Live do Cafezinho: bate papo com o cineasta cearense Wolney Oliveira

FHC faz autocrítica e reconhece que a reeleição foi “um erro”

Por Redação

07 de setembro de 2020 : 13h01

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) afirmou neste domingo, 6, em artigo publicado no Estadão que a reeleição foi “um erro”.

Em 1998, quando era presidente, o tucano articulou e defendeu a aprovação de uma emenda que permitia a reeleição no país. Na época, FHC teve êxito na empreitada e acabou sendo reeleito.

Além da autocrítica, Cardoso também disse que quatro anos de mandato são insuficientes e que por isso, segundo ele, o correto seria cinco anos.

“Devo reconhecer que historicamente foi 1 erro: se 4 anos são insuficientes e 6 parecem ser muito tempo, em vez de pedir que no 4º ano o eleitorado dê 1 voto de tipo ‘plebiscitário’, seria preferível termos 1 mandato de 5 anos e ponto final”

Por fim, FHC afirmou que é “ingenuidade” achar que nos dias de hoje, os presidentes “não farão o impossível para ganhar a reeleição”.

Para ler o artigo completo, clique aqui.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Francisco*

07 de setembro de 2020 às 23h30

‘Pé de página na história’, sem essa “que a reeleição foi um erro.”

A realidade dos fatos mostra ‘crime de compra de votos’, e pior, para aproveitamento em causa própria.

Confiando no brasileiro sem memória ou desinformado, providencialmente esquece ser dele o governo que quebrou o Brasil três vezes e consagrou a inacreditável e inesquecível frase em que advertem estarem “no limite da nossa irresponsabilidade”, em republicano diálogo travado entre o então ministro da comunicação, Mendonça de Barros e o diretor do BB e PREVI, Ricardo Sérgio, sobre pedido de carta de fiança do Banco do Brasil para o consórcio liderado pelo Banco Opportunity, conforme publicado na ‘Folha’, em 25/05/99:

“Ricardo Sérgio – Alô.
Mendonça de Barros – Oi.
Ricardo Sérgio – Fala, jovem.
Mendonça – Não, o seguinte. ‘Tá tudo acertado, os dois consórcios, né? Agora, o de lá está com problema com carta de fiança, entende? Não dá para o Banco do Brasil dar, ô Ricardo?
Ricardo Sérgio – Luiz Carlos, eu acabei de dar.
Mendonça – Dá? Deu?
Ricardo Sérgio – É o seguinte…
Mendonça – ‘Tá vendo como eu conheço você? (Risos.) Não é Embratel? É Telemar, né?
Ricardo Sérgio – Não, é o seguinte. O que que eu fiz? O Daniel (Dantas, do Opportunity) conversou comigo…
Mendonça – ‘Tá…
Ricardo Sérgio – Ele falou: “Eu tenho para a Stet pro Citibank e pros fundos”.
Mendonça – Isso.
Ricardo Sérgio – Então eu dei pra Embratel e dei R$ 874 milhões para a…
Mendonça – ‘Tá perfeito.
Ricardo Sérgio – … Para a…
Mendonça – ‘Tá perfeito.
Ricardo Sérgio – ‘Tô viabilizando tudo.
Mendonça de Barros – Eu sei, meu filho. Por isso que eu conto com você.
Ricardo Sérgio – NÓS ESTAMOS INDO NO NOSSO LIMITE DE IRRESPONSABILIDADE…
Mendonça – Não, não…
Ricardo Sérgio – (Ri alto.) Eu dei uns três bi de fiança aqui hoje.
Mendonça – (Ri alto também.) Não, mas olha…
Ricardo Sérgio – Se der 30, só vai valer um pouco.
Mendonça – É lógico. Mas isso aí nós ‘tamos juntos, pô.
Ricardo Sérgio – Não, a hora que der merda, a gente diz: “Estamos juntos desde o início”. Escuta, estou aqui no BB e vou ficar aqui até sete e meia, oito horas. O telefone, em vez de ela estar ligando no meu celular, o telefone direto é 532…”

Responder

Jerson7

07 de setembro de 2020 às 19h26

O expertalhao nao està gostando do fato que Bolsonaro serà reeleito por tanto tenta construir a narrativa que reeleger um presidente seria ruim…se acha experto esse babacao ou acha que os brasileiros sao idiotas ??

Responder

Netho

07 de setembro de 2020 às 18h44

FHC é o único sociólogo que não leu os Donos do Poder de Faoro e Coronelismo, enxada e voto de Nunes Leal.
No seu tempo os livros de referência clássica do patrimonialismo brasileiro já estavam publicados há mais de 4 décadas.
Esse é o FHC de sempre. Faça o que eu digo, não o que eu faço. Esqueçam o que eu escrevi e o que eu não li ou li mas não me lembro mais.

Responder

edibar

07 de setembro de 2020 às 13h40

Qdo ele se reelegeu foi bom neh….
Conveniência é TUDO.

Responder

Deixe uma resposta