Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Bolsonaro emite atestado de incompetência e diz que não pode “fazer nada” para tirar o Brasil da crise

Por Redação

05 de janeiro de 2021 : 14h32

O ano de 2021 já está começando com a emissão do atestado de incompetência pelo próprio presidente Jair Bolsonaro.

Para um grupo de apoiadores, Bolsonaro alegou nesta terça-feira, 5, que está supostamente impedido de tirar o Brasil da maior crise social, econômica e sanitária. Além disso, responsabizou a mídia pela atual situação no país.

“Chefe, o Brasil está quebrado, e eu não consigo fazer nada. Eu queria mexer na tabela do Imposto de Renda, teve esse vírus, potencializado por essa mídia que nós temos. Essa mídia sem caráter. É um trabalho incessante de tentar desgastar para tirar a gente daqui e atender interesses escusos da mídia”

Além de ser responsável pelo número macabro de mortes que já beira os 200 mil pela Covid-19, Bolsonaro têm defendido o fim do auxílio emergencial e lidera uma campanha contra a vacinação.

Ainda nesta segunda, 4, Bolsonaro zombou de quem faz uso da máscara.

“Sabia que o tio estava na praia nadando de máscara? Mergulhei de máscara também, para não pegar Covid nos peixinhos”, disse após mergulhar no mar de Praia Grande (SP).

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

18 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

dcruz

06 de janeiro de 2021 às 13h17

Quer dizer, vai continuar fazendo…nada

Responder

Tony

05 de janeiro de 2021 às 19h59

Infelizmente nao todos os problemas tem conserto, o Brasil é um desses.

Responder

Luan

05 de janeiro de 2021 às 19h53

A gente vem dizendo isso aqui mesmo hà muito tempo, o Brasil saiu pra là de quebrado dos ultimos 15/20 anos de imundicia esquerdista, a pandemia foi o golpe fatal…Rest in Peace !!

Responder

    dcruz

    06 de janeiro de 2021 às 13h20

    Que tal se informar mais um pouco? Essa vida de bovídeo não impede de estudar, ou, pelo menos, ler um pouco mais…

    Responder

      Nelson

      06 de janeiro de 2021 às 17h51

      No dia 1º de janeiro, postei os dois comentários que reproduzo a seguir. Torno a a postá-los hoje somente com alguns ajustes para se adequarem às tuas afirmações que não se sustentam nos fatos, repudiando-as de quem se baseia na verdade, não em fakes.

      Responder

    Nelson

    06 de janeiro de 2021 às 17h42

    Ao que parece, pelo que escreveste no teu comentário, de “imundícia” poemos classificar o que tu acumulaste de conhecimento até hoje.

    Evite as fakes, das quais a tua turma é especialista, e também a mídia hegemônica e seus comentaristas. Aposto que tu conseguirás melhorar em boa medida teus parcos conhecimentos.

    Responder

    Nelson

    06 de janeiro de 2021 às 17h52

    No dia 1º de janeiro, postei os dois comentários que reproduzo a seguir. Torno a a postá-los hoje somente com alguns ajustes para se adequarem às tuas afirmações que não se sustentam nos fatos, repudiando-as de quem se baseia na verdade, não em fakes.

    Responder

    Nelson

    06 de janeiro de 2021 às 17h53

    Se alguém se dispõe a criticar um determinado governo, o ideal é que o faça embasado em fatos e dados concretos. Assim, vai possibilitar o debate acerca de sua posição e, com ele, o crescimento na consciência política de todos os que estiverem participando da discussão.

    Então, meu chapa. Eu gostaria que tu expusesses para nós todos os números que sustentam a tua afirmação de que “o Brasil saiu pra là de quebrado dos ultimos 15/20 anos”.

    Eu tenho um caminhão de críticas ao Partido dos Trabalhadores e a seus governos, mas, essa “verdade” construída à moda Goebbels, de que “o PT quebrou o país”, cai por terra quando vamos olhar os números.

    Ao repassar o poder para Lula, em janeiro de 2003, Fernando Henrique Cardoso, que fez o governo mais deletério e corrupto já imposto ao povo brasileiro, entregava cerca de US$ 37 bilhões em reservas internacionais.

    Um montante tão baixo que, se a crise mundial de 2008 se desse 4 ou 5 anos antes, o Brasil teria que sair em desabalada corrida, de pires na mão, em direção ao FMI.

