Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Divulgação

Militantes e dirigentes do PT defendem candidatura própria ao governo do Ceará

Por Redação

10 de julho de 2022 : 09h45

Neste domingo, 10, militantes e dirigentes do Partido dos Trabalhadores (PT) no Ceará divulgaram um manifesto de defesa de candidatura própria da sigla ao governo do Ceará.

A publicação do manifesto ocorre em meio as tensões entre o PDT e PT na escolha do nome para concorrer ao Palácio da Abolição.

Por um lado, o grupo majoritário da base governista defende o direito da governadora Izolda Cela (PDT) se candidatar a reeleição. Por outro, o grupo minoritário, mais ligado ao ex-ministro Ciro Gomes, que é entusiasta da candidatura do ex-prefeito Roberto Cláudio (PDT) ao executivo estadual. Vale lembrar que na noite deste sábado, 9, cerca de 28 deputados estaduais assinaram manifesto em apoio a Izolda.

No manifesto, as lideranças petistas criticam a própria executiva estadual por ter reafirmado a disposição de manter a aliança com o partido de Ciro Gomes, que recentemente fortaleceu sua ofensiva contra o ex-presidente Lula (PT).

“Mais recentemente, Ciro acusou o PT Ceará de abrigar uma facção de corruptos, com uma resposta pífia de nossa direção estadual que, ao contrário de afirmar nosso partido, concluiu uma nota sobre o episódio reafirmando a aliança com o partido de Ciro no Ceará”, diz o manifesto.

“A persistente aliança com o grupo dos Ferreira Gomes, por outro lado, não tem resultado no fortalecimento do PT e da esquerda social”, prosseguiu.

Em outro trecho, os petistas defendem o lançamento de uma candidatura própria. “O povo precisa que o PT se apresente com um programa avançado e sintonizado com as aspirações da classe trabalhadora. As gestões do PT não podem estar submetidas aos interesses de uma oligarquia fisiológica e patrimonialista, à serviço primordial das elites da Aldeota e do estrangeiro”.

Leia a íntegra do manifesto!

PARA RECONSTRUIR E TRANSFORMAR O PAÍS:

LULA PRESIDENTE!

CANDIDATURA PRÓPRIA DO PT NO CEARÁ!

A luta da hora é para salvar o país por meio da candidatura de Lula, preservando e reconstruindo os direitos da maioria do povo, avançando na transformação do país. Por isso, temos consciência de que é no combate para encerrar o quanto antes o genocida Governo Bolsonaro que temos, neste momento, de empenhar nossos melhores esforços.

Uma forte campanha de Lula no Ceará é uma exigência do momento. 

O Partido dos Trabalhadores (PT) surgiu em 1980 da necessidade sentida por milhões de brasileiros e brasileiras de ter uma representação própria, independente dos partidos das elites, para intervir na vida política do país, para transformá-la numa democracia socialmente avançada, baseada no desenvolvimento econômico sustentável vinculado intrinsecamente a um amplo processo de distribuição de renda e da riqueza produzida coletivamente pela classe trabalhadora das cidades e dos campos, tendo o socialismo como horizonte.

Esta disposição original de nosso partido está atual no nosso estado quando, na luta para acabar com a era Bolsonaro, as trabalhadoras e trabalhadores cearenses precisam, mais do que nunca de uma representação própria na batalha eleitoral que se avizinha.

A gravidade do momento histórico requer a responsabilidade de uma tomada de posição corajosa e decidida, no sentido de radicalizar a luta pelo retorno ao projeto político petista sintonizada com a luta para encerrar o atual ciclo da extrema-direita à frente do Estado brasileiro.  

Nesse contexto histórico de radicalização da luta democrática, o Ceará apresenta-se como um caso específico. Aqui a eleição está nacionalizada, em virtude da candidatura do adversário Ciro Ferreira Gomes à presidência, que tem se apresentado como quinta roda da extrema-direita, centrando toda sua campanha em ataques violentos e desonestos contra nosso partido e contra Lula. Este candidato decidiu adotar veementemente, como estratégia política, o disparo de ofensas virulentas e levianas contra o Presidente Lula e o Partido dos Trabalhadores.

