Paris Café Extra: Finanças Funcionais, uma revolução copernicaniana na economia

Por 364 votos, Câmara decide manter Daniel Silveira na cadeia

Por Redação

19 de fevereiro de 2021 : 20h56

A Câmara dos Deputados decidiu manter a prisão em flagrante e sem fiança do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), detido desde terça-feira (16) no âmbito de inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) que investiga notícias falsas (fake news), calúnias, ameaças e infrações contra o tribunal e seus membros.

A decisão foi transformada em resolução promulgada na própria sessão.

Foram 364 votos a favor do parecer da relatora pela Comissão de Constituição e Justiça, deputada Magda Mofatto (PL-GO), que recomendou a manutenção da prisão considerando “gravíssimas” as acusações imputadas ao parlamentar. Foram 130 votos contra e 3 abstenções.

Daniel Silveira gravou e divulgou vídeo em que faz críticas aos ministros do Supremo, defende o Ato Institucional nº 5 (AI-5) e a substituição imediata de seus integrantes.

Após a prisão determinada pelo ministro Alexandre de Moraes e referendada pelo Supremo, coube à Câmara decidir se ele continua preso ou não, conforme determina a Constituição.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Gilmar Tranquilão

20 de fevereiro de 2021 às 08h22

Podiam dar algumas placas pra esse animal ficar quebrando kkkkkkk

Responder

Alexandre Neres

20 de fevereiro de 2021 às 00h45

Como sempre, em tudo que é votação na Câmara, deputados dos arremedos de partido PDT e PSB votam a favor da barbárie. O lugar onde a figurinha bombada deve ser execrada é no Parlamento. Nome aos bois: Alex Santana (PDT/BA, pró-Lira, carlista da ligação vexatória de Salvador DEM-PDT); Marlon Santos (PDT/RS, votou a favor da urgência da autonomia do BC, no dia da votação se ausentou. Ah, então tá); Subtenente Gonzaga (PDT/MG, sem comentários); Jefferson Campos (PSB/SP); Liziane Bayer (PSB/RS); Rodrigo Coelho (PSB/SC); e Rosana Valle (PSB/SP). Esse povo do Sul é culto messsmo.

Responder

O Demolidor

20 de fevereiro de 2021 às 00h27

Acredito que deve ter passado despercebido pela redação que
Alex Santana (PDT-BA), Marlon Santos (PDT-RS), Subtenente Gonzaga (PDT-MG), Jefferson Campos (PSB-SP), Liziane Bayer (PSB-RS), Rodrigo Coelho (PSB-SC) e Rosana Valle (PSB-SP) da quinta coluna ou do PCO estão dentro dos 130 apoiadores do miliciano…..

Espero que não censurem essa informação dos leitores…..

Responder

Paulo

19 de fevereiro de 2021 às 22h23

Uma decisão não esperada, pelo menos por mim. Confesso que imaginava que o corporativismo prevaleceria, ou, quando menos, perderia por pouco. Devo reconhecer, entretanto, que a Câmara deu a resposta ao STF e, ao mesmo tempo, na minha leitura, deu um recado: sacrificamos o Silveira no altar da preservação institucional, agora nos deixem em paz…

Responder

    Paulo

    19 de fevereiro de 2021 às 22h27

    “Sacrificar”, entretanto, não quer dizer cassar. Vamos aguardar!

    Responder

Deixe uma resposta