    Quando o golpista e corrupto MiShell Temer tomou o poder, em 2016, essas mesmas reservas internacionais chegavam a cerca de US$ 380 bilhões.

    Se o PT realmente quebrou o país e nos jogou no abismo, como tu e tantos outros insistem em afirmar, os cofres do país não deveriam estar raspados?

    Responder

    Nelson

    06 de janeiro de 2021 às 17h53

    Bem,meu caro. Fui buscar mais alguns números sobre os governos do PT e os exponho abaixo. Espero que, em nome do bom debate e do avanço na consciência política, nossa, e dos demais leitores, tu nos mostre como é que chegaste à conclusão de que “o Brasil saiu pra là de quebrado dos ultimos 15/20 anos”. De repente, tu consegues nos convencer de que estás certo.

    De outra parte, eu digo que, se exponho esses dados não estou querendo mostrar que o PT foi o suprassumo no comando do país. Repito. Tenho um caminhão de críticas a esse partido e a seus governos.

    Mas, tenho que, novamente, perguntar. Se é verdade que o PT “quebrou o país”, todos esses números não teriam que ter piorado em muito?

    1. 1. Produto Interno Bruto:
    2002 – R$ 1,48 trilhões
    2013 – R$ 4,84 trilhões
    2. PIB per capita:
    2002 – R$ 7,6 mil
    2013 – R$ 24,1 mil
    3. Dívida líquida do setor público:
    2002 – 60% do PIB
    2013 – 34% do PIB
    4. Empregos Gerados:
    Governo FHC – 627 mil/ano
    Governos Lula e Dilma – 1,79 milhões/ano
    5. Taxa de Desemprego:
    2002 – 12,2%
    2013 – 5,4%
    6. Valor de Mercado da Petrobras:
    2002 – R$ 15,5 bilhões
    2014 – R$ 104,9 bilhões
    7. Lucro médio da Petrobras:
    Governo FHC – R$ 4,2 bilhões/ano
    Governos Lula e Dilma – R$ 25,6 bilhões/ano
    8. Salário Mínimo:
    2002 – R$ 200 (1,42 cestas básicas)
    2014 – R$ 724 (2,24 cestas básicas)
    9. Dívida Externa em Relação às Reservas:
    2002 – 557%
    2014 – 81%
    10. Salário Mínimo Convertido em Dólares:
    2002 – 86,21
    2014 – 305,00
    11. Exportações:
    2002 – 60,3 bilhões de dólares
    2013 – 242 bilhões de dólares
    12. Inflação Anual Média:
    Governo FHC – 9,1%
    Governos Lula e Dilma – 5,8%
    13. Taxa Selic:
    2002 – 18,9%
    2012 – 8,5%
    14. Capacidade Energética:
    2001 – 74.800 MW
    2013 – 122.900 MW
    15. Criação de Universidades Federais:
    Governos Lula e Dilma – 18
    Governo FHC – zero
    16. Criação de Escolas Técnicas:
    Governos Lula e Dilma – 214
    Governo FHC – 0
    De 1500 até 1994 – 140
    17. Taxa de Pobreza:
    2002 – 34%
    2012 – 15%
    18. Taxa de Extrema Pobreza:
    2003 – 15%
    2012 – 5,2%

    Responder

Paulo

05 de janeiro de 2021 às 19h51

Covarde, miserável!

Responder

Paulo

05 de janeiro de 2021 às 17h47

Enqto isso, quem nao tá nem aí pra governo, que resolve trabalhar e cuidar da vida, matando um leão por dia, sem esperar por nada q venha do governo de plantão, segue faturando sua vida mais ou menos sossegado.
O destino de qualquer governo é isso aí mesmo: quebrar. Porque não produz nada, só suga das pessoas. E qualquer um que queira depender de benesses governamentais para viver terá o mesmo destino. Não há outra saída: é diminuir o Estado e parar de atrapalhar as pessoas que queiram produzir.

Responder

    Nelson

    07 de janeiro de 2021 às 11h19

    Meu caro. E o que é que tu achas que está fazendo o governo Bolsonaro ao obedecer aos ditames do duo FMI/Banco Mundial e dos países ricos? Bolsonaro está a “diminuir o Estado”. Está, na verdade, a desmantelá-lo por inteiro.