Recentemente afirmou em revista de circulação nacional que “usará a campanha eleitoral para lembrar ao país que Lula adotou a corrupção como método de governar o país quando se elegeu em 2002”. 

(https://veja.abril.com.br/blog/radar/lula-levou-a-corrupcao-para-o-centro-dopoder-diz-ciro-gomes/). 

Mais recentemente, Ciro acusou o PT Ceará de abrigar uma facção de corruptos, com uma resposta pífia de nossa direção estadual que, ao contrário de afirmar nosso partido, concluiu uma nota sobre o episódio reafirmando a aliança com o partido de Ciro no Ceará. 

A persistente aliança com o grupo dos Ferreira Gomes, por outro lado, não tem resultado no fortalecimento do PT e da esquerda social. 

A competitividade política do PT cearense só vem decaindo. Se em 2012 eram 30 as prefeituras de nosso estado sob a administração petista, agora em 2020 eletemos apenas 17 prefeituras. Em contrapartida, o partido dos Ferreira Gomes, que 2012 tinha apenas a quantidade irrisória de 08 prefeituras, depois do pleito de 2020 atingiu a casa de 66 municípios por ele governados. 

Mais do que isso, a aliança com o PDT tem sido um obstáculo a que se possa colocar em prática um autêntico programa democrático e popular e, em alguns momentos, tem nos colocado em posição oposta a nossa base social, embora os governos de Camilo Santana tenham também um saldo de medidas importantes para o povo.

Este quadro nos põe a tarefa de, na continuidade da luta atual pelo Fora Bolsonaro, oferecer ao povo cearense em 2022 uma alternativa petista ao Governo do Estado que se comprometa a ir além do que o atual governo já fez, aplicando um programa calcado nas exigências e demandas mais sentidas de nosso povo.

Além disso, no Ceará temos ainda que enfrentar a luta contra a horda fascista, e sua principal liderança apoiador e apoiado por Bolsonaro e que representa no localmente a expressão de policiais amotinados implementando a política de terror e massacre do Estado contra pretos, pobres e periféricos.

O povo precisa que o PT se apresente com um programa avançado e sintonizado com as aspirações da classe trabalhadora. As gestões do PT não podem estar submetidas aos interesses de uma oligarquia fisiológica e patrimonialista, à serviço primordial das elites da Aldeota e do estrangeiro.

É preciso, inversamente, que o modo petista de governar tenha espaço central no governo e na interlocução com o povo, com suas políticas afirmativas de participação popular, inclusão social com desenvolvimento sustentável, focado na universalidade da educação e saúde, defesa do serviço público, com direitos e segurança pública cidadã.

É preciso uma candidatura própria do PT para expressar no nosso estado a grande campanha para levar de novo Lula à Presidência da República. O PT Ceará precisa se comprometer com a construção de um palanque da esquerda no Ceará, o palanque de Lula.

Assim, propomos que o Encontro de Tática do PT-CE decida pelo lançamento de um/uma candidato/a próprio/a do partido no Ceará, no quadro da Federação Esperança Brasil, e que se inicie o processo de escolha de um nome para tal tarefa e de constituição das alianças necessárias à viabilidade de uma candidatura que permita a Lula um palanque no Ceará.

Convidamos todos os que se identificam total ou parcialmente com estas ideias para uma reunião no dia 13/07, quarta-feira, às 18:30, na Sede Estadual do PT para darmos os passos necessários para oferecer ao povo cearense uma opção petista, representante de Lula no pleito estadual.

