Live do Cafezinho: balanço dos partidos de esquerda

Martha (PDT): “Enfrentei as milícias e tenho coragem para tomar as decisões necessárias”

Por Redação

24 de outubro de 2020 : 22h09

Nesta quinta-feira, 22, a deputada estadual e candidata a prefeita do Rio pelo PDT, Delegada Martha Rocha, foi sabatinada pelo Jornal O Dia.

Durante a entrevista, Martha foi questionada sobre como sua possível gestão vai enfrentar as milícias que dominam as comunidades da capital fluminense.

“A Prefeitura pode fazer muito para enfrentar essa milícia empreendedora que vai desde a proteção, gato (serviço clandestino de Internet), venda de botijão de gás onde é mais caro do que numa loja regularizada e no transporte. Então é preciso que a Prefeitura faça um gabinete de gestão integrada e que tenha uma interlocução com a Polícia Civil, Militar, Federal, Ministério Público e a própria Defensoria Pública”

Em outro momento, Martha firmou publicamente o compromisso de combater as milícias, caso seja eleita.

“Esse é o papel do prefeito. E quero lembrar que sair da Polícia Civil com 14 ameaças de morte. Minha primeira ameaça foi em 2007 quando enfrentei, na Praça Seca, a milícia daquela região. Eu enfrentei as milícias e tenho coragem para tomar as decisões necessárias”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Sebastião

26 de outubro de 2020 às 18h22

Essa tendência de pôr delegado e juiz na política, sabemos o resultado. O governador foi daí do RJ mesmo. O negócio tá enraizado no RJ, que deveria haver uma refundação no estado. É tudo contaminado: Judiciário, Legislativo, executivo… É demagogo colocar pessoas assim na política, com discursos moralistas. Só lembro de Demostene Torres… E tantos outros que faziam discursos na tribuna, na TV e nos jornais e sabemos dos resultados. Quanto mais discursos moralista fizer um político, desconfie. Antes Paes do que as outras opções disponíveis… Ao menos não usa de demagogia. Fora que, todos os candidatos já foram aliados, e fizeram parte das administrações entre eles.

Responder

José de Souza

26 de outubro de 2020 às 10h22

Falar é fácil…Não duvido das intenções dela, mas a realidade é outra. A milícia é o “deep state” do Rio de Janeiro. Tá infiltrada em todas as instituições que ela citou paa a fazer o tal “gabinete de gestão integrada”. Esse gabinete já nascerá contaminado pelas infiltrações. Pra inglês ver.
Do jeito que ela fala, soa demagogia eleitoral. Mas ela é uma opção de voto sim, conforme o andar da carruagem.
O combate às milícias exigirá ações de intelegência muito mais sofisticadas e blindadas da interferência das instituições contaminadas.

Responder

Batista

25 de outubro de 2020 às 12h08

Mais uma razão para não votar na delegada, pois no campo em que militou a maior parte de sua vida profissional, a polícia, se diz que enfrentou, a realidade mostra que fracassou, já que no que lhe tocava como comando na polícia civil, nada de relevante e/ou concreto aconteceu para impedir que as milícias alcançassem tamanha abrangência e poder, hoje demonstrados e constatados por todos os cariocas.

Se como policial de comando diz ter enfrentado, mas sabemos, ter fracassado em impedir o avanço das milícias no Rio de Janeiro, imagine então como prefeita, que além da segurança, tem a educação, a saúde, os meios de transportes, o lixo, o abastecimento, etc., etc., etc., o desastre que seria, além da segurança, como já atestado?

Responder

    Kleiton

    26 de outubro de 2020 às 08h41

    Ela enfrentou na cabeça dela mas as milicias não perceberam.

    Responder

    Alan C

    26 de outubro de 2020 às 10h37

    Escreveu 20 linhas pra explicar coisa nenhuma??? Já sei, vc quer que votemos no cavalo paraguaio bolsonarista, certo? Sabemos…

    Responder

    Paulo

    27 de outubro de 2020 às 08h42

    Quem vc recomenda para a tarefa?

    Responder

      Batista

      28 de outubro de 2020 às 13h50

      Sérgio Moro

      Que como a Delegada candidata contra as milícias, enfrentou e prendeu o poderoso chefão Lula, explorador do povo e escancaradamente protegido anticonstitucionalmente pelo judiciário, pela mídia e pelas forças armadas, acabando com “a maior ‘corrupição’ da história da humanidade”, no Brasil, né mesmo?

      Responder

    Bruno Vasconcelos

    15 de novembro de 2020 às 22h23

    Não fosse por ela estaria muito pior teu pasbalho.. Policial honesto que combate policial miliciano é unica forma de resolver ou diminuir o problema… tu eh votador da familicia neh…. pois Martha ta junto com os Gomes retroescavadeira contra milicianos

    Responder

Conde

25 de outubro de 2020 às 00h00

Enfrentou mesmo…tanto que as milicias hoje controlam mais da metade do Rio, mais que o estado e as facções do tráfico juntas. Foi um sucesso…

Responder

Deixe uma resposta