Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Marina sinaliza possibilidade de apoiar Lula

Por Redação

13 de março de 2022 : 12h40

A ex-senadora Marina Silva (Rede), que se afastou do Partido dos Trabalhadores (PT) em 2008 e de lá pra cá fez diversas críticas a sigla, sinalizou neste domingo, 13, que poderá apoiar a candidatura do ex-presidente Lula (PT) nas eleições deste ano.

Na prática, ela colocou a possibilidade de uma reconciliação. Porém, ela disse que neste processo será necessário que o PT faça uma autocrítica sobre a relação turbulenta que nutriu com a ex-ministra do Meio Ambiente, Marina deixou claro que não tem nada pessoal contra Lula.

“Fica essa história, como se eu fosse uma mulher rancorosa que não sabe separar os grandes desafios postos no Brasil. Eu estou disposta a conversar no campo da democracia. Da minha parte, não tenho nada pessoalmente contra o Lula. São questões concretas, de natureza objetiva e que podem sim ser conversadas”, disse em entrevista ao O Globo.

“Tenho divergências e considero que, possivelmente, o ex-presidente Lula tenha divergências comigo. Quando eu era ministra (do Meio Ambiente) isso ficou explícito em temas muito concretos. Já do ponto de vista pessoal, quando ele ficou com câncer, eu o visitei. Quando o meu pai morreu, ele me ligou. As pessoas não podem fazer esse reducionismo. Não é uma questão de pedido de desculpa pessoal. É uma questão de mudança de postura”, esclareceu.

Em outro momento da entrevista, a ex-senadora destaca que a tarefa do campo progressista não será apenas de derrotar Jair Bolsonaro (PL), mas de derrotar o bolsonarismo e liderar um processo de reconstrução nacional.

“É preciso debater posições de natureza política, de como se quer chegar ao mais alto posto da República. As eleições em que se chegou pela mentira, pelo ódio, abuso do poder econômico e do poder político, como houve em diferentes governos após a reconquista da democracia, não nos servem. Isso precisa ser reconhecido em um novo pacto”, observou.

A ex-ministra também falou sobre um dos pontos de divergência com o pré-candidato do PDT, Ciro Gomes.

“Há uma divergência, sim, e eu a manifestei claramente quando João Santana passou a fazer parte do processo político. Mas, obviamente, essa é uma escolha do PDT e do ex-ministro Ciro Gomes. E eu só tenho a divergência com o fato de João Santana ter sido a pessoa que, na campanha da Dilma, enxertou o ódio, a polarização e a mentira como estratégia de se chegar ao governo. Mas eu não reduzo o Ciro Gomes ao João Santana”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

EdsonLuíz.

15 de março de 2022 às 14h31

Gente: o artigo a que o meu perseguidor, Alexandre/o petista-bolsonarista se refere aí embaixo é ‘A Rússia, a Ucrânia e o Jogo de Xadrez’, do dia 11/04, às 08:46h.

Qualquer um que não houver lido, é so abrir o post, ler, e formar a própria opinião.

Eu nunca seria desagradável com ninguém. Quem lê o que eu escrevo sabe disso. Agora, se o que você relata está baseada em fatos e não em narrativas e alguém se sente desagradado, fazer o quê? Denunciar corruptos, por exemplo: denunciar corruptos não é ser desagradável! Denunciar corruptos é denunciar corruptos!

Mesmo com esse ultra-desagrável meu perseguidor, Alexandre Néris, todos que tomam cafés aqui sabem que eu evitei muito de ser desagradável com ele.

Quanto ao artigo a que ele se refere e diz que eu fui desagradável com o autor, diante do horror que está se passando contra o povo da Ucrânia e ao ler um artigo fazendo apologia da guerra já a partir da epígrafe que foi usada na abertura do artigo e com o desfile naquele artigo de narrativas que são as narrativas oficiais dos autoritários da Rússia do sanguinolento Vladimir Putin, narrativas essas que são repetidas aqui pelos autoritários e antiprogressistas brasileiros, wue apoiam aquele horror que está vivendo a Ucrânia, resolvi reagir como achei que devesse. Cabe a quem ler avaliar.

