ciro e anti-PT.

    Responder

      Justiceiro

      13 de fevereiro de 2019 às 19h01

      Qual o problema de Miguel votar ou ter simpatia por Ciro Gomes? Ciro por acaso é bandido? O bandido, temos que lembra vocês odos os dias, está preso, babaca.

      Vocês querem impor suas vontades, suas opiniões em blogs alheios?

      Criem vergonha. Tem blog que só aceita gente de sua laia. 247, por exemplo.

      Responder

        Tiago

        14 de fevereiro de 2019 às 11h26

        Uma dúvida pretenso “justiceiro”: Você é um bolsominion ou cirominiom? Eu não vejo nenhum problema no alinhamento do cafezino com o Ciro. Da minha parte, sou petista, lulista e denunciarei a perseguição e prisão política do Lula para o resto da minha vida.

        Responder

João Lucas

13 de fevereiro de 2019 às 00h45

Logo num momento como este da história do Brasil, a gente vê a esquerda reagindo desse jeito. Ao invés de se juntar, se auto destrói. Não bastasse o Ciro fazendo todo o espetáculo dele, agora o PCO com essa. Ainda bem que temos Boulos e Haddad lutando por uma frente democrática.

Responder

Cid

12 de fevereiro de 2019 às 21h49

Os opostos que se amam, PTminions e Bozominions, operam no mundo da fantasia delirante, um luta contra a ursal e reverencia um torturador o outro cultua um líder preso e multicondenado e se enxerga como único partido legítimo e guardião eterno da esquerda … Ainda espero ver o país sair dessa fase e eleger um governo que pense e aja com os pés no chão e a cabeça na terra.. O texto do pco é exemplo disso

Responder

Sebastião

12 de fevereiro de 2019 às 20h30

O interessante é um partido extremista como o PCO, ter se aliado ao PT reacionário(segundo palavras dele mesmo). Sobre Haddad, não seria uma boa liderança, porque perdeu a eleição em 2016 só disputar a reeleição, e ainda teve menos votos que Bolsonaro na capital que ele governou. Tem governadores que o PT, poderia dar oportunidades, assim como o senador Wagner.

Responder

Débora

12 de fevereiro de 2019 às 18h59

Respeito muito o PCO,mas tudo é relativo.Haddad pode ser moderado demais ou até a direita da esquerda,mas em comparação com o CIRO GOMES Haddad é esquerda raiz.

Responder

    Paulo Rogério

    12 de fevereiro de 2019 às 19h14

    Você, de forma não intencional, sintetizou a perfeita definição de ser petista: quando se trata do PT, tudo é relativo. Mas, só o PT é esquerda, não é mesmo?!
    Essa suruba entre PT, PSOL e PCO é um bacanal perfeito. Ninguém ali está preocupado com coisa alguma, senão com o seu próprio ego.

    Responder

      Tiago

      14 de fevereiro de 2019 às 11h29

      Desculpe, mas na minha opinião, que está preocupado com o próprio umbigo é o Ciro e, em menor escala, o PCdoB, que querem ocupar espaço (o que é até legítimo), mas ofuscando e isolando o PT.

      Responder

    germano silveira santos

    13 de fevereiro de 2019 às 09h10

    concordo com você.

    Responder

Luiz

12 de fevereiro de 2019 às 18h56

Eu gostaria muito de ler seus comentarios sobre o artigo do PCO.
Seu argumento de que eles “perderam a frieza” e “capacidade de analise” nao se contrapõem aos argumentos bem fundamentados do PCO (concordemos ou não com eles).

Responder

Amauri

12 de fevereiro de 2019 às 18h22

Como já disseram, o PCO é um jagunço mulambento do PT, fazendo o serviço sujo de atacar os adversários da mesma forma como o PSOL o fez no episódio da câmara. A esquerda não-lulista tem que pensar com muita seriedade se está disposta a continuar aceitando esse bullying do lulismo, em troca de um sonho maluco em que o cachaceiro sai do xadrez nos braços do povo, retoma o poder e volta a distribuí-lo entre os partidos de esquerda. Qual a probabilidade desse cenário se tornar 100% realidade? Lula precisa ser colocado no seu devido lugar, e não há outra forma de fazê-lo sem retirar imediatamente a adesão acéfala ao “Lula livre”, e fazer crítica realista e combativa a esse posicionamento. A esquerda que quer sobreviver precisa se reinventar como a social-democracia que, bem ou mal, funcionou nos anos FHC e Lula e tem viabilidade eleitoral. É preciso mostrar como o PT e o Lula atual se tornaram a antítese do Lula que fez um bom governo no passado, e deixar bem claro para o povo que se está lutando para voltar a um modelo socioeconômico que deu certo, e não para voltar à roubalheira.

