Paris Café: Adeus, querido! Datafolha enterra Bolsonaro!

PDT pode se juntar a PT no blocão de Rodrigo Pacheco (DEM)

Por Redação

13 de janeiro de 2021 : 13h32

O PDT no Senado, formado por três senadores, deve decidir sobre o apoio a Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para a presidência do Senado.

Antes de tomar a decisão, o partido vai tentar fechar um acordo com as bancadas do Cidadania, Rede e PSB que somam seis senadores. Se o PDT tiver êxito, Pacheco ganhará mais nove votos.

Até o momento, o congressista mineiro têm o apoio das bancadas do DEM, PSD, PT, Republicanos, PROS, PL e PSC.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Netho

14 de janeiro de 2021 às 17h19

Trata-se do maior erro político do PDT e um erro crasso de Ciro Gomes, que passou da idade de não saber distinguir o ”pragmatismo conveniente” do ”pragmatismo incoerente”. Qualquer movimento do PDT e de Ciro Gomes que impliquem alguma aproximação com o Messias da Pandemia, filhote da ditadura e apólogo da tortura simplesmente implica a varredura de Ciro Gomes da cena sucessória e sua subsunção à lógica do lulo-petismo que levou o PT ao ostracismo e ao opróbrio. Não há diferenças, nenhumas, significativas, que justificassem quaisquer aproximações da República das Milícias e que não diferenciem as linhas de força que gravitam em torno do CALIFADO BOLSONÂMICO.
Ciro Gomes deve declarar sua mais contundente diatribe contrariamente a quaisquer articulações que guardem correspondência ao bloco miliciano de poder apoiado pelos filhotes da ditadura e pelo Forte Apache.
Sai daí, rápido, Ciro! Se ainda quiser dispor de alguma probabilidade de chegar em pé até 2022!

Responder

EdsonLuiz.

13 de janeiro de 2021 às 18h52

Se isto acontecer e o PDT e Ciro Gomes não tomarem a atitude enérgica que o caso exige, mudo completamente minha disposição em relação à possibilidade de considerar a candidatura de Ciro.

Ninguém nesta conjuntura descaradamente explícita – explícita não, escancarada – pode fingir que não está vendo as serpentes e a construção de seus ninhos.

Tem uma coisa certa nesta disputa: aprofundar as investigações de mal-feitos X afogar as investigações e seus defensores. Certo que tem outras também, e até muito mais graves, mas o que está levando a tantos tão díspares se abraçarem é medo e busca por proteção de mal-feitos. Aliás, esse também foi o motivo da cassação da presidenta Dilma: havia lá os motivos para a cassação, a motivação de gente como Miro Teixeira, Roberto Freire e Cristóvão Buarque podia ser porque não podiam tapar os olhos àquilo, mas não resta dúvida de que a intensão das víboras, Temer e mais de trezentos outros vadios foi de golpe. É claro que a intensão deles foi de golpe e não o voto pela motivação correta: essa gente tinha participado dos crimes que estavam punindo. Estavam punindo a Dima por crimes que eles mesmos tinham ajudado a perpetrar.

Para a Dilma eu tenho das maiores críticas possíveis a um(a) president@, mas a ela, e só a ela, eu tenho um elogio que penso ser o maior elogio que se possa ter a quem ocupa o lugar que ela ocupou. Assim que tiver um gancho aqui tenho que aproveitar e fazer esse elogio.

Para mim, a disputa o senado nem vai se dar entre forças políticas e partidos. Na verdade a votação secreta (não sei por que é secreta, você sabe?) torna essas candidaturas avulsas. Ninguém sabe em quem o senador vai votar. Os que querem se livrar de investigações vão buscar enfraquecer os defensores de que as investigações sejam aprofundadas. E com as eleição de bolsonaro, nós defensores das investigações, estamos perdendo feio. É claro que eu também espero que a legislação sobre investigação seja aprimorada para que juízes e procuradores não possam manifestar suas índoles punitivistas ou queiram suprir vácuos nas leis com impropriedades e inadequações legais. Mas a impunidade tem que acabar.

Não podemos nós ajudarmos as serpentes a construírem seus ninhos. Não podemos permitir que elas choquem seus ovos. O quadro é muito grave. Não estou sendo excessivo: o quadro é muito grave, temos que tentar impedir. Com o que tivermos! Com quem quer que seja, mas para impedir, não para auxiliar as serpentes!

Responder

Alexandre Neres

13 de janeiro de 2021 às 14h11

Com a palavra, o comentarista cirista: “Senadores do PT apoiam candidato que tem acordo com Bolsonaro. Assim o PT contribui pra evitar o Impeachment de Bolsonaro. Haja malabarismo retórico pra explicar o inexplicável…”

Como disse o vice Mourão, os candidatos Baleia Rossi e Arthur Lira são governistas. Como bem disse o lavajatista Álvaro Dias (Podemos), os candidatos Rodrigo Pacheco e Simone Tebet são governistas.

Responder

Deixe uma resposta