Live do Cafezinho (19h): que segurança pública que queremos?

Cid Gomes articula formação de “centro progressista” no Congresso; sucessão de Maia é primeiro passo

Por Redação

27 de novembro de 2020 : 10h35

O ex-governador do Ceará e atual senador pelo Estado, Cid Gomes (PDT), articula com o auxílio do governador Camilo Santana (PT), uma espécie de frente de centro progressista no Congresso Nacional. O pedetista é um entusiasta da reeleição do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), e costura uma aliança em torno do demista.

Apesar do seu apoio, o próprio Cid assume que a ideia da candidatura a reeleição de Maia ainda não é unanimidade.

“Ainda não, mas defenderei que participe”, disse ao Congresso em Foco.

Na última quinta-feira, 19, Maia esteve no Ceará para almoçar com Cid e Ciro Gomes, governador Camilo Santana, o presidente estadual do DEM, Chiquinho Feitosa, e o deputado José Guimarães (PT) para tratar da sua possível reeleição na Casa.

Caso Maia não dispute a eleição na Câmara, o nome mais cogitado é o do deputado Baleia Rossi (MDB-SP). Além de Rossi, também estão no radar Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), Marcos Pereira (Republicanos-SP) e Luciano Bivar (PSL-PE).

Na Câmara, Cid defendeu a formação de um bloco que vários partidos que faça oposição a candidatura de Arthur Lira (PP-AL), líder do Governo Bolsonaro.

“Ele (Maia) acha e eu concordo que é para primeiro fazer um bloco, define as diretrizes, faz o bloco e na sequência resolve”

Por fim, o senador defendeu a formação de uma frente de centro progressista.

“Há um outro movimento que tem a ver com essa eleição da Câmara, que é uma coisa centro-progressista e alguns partidos que tem mais uma linha de independência em relação a Bolsonaro, de centro e partidos progressistas. Isso que eu acho que vai vingar na eleição da Câmara”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

José de Souza

27 de novembro de 2020 às 17h45

gargalhando até 2022 com esse conceito de “centro progressista”….
Cabe todo mundo que não queira o abraço de afogado do bozo.
Cabe Hulk, Moro, e pseudos esquerda (parte relevante do PSB e PDT).
PCdo B, pragmático, pronto pra tirar a foice e o martelo da bandeira, também tá dentro.
Petistas que jogaram a toalha também vão aderir.
Só falta combinar com o Povo.
O sonho do Ciro Gomes é ser, nacionalmente, o que o Eduardo Paes é hoje na eleição da prefeitura do Rio. A única opção, depois de tirar a esquerda realmente progressista do caminho (claro que não me refiro aquela do jargão “progressista” Chame a delegada! kkkk)
Boulos 2022 é o que nos resta. Um novo sapo barbudo pra tentar tirar o pais da mesmice.

Responder

Alan C

27 de novembro de 2020 às 16h20

É ingenuidade achar que o campo progressista vai ganhar a presidência da câmara. O próximo presidente será, ou o Maia, ou alguém do grupo dele, ou o representante da bozolândia.

Eu prefiro o capeta em relação ao Artur Lira.

A petezada já não sei….

Responder

Alexandre Neres

27 de novembro de 2020 às 13h59

Centro progressista com Maia, Alcolumbre e Baleia Rossi? É o famoso me engana que eu gosto.

Responder

Hilario

27 de novembro de 2020 às 11h05

Que turma heim… Nhonho, Capitao Cueca o Maluco da Escavadeira…os outros nao sei quem sao, ainda nao ficaram famosos…kkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Deixe uma resposta