Responder

    Debora

    12 de fevereiro de 2019 às 19h06

    Pela sua forma de se expressar,chamando o melhor presidente da história deste país de cachaceiro já se vê de que lado vc está. É UM elitista e preconceituoso.Aceite vc,abra mão vc do Lula Livre ,40 milhões não abrem eu não abro. É UMA questão de justiça e princípios,coisa que vc parece não conhecer.Deve te votado no Coronel Ciro ou mesmo em Bolsonaro.

    Responder

      Paulo Rogério

      12 de fevereiro de 2019 às 19h32

      Não considere todos os votos que o Haddad obteve no segundo turno como a defesa de um plano partidário monotemático em torno do Lula Livre. A maior parte das pessoas que votaram no poste2, fizeram isso como um voto anti-Bolsonaro. Inclusive os “ciristas” que votaram em peso no poste2, por desencargo de consciência, que também defenderam (até onde foi possível, dada a safadeza petista contra os aliados históricos) o Lula Livre, mas o fizeram como defesa de uma justiça de fato, e não como projeto de governo para um país fraturado, quebrado, em uma espiral decadente que parece não ter fim.
      Agora, com esse sectarismo, essa arrogância dos petistas em se acharem donos dos votos da esquerda, o que vocês conseguirão, nas próximas eleições, é se encontrarem com o PSDB no mesmo limbo que esse já se encontra!

      Responder

      Alan Cepile

      12 de fevereiro de 2019 às 20h09

      É preciso dividir as coisas, uma pauta Lula livre como linha de frente é um erro, muito embora Lula deveria estar livre, ninguém em sã consciência nega isso, afinal, Lula foi condenado sem provas, e o moro confessou isso, pra todos verem o nível do nosso judiciário.

      Agora, o fato de Lula estar condenado sem provas não permite que o PT faça tantas burradas como vem fazendo, pra dizer o mínimo, desde o impeachment.

      São duas coisas diferentes.

      Responder

        Paulo Rogério

        12 de fevereiro de 2019 às 20h24

        Honestamente, Alan? Se me perguntarem, direi que defendo a liberdade do Lula, pois não foram apresentadas, pela parte acusadora, provas dos crimes, nem tampouco o suposto elo entre a reforma no triplex e os três contratos da OAS com a Petrobrás.
        Agora, continuar militando em torno desse tema, quando o que deveria estar em debate é o país, cujo futuro está sendo dizimado pela horda ignara que exerce o poder, é a mais pura perda de tempo! E tempo, para salvar alguma coisa parecida com um país, até 2022, é recurso escasso que deve ser usado de forma inteligente e pragmática.
        Portanto, deixemos os petistas dançarem ciranda, de forma monotemática,em torno do Lula livre.

        Responder

      Sebastião

      12 de fevereiro de 2019 às 20h45

      Esses caras vem em blogs progressistas, fingindo-se que estão neste lado da política. Mas o palavreado entregam eles. Interessante que muitos da elite, criticam tanto Lula o chamando de CACHACEIRO, alguns de maconheiros, mas uma boa parcela e grande, são cheiradores de pó.

      Responder

        Amauri

        13 de fevereiro de 2019 às 18h57

        Respondendo a você a à Debora, até a Gleisi deu uma cheirada no cangote do cara e disse “é cachaça!” no comício do sindicato dos metalúrgicos. Tem vídeo e tudo. Naturalmente que a minha forma de expressar denota um julgamento de valor, que eu mantenho: o pior inimigo da esquerda brasileira hoje se chama Luis Inácio Lula da Silva, que está irremediavelmente obcecado em usar os minguantes recursos da esquerda para patrocinar o seu delírio de sair da cadeia e retomar o poder que nem ele nem os sindicatos voltarão a ter. Os sindicalistas botam pilha nessa ideia estúpida porque eles também estão desesperados para virar um jogo que não tem volta. Se conseguíssemos virar a página do cachaceiro agora, talvez em 2022 já existisse uma nova esquerda, social-democrata, viável para disputar o poder. Mas do jeito que a coisa está se encaminhando, nenhum passo à frente vai ser dado antes de terminar a luta fratricida dentro da esquerda, depois da qual é bem possível que não haja mais ninguém na esquerda, e/ou não haja mais país para salvar.

