Paris Café: O PT tem um projeto de governo? Qual é?

No Rio, PCdoB lança Enfermeira Rejane para a prefeitura e busca PT e PSOL para a vice

Por Redação

27 de agosto de 2020 : 22h08

Na véspera da abertura da temporada de convenções partidárias, as movimentações políticas nas capitais seguem com força.

No Rio de Janeiro, o PCdoB lançou a deputada estadual Enfermeira Rejane para a disputa da prefeitura e agora busca o apoio de outros partidos de esquerda como PT e PSOL para compor a chapa.

Segundo o dirigente do partido, Theófilo Rodrigues, a vaga de vice de Rejane ainda não foi decidida, pois convites serão encaminhados ao PT e ao PSOL.

Hoje, os três partidos de esquerda lançaram mulheres negras para a disputa: além da comunista Rejane, o PT lançou Benedita da Silva e o PSOL Renata Souza. Sinal da preocupação dos partidos de esquerda com a questão racial e a questão de gênero.

“Essa é uma marca do PCdoB. Em Porto Alegre, nossa candidata é uma mulher, Manuela d’ Avila. Em São Paulo, nosso candidato é um negro, Orlando Silva. Em Salvador, nossa candidata é uma mulher negra, Olivia Santana. O PCdoB é o partido dos trabalhadores e das minorias”, diz Rodrigues.

Para o PCdoB, Rejane será uma grande surpresa nessa eleição, pois é uma enfermeira e o eleitorado carioca busca alguém que possa resolver o problema da saúde na cidade. “Acreditamos que Rejane pode ser a chave da unidade da esquerda na cidade”, diz o dirigente do PCdoB.

Além do Rio de Janeiro, o partido tem candidatos em Petrópolis, com Livia Miranda, e em São Gonçalo, com Isaac Ricalde, que conta com o apoio do PSOL.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Marco Vitis

28 de agosto de 2020 às 18h49

Isso mesmo. Quanto mais fragmentado o campo progressista, mais fácil para os reacionários medievais.

Responder

Deixe uma resposta