    Collor de Mello, FHC e MiShell Temer também impuseram medidas no sentido de irem diminuindo, desmantelando o Estado. Bolsonaro tem a missão de completar o serviço de aniquilar o Estado brasileiro de uma vez por todas.

    Mesmo os governos do PT andaram reduzindo o Estado brasileiro, ainda que em dose bem menor que os entreguistas que citei, ao continuarem a privatizar.

    Porque o Estado só atrapalha, como tu dizes? Necas. O Bozo está a “diminuir o Estado”, porque, com todas as suas imensas falhas, o Estado brasileiro ainda serve à população brasileira. Muito aquém do que deveria, mas serve.

    O Bozo quer o “Estado mínimo” para que este deixe de gastar com o povo brasileiro e passe a gastar apenas com o chamado “andar de cima”, os ricaços, já mi e bilionários. Repetindo, em obediência aos ditames do duo FMI/Banco Mundial e países ricos.

    Vamos pegar um exemplo, apenas. Não sei se tu chegaste a verificar, mas a PEC241/EC95 congelou, por 20 anos, os gastos sociais. Ou seja, os gastos governamentais destinados a mais de 95% do povo brasileiro.

    Em contrapartida, sobre os gastos com o pagamento de juros da dívida pública, cuja maioria dos títulos, quase 80%, está nas mãos de algo em torno de 1 milhão de pessoas, pessoas já ricas, não foi imposto qualquer congelamento.

    Então, amigo, te antenes e deixes de repetir os chavões neoliberais. Eles estão a “diminuir o Estado” que serve a nós, povão, enquanto reservam um Estado-babá – como diz Noam Chomsky – para os ricos.

    Responder

    Nelson

    07 de janeiro de 2021 às 11h19

    De outra parte, enquanto tu acreditas na ladainha que prega “diminuir o Estado” como solução, nos países ricos – capitalistas, é bom frisar – o Estado comporta 40% da economia.

    Isto quer dizer que o Estado no Brasil é pequeno, uma vez que comporta 30% da nossa economia. Duvidas? Pois, então, consultes alguém que conhece muitíssimo mais do que eu sobre economia.

    O professor Ladislau Dowbor, nos vídeos “Pedagogia da Economia”, que você encontra no You Tube, diz isso e muito mais. Uma verdadeira aula sobre como funciona a economia.

    Responder

Batista

05 de janeiro de 2021 às 16h46

A propósito, Fernando Brito, imperdível reserva ética e pensante que resta, contando-se nos dedos, no jornalismo brasileiro, em seu blog, encerra artigo relativo a essa demência plus, expelida pelo desgovernante eleito, com o bisturi incisivamente preciso e profundo:

“(…) Sou forçado a dizer que Bolsonaro está certo e os que duvidam do que ele diz, errados.

O Brasil está quebrado, e não é nem essencialmente nas contas públicas.

É na alma, na dignidade, no amor ao país, despedaçado por todos eles – políticos, militares, financistas e mídia – que puseram esta Pátria nas mãos de um psicopata.”

E finalizo o corte, sem sutura, para lembrar que através de votos e omissões, essa gente, se auto elegeu, para sempre, responsável pelo ‘desgoverno bolsonaro’ e pelo que restará ao Brasil descarrilhado por eles, na insana e imbecil jornada de tirarem o democraticamente eleito PT do poder, a qualquer preço, patrocinada pela xucra classe dominante, através de seus dois mais importantes braços armados, o judiciário maçônico-lavajateiro e a mídia golpista da desinformação, sob a regência da Globomarinho.

Responder

Andressa

05 de janeiro de 2021 às 15h41

Não pode fazer nada bozo?

E DAÍ???

Responder

Gilmar Tranquilão

05 de janeiro de 2021 às 15h31

Só faltou dizer que o Brasil precisa de um presidente kkkkkkk

Responder

    EdsonLuiz.

    05 de janeiro de 2021 às 23h41

    Adorei!
    Continue com seu bom humor, todos nós precisamos dele.
    Só o humor é realmente revolucionário.

    Responder

Kleiton

05 de janeiro de 2021 às 15h13

Isso não é nenhuma novidade…o Brasil morreu já faz anos.

Viva lá Revolucion !!

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?