        Responder

Zé Maconha

12 de fevereiro de 2019 às 17h03

Haddad é a extrema-direita dentro do PT mas comparado ao Ciro ele é o Bakunin.

Responder

Roque

12 de fevereiro de 2019 às 16h32

O que é PCO? Quem é este tal de Rui? O PUTÊ ainda a existe? PSOL e PCdoB são os puxadinhos do PUTÊ? Me desculpe, mas no Brasil ainda existe algum partido de esquerda? Eu só ouço elogios ao Mito e a sua excelente e qualificada equipe de governo. Com esta esquerda bandida, o Mito vai ficar uns 20 anos no poder…

Responder

    Ataulpho Andrade

    13 de fevereiro de 2019 às 17h44

    Tu fede a bolsonarismo…

    Responder

Bozo & Andrade Artigos para Festas Infantis

12 de fevereiro de 2019 às 16h31

Pimenta nas Costas não passa de jagunço do petismo ensandecido!
Desculpem a redundância ao final…

Responder

Claudio Freire

12 de fevereiro de 2019 às 15h32

E segue a esquerda se digladiando.
Gente, nosso inimigo é a direita.
É tão difícil assim priorizar a luta contra a direita?

Responder

    Ataulpho Andrade

    13 de fevereiro de 2019 às 17h53

    Para uma luta ser bem-sucedida, é necessário delimitar seu campo e polarizar com seu inimigo.

    Isso é óbvio: se você confunde seu inimigo com seu aliado, o resultado será a confusão generalizada, e não uma vitória.

    O que ocorre hoje é a delimitação de quem é radicalmente contra o GOLPE DE ESTADO de 2016 e suas consequências (prisão do Lula, eleição do Bolsonaro, políticas direitistas) e quem finge que não houve um GOLPE DE ESTADO, e age como se nada houvesse acontecido, como se o governo Bolsonaro fosse um governo normal, com o qual se pode negociar, etc.

    Ou seja, o conflito é entre quem na hora H, para além do discurso, vai combater a direita e quem vai se apalermar.

    Responder

ari

12 de fevereiro de 2019 às 15h11

Wagner da CUT visitando o Mourão, PSOL, Haddad e Boulos, os valentes do twitter, Manoela e as fake news, Freixo se babando todo para o Boechat, os partidos ditos de esquerda brincando de congresso em Brasília achando que vão a algum lugar. O povo, enquanto principal fator de resistência, totalmente esquecido. Enquanto isto, a ditadura constitucional avança. Que o diga a CNBB. E logo um policial vai me matar com medo, achando que a garrafa de água em minha mão era um coquetel molotov.
Ah, o Rui está certíssimo. Haddad foi o grande erro do Lula

Responder

Molusco Lavador

12 de fevereiro de 2019 às 14h48

Quantos votos o PCO teve na última eleição? É só uma pergunta.

Responder

    Carlos

    12 de fevereiro de 2019 às 15h29

    O presidente do PCO, Rui Costa Pimenta já foi candidato presidencial em quatro eleições (2002, 2006, 2010 e 2014). Nas eleições de 2006 ele teve a sua candidatura impugnada pelo TSE e a maior votação que teve foram nas eleições presidenciais de 2002 (vencida pelo ex- presidente Lula), onde obteve 38.619 votos. https://pt.wikipedia.org/wiki/Rui_Costa_Pimenta Mesmo sendo um partido minúsculo o PT abriu o microfone para dirigentes do PCO discursarem no lançamento da candidatura do ex- presidente Lula em 2018.

    Responder

Nelson

12 de fevereiro de 2019 às 14h46

Felicidades para quem vota no Ciro Gomes e para nós que temos ojeriza por ele e por isso não votamos nele também.

