Paris Café: O PT tem um projeto de governo? Qual é?

Fachin autoriza Polícia Federal a buscar provas contra próprio colega ministro do STF

Por Redação

17 de maio de 2021 : 16h00

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, autorizou que a Polícia Federal busque provas contra o próprio colega, o também magistrado Dias Toffoli.

De acordo com a Folha, a decisão foi tomada baseada em dados de duas operações ligadas a extinta Operação Lava Jato do Rio que foram utilizados em uma investigação preliminar da PF que teve como consequência o pedido de inquérito contra Toffoli.

Conhecido por ter tomado decisões que favoreceram a Lava Jato, Fachin acabou aceitando a alegação da PF de que o acordo de colaboração do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (MDB), possui cláusula que prevê o uso de informações coletadas nas operações Calicute que teve como “auge” a prisão de Cabral em 2016.

Também está contemplada a Operação Boca de Lobo que prendeu o também ex-governador, Luiz Fernando Pezão, em 2018.

Em resumo, as informações serviram para elaborar o relatório em que a PF afirma que é necessário investigar suposto crime de corrupção de Toffoli em suposto esquema de venda de decisões judiciais.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

17 de maio de 2021 às 20h17

Parabéns ao Fachin! Abriu uma fenda permanente no relacionamento entre os Ministros mas cumpriu com dignidade plena a função de magistrado. Às favas o corporativismo que tanto envergonha essa Instituição! Resta saber se Bolsonaro vai intervir na PF para salvar a cara de Toffoli…

Responder

Deixe uma resposta