Cafezinho das 3: por que as manifestações de domingo floparam?

Isa Penna (PSOL) anuncia que vai a manifestação de hoje pelo impeachment de Bolsonaro

Por Redação

12 de setembro de 2021 : 08h29

A deputada estadual Isa Penna (PSOL-SP), divulgou um comunicado afirmando que vai a manifestação pelo impeachment de Jair Bolsonaro na avenida Paulista neste domingo, 12. Os atos foram organizados por movimentos de direita como o Movimento Brasil Livre e o Vem Pra Rua, mas que fazem oposição ao atual governo.

A parlamentar chegou a sofrer pressão interna da própria legenda para que não fosse a manifestação. Assim como o Partido dos Trabalhadores (PT), o PSOL também fechou questão sobre a não participação nos atos pró-impeachment de hoje.

“A Executiva Nacional do PSol informa que o partido não é organizador, não convoca e nem participará da manifestação do dia 12 de setembro. Nosso partido faz parte da campanha nacional pelo Fora Bolsonaro, que em breve definirá seu calendário”, comunicou o partido em nota.

Já a deputada afirmou em resposta ao Metrópoles que “dia 12, eu vou muito convicta de que lá nascerão as condições de uma frente ampla. Bem antes das eleições de outubro de 2022. Vou porque o caminho da autoproclamação, do dualismo e a cultura política do ódio regrediram o nosso país”.

Leia a nota de Isa Penna na íntegra!

Onde há possibilidade de diálogo eu vou. Vou pelo diálogo, estarão lá pessoas que sequer tem identidade ideológica fechada. Estarão lá porque estão sofrendo de fome, perseguições, desemprego, cortes na cultura e educação, preços e inflação altos, o atraso e a corrupção referente às vacinas; sofrendo com as mortes de milhares de brasileiros, degradação de nossa natureza e falta de água. E se eles também estão indo, eu vou. Vou pelas pessoas, pela liberdade de poder continuar divergindo de setores que estarão neste ato comigo.

Não tem diálogo com o governo, nossa democracia está correndo risco. O ato Bolsonarista no sete de setembro ameaçou direitos democráticos, e houve uma base fervorosa apoiando. E é por isso que vou sem desmerecer as causas internas do PSOL e as causas internas de outros partidos de esquerda, sei que elas existem em defesa do povo de São Paulo, do povo brasileiro, sou parte disso. Espero que eles não me desmereçam também. Estarei também no dia dia 2 de outubro.

Dia 12, eu vou muito convicta de que lá nascerão as condições de uma frente ampla. Bem antes das eleições de outubro de 2022. Vou porque o caminho da auto proclamação, do dualismo e a cultura política do ódio regrediram o nosso país. Respeito a todos que acham que precisamos ter mais tempo pra construir essa unidade, mas não arriscarei com o imobilismo, pode custar caro demais. Onde há interesses eleitorais de primeira, segunda ou terceira via, que nós levemos o nosso programa político.

Vou pela democracia. Sei as muitas ocasiões que o MBL flertou com o autoritarismo. Mas é muito importante que tenham mudado de posição e saído do governo Bolsonaro. Assim como MDB e PSDB também. E como diz o poeta pernambucano Marcelo Mário de Melo: que seja “uma frente ampla, tão ampla, até doer!”

Vou pelo nosso povo que espera soluções que podem vir com a participação de uma deputada do PSOL, mas creio que devemos aproveitar esse momento para demonstrar que o nosso amor pelas pessoas, a firmeza na defesa das conquistas democráticas e a esperança ativa são insuperáveis. Onde sempre teve ódio que nós os constranjamos com amor.

Continuarei defendendo como oposição, e contra vários setores que estarão nessas manifestações com a luta da nossa militância, da juventude, com as posições políticas que comprometem o avanço dos direitos sociais, da luta do povo, das mulheres, dos povos indígenas, LGBTQS e todas as pautas que me comprometi e defendo no PSOL e na minha trajetória política.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

EdsonLuiz.

