Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Divulgação

TSE nega pedido do PL para apagar vídeo onde Lula chama Bolsonaro de “mentiroso” e “covarde”

Por Redação

12 de agosto de 2022 : 16h32

Nesta sexta-feira, 12, o ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Raul Araújo, negou um pedido feito pelo PL para serem excluídos das redes sociais vídeos em que o candidato e ex-presidente Lula (PT) se refere a Jair Bolsonaro (PL) como mentiroso e covarde.

O ministro entendeu que apesar do tom hostil utilizado por Lula, as afirmações do ex-presidente não se enquadram como discurso de ódio. Araújo também lembrou que a jurisprudência do TSE é de que nem toda crítica contundente pode ser enquadrada como propaganda eleitoral negativa.

“O direito fundamental à liberdade de expressão não se direciona somente a proteger as opiniões supostamente verdadeiras, admiráveis ou convencionais, mas também aquelas que são duvidosas, exageradas, condenáveis, satíricas, humorísticas, bem como as não compartilhadas pelas maiorias”, disse o magistrado.

A decisão de Araújo foi tomada após o PL, partido de Bolsonaro, ter questionado os trechos do discurso de Lula durante evento em Fortaleza, no dia 30 de julho. O sigla alegava que Lula propagou discurso de ódio contra Bolsonaro e praticado propaganda eleitoral negativa.

Ainda na visão do ministro, as declarações de Lula “não contém pedido explícito de voto, consubstancia-se na exaltação de suas qualidades pessoais, revela opiniões críticas aos seus adversários, bem como exterioriza pensamento pessoal sobre questões de natureza política”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Sá Pinho

12 de agosto de 2022 às 17h19

Faz todo sentido.

Caso tivesse chamado de ‘sério’ e ‘corajoso’, aí sim seria caso do TSE aceitar o pedido, pelo extremo deboche caracterizado pela incontestável realidade factual não correspondente.

Responder

Deixe um comentário