Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

O sertão não caiu na Rede

Por Miguel do Rosário

29 de outubro de 2013 : 20h30

O Fernando Brito publicou há pouco uma análise sobre pesquisa do Instituto Nassau feita em Pernambuco. O levantamento traz dados sobre intenções de voto, imagem dos pré-candidatos presidenciais, grau de informação e opinião sobre a recente união entre Campos e Marina.

Ao final do post, ele dá o link da íntegra da pesquisa.

Então eu fui lá, examinei tudo com calma e resolvi fazer um post com tabelas selecionadas da pesquisa, seguida de alguns comentários.

ScreenHunter_2795 Oct. 29 19.26

Lula e Dilma somam 36% dos votos espontâneos, contra 14% de Eduardo e 3% de Marina. Considerando que Dilma terá o maior tempo de TV, onde aparecerá Lula ao lado dela, o fato mostra que não será moleza para o governador do estado. Interessante notar a ausência absoluta de Aécio Neves na espontânea.

Vale notar ainda a força de Dilma na região do sertão, força esta que iremos encontrar em todas as tabelas: nesta região, ela tem 26% dos votos espontâneos, contra 17% de Campos. Daí o título do post.

***

 

ScreenHunter_2796 Oct. 29 19.26

Interessante notar que a força de Campos reside nos homens do estado: entre estes, Campos tem 36%, contra 28% de Dilma; entre as mulheres, empate de 31% X 32%.

***

ScreenHunter_2800 Oct. 29 19.27

A rejeição de Serra é um fenômeno ao qual Pernambuco não escapa. Mas é interessante notar que Aécio, mesmo tão pouco conhecido, tem rejeição maior que Dilma Rousseff. Marina Silva também tem uma rejeição curiosa em alguns segmentos. Entre os moradores do Sertão, por exemplo, ela é a mais rejeitada entre os candidatos – o que pode atrapalhar Campos.

***

ScreenHunter_2799 Oct. 29 19.27

Na segmentação por faixa etária e escolaridade, o fato curioso é que Aécio Neves é o nome mais rejeitado entre os entrevistados com grau de ensino superior (17%); entre os mesmos, Campos tem rejeição de 11%, maior que a de Dilma, com 10%.

***

ScreenHunter_2808 Oct. 29 19.29

 

Maioria dos pernambucanos (42%) responderam não. Curioso notar que o “não” mais forte veio da faixa de renda que ganha acima de 5 salários.  O Sertão também soltou um “não” bem contundente à candidatura de Campos: 55%.

***

ScreenHunter_2807 Oct. 29 19.29

Confrontado com Lula, o eleitor pernambucano rejeita com bastante força a candidatura de Campos. No sertão, 72% responderam que são contra uma candidatura de Campos contra Lula.

***

ScreenHunter_2806 Oct. 29 19.29

Diante de Dilma, a rejeição à uma candidatura de oposição liderada por Campos é menor, mas ainda é substancial: 40% na média geral. No sertão, porém, 69% acham que Campos NÃO deveria concorrer contra Dilma.

***

ScreenHunter_2805 Oct. 29 19.29

A tabela acima é importante, porque indica se o eleitor interpretará a dissidência de Campos como uma “traição” ou não, embora isso seja ligado, naturalmente, à imagem que o eleitor tenha de Lula e Dilma. De qualquer forma, está bem claro que, para grande maioria (74%), foi Eduardo Campos quem rompeu com o governo federal.

***

 

ScreenHunter_2803 Oct. 29 19.28

Observe que 60% dos entrevistados não sabem que Eduardo rompeu com Lula e Dilma. Entre os mais pobres e menos instruídos, esse índice é maior.  Por outro lado, note-se que a cidade do Recife é a mais desinformada, o que é estranho. Os meios de comunicação da capital estariam bloqueando essa informação?

***

ScreenHunter_2802 Oct. 29 19.28

Lula continua sendo o político mais confiável entre os pernambucanos (37%), seguido de Campos (21%) e Dilma (15%). Na capital, Campos e Dilma empatam com 16%. No sertão, Lula (51%) e Dilma (25%) pontuam bem mais que Campos (12%).

glauber1

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Marcia Oliveira

31 de outubro de 2013 às 15h29

Verdade. A Bahia vai derrotar Marina e seu parceiro.

Responder

Otrebor Roberto

29 de outubro de 2013 às 23h00

Apure como anda a questão da aprovação da Arena do Sport e a chantagem de Campos com a Arena PE (é outro calcanhar de Aquiles dele). É outra briga feia que ele vai ter que enfrentar em 2014 pois o elefante branco que ele construiu prometendo cidade da Copa no local até agora não saiu do papel quando se ele fosse racional (e não megalomaníaco) teria feito a Arena PE na Ilha do Retiro (que foi sub-sede na Copa de 50, como o Beira Rio no RS) e teria liberado verba pro Santa Cruz reformar o Arruda. O cara fez uma Arena no meio do nada com difícil acesso do público aquele estádio e com um contrato da China com a Odebrecht (que está criando atrito com os 3 clubes principais do estado, querendo impôr até jogo de clubes de fora quando se sabe do bairrismo local contra isso).

Responder

Otrebor Roberto

29 de outubro de 2013 às 22h57

A base de Campos em PE é praticamente a base do PT, a direita tradicional jamais gostou dele e do avô dele, a rejeição aos delírios dele é muito grande pois é vista como traição e cretinice (pois está colocando o Estado contra o governo federal). Lula ainda não se pronunciou abertamente contra ele, quando o fizer o humor do pernambucano com ele muda de vez. A mídia local tem blindado ele sim, principalmente o Jornal do Commercio (do Paes Mendonça). A chance de Campos virar um Roberto Freire 2 com asilo político em SP é muito grande.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?