Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Aécio comemora saída de Ernesto Araújo das Relações Exteriores

Por Redação

30 de março de 2021 : 08h40

O presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados, deputado Aécio Neves (PSDB-MG), afirmou que a saída do chanceler Ernesto Araujo do comando do Itamaraty é uma oportunidade de mudança na condução da política externa brasileira, a fim de se buscar mais integração com o mundo.

“A diplomacia brasileira tem longa tradição de respeito, tolerância e equilíbrio e esses preceitos e valores precisam ser reafirmados”, disse o parlamentar.

“Devemos levar em conta análises rigorosas das oportunidades que se apresentam na conjuntura internacional para a promoção dos interesses nacionais, isentas de quaisquer preconceitos ideológicos ou partidários.”

Aécio acrescentou que a política externa brasileira deve ter como foco o multilateralismo e que isso passa, obrigatoriamente, por uma relação mais ampla com os diversos países e regiões do mundo em busca, por exemplo, de vacina para todos contra a Covid-19. “Nosso relacionamento internacional deve ser amplo, universal, sem exclusões ou alinhamentos automáticos”, comentou.

O presidente da Comissão de Relações Exteriores espera ainda que a mudança no Itamaraty “seja de política e não apenas de nomes”. Ele destacou também que, “com serenidade e responsabilidade”, o Congresso Nacional estará à disposição do novo ministro (Carlos Alberto Franco França) para contribuir na superação do grave momento que o País vive.

Demissão de Ernesto Araújo

Ernesto Araújo pediu demissão nesta segunda-feira (29) do cargo de ministro das Relações Exteriores, porque “não queria ser um problema para o presidente Jair Bolsonaro”.

Araújo enfrentava forte pressão de congressistas para deixar o posto. Ele estava à frente do Itamaraty desde o primeiro dia do governo Bolsonaro.

O novo ministro da pasta será o embaixador Carlos Alberto Franco França, diplomata de carreira que estava na assessoria especial da Presidência da República.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

dcruz

30 de março de 2021 às 15h30

Ele coloca no pacote comemorativo também o esquecimento de suas falcatruas. Agora vem com esse mi-mi-mi, chutar cachorro morto é coisa de covarde. É bom lembrar que ele ao perder as eleições inoculou ódio a Dilma e ao PT que o bozo se encarregou de propagar. Falar nisso, parece que ele tinha vários processos e o Gilmar Mendes só livrou sua cara em um. Estarei enganado?

Responder

Deixe um comentário