Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Medida provisória acaba com incentivos à indústria petroquímica

Por Redação

06 de janeiro de 2022 : 07h53

Expectativa é de perda de 85 mil empregos, R$ 3,2 bilhões em arrecadação e queda de R$ 5,5 bi no PIB

A Medida Provisória 1095/21 extingue o Regime Especial da Indústria Química (Reiq). Segundo o governo, a MP foi editada para compensar a desoneração do Imposto de Renda para empresas aéreas sobre o leasing de aeronaves, prevista na MP 1094/21. O regime, que valeria até 2025, reduzia as alíquotas da contribuição para o PIS/Pasep) e a Cofins sobre matérias-primas químicas e petroquímicas. O fim dos incentivos tributários já estava previsto na MP 1034/21, mas a previsão era fazer uma redução gradual

Segundo a Agência Câmara de Notícias, extinção imediata pegou o setor de surpresa. A Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim) a mudança cria insegurança jurídica e afronta decisão do Congresso, que já havia aprovado a extinção gradual dos benefícios. A Abiquim divulgou nota afirmando que o fim abrupto do Reiq coloca em risco 85 mil empregos, acarretará uma perda de arrecadação de R$ 3,2 bilhões e uma queda no Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 5,5 bilhões.


Com informações da Agência Câmara de Notícias e Agência Senado

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário

O 2021 de Ciro Gomes O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou?