Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Enquanto tucanos mandam polícia roubar cobertor de sem-teto, governo alemão instala cápsulas aquecidas nas ruas

Por Redação

09 de fevereiro de 2021 : 19h25

O inverno alemão é conhecido por ser bastante pesado e cruel com os moradores de rua. Pensando nisso, a Prefeitura de Ulm (Alemanha) decidiu distribuir cápsulas aquecidas para os cidadãos que vivem nas ruas da cidade. A medida tem sido adotada nos últimos dois anos.

O material usado para a fabricação dessas cabines são aço e madeira e batizadas de Ulmer Nest (Ninho de Ulm). Para ficar aquecido, o equipamento conta com energia solar, conexão a internet e é a prova d’água. Ao todo, a Alemanha tem 650 desabrigados.

Enquanto isso, o prefeito de São Paulo Bruno Covas (PSDB) em conluio com o governador do Estado, João Doria, autorizam a Polícia Militar a confiscar cobertor de moradores sem-teto.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

EdsonLuiz.

10 de fevereiro de 2021 às 02h01

Perseguir mendigos é abjecto.

No início do mandato de João Dória como prefeito, eu morei em São Paulo. Assisti em uma noite, sob um frio que os termômetros gigantes instalados próximos às estações do metrô marcavam 15º, a funcionários com uniformes da prefeitura, usando um caminhão-pipa, lançarem água sobre os mendigos e seus pertences, cobertores junto. No dia seguinte li nos jornais locais que a prefeitura disponibilizava abrigo para os mendigos em hotéis baratos, pensões e dispensários. Essa informação não apaziguou meu espírito. O que minha memória registrou foi que eu testemunhei ali um equívoco devido à ignorância e a ignorância da cultura fria e seca de jogar aquela água em mendigos. Pensei o mal que faz o desconhecimento dos recursos de antropólogos e de seus estudos e conselhos para lidar com pessoas.

Quando passamos em áreas abertas e deparamos com casas improvisadas, devemos respeitar e não ficar olhando o ‘interior’ daquelas casas. Essas casas são os lares que essas pessoas podem ter. Quando não for possível evitar e acontecer de olharmos, muitas vezes vamos observar cacos de vasos, certamente recolhidos do lixo, ou vidros improvisando jarros, onde sempre está arrumada uma flor. Quando é assim, em geral naquela casa reside uma mulher.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?