Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Imagem: Reprodução / STF

Moraes afirma que candidatos ‘irão para a cadeia’ se usarem milícias digitais em 2022

Por Redação

28 de outubro de 2021 : 20h33

Durante seu discurso no Tribunal Superior Eleitoral, o ministro Alexandre de Moraes (STF) foi claro ao dizer que está na linha de combate as milícias digitais e que se houver a repetição de disparos de mensagens como ocorreu em 2018 candidato “irão para a cadeia” e como consequência o registro da chapa será cassado. Vale lembrar que o magistrado será o presidente do TSE no próximo ano.

Apesar de ter votado contra a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão por questão de “lapso temporal”, o ministro esclareceu que houve disparo em massa e o financiamento não declarado dessas ações. Moraes também confirmou a existência de um “gabinete do ódio”.

“Houve disparo em massa. Se os autores da ação negligenciaram a prova, isso é outra questão. Há gabinete de ódio”.

O ministro é relator dos inquéritos no STF onde as provas já foram compartilhadas com o TSE para colaborar com as investigações sobre um esquema de disparos em massa no pleito de 2018. 

“O lapso temporal pode ser impeditivo de uma condenação, mas não é impeditivo da absorção, pela Justiça Eleitoral, do modus operandi que foi realizado, e que vai ser combatido nas eleições 2022. Se houver repetição do que foi feito em 2018, o registro será cassado. E as pessoas que assim fizerem irão para a cadeia por atentar contra as eleições e a democracia no Brasil”.

Por fim, Moraes mandou um recado para aqueles candidatos que acreditam na tese de que a Justiça brasileira vai ignorar os crimes devido ao julgamento que livrou a cassação Bolsonaro-Mourão.

“A Justiça Eleitoral não será pega de surpresa. A Justiça aprendeu, a Justiça fez sua lição de casa. A Justiça Eleitoral se preparou e esse julgamento deixa muito claro isso. Nós já sabemos como são os mecanismos, quais são as provas que devem ser obtidas e como. E não vamos admitir que essas milícias digitais tentem novamente desestabilizar as eleições a partir de financiamento espúrios não declarados. A partir de interesses econômicos não declarados e que estão sendo investigados, pois aqueles que auxiliaram depois tiveram uma contrapartida. Não há almoço grátis no mundo”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Zulu

28 de outubro de 2021 às 22h56

O cabeça de órgão reprodutor masculino alegou falta de provas do “fato específico”, mas avisou que “se o fato se repetir nas eleições do ano que vem” ele vai condenar e mandar prender.
Repitir o que ?
Quem está sendo acusado de algo ?
Qual seria o crime ?
Vai mandar prender mesmo sem provas ?

Responder

Fanta

28 de outubro de 2021 às 21h46

7-0

Responder

Luan

28 de outubro de 2021 às 21h43

Ninguém muda o próprio voto por receber mensagem de WhatsApp… é cada idiotice que a gente vê nesse lugar.

O dia que Moro saiu do Governo o cocô estourou na cabeça de ovo desse tucano.

Responder

William

28 de outubro de 2021 às 21h35

Este imbecil tá se achando demais, a chance de chutar este cherife fascistoide do STF foi no dia 7 de setembro, foi uma ocasião perdida.

É engraçado ver como quem aponta o fascismo aos outros a cada 3 minutos fique calado diante aos atos intimidatorios e plenamente ditatoriais dessa cabeça de penis.

Responder

Kleiton

28 de outubro de 2021 às 21h30

Faz tempo que a merda estourou na cabeça desse fascistoide, esse cretino não tem as mínimas condições de fazer parte de qualquer Tribunal Superior.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?