Já o meu perseguidor aqui, melhor para este post seria se ele começasse por explicar a boiada petista que foi construir a usina hidrelétrica de Belo Monte, as formas petistas para financiar Belo Monte e as formas de viabilizar Belo Monte.

Responder

Alexandre Neres

15 de março de 2022 às 01h19

No seu afã de tentar igualar Lula e Bolsonaro em diversos momentos, o Pianca faz ataques profundamente levianos a Lula.

Primeiro, o Pianca deve desculpas pelas grosserias dirigidas ao articulista Valério Oliveira, que escreveu um texto honesto e coerente com as ideias que defende. Pianca tachou-o de mentiroso, foi de uma falta de educação imensa, desrespeitando solenemente uma pessoa que se revelou íntegra. Porém, tenho que admitir que o Pianqueta tomou na tarrequeta. Aí veio dando carteirada, que fazia relatórios na Sefaz e coisa e tal, do tipo “você sabe com quem está falando?”

Voltando ao que Marina disse, em diversas situações, Lula na condição de líder respaldou as posições da Dilma em detrimento das de Marina. Um líder tem que decidir e isso ele fez. Não tem certo nem errado, dada a correlação de forças, tem-se que tomar uma decisão a favor de um lado ou de outro. Lula assumiu sua posição, correndo risco de ter cometido um equívoco.

Embora a situação seja complexa e existirem vários fatores a serem ponderados, sinto-me mais próximo das posições de Marina e dos povos da floresta no caso de Belo Monte, por exemplo, mas reconheço que o caso é difícil. Não existe uma solução simples, sobretudo para quem tem que fazer a mediação entre diversos setores distintos.

Querer comparar as posições de Bolsonaro com as do PT em termos ambientais é de uma leviandade sem par. Nem em arroubos retóricos se pode ser tão calhorda a ponto de estabelecer comparação tão descabida. O PT ao longo do tempo foi se tornando um importante ator mundial nas questões ambientais, propondo e tentando cumprir metas avançadas e auspiciosas.

Pianca: “Não xinguem bolsonaro de passar a boiada dele sem antes fazer a autocrítica de que o PT também passou um monte de boiada.” Um tipo de acusação como essa depõe contra a credibilidade de quem profere a asneira. Lamentável essa associação maldosa com passar a boiada do indefectível Salles (ex-Novo), enquanto o Ministro da Justiça Moro ficou convenientemente em silêncio, na medida em que o PT sempre foi protagonista na área ambiental, conquanto tenha cometido erros no governo, o que é natural.

Responder

EdsonLuíz.

13 de março de 2022 às 13h19

Marina Silva disse sobre Lula e o PT: ” Não é uma questão de pedido de desculpa pessoal; é uma questão de mudança de postura!”.

Mudança de postura!

E ela fala soobre as divergências com Lula sobre as questões ambientais. Prestemos atenção: é a Marina quem fala!

Nós não fazemos críticas duríssimas sobre o bolsonaro “passar a boiada”?

Temos toda a razão nessa crítica, mas se eu escrevo aqui repondo a verdade sobre Lula e o PT terem “passado a boiadinha (boiadinha bem grande, por sinal!), é só eu escrever que já vem o repetido doutrinado ultra-esquerdista de meia tigela Alexandre Néris com suas correções mentirosas. E ele ainda diz que é para repor, mas não repõe nada ou repõe mentiras!

Muda PT! Hoje vocês não passam de responsáveis pela maior recessão da história de nossa economia, de terem desindustrializado o Brasil e de serem apoiadores da covarde sanguinolência contra o povo da Ucrânia, que só pedia a outros povos a proteção contra o massacre de corpos que sofreriam da ditadura da Rússia e de seu ditador Vladimir Putin, que Lula e o PT apoiam. E como não deu tempo para conseguirem essa proteção da OTN os ucranianos estão sofrendo o massacre cruel que a maioria dos petistas apoiam.

Muda PT!
Se converta à democracia!
Se converta ao progressismo!
Defendam a autodeterminação dos povos!
Defendão a soberania dos países!
Defendam os povos oprimidos por ditaduras!
Defendam com sinceridade o meio ambiente!

Não xinguem bolsonaro de passar a boiada dele sem antes fazer a autocrítica de que o PT também passou um monte de boiada.

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro