Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

A entrevista de Randolfe Rodrigues ao Rafinha Bastos

Por Redação

28 de junho de 2019 : 10h20

No canal do Rafinha Bastos:

Professor e líder da oposição ao governo Bolsonaro, o senador pelo Amapá Randolfe Rodrigues, da Rede Sustentabilidade, vem ao Mais Que 8 Minutos falar sobre a bagunça política no Brasil, oposição, PT, Lula (e Lula Livre), esquerda e liberdade de expressão.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Marcelo

29 de junho de 2019 às 15h33

Aos 6:52 percebi que não era mais necessário continuar assistindo: Randolfe (e ao que parece, ele deixa transparecer que a REDE também concorda), defende que o processo de Lula seguiu o rito normal (vara, tribunal e STJ). Partindo do pressuposto que o STJ não revolve matéria fática (e o erro do processo está justamente aí, NÃO HÁ MATÉRIA FÁTICA PARA CONDENAR LULA), isso quer dizer que Randolfe concorda com a condenação de um inocente SEM PROVAS. Se esse é o raciocínio de Randolfe, só isso, para mim, é o suficiente para não concordar. No instante seguinte, Randolfe disserta sobre o que qualquer noob de movimento estudantil sabe: o ego de Lula. Lula criou o maior partido político de esquerda das Américas, pô. Lógico que o cara tem uma percepção de si mesmo que dá mais importância ao mito do que ao que o mito constrói. Por isso que esquerda é esquerda: Somos reflexivos. Estamos aí para fazer os “freios e constrapesos” dos nossos. Se o conjunto da esquerda não foi capaz de conter o “ego” do Lula, o erro é coletivo. E também penso que, quem faz a crítica pela esquerda, só pelo “ego” do Lula, é porquê também é um pouco – ou muito – ressentido de não poder expandir expandir o seu próprio “ego”, já que o “ego” do Lula toma todo o espaço.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?