Cafezinho das 3: por que as manifestações de domingo floparam?

Vem pra Rua infla boneco de Lula abraçado com Bolsonaro

Por Redação

12 de setembro de 2021 : 15h25

Diferentemente do que foi dito de que os atos marcados para este domingo, 12, seriam exclusivamente pelo impeachment de Jair Bolsonaro, o Vem Pra Rua inflou durante a manifestação na avenida Paulista um boneco gigante do ex-presidente Lula abraçado com Jair Bolsonaro.

Na imagem divulgada nas redes sociais, Lula está vestido com roupa listrada, como um presidiário, enquanto Bolsonaro usa uma camisa de força. Os manifestantes começaram a se concentrar por volta das 11hrs.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Manoel

13 de setembro de 2021 às 07h27

Primários . Uma tentativa covarde de quem se posiciona atrás do muro ,na tocaia , e por isso mesmo não tem a confiança necessária da população. Vivem de carona !!!

Responder

EdsonLuiz.

12 de setembro de 2021 às 17h43

Mesmo que o PT, não adira aos atos unitários pelo afastamento de bolsonaro e defesa da democracia, a presença desse boneco nas manifestações em nada contribui para a unidade que a ameaça que bolsonaro significa para a democracia exige.

Os atos são de denúncia contra os erros de bolsonaro. Quando os atos forem de outra natureza a presença do boneco pode fazer sentido, mas não nestes atos pelo impeachment de bolsonaro

Esse boneco precisa ser esvaziado. Ato unitário é ato unitário, e precisa estar aberto para a adesão, mesmo que atrasada, de quem não aderiu nas primeiras chamadas.

Os mais experientes que estiveram no ato deste dia 12 precisam chamar para si a gestão dos conflitos na organização dos atos, principalmente junto a meninos como os do MBL, mostrando a importância de afastar tudo o que divide.

Manter narrativas e símbolos que separam os democratas é cultivar a mesma prática que se condena no PT. E mesmo com o negacionismo petista de que bolsonaro não é uma ameaça tão séria à democracia que exija a união e o diálogo de todos, é preciso afastar qualquer detalhe que sirva de impedimento para os petistas democratas que quiserem participar das mobilizações unitárias.

Fora bolsonaro!

Responder

Jorge Fernandes

12 de setembro de 2021 às 17h14

Eram esses que queriam que a militancia do PT fosse para a rua hoje.

A palavra de ordem é: Somos todos Cunha.

Não passam de fascistas calhordas

Responder

Deixe um comentário