Live do Cafezinho (18 h): Pós-verdade na política brasileira (uma conversa com Fabio Palacio)

Live do Trabalhador: universalização ou privatização?

Por Redação

01 de julho de 2020 : 14h02

Antônio Neto, presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), em sua Live do Trabalhador, reuniu cinco debatedores para uma live sobre o Novo Marco do Saneamento Básico.

Os convidados discutiram sobre o Novo Marco do Saneamento Básico, suas consequências e a situação do saneamento básico no Brasil, além de esclarecerem controvérsias, desinformações e dúvidas acerca do tópico, como a natureza de sua execução condicionar à “universalização”, à “privatização” ou a ambos.

Entre os debatedores estiveram:

Wesley Silvestre, líder popular da zona sul de São Paulo e presidente da OEKOBR, organização voltada à promoção do saneamento ambiental na cidade de São Paulo e membro do Coletivo Periferia Ativa – Búfalos.

Habib Jarrouge, engenheiro civil com ênfase em geotécnica e coordenador de projetos da Geocompany Tecnologia Engenharia e Meio Ambiente, além de atuante em projeto na área de saneamento em São Paulo.

Barbara Panseri, mestra em Administração Pública e Governo pela FGV, e membro da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade.

Aurélio Prates, profissional autônomo na área cultural e integrante do Movimento Cultural das Periferias e membro do Coletivo Periferia Ativa – Búfalos.

Pedro Henrique de Cristo, polímata, urbanista e professor-visitante da Urman-Eafit Medellín. Foi responsável por projeto inovador de arquitetura e políticas públicas para a favela do Vidigal, no Rio.



Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe uma resposta