PRIMEIRAS ADESÕES

Aíla Marques – Diretório do PT Fortaleza

José Alexandre Souza – Filiado ao PT de Sobral

Antônio Marques – Filiado ao PT de Palhano

Antônio José – Militante do PT Fortaleza 

Antônio Marcos Pinheiro – Militante do PT Tabuleiro do Norte

Antônio Marques – Filiado ao PT de Palhano

Ambrósio Ferreira de Lima – Militante do PT Caucaia

Benedito Cunha – Militante do PT Fortaleza

Maria do Carmo Aquino – Setorial de Saúde do PT de Fortaleza

Ceucesmiran Almeida – Militante do PT Fortaleza

Cleide Madeiro – Militante do PT Mulungu

Daniele Alencar – Militante do PT Fortaleza

Davi Loureiro – Militante do PT Fortaleza

Deodato Ramalho – Executiva do PT Fortaleza

Élida Maciel – Secretária Adjunta de Meio Ambiente do PT CE 

Emanuela Maria Luciano Furtado – Militante do PT Fortaleza

Estevão Mustafa – Executiva do PT Cascavel

Evaldo Varela – Setorial de Saúde do PT de Fortaleza

Eudes Baima – Executiva do PT Fortaleza

Francisco Erismar da Silva – Militante do PT Itaiçaba

Francimarie Teodósio – Diretório Municipal do PT Fortaleza

Francisco Aumerio Nogueira Vieira – Diretorio Municipal PT Limoeiro do Norte

Geanne Karla Moreira da Silva Câmara – Militante do PT Fortaleza

Girlene do Rosário Alves – Coletivo de mulheres PT Limoeiro do Norte

Glauria Solange Alves Dantas – Militante do PT Fortaleza

Jackson Rodrigues Ferreira – Militante do PT Eusébio

Jacks Rodrigues Ferreira – Militante do PT Fortaleza

Jean Carlos Moreira da Silva – Militante do PT Fortaleza

Jean Eduardo Paiva – Militante do PT Fortaleza

John K. Ribeiro – Militante do PT Fortaleza

Jorge Luiz Oliveira dE Queiroz – Militante do PT Quixadá

Jose Neponuceno Filho – Comitê Popular de Luta Pitombeira, Limoeiro do Norte

Josemar Martins- Filiado ao PT de Crateús 

Laudelina Freire de Aguiar – Militante do PT Fortaleza

Leda Vasconcelos – Diretório Estadual do PT

Luci Amorim – Executiva Municipal PT Limoeiro do Norte 

Naime Tavares – Executiva do PT Cascavel

Murilo Marciano – Filiado ao PT de Crateús

Ozirene Vidal Maia – Diretório do PT Limoeiro do Norte

Newton Albuquerque – Filiado ao PT de Fortaleza

Paulo Assunção – Diretório do PT Fortaleza

Paulo Verlaine Coelho – Filiado PT de Fortaleza

Rafael Tomyama – Coletivo de Meio Ambiente do PT-CE 

Renan José Freitas Rebouças – Suplente Diretório Municipal PT Limoeiro do Norte Renata Wirtzbiki – Militante do PT Fortaleza 

Rita Sá – Comitê de Luta Rodolfo Teófilo

Roberto Luque – Executiva Estadual da CUT

Rômulo Jerri – Executiva do PT Russas

Rosivalda da Silva – Diretório Estadual do PT

Sebastião Matias – Coletivo de Saúde do PT CE

Terezinha Maciel – Militante do PT Fortaleza

Thaíssa Lira – Militante do PT Fortaleza

Valentim Normando – Militante do PT Fortaleza

Vaumik Ribeiro da Silva – Executiva do PT Fortaleza

Zezé Morais – Militante do PT Fortaleza







Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

ADRIANO TORQUATO

11 de julho de 2022 às 23h13

Não vejo motivo algum para o PT insistir nessa aliança com o pdt, sinceramente me causa estranheza. Também não vejo como alternativa a atual governadora filiada ao pdt, afinal queremos ou não uma candatura própria do PT? Pelo menos defendo o nome do nosso honroso partido. Acorda direção porque está passando da hora da ruptura com os fg.

Responder

Nilton paulino morais

10 de julho de 2022 às 16h12

Sou a favor de uma candidatura própria no Ceará, pois o PT tem todos requisitos para pleitear sua candidatura, precisamos deixar esse coronel de lado e seguimos nosso caminho com Lula lá ze Airton cá…

Responder

José Auri Pinheiro

10 de julho de 2022 às 13h52

Há algum tempo venho defendendo está tese.

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina