Análise da reunião ministerial de Bolsonaro

Alô Ministério Público! TV Record e Universal transmitem desinformação criminosa na madrugada

Por Pedro Breier

31 de março de 2020 : 19h25

Assisti ontem (30) à boa parte da entrevista de Atila Iamarino no Roda Viva. Apesar de estranhamente abster-se de criticar o genocida Jair Bolsonaro, mesmo quando as bolas eram levantadas pelos entrevistadores, houve alguns pontos altos na fala do biólogo. Por exemplo, as análises sobre a evolução da pandemia e sobre as mudanças radicais (e permanentes) no nosso modo de viver que o novo coronavírus está provocando, além do elogio às desprezadas ciências humanas, inclusive quanto ao seu papel de parceira das exatas na aplicação de medidas de contenção dos danos em uma catástrofe como a que estamos vivendo.

Perguntado sobre o “isolamento vertical” — proposta de combate à epidemia que mantém apenas os grupos de risco em quarentena e libera os demais para as atividades corriqueiras, normalmente apresentada como alternativa para que as economias dos países não sejam tão afetadas — disse que nem fazia sentido discuti-lo pois não era uma proposta científica, não havendo teste algum sobre sua eficácia.

Acabada a entrevista, fui mudando de canal até parar na Record, onde era transmitido um programa da Igreja Universal. Era pouco mais de 1h da manhã quando um apresentador com cara de compenetrado conversava por Skype com um bispo que supostamente falava da Coreia do Sul (sua esposa permaneceu ao seu lado mesmo sem participar da conversa). O tal bispo dizia que lá as pessoas estão saindo para as ruas, que não há quarentena e os aeroportos estão abertos, embora coloquem todos que chegam de viagem em uma quarentena de mais ou menos duas semanas. Não vi ele mencionar que a Coreia fez testes massivos na população, o que permitiu um isolamento mais direcionado.

No estúdio de onde era transmitido o programa estava o médico Anthony Wong, vestindo um jaleco para transmitir credibilidade e vociferando contra a quarentena. Sua base supostamente científica para defender o “isolamento vertical” é a seguinte: o novo coronavírus não resiste ao calor. Acontece que, embora haja indícios de que temperaturas mais altas prejudiquem o espalhamento do vírus, isto não é verificado em todos os países. Os autores de um estudo publicado no último dia 19 afirmam o seguinte: “Embora tenhamos verificado efeitos relacionados ao clima, enfatizamos a necessidade de usar as medidas de quarentena adequadas, mesmo nas regiões mais quentes. (…) Além do clima, vários outros fatores desempenham um papel na quantidade de casos em em cada região” (aqui, matéria do G1 sobre os estudos em relação ao tópico).

O “dr. Wong” mostra, então, uma tabela com o número de casos e de mortes por conta do coronavírus em alguns países, a qual fica sendo exibida por alguns minutos. O grotesco título da tabela era “Quarentena Não Faz Sentido”. Veja com seus próprios olhos, cara(o) internauta:

Dr. Wong e sua tabela ~altamente científica~
“Quarentena Não Faz Sentido”

Como se lê acima, a tese criminosa do médico é a de que os países que adotam a quarentena têm muito mais mortes do que os países que não adotam. Uma relação de causa e efeito bizarra que ignora todos os outros fatores como número de testes, estrutura hospitalar, tempo decorrido até adotar as medidas etc.

Perguntado sobre o fato de que, no “isolamento vertical”, quem sai para a rua pode contaminar o grupo de risco que ficaria isolado, Wong responde que se todo mundo fica em casa “não tem ventilação” e “aí é que transmite mesmo”. A solução? Isolar apenas as pessoas do grupo de risco em pousadas ou hotéis, uma medida evidentemente inviável, considerando a alta parcela da população que se encontra em grupo de risco.

O “isolamento vertical” é defendido por pouquíssimos pesquisadores e seus argumentos foram devidamente desmontados pela comunidade científica, como ilustra esta reportagem da BBC. As motivações de quem defende essa alternativa estão sempre claras nos discursos: questões econômicas. Embora a pandemia esteja nos dando uma amarga lição sobre a importância da ciência, é bom lembrar que sempre há os pesquisadores e cientistas que chegam a conclusões não lastreadas em evidências mas que servem direitinho a interesses nebulosos de pessoas ou instituições ricas e poderosas.

Não demorou muito para o Dr. Wong tirar a fantasia de médico e explicitar os motivos da sua posição: “Tem conforto maior do que ir pra igreja em momentos de crise? É um absurdo não poder ir pra igreja. Não to falando por causa da igreja aqui [a Universal, responsável pelo programa], mas todas as igrejas.”

Tudo explicado. O problema da quarentena é que as igrejas estão fechadas. Faz falta o dízimo, não é? “Não se separa a saúde da economia! Não tem como!”, enfatiza o apresentador. Na parte de baixo da tela, em uma faixa horizontal, um letreiro pedindo para as pessoas doarem “para os necessitados” por meio de um aplicativo, do site da Universal ou de depósitos em conta bancária. “Rápido e sem complicações”. Um “Siga as orientações do Ministério da Saúde”, totalmente contraditório com a posição do programa, também passava por ali.

“Deixa correr naturalmente [o contágio]”, diz Wong em outro momento. “Não tem como cortar a curva. Tem que deixar correr no verão pra ter a imunização natural”. Sobre o colapso do sistema de saúde caso se faça isso, nenhuma palavra.

Um discurso criminoso como esse, sem base científica alguma, não pode passar na televisão aberta, na calada da noite, e ficar impune. Que o Ministério Público e os demais órgãos responsáveis por proteger a população cumpram seu dever.

Pedro Breier

Pedro Breier é graduado em direito pela UFRGS e colunista do blog O Cafezinho.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

15 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Kézia

20 de abril de 2020 às 19h00

Excelente comentário Igor Rosa

Responder

igor rosa

06 de abril de 2020 às 09h43

Primeiro ponto: usar o atila como sustentação científica beira o ridículo, uma pesquisa que tem margem de erro de 100 mil a 1 milhão de mortos é simplesmente desonestidade intelectual pura e simples. 2- é falsa a afirmação que o isolamento vertical não tem embasamento científico, diversos países o adotaram com o apoio dos mais diversos cientistas destes países: japão, coreia do sul, holanda, suécia, australia, e em certa medida rússia. 3- existem diversos trabalhos científico publicados apoiando o isolamento vertical que foram publicados nesta semana: no editorial da renomada revista the lancet demonstrando os defeitos do isolamento horizontal, um trabalho publicado no MIT e na universidade de stanford apoiam a tese de que temperaturas acima de 17 graus reduzem a disseminação da doença. 4- Não devemos confiar em cientistas, governadores entre outros que se apoiam apenas no argumento tacanho do suposto concenso cientifico, como se isso fosse a comprovação de suas teses… pois a própria ciência mostra que concessos foram derrubados ao longo da história, além do mais ciência não é um ente abstrato, usada dessa maneira fora de contexto não significa nada, é um termo vazio em si mesmo. 5-é falsa a afirmação que a maioria esmagadora dos cientistas apoiam o isolamento horizontal, se pegarmos todos os países que aplicaram o isolamento vertical esse concenso ja esta refutado.. ou seriam os cientistas japoneses, coreanos, holandeses, suecos, australianos ignorantes obscurantistas anti intelecto?? com interesses economicos??, então o ministério da saúde, a fiocruz e o CAFEZINHO tem que ensinar medicina para esses cientistas…mesmo em países que aplicaram o horizontal como EUA, ALEMANHA temos um debate e questionamento, portanto não existe esse concenso científico, só existe na mídia e em palavras vazias de governadores que a ultilizam como escudo para esconder a mediocridade de suas ações, governadores esses que nunca leram um livro de ciencia e se o fizessem teriam a massa cerebral derretida na pagina 3. 6 – a tabela do professor wong não foi confecionada por ele, e sim pela revista the lancet, aonde é demonstrado não por pesquisas que nuca são analisadas por fontes independentes, mais sim por dados da realidade que demonstram que os paises que adotaram o i. vertical são exemplo para os demais segundo a própria OMS, 6- é claro que não podemos simplesmente adotar esse isolamento no brasil sem planejamento, sem considerarmos sues contextos, mas a questão primordial é: o isolamento horizontal se continuado sera mais benéfico do que o isolamento vertical??. 7- para respondermos a essa questão devemos refutar a tese de que saúde e economia não se relacionam.. esse tipo de afirmação é irresponsável e perigosa, é revoltante ver jornalistas, cientistas, cantores e atores defenderem a quarentena sendo que eles tem suporte economico para essa quarentena, mais e o restante do pais? ou voces acham que a maioria da populaçao pode pedir iffod???, os governadores e a imprensa defendem essa medida não por motivos cientificos, e sim politicos é dever do presidente sustentar a união, logo para os governadores é confortavel essa situação.. e a imprensa em especial a rede globo é parceira das organizaçoes multilaterais como unesco, unicef E OMS, portanto defenderá qualquer determinação destas, é comprovado que a cada 1% de aumento no desemprego o numero de mortes aumenta entre 30 mil a 40 mil, a criminalidade dispara, para isso os defensores da quarentena total advogam que o estado deve impedir com investimentos, mas como?? sem arrecadaçao, com a economia parada?? da onde vem o dinheiro?? o estado teve que investir 600 bilhoes na economia, o resto é caixa de segurança para não quebrar, vamos trocar um mes de crise por cinco anos??/ numero muito mair que as vitimas do coronavirus.. portanto com um impacto social muito forte. 8- o ataque ao renomado dr wong é este sim criminoso, pois tira de contexto todas as suas falas, vejam o debate dele na band com outros médicos e vejam como ele os refuta ponto a ponto.. 9- a tese furada de que a OMS é a maior autoridade de saúde no mundo é falsa, a OMS é uma organização politica com muitos questionamentos no japão existe um abaixo assinado de mais de 600 mil assianaturas para a remoção do seu diretor, por motivos de sua cumplicidade com a china.. essa sim culpada pela disseminação do virus pois ocultou dos demais paises a propagação do virus, por meio do partido comunista chines a organização politica mais criminosa da humanidade.

