Análise da reunião ministerial de Bolsonaro

Coronavírus: 13.717 casos e 667 mortes

Por Redação

07 de abril de 2020 : 17h45

Mais informações na live do ministério da Saúde:

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

dcruz

08 de abril de 2020 às 14h35

Abram o olho com esse Mandetta, ele que é o herói da vez é um político dos mais escorregadios, medíocre como médico, e com ligações com ruralistas e outros poderosos grupos econômicos, está içando a filha advogada que cada vez mais arregimenta poderosos grupos de saúde em sua conta como a Unimed. Mandetta consegue sobressair-se mais pela incompetência de seu chefe do que a sua, pois ele só faz cumprir o protocolo mundial contra a pandemia. Até quando esse seu “heroísmo” vai durar, ninguém sabe, só o poder econômico sabe, como diria o Sombra na antiga Rádio Nacional.

Responder

Responder

Andressa

08 de abril de 2020 às 07h57

Hoje de manhã se reúne com Bolsonaro, ou libera a cloroquina desde os primeiros sintomas ou será demitido.

Responder

Frederico

07 de abril de 2020 às 18h03

Mandetta já recuou, disse claramente que os médicos podem usar essa tal de cloroquina em qualquer estádio de gravidade do paciente, até desde os primeiros sintomas.

Responder

Deixe uma resposta