Responder

Olinto

12 de fevereiro de 2019 às 14h39

É o Cafezinho em sua guerra híbrida particular: desconstruir e minar o PT para aplainar o terreno ao cirismo eee

Responder

    Miguel do Rosário

    12 de fevereiro de 2019 às 15h08

    O fato de publicar comentários como o seu no blog também faz parte da “minha guerra híbrida” particular? Acho que o que ocorre é a criminalização da política, que também é feito por setores hegemonistas da esquerda. Tudo que é diferente do que eu penso tem de ser aniquilado: isso sim, aliás, é guerra híbrida.

    Responder

      N.Martins

      12 de fevereiro de 2019 às 15h33

      Aí sim gostei. Votei no B17 e sempre respeito a ideia alheia pois se todos pensarem iguais a humanidade seria burra. Sempre leio os blogs de esquerda e a diferença com relação ao fato é a distorção feita pelo jornalista.No mais tudo seis por meia dúzia.

      Responder

      Olinto

      12 de fevereiro de 2019 às 16h38

      Eu só constatei um fato e vc concordou que se trata da questão da hegemonia da esquerda. Eu conheço suas razões para discordar da estratégia e táticas do PT/Lula porque leio o seu blog, mas, no geral e à luz da Realpolitk, ainda acho as do PT o melhor freio contra a guinada conservadora que está espraiando.

      Responder

        Paulo Ricardo

        12 de fevereiro de 2019 às 17h49

        E tá funcionando que é uma beleza, Óh!

        Responder

      João

      12 de fevereiro de 2019 às 22h12

      Teu lugar é ao lado do esquerdista oriundo das lutas populares da Arena, PSD, PMDB e PSDB além dos comunas do PPS, por favor seu preconceito contra os petistas é nítido taxando qualquer crítica dos petistas como críticas vindas de um partido hegemonista, já disse aqui antes e volto a dizer, ao PT não foi dado o protagonismo, foi conquistado, PDT é a esquerda ( classificar de centro esquerda já é bondade no caso do PDT) que se contenta em agir nas franjas da burguesia e com a complacência desta, como era antes do PT no Brasil, com exceção de alguns períodos históricos. Ciro Gomes não tem base social, não tem nada por trás, não tem apoio popular e é membro de uma oligarquia local, na onde ele é de esquerda eu não sei.

      Responder

    Alan Cepile

    12 de fevereiro de 2019 às 17h39

    Olinto, só por curiosidade, vc vai naquela expelunca do brasil171 e diz:

    “É o brasil171 em sua guerra híbrida particular: desconstruir e minar o PDT para aplainar o terreno ao lulismo eee”

    Deixa eu adivinhar! Vc não faz lá mas faz aqui, acertei?? rs

    Responder

      Olinto

      13 de fevereiro de 2019 às 01h27

      Acertou! Escrevo aqui justamente pq é uma das trincheiras antifascista. Mas isso não me impede de contestar as posições do timoneiro do Cafezinho, apesar do bateu/levou que ele adotou de uns tempos para cá rsrs

      Responder

        Alan Cepile

        13 de fevereiro de 2019 às 14h57

        Mas então o lulismo pode e o cirismo não pode, é assim??

        Responder

Luiz Carlos P. Oliveira

12 de fevereiro de 2019 às 14h38

Desde que o PT foi fundado existem divergências entre suas várias correntes. Isso é notório e sabido. Alguns são mais radicais outros mais brandos. Mas isso nunca desuniu o PT. O que posso dizer agora é: PCO, VAI CUIDAR DO TEU PARTIDO E NÃO ENCHE O SACO.
Cafezinho, quer defender o Ciro, defenda. É um direito teu. Mas esquece o PT. Vocês são Ciristas, não tem partido nem ideais. E pensar que já fui leitor assíduo de vocês…

Responder

Marcelo

12 de fevereiro de 2019 às 14h15

Miguel, com todo respeito, mas o artigo do PCO sobre sua defesa acrítica a Ciro Gomes está bem escrito e rebate seus argumentos com racionalidade. Miguel, de tudo que vc escreve no artigo rebatido pelo PCO o que eu achei de uma inocência ímpar, foi vc dizer que o judiciário precisa ser atraído e não empurrado para a direita. Ora, quem discorda disso? Mas daí vc criticar quem se manifesta contra ESSE Judiciário, criticar a indignação com tanta sacanagem DESSE Judiciário e quase defender “bons modos, arrego para com ESSE Judiciário, acho completamente equivocado. ESSE judiciário já tem lado, Miguel, vc ainda não percebeu Isso? ESSE judiciário precisa ser enfrentado, desmascarado, cobrado duramente. Não existe luta social sem isso! Quanto a Ciro, na minha opinião, vc erra quando assume o cearense de forma tão complacente e apaixonada, mesmo ele sendo um personagem sem diálogo com movimentos sociais, com estudantes, com ego exarcebado e sem bandeira nenhuma. E mais, liderança não pode agir com o ” temperamento sanguíneo”. Vc minimiza essa característica de Ciro como se fosse uma bobagem. E não é.

Responder

    Paulo Rogério

    12 de fevereiro de 2019 às 14h44

    O artigo do PCO é rasteiro, nada mais do que isso. Visa tão somente sufocar qualquer pensamento destoante à narrativa do PT, dentro da esquerda.
    Por que encher o saco do Miguel, por ele não acreditar no tipo de estratégia politica que o PT impõe? Porque ele é de esquerda, sim, e goza de muita credibilidade dentro da militância de esquerda.
    Portanto, Marcelo, vá realizar a sua patrulha, você e aquele desvairado do RCP, em outras bandas!!!

    Responder

      Marcelo

      12 de fevereiro de 2019 às 14h52

      Olha, Paulo, vc me mandando “parar de patrulhar” divergência de opinião parece até ironia, não acha, não?

      No mais não vou iniciar um papo com alguém patrulhador de quem “ousa” criticar Ciro Gomes, e por dizer o óbvio: que Miguel do Rosário tem posicionamento completamente acrítico em relação a Ciro.

      Sobre o PT, deixo que vcs Ciristas e Petistas se matem. Não tô nem aí pra essa briguinha imbecil. Sou progressista e sei que essa briga fútil só nos enfraquece. Blz?

      Responder

Marcos Videira

12 de fevereiro de 2019 às 14h11

Rui Pimenta (PCO) e Valter Pomar (PT) repudiam Haddad. Para eles, Haddad é um reacionário e Ciro é um fascista infiltrado. Sectários, se consideram os únicos líderes do povo brasileiro ! Mas tanto um quanto o outro não tem voto. Aliás, o povo nem sabe quem são… Pergunte ao seu vizinho, colega, parente…
Nesse Pomar só nasce Pimenta: haja hemorróidas…

Responder

    Luiz Carlos P. Oliveira

    12 de fevereiro de 2019 às 14h41

    Leitura perfeita.

    Responder

    Carlos Eduardo

    12 de fevereiro de 2019 às 14h51

    Rui Costa Pimenta é para a política brsileira o mesmo que Inri Cristo é para a divindade….

    Responder

    ari

    12 de fevereiro de 2019 às 15h14

    Que eu saiba, Marx nunca teve um voto e mudou o mundo. Voto, meu amigo, elege qualquer coisa. Já uma ideia vai muito além

    Responder

      Carlos Eduardo

      12 de fevereiro de 2019 às 18h07

      Então ainda bem que ninguém ouve as ideias do Rui..

      Responder

      Marcos Videira

      13 de fevereiro de 2019 às 11h29

      ARI: No “Manifesto” escrito em 1847 por Marx e Engels, apesar de não dissimular seus objetivos, está formalizado que “os comunistas trabalham pela união e pelo entendimento dos partidos democráticos de todos os países”. Portanto, na luta política defendida por Marx e Engels, NÃO HÁ espaço para o SECTARISMO. Por serem sectários, Pimenta e Pomar não são teóricos marxistas (como se imaginam). Não se expõem publicamente em busca do voto popular. São somente burocratas partidários cujas opiniões levam ao enfraquecimento, pela divisão, das forças democráticas.

      Responder

Alan Cepile

12 de fevereiro de 2019 às 13h46

Esse Rui Costa Pimenta é um bobalhão, basta ver o que é (ou NÃO é) o partido dele, um nada, um zero completo. E as análises dele são completamente fora da órbita, nem vale a pena comentar.

Responder

Deixe uma resposta