Responder

Andrea

04 de abril de 2020 às 01h19

Lamentável esse comentário….lamentável…

Responder

Juliana

01 de abril de 2020 às 21h08

Wong defende esse posicionamento absurdo, pois tem um laboratório quase falindo. O laboratório esta nome da mulher dele, mas é ele quem assina os laudos toxicológico.
Ele é maluco, não bate bem das ideias e está desesperado pq está perdendo dinheiro, afinal o detran está fechado e eles não podem fazer coleta, tanto que pretende demitir em massa e os funcionários cerca de 50, estão todos aglomerados. Esse médico é uma vergonha para área da saúde, ele está visando a empresa dele, acorde essa explicação dele não existe é uma farsa igual a ele. Isso não tem comprovação científica.

Responder

Carlos Alberto

01 de abril de 2020 às 13h48

Boa tarde,,,
Todos vcs são pobres de espirito, que Deus tenha pena da ignorância de vcs e desse individuo que escreveu essa matéria….
È lamentável…

Responder

    Júlio Góes

    02 de abril de 2020 às 13h40

    Pobre de quem segue evangélicos eletrônicos, está escrito nos mais antigos textos, e não apenas na bíblia, falso profeta é um dos piores tipos de demônio.

    Responder

Marcia

01 de abril de 2020 às 13h47

Vc nao autorizou meu post?? Cade o direito a liberdade??

Responder

Marcis

01 de abril de 2020 às 13h41

Mudando de canal parei para assistir e sou super a favor, talvez os contras estejam trabalhando confortavelmente em seus hone offices … Super apoio ele é medico se formo u e um dos mais renomados do país ! vc desculpe é quen mesmo???

Responder

Alex

01 de abril de 2020 às 11h30

Pastor de mega igreja é prezo na florida por desrespeitar ordem de isolamento social.

https://www.theguardian.com/us-news/2020/mar/31/florida-megachurch-pastor-arrested-for-breaching-covid-19-health-order

Responder

CezarR

01 de abril de 2020 às 11h07

Pedro, esse Dr. Woong passou o sexta, sábado e domingo como fígura cativa da Rádio Bandeirantes SP.

Responder

    02 de abril de 2020 às 11h11

    Ele paga para ser colunista da Band, por isso ele está sempre lá.
    Esse médico quer virar amigo do governo para garantir a “boquinha”.
    Ele quer o governo a favor dele e para gerar beneficio para empresa da mulher dele.

    Responder

Claudio

01 de abril de 2020 às 00h32

Vi esse doutor hoje, ao mesmo tempo, na CNT e na RedeTV, nesse programa da Universal. Disse que a epidemia H1N1 foi pior. E o apresentador terminou dizendo que a imprensa era de esquerda e estava tentando desestabilizar o governo com essa crise do coronavirus. Por fim, fez uma oração. Realmente, um absurdo. Algo precisa ser feito.
Antes dessa crise, para espanto meu, vi, na CNT, um culto em que um homem entrou no “palco” da igreja bem doente, mal podendo andar. O pastor fez uma oração com a mão em sua cabeça, e o homem começou a correr para mostrar que estava curado. Ou seja, é uma emissora que já está acostumada a mentir.

Responder

chichano goncalvez

31 de março de 2020 às 20h14

No passado, diziam que as igrejas eram um mal necessario, hoje eu digo que as igrejas são definitivamente desnecessarias, causam pouco bem, a não ser para os bispos que enriquecem, para se fazer o bem não precisa ir a igrejas, ou cultos, etc. Eu sou ateu e conheço muitos ateus, todos são gente que pratica o bem cotidianamente, não precisa um gigolo ( pastores e padres em geral ) me dizer o que fazer.

Responder

Paulo

31 de março de 2020 às 20h13

Se a PR denunciar os profissionais dessa Emissora, responsáveis pela desinformação, vão deixar o Aras numa saia justa, rs…

Responder

João Ribett

31 de março de 2020 às 20h08

Recebi o vídeo desse “doutor” mostrando dados estatísticos sobre o convid-19, como se pandemia e saúde se resumissem a dados matemáticos!

Responder

Deixe uma resposta