Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Imagem: Divulgação / Palácio do Planalto

Ipespe: Bolsonaro cresce quatro pontos, mas Lula fica próximo de vencer no 1° turno

Por Gabriel Barbosa

06 de abril de 2022 : 10h02

Nesta quarta-feira, 6, foi divulgada mais uma pesquisa da XP/Ipespe onde mostra nova recuperação de Jair Bolsonaro (PL) nas intenções de voto.

Apesar disso, os números também mostram que, em votos válidos, o ex-presidente Lula avançou 1 ponto e chegou a 50%, o que lhe garantiria uma vitória no primeiro turno (é necessário 50% mais 1 voto para se ganhar no primeiro turno).

Neste levantamento, o inquilino do Planalto chegou a 30% das intenções totais, cresceu 4 pontos e fora da margem de erro. Já o ex-presidente Lula (PT) continua na liderança com seus 44% das menções. Vale lembrar que essa é a primeira pesquisa sem a presença do ex-juiz Sérgio Moro (União Brasil).

Na chamada terceira via, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) oscilou de 7% para 9%, João Doria (PSDB) saiu de 2% para 3% e Simone Tebet MDB) foi de 1% para 2%. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.

É importante observar que com a desistência de Moro, os eleitores “lavajatistas” se dividiram entre Bolsonaro (+4%), Ciro (+2%), Doria (+1%) e Simone Tebet (%1). A saída do ex-juiz também fez crescer o número de branco/nulo (+3%).

No que diz respeito a avaliação, o Governo Bolsonaro continua com a tendência de recuperação. Mas por outro lado, o nível de ruim/péssimo continua estável com 54%.

Diante deste cenário, pode-se analisar que o “ganho de gordura” do governo vem dos eleitores que avaliaram a gestão federal como regular. Com isso, é possível concluir que Bolsonaro começou a recuperar uma fatia do seu eleitorado de 2018.

Mas por outro lado, o gargalo do governo continua sendo a deterioração da economia. Cerca de 63% dos entrevistados disseram que a economia do país, marcada pelo desemprego, fome e inflação nas alturas, está no caminho errado. Outros 29% dizem que o governo conduz a economia de forma correta. Já 8% não soube responder.

Por fim, o ex-presidente Lula (PT) continua atropelando Bolsonaro numa disputa de 2° turno. Segundo a pesquisa, o petista venceria por 53% contra 33% do seu adversário direto. Mas apesar disso, o ex-presidente viu sua vantagem cair cinco pontos, de 25% para 20%, ao longo dos últimos dois meses.

O levantamento foi feito por telefone e ouviu 1.000 pessoas entre 2 e 5 de abril. O nível de confiança é de 95,45%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o código BR-03874/2022.

Acesse a pesquisa completa clicando aqui.

Gabriel Barbosa

Jornalista com passagens pelo Grupo de Comunicação O POVO (Ceará), RedeTV! e Band News FM. Pós-graduando em Comunicação e Marketing Político.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Saulo

06 de abril de 2022 às 22h13

14 milhões de desempregados deixados pelo governos anteriores, mais da metade dos brasileiros economcanente ativos no SPC, saída de Moro do Governo, 2 anos e meio de pandemia economia parada por meses, crise hídrica histórica, inflação, ecc…

Se a esquerda não ganhar as eleições é porquê está completamente falida.

Responder

Dutra

06 de abril de 2022 às 17h12

O povo brasileiro precisa eleger Lula no primeiro turno! Ninguém suporta mais o desgoverno do Bozo,genocida, incompetente, prepotente, fascista e corrupto! FORA BOSTANARO!

Responder

Francisco*

06 de abril de 2022 às 15h55

Agora sim, a manchete que de fato resume a pesquisa em relação a anterior, revelando que nos votos que interessam, os válidos, a soma dos demais candidatos perdeu 3 pontos (de 48% para 45%) e Lula com os mesmos 44%, empata no centro da margem de erro, aumentando em muito a possibilidade de vencer logo no primeiro turno.

Aos demais couberam o rearranjo dos 10% obtidos pelos ora ausentes, Moro e Leite, na pesquisa anterior, com perda de 3% para os votos inválidos, aumentando em muito as chances de Lula, mesmo sendo abduzido positivamente ao mínimo e ‘holofotado’ negativamente ao máximo, dia sim e o outro também, pelo braço midiático da sempre golpista e xucra classe dominante.