14 de setembro de 2021 às 17h24

Isa é uma militante exatamente lúcida.
Isa Penna é combativa, progressista e lúcida.

Alguma lucidez ė coisa dificil; Muita lucidez ė coisa quase impossível neste país de puro vício!

Vocês impostores, que vivem falando em democracia; vocês que prostituem o significado do que é progressismo e do que é ser progressista, aprendam com Isa.

Eu não estou falando desse posicionamento de Isa de agora, de comparecer ao ato na Avenida Paulista com outras forças políticas, não. Eu estou falando ée. de suas posturas, de suas leituras, de sua formação, do que Isa entende por marxismo.

O que eu estou falando é: acompanhem Isa, conheçam Isa… E aprendam o que é ser democrata, o que é ser progressista, mesmo sendo de esquerda e sem abrir mão de ser radical.

Isa é super hiper radical, para a vida, para o amor, para a política, para tudo!
Com Isa você, impostor, vai aprender que ė possível ser o mais radical de todos, mas ter lucidez, ser democrata e ser progressista de verdade.

A democracia e o progressismo são o maior legado do liberalismo para a civilização, é natural que a direita seja mais progressista. É natural que no capitalismo maduro, na Dinamarca, na Noruega, na Finlândia, na Suécia, na Suíça, etc, haja maior progressismo. É natural que adeptos autênticos de direita, seja no Brasil, seja em qualquer país, sejam mais autenticamente progressistas, e de modo natural, sem precisar declarar que é progressista. Afinal, progressismo é um produto da cultura liberal, do capitalismo.

Mas Isa Penna mostra que é possível ser de esquerda e ser democrata sem ser um impostor; que é possível se de esquerda e ser progressista sem ser um impostor. Isa Penna mostra que é possível ser radical e no entanto não ser antipolítica.

Isa Penna não vive por aí dizendo que ė progressista, mas é; você passa o dia todo repetindo que é progressista, mas é um grande impostor.

O PT não tem quase nada de progressista, e o que tem de progressista usa com oportunismo, o que mancha o caráter progressista que quer ter. O Brasil171 é uma impostura diária; a última bomba estúpida que eu vi sair dali foi o seu editor ter dado uma declaração pró-talibã. Mais antifeminino que isso, impossível! No PSOL há progressismo, e eu espero que se aprofunde, mas também há no PSOL um tanto de imposturas e intolerâncias que precisam ser combatidas.

Vocês todos que fazem declarações de progressismo e de serem democratas, comecem a honrar suas declarações de intenção denunciando a impostura de quem está contaminando esses valores com suas estreitezas.

Não é por ser de esquerda que não se possa ser progressista, mas denuncie defensores de autoritarismo, denuncie corruptos e os que defendem e protegem corruptos, corra de hegemonistas, derrotem os que defendem ditaduras. Se ele fala em democracia aqui, mas defende ditadura para outro povo, não se engane, assim que puder ele avança com o autoritarismo aqui.

Seja um progressista de verdade. Se você ajudar a prostituir o progressismo, a vida vai dar em recessão, em desemprego, em fome, em Lula, em bolsonaro, em Cristina Kirchner, em Pútin, em Cuba, em Orbam, em racismo, em homofobia. Se você sujar o progressismo e banalizar e prostituir o seu significado, a vida vai dar para além de nada, a vida vai dar em coisa ainda pior do que não dar em nada.

Quer o progresso da humanidade? Pare de prescrever ideologismo. Tenha a sua ideologia, mas pare com doutrinações. Não prenda ninguém a você e não o obrigue ao que você acredita. De preferência, substitua você mesmo suas crenças por fatos, dados e evidências, abandonando o doutrinamento a que o submeteram. Seja livre! Seja uma mulher livre! Seja um homem livre!

