Fundador do Instituto Ideia vê chance de Lula vencer no 1° turno

Fotos: Ricardo Stuckert e Divulgação

Distância de Lula para Bolsonaro cai para 7 pontos no 2° turno, diz pesquisa

Por Redação

20 de maio de 2022 : 08h45

Na noite desta quinta-feira, 19, a Exame/Ideia também divulgou sua pesquisa eleitoral para a presidência da República e mostra uma queda na vantagem do ex-presidente Lula contra Jair Bolsonaro no 2° turno.

Na série histórica da pesquisa, Lula chegava a registrar 17 pontos de vantagem em dezembro de 2021. Na pesquisa divulgada em abril, a diferença era de 9 pontos e agora, de apenas 7.

Além do 2° turno, a Exame/Ideia também levantou cenários de 1° turno que mostram a liderança de Lula.

No primeiro cenário, o ex-presidente lidera com 41% das intenções de voto contra 32% de Bolsonaro. O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) chega a 9% e João Doria fica com 2%. Os outros nomes variam entre 0,1% e 1%. Branco e Nulo com 4% e Não sabe 8%.

No cenário 2, Lula oscila 1 ponto para baixo e registra 40% e o inquilino do Planalto oscila justamente 1 ponto para cima e fica com 33% das menções. Ciro Gomes também oscila para 8% e Eduardo Leite consegue 3%. Os outros candidatos variam entre 0,1% e 1%. Brancos e Nulos com 4% e Indecisos com 10%.

Já na espontânea, considerada a parte mais importante de uma pesquisa por mostrar o nível de decisão do eleitor, Lula é o primeiro colocado com 34%, seguido por Bolsonaro com 27% e Ciro com apenas 4%. Os outros variam entre 0,1% e 1%. Branco e Nulo com 6% e Indecisos 24%.

A pesquisa da Exame/Ideia ouviu (por telefone) 1.500 pessoas entre os dias 14 e 19 de maio. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-01734/2022.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

marco

20 de maio de 2022 às 18h14

Pts !
A “arca de Noé ” Lulão , sabichão tá fazendo água.
Agora . ´só pipoca e assistir os próximos capítulos

Responder

Saladino

20 de maio de 2022 às 10h02

Mais um erro crasso de Lula em SP. Insistir com Haddad, que NÃO venceu sequer em uma única urna da capital paulista em 2018.
Lula perderá a eleição em SP e dá seu primeiro grande passo completamente equivocado no rumo da derrota diante dos filhotes da ditadura.
O erro do PT em SP é igual aos erros crassos de Lula em 2018: crer que sairia da prisão a tempo de disputar a presidência e que Haddad, não Ciro, derrotaria os filhotes da ditadura.
Lula repete o erro crasso de ignorar o tamanho gigantesco do antipetismo; outra vez.

Responder

Galinzé

20 de maio de 2022 às 09h49

Como ja foi dito varias vezes com o passar do tempo as pesquisas sao obrigadas a se alinhar com a realidade e parar de empurrar o candidato que distribui mais dinheiro publico em troca de poder…

Hoje tem um tal de Helon Musk no Brasil….se tivesse alguem minimamente inteligente em Brasilia deveria entregar o Brasil na hora em troca de 10 R$…seria bem melhor que continuar com esta perda de tempo ridicula.

O problema é saber se ele quer…eu acho que nao.

Responder

henrique de oliveira

20 de maio de 2022 às 09h04

Só uma pergunta , que segundo turno?

Responder

Walfredo Ferreira da Silva

20 de maio de 2022 às 08h52

PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR : Semana passada , o IPESPE divulgou uma
pesquisa em que LULA vence Bolsonaro no segundo turno por 54% X 34% , onde
Bolsonaro foi buscar tanto voto para hoje está à 7% ?

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina