Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

MPF pressiona Bolsonaro a respeitar lista tríplice

Por Redação

07 de junho de 2019 : 00h56

No portal do MPF/DF

Forças-tarefas da Lava Jato, Greenfield e Zelotes destacam importância da lista tríplice na escolha de novo PGR

Em nota, procuradores reforçam relevância do processo para promover a independência de atuação no cargo

Em nota divulgada nesta quarta-feira, 5, procuradores de diferentes forças-tarefas no país reforçaram a importância do respeito à lista tríplice na escolha do Procurador-Geral da República, que acontecerá em setembro.

O coordenador da Força-Tarefa Greenfield, Anselmo Henrique Cordeiro Lopes, responsável pela investigação de fraudes realizadas nos principais fundos de previdência complementar do país, destaca que “Respeitar a lista tríplice é garantir que não haja retrocesso no combate à corrupção”.

Já o coordenador da Força-Tarefa Zelotes, Frederico de Carvalho Paiva, que investiga irregularidades envolvendo os julgamentos do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), argumenta que “A lista tem assegurado o apoio às forças-tarefas do MPF no combate à corrupção. Ela assegura uma instituição independente.”

Confira a nota

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Rolfe

07 de junho de 2019 às 15h14

Pode esquecer, o presidente doido já está mexendo os pauzinhos para colocar alguém dos dele lá, um Moro da vida. O Brasil acabou de escorregar na boca do abismo e não tem volta por enquanto!

O que vir depois do fim…

Responder

Paulo

07 de junho de 2019 às 01h07

Não acho que a lista tríplice deva ser, obrigatoriamente, obedecida. Pode haver procuradores mais qualificados do que aqueles que se lançaram ao escrutínio presidencial. Cabe ao presidente da República indicar alguém que, moral e politicamente, seja inatacável. Espero que Bolsonaro não se prenda a protocolos. Ele não é um presidente comum. E só foi eleito por essa razão…

Responder

    Miguel Lemes dos Santos

    07 de junho de 2019 às 01h14

    Ou totalmente alinhado aos seus interesses imparcialidade seria bom nessa hora mais me parece que só o PT obedeceu

    Responder

      Paulo

      07 de junho de 2019 às 20h31

      Sim, não vou negar que a intenção, até primordial, é essa…

      Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?