Interfira sempre na realidade, mas deixe as pessoas existirem livres.
Você pode ser radical. Radicalismo muitas vezes é necessário. Algumas vezes radicalismo é a única opção, como no combate à corrupção no Brasil, no combate à ameaça que significa bolsonaro ou nas medidas econômicas CORRETAS para valorização do trabalho e distribuição mais justa de renda, sem medidas artificiais e enganadoras, como as medidas adotadas por populistas.

Aprendam com Isa Penna!

Responder

Luiz Pedro

12 de setembro de 2021 às 22h12

A Isa falou muito bem. Temos que estar todes contra o Bozo juntes, pra mostrar nossa força nas ruas. Seja hoje, em 2 de Outubro, 15 de Novembro, ou qualquer outra data em que se marquem protestos contra o Bozo. Quem é contra o Bozo, é contra o Bozo sempre, não é contra o Bozo “Só se a gente organizar a manifestação”.

Responder

    Tiago Silva

    12 de setembro de 2021 às 23h46

    Caro Luiz Pedro, também não dá para ser contra o Bozo e a favor de Mourão ou Paulo Guedes… Mas o pessoal que organizou o ato e seus financiadores querem apenas manter o neoliberalismo desumano pós-Golpe.

    Bolsonaro é apenas um dos representantes do Bolsonarismo (Neoliberafascismo), tem também representantes de sapatênis – mesmo que hoje estejam contra Bolsonaro.

    E o máximo de povo pobre que esteve naquela manifestação foi o pessoal que ganhou R$ 50,00 para segurar cartazes de “Volta Temer”!!! Kkkkkk

    Responder

Paulo

12 de setembro de 2021 às 20h44

Legal a camisa dela, rsrs…

Responder

aderbal

12 de setembro de 2021 às 11h43

Quem??

Responder

Tiago Silva

12 de setembro de 2021 às 10h16

É nesses momentos que separa-se o joio do trigo…

A vereadora Isa Penna do PSOL de SP contraria uma deliberação de seu partido para ir a um ato organizado por MBL/Vem Pra Rua/Partido Novo… Isso é individualismo ou desrespeito a deliberações coletivas de um partido que deveria seguir um programa partidário?

O pior é que a vereadora é um poço de contradições:

1) Fala em Democracia, mas vai a um Ato organizado pelos atores políticos que foram contra a democracia recente…. Ou alguém acha que o MBL, Vem pra Rua, Lava-Jato, Partido Novo tem algum compromisso com a “Democracia”???

Quem tem memória sabe o que eles fizeram para impor o Neoliberalismo Autoritário que eles quiseram impor e conseguiram impor com o Parlamentarismo de Fato que promoveu o Elitismo e Entreguismo que defendem, assim como promoveram e se beneficiaram com a associação aao Bolsonarismo (a grande maioria pediu votos para o Bozo, insuflou o antipetismo e ainda teve grande votação surfando a onda bozista).

2) Engraçado que tenta criar uma narrativa que para se opor ao NeoNazismo do Bozo (Neoliberalismo mais NeoNazismo) tenha que falar que “não existiria outra alternativa” (para citar Tatcher) que não seja se associar a NeoFascistas (Neoliberalismo mais NeoFascismo) de MBL, Vem Pra Rua, Lava-Jato, Mamãe Falei, Kim Kataguri, Sérgio Moro, etc????

3) Fala em defender o povo… mas será que ela acha que o “povo” estará nessa manifestação do MBL/VPR/Novo????? Kkkkkk só se for o “povo da Faria Lima”… Kkkkk E defender apoiando aos que insuflam o anti-petismo (que na verdade buscam também excluir a esquerda do debate) para enfiar goela abaixo o Neoliberalismo Autoritário que esses Neofascistas defendem…. Será que ela é tão ingênua assim????

4) Qual amor advém do MBL??? Vem pra Rua??? Lava-Jato??? Partido Novo??? Só se for amor às suas finanças e ao Mercado… ou amor a entregar o patrimônio nacional!!!!

5) É mais um caso de uma pessoa que diz defender uma série de pautas, mas age para beneficiar quem é contra (através de um Neoliberalismo Autoritário) de todas essas pautas que diz defender… Ou seja, mais um caso da “Esquerda que a Direita gosta”…

Ahhh mas ainda se argumenta “E o Lula”? Kkkk O Lula faz o papel dele em buscar ser uma opção de voto da maioria da população (que hoje mais do que nunca busca ser contra esse Neoliberalismo Autoritário que MBL/VPR/Novo/PSDB/DEM defenderam para o Golpe e para produzirem o Bozo). O Lula teve equívocos no governo, principalmente em não mudar as estruturas da desigualdade que foram montados por Collor e FHC… porém seria pressionando o Lula ou qualquer outro presidente para que as mudanças estruturais aconteçam (veja o caso do Chile que um governo de Direita teve que engolir os anseios de uma população que soube pressionar)… ao invés de justificar a fraca coerência da vereadora e de outros que vão insuflar esses NeoFascistas que só buscam manter o Neoliberalismo insensível no Brasil.

Por essa falta de noção de momento não merece mais o voto de quem essa vereadora diz que defende!

Responder

Tiago Silva

12 de setembro de 2021 às 09h49

É nesses momentos que separa-se o joio do trigo…

A vereadora Isa Penna do PSOL de SP contraria uma deliberação de seu partido para ir a um ato organizado por MBL/Vem Pra Rua/Partido Novo… Isso é individualismo ou desrespeito a deliberações coletivas de um partido que deveria seguir um programa partidário?

O pior é que a vereadora é um poço de contradições:

1) Fala em Democracia, mas vai a um Ato organizado pelos atores políticos que foram contra a democracia recente…. Ou alguém acha que o MBL, Vem pra Rua, Lava-Jato, Partido Novo tem algum compromisso com a “Democracia”???

Quem tem memória sabe o que eles fizeram para impor o Neoliberalismo Autoritário que eles quiseram impor e conseguiram impor com o Parlamentarismo de Fato que promoveu o Elitismo e Entreguismo que defendem, assim como promoveram e se beneficiaram com a associação aao Bolsonarismo (a grande maioria pediu votos para o Bozo, insuflou o antipetismo e ainda teve grande votação surfando a onda bozista).

2) Engraçado que tenta criar uma narrativa que para se opor ao NeoNazismo do Bozo (Neoliberalismo mais NeoNazismo) tenha que falar que “não existiria outra alternativa” (para citar Tatcher) que não seja se associar a NeoFascistas (Neoliberalismo mais NeoFascismo) de MBL, Vem Pra Rua, Lava-Jato, Mamãe Falei, Kim Kataguri, Sérgio Moro, etc????

3) Fala em defender o povo… mas será que ela acha que o “povo” estará nessa manifestação do MBL/VPR/Novo????? Kkkkkk só se for o “povo da Faria Lima”… Kkkkk E defender apoiando aos que insuflam o anti-petismo (que na verdade buscam também excluir a esquerda do debate) para enfiar goela abaixo o Neoliberalismo Autoritário que esses Neofascistas defendem…. Será que ela é tão ingênua assim????

4) Qual amor advém do MBL??? Vem pra Rua??? Lava-Jato??? Partido Novo??? Só se for amor às suas finanças e ao Mercado… ou amor a entregar o patrimônio nacional!!!!

5) É mais um caso de uma pessoa que diz defender uma série de pautas, mas age para beneficiar quem é contra (através de um Neoliberalismo Autoritário) de todas essas pautas que diz defender… Ou seja, mais um caso da “Esquerda que a Direita gosta”…

Por essa falta de noção de momento não merece mais o voto de quem essa vereadora diz que defende!

Responder

Deixe um comentário