Audiência no Senado com presidente do Banco Central discute autonomia da instituição

Recursos arrecadados em leilão do pré-sal devem permitir descontingenciamento de verbas federais

Por Redação

06 de novembro de 2019 : 19h18

 

06/11/2019 – 19h10

Tâmara Freire

Rádio Agência Nacional — Os recursos arrecadados com os bônus de assinatura do leilão da cessão onerosa devem permitir que o orçamento do governo federal seja descontingenciado, de acordo com o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues Júnior. O governo ainda vai definir qual verba será liberada, mas áreas prioritárias como saúde, educação e defesa devem estar na lista.

Duas das quatro áreas da bacia de Santos oferecidas nesta quarta-feira foram arrematadas, totalizando quase R$ 70 bilhões em bônus de assinatura. Isso significa também boa notícia para os estados e municípios brasileiros, especialmente o Rio de Janeiro, já que as áreas ficam no litoral fluminense. Isso porque, pela primeira vez, a União não ficará com todos esses recursos.

No total, o governo esperava arrecadar cerca de R$ 106 bilhões somente com os bônus. No entanto, duas áreas não foram arrematadas e devem ser oferecidas novamente no ano que vem. Ainda assim este leilão é considerado histórico pelo governo, já que os cerca de R$ 70 bilhões são superiores a todos os bônus já arrecadados com todos os leilões realizados no Brasil.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »