Análise da reunião ministerial de Bolsonaro

28/03: a evolução do Covid-19 no Brasil (e uma comparação do nível de letalidade com outros países)

Por Redação

28 de março de 2020 : 12h20

Vamos analisar os gŕaficos atualizados para o coronavírus (Covid-19) no Brasil, segundo o Ministério da Saúde.

Importante observar que a letalidade do vírus no Brasil está hoje em 2,7%, significando que 2,7% dos casos confirmados levam à morte. Conferir no gráfico acima, e ao final do post, uma comparação com outros países.

Para uma comparação internacional, fiz um gráfico com a letalidade do Covid-19 em países com mais de 3.400 casos selecionados. Os números são do Worlometer.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Wellington

29 de março de 2020 às 09h13

“Desde o surto de H1N1 em 2009 o Paìs perdeu 34,5 mil leitos de internação” (Estadão)

As contas da roubalheira desgraçada demoram mas uma hora chegam…

Responder

Paulo

28 de março de 2020 às 17h11

E o pior é que o nº de mortes, que eu até aqui achava o único dado seguro desses que são exibidos pelo Ministério da Saúde (oficiais) diariamente, já está sendo questionado: li hoje que o IML, em São Paulo, por não dispor, em nº suficiente, de equipamentos e salas seguras para “abrir os cadáveres”, está autorizado pelo Governo do estado a classificar mortes em casa e em UPA’s como sendo de “origem indeterminada”. No final da reportagem, uma autoridade da saúde diz que, provavelmente, esses casos só serão contabilizados ao término da pandemia…

Responder

Evandro Garcia

28 de março de 2020 às 13h03

E os que contraem o vírus e apresentam pouco ou nenhum sintoma e nem vão pro hospital ou não são submetidos ao teste….?

Os óbitos são certos mais o número real de infectados é impossível de calcular por tanto a taxa de letalidade real é provavelmente inferior.

Essa taxa acho que sai de quem não apresentou sintomas e fez o teste por ter ficado ao redor de quem resultou positivo, como foi pro General Heleno.

Se existe, qual é a taxa de quem não apresenta sintoma mas contrae o vírus ?

Ou o raciocínio tá errado ?

Responder

    Abdel Romenia

    28 de março de 2020 às 14h37

    Certamente a taxa de letalidade é inferior.

    Responder

      Alan C

      28 de março de 2020 às 21h21

      Moderação, obrigado por deixar esse diálogo de uma pessoa só pra gente rir um pouco na quarentena! rs

      Responder

Evandro Garcia

28 de março de 2020 às 12h57

E os que contraem o vírus e apresentam pouco ou nenhum sintoma e nem vão pro hospital ou não são submetidos ao teste….?

Os óbitos são certos mais o número real de infectados é impossível de calcular por tanto a taxa de letalidade real é provavelmente inferior.

Essa taxa acho que sai de quem fica aí redor de quem co

Qual é a taxa de quem não apresenta sintoma mas contrae o vírus ?

Ou me engano ?

Responder

    Oblivion

    28 de março de 2020 às 20h50

    Sim Evandro, provavelmente a taxa de letalidade é menor mesmo que as mortes decorrentes do covid-19 no país estejam subestimadas (muitos desses casos indeterminados devem ter sido causados pelo covid-19). A razão disso é a ineficiência desse desgoverno de m…. que, dentre outras falhas gravíssimas, não disponibiliza testes em número suficiente pra testar suspeitos leves de estaren infectados. Infelizmente, acredito que em cidades brasileiras com milhões de habitantes (como Sao Paulo que só parou há menos de uma semana…) esses casos devem explodir nos próximos dias. Espero muito estar errado.

    Responder

      Fonzie

      29 de março de 2020 às 09h15

      O virus està roalndo solto mundo afora desde a metade de novembro, nào hà como fazer nada a nao ser conter os estragos.

      Responder

Deixe uma resposta