Live do Cafezinho: balanço dos partidos de esquerda

Bolsonaro afirma que vacina não será obrigatória e “ponto final”

Por Redação

19 de outubro de 2020 : 14h12

Nesta segunda-feira, 19, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que deve seguir a orientação do atual ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, de não tornar obrigatória a vacina contra o coronavírus.

“O Programa Nacional de Vacinação, incluindo as vacinas obrigatórias, é de 1975. A lei atual incluiu a questão de pandemia lá, mas é bem clara: quem define isso é o ministério da Saúde, e o meu ministro da Saúde já disse que não será obrigatória essa vacina e ponto final”

Em outro momento, Bolsonaro criticou indiretamente o governador de São Paulo , João Doria (PSDB), que defendeu a obrigatoriedade da vacina no estado.

“Tem um governador ai que está se intitulando o médico do Brasil, dizendo que ela será obrigatória, repito que não será. Da nossa parte, a vacinação, quando estiver em condições de, depois de aprovada pelo Ministério da Saúde e com comprovação científica, e assim mesmo tem que ser validada pela Anvisa, dai sim nós ofereceremos ao Brasil, de forma gratuita, obviamente, mas repito: não será obrigatória”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alan C

19 de outubro de 2020 às 18h49

Tb acho, quem quer morrer que morra, f*da-se!

Responder

Paulo

19 de outubro de 2020 às 17h20

Que tal tornar o voto facultativo, também? Mas aí o gado não vai votar, né!?

Responder

    Antonio

    19 de outubro de 2020 às 18h09

    Seria excelente!!

    Responder

      Antonio

      19 de outubro de 2020 às 18h10

      País democrático q se preste tem voto facultativo.

      Responder

    Ronei

    19 de outubro de 2020 às 20h10

    …vé se faz um esforço Toalha em respeito a quem lè.

    Responder

Conde

19 de outubro de 2020 às 16h28

Conscientizar, divulgar, orientar, fazer campanhas sim…obrigar não.

As pessoas não são idiotas e correm para se vacinar.

Se alguém não quer tomar fazem o que…? Chamam a policia e dão a força ? Multam ? Fazem o que ?

Responder

Germano

19 de outubro de 2020 às 16h20

Vai acabar no STF como de costume.

Responder

Deixe uma resposta