Paris Café Extra: Finanças Funcionais, uma revolução copernicaniana na economia

Freixo rebate Erundina: união da esquerda pode impedir que Bolsonaro controle CCJ e Conselho de Ética

Por Redação

22 de janeiro de 2021 : 16h36

Nesta sexta-feira, 22, o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) rebateu a declaração feita pela deputada federal Luiza Erundina (PSOL-SP).

No Twitter, Erundina afirmou que lamenta uma suposta postura de fisiologismo de alguns parlamentares do PSOL que apoiam o líder do MDB, Baleia Rossi (SP), para presidência da Câmara e classificou essa postura como “barganha”.

Fonte: Reprodução / Twitter

Aliado histórico de Erundina, Freixo disse que respeita a colega, mas ressaltou que é “inaceitável insinuar que a defesa da entrada do PSOL no bloco democrático” seja apenas para negociação de cargos na Mesa Diretora da Câmara.

Fonte: Reprodução / Twitter

Além disso, o parlamentar fluminense também afirmou que a entrada do PSOL no bloco de Baleia junto com outros partidos de oposição – PT, PDT, PSB, PC do B e Rede – impediria que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) seja entregue para aliados do presidente Jair Bolsonaro.

Fonte: Reprodução / Twitter

Já Fernanda Melchionna, também deputada federal pelo PSOL, disse que o fato de Erundina ter sido escolhida como candidata, isso não autoriza a atacar o partido.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alexandre Neres

23 de janeiro de 2021 às 00h20

Engraçado que este blogue que nitidamente apoia Baleia Rossi, diga-se de passagem um péssimo candidato, não noticiou que a candidatura dele tá fazendo água. O PSL sartou fora. Cunha está minando sua candidatura ao divulgar que o protagonista-mor do golpe foi Temer, com participação ativa de Baleia. Também mencionou que as principais reuniões para discutir o golpe eram realizadas no apê de Maia, contando com os tucaníssimos Carlos Sampaio e Bruno Araújo. Todo o jornalismo tupiniquim comenta que o horroroso candidato Lira está bem à frente do queridinho do Cafezinho.

Responder

Deixe uma resposta