A cada desobstrução realizada na terceira via, com a retirada de uma das geringonças que ajudaram a atravancar, demolir e atolar o país, maior se torna a possibilidade do Brasil real e não paralelo, verde, amarelo, azul e branco, vencer no primeiro turno, livrar-se do encosto incompetente e tapado que lhe alçaram às costas, em 2018, e sair do atoleiro em que o meteram com o golpe de 2016.

Responder

carlos

06 de abril de 2022 às 14h21

O pastor Arilson Oliveira, é meu pastor nada me sobrará, art. 171 esse é o crime.

Responder

Francisco*

06 de abril de 2022 às 13h09

Pesquisa é uma questão de jeito e a manchete da dita engana até a primeira análise sem jeito, com os dados resultantes relacionados além superfície.

Na em questão, a relativa manchete destaca que Bolsonaro cresceu (4%), mas esquece de destacar o contexto no qual não se manteve as mesmas opções de candidatos da pesquisa anterior, através das ausências dos candidatos Moro (9%) e Eduardo Leite (1%), que implicaram na redistribuição desses 10% entre os demais candidatos, à exceção óbvia de Lula, dado as raízes dos ora ausentes.

Analisando-se então, a possibilidade da eleição ser decidida em primeiro turno, observa-se que na pesquisa anterior, à exceção de Lula, a soma dos índices dos demais candidatos totalizam 48%, contra 44% de Lula (nos válidos, 52% contra 48%), que pode vencer no primeiro turno, em improvável extremo da margem de erro, enquanto na última pesquisa, hoje divulgada, a soma dos demais candidatos totaliza 45%, contra 44% de Lula (nos válidos 50,6% contra 49,4%), que pode vencer no primeiro turno, agora em empate no centro da margem de erro.

Essa poderia ser a manchete, ainda mais considerando-se que a pesquisa é telefônica e sabendo-se que nas presenciais (mais exatas) Lula apresenta dois a três pontos a mais que o extrema segunda via, na mira da também sócia golpista, terceira via da classe dominante.

E vamos, que vamos, restam 178 dias e 19 horas.

Responder

William

06 de abril de 2022 às 13h04

Que 40% dos brasileiros pretendam votar para o representante de uma quadrilha que desviou bilhões é assustador… É claro sinal de falta de um mínimo de regras básicas de civilização.

Se vc perguntar a estes eleitores algo a respeito das posições de Lula não fazem a mínima ideia…a maioria dessas pessoas por exemplo é contra o aborto e se vc perguntar se sabem se Lula é a favor ou contra não fazem a mínima ideia.

Nos coitados dos brasileiros foi colocado na cabeça que o tal de pobre deve votar no Lula (sa bem se lá por que…) E por falta de pensamento próprio a maioria obedece.

Infelizmente os brasileiros são explorados desde sempre com eternas e falsas promessas.

OBS: Lula não é a favor do aborto, finge ser para não perder os votos das mulheres, Lula não deixaria abortar a própria mulher de jeito nenhum.

Responder

Fanta

06 de abril de 2022 às 12h21

As pesquisas estão ajustando os números para tentar alinhar com a realidade pois quanto mais perto das eleições quanto menos dá para inventar e tentar empurrar o candidato que mais distribui dinheiro em eventual governo…

É claro que Bolsonaro nunca teve menos de 40% de votos desde janeiro de 2019.

Basta comparar as manifestações do dia 7 de setembro com as de esquerda…

Responder

Kleiton

06 de abril de 2022 às 11h43

Não tem a espontânea ?

Responder

Paulo César Cabelo

06 de abril de 2022 às 10h16

Gente parem de ler manchetes e analisem os números.
Primeiro , não se pode afirmar que o Bolsonaro cresceu pois os nomes nessa lista são diferentes dos da última pesquisa.
Segundo , Lula foi o grande beneficiado , na última pesquisa Lula tinha 44% e todos os outros somavam 48 , agora Lula tem os mesmos 44% e todos os outros somam 44% , ou seja ele venceria no primeiro turno e cresceu em votos válidos.
Eles tiraram o Janones , o candidato do Novo e o Leite , além do Moro , com tudo isso Bolsonaro ganhou quatro pontos apenas.
Os candidatos foram tirados pra tentar inflar o Bolsonaro mas no fim a pesquisa foi excelente pro Lula.
Vamos aprender a somar e a pensar antes de cair na narrativa das manchetes.

Responder

marco

06 de abril de 2022 às 10h15

Ciro oscilou de 7 para 9.
Fala que o “cara” subiu ” car#@$% ” !
Dá nojo de ver o viés lulista do canal.

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador da Bahia O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes