Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Prima de Eduardo Campos declara apoio à Dilma

Por Miguel do Rosário

18 de julho de 2014 : 16h00

PE: Após briga familiar, prima de Eduardo Campos declara apoio a Dilma

marilia_arraes

A vereadora Marília Arraes com representantes do PT e do PTB durante anúncio de apoio à Dilma Rousseff (PT) em Pernambuco (Foto: Divulgação)


 

POR RODRIGO RODRIGUES, no Terra Magazine.

Pivô da briga que acabou com as pretensões do filho de Eduardo Campos se cacifar como candidato a deputado federal pelo PSB de Pernambuco e também de assumir a presidência da Juventude do partido, Marília Arraes – prima do presidenciável Eduardo Campos (PSB), declarou voto em Dilma Rousseff (PT) nesta sexta-feira (18).

Vereadora em Recife, onde foi reeleita por influência do nome do avô – Miguel Arraes – a vereadora participou de evento na capital pernambucana ao lado do candidato de oposição à família Campos-Arraes em Pernambuco.

No evento de apoio ao senador Armando Monteiro (PTB), que concorre ao governo de Pernambuco contra Paulo Câmara, do próprio partido dela, Marília Arraes mostrou que ainda guarda mágoas do primo Eduardo, pela tentativa de emplacar o filho na cadeira que ela estava de olho:

“Não acredito que Eduardo Campos seja a melhor opção para o País”, disse Marília Arraes.

Ao declarar voto em Dilma Rousseff (PT) e Armando Monteiro (PTB), a vereadora do PSB afirmou que o candidato escolhido por Eduardo Campos para concorrer ao governo de Pernambuco foi uma imposição antidemocrática do primo presidenciável aos correligionários:

“Ele (Eduardo Campos) diz que o Brasil precisa de um líder, e não de uma gerente. Mas tanto na eleição passada, para a prefeitura, quanto na atual, ele escolheu candidatos sem histórico de militância, e que nunca enfrentaram as urnas. Procurou gerentes, candidatos biônicos, pessoalmente por ele escolhidos”, declarou Marília Arraes em entrevista coletiva em Recife.

Para entender toda a briga familiar que envolve o presidenciável Eduardo Campos, o filho dele, João Henrique Campos, e a prima Marília Arraes, você pode ler a reportagem “Filho de Eduardo Campos desiste da vida política”, publicada em 05 de junho por Terra Magazine.

Marília – assim como o presidenciável do PSB, é neta de Miguel Arraes. A mãe de Eduardo Campos – Ana Arraes – é irmã de Marcos Arraes, o pai da vereadora de Recife.

Nos bastidores, o descontentamento da menina Arraes com o primo Eduardo se dá pelo mesmo ter negado a parenta o apoio para que ela se lançar candidata a deputada federal pelo PSB.

marilia_post_face

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

26 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

renato

21 de julho de 2014 às 17h08

Quem “trai” a familia, trai o POVO, na maior facilidade…

Responder

Alessandro Carvalho

19 de julho de 2014 às 22h21

Roosevelt Monteiro

Responder

Alvaro Leonardo Martins

19 de julho de 2014 às 19h28

Uma que não renega o sangue!

Responder

Paulo Carboni

19 de julho de 2014 às 05h32

Que bom. Ela deve ter conseguido ver o subsolo que vive seu primo e essa oposição medíocre.

Responder

Cris Campos

19 de julho de 2014 às 04h32

Vovo deve estar aplaudindo! Enfim uma herdeira política!

Responder

Júlio Pimenta

19 de julho de 2014 às 02h40

Alguém pode dizer como uma oligarquia faz para se manter no poder? Ela se divide e ocupa todos os espaços políticos possíveis, inclusive situação e oposição ao mesmo tempo!

Responder

    Muhamad

    20 de julho de 2014 às 10h38

    Bota cada parente em um partido e eles fazem de conta que brigam entre si.

    Responder

Thiago Luz

19 de julho de 2014 às 02h27

restos e migalhas me interessam

Responder

Thiago Luz

19 de julho de 2014 às 02h27

que bosta!

Responder

Rogerio Pereira

19 de julho de 2014 às 01h37

Ela adora aparecer…

Responder

Rogerio Pereira

19 de julho de 2014 às 01h37

Ela adora aparecer…

Responder

Renan Alexander Siqueira

19 de julho de 2014 às 00h54

Toda família tem traíra não vai se do Eduardo que não vai existir!

Responder

Maria Aparecida Jubé

18 de julho de 2014 às 20h44

Linda e corajosa, enfrentar o primo traíra e aprendiz de coronel pode cacifa-la para concorrer ao governo de Pernambuco em 2018. Parabéns.

Responder

José Ricardo do nascimento

18 de julho de 2014 às 20h17

Ela resumiu bem. Se juntar a Jarbas Vasconcelos evidencia quem é Eduardo campos.

Responder

    Vitor

    19 de julho de 2014 às 12h48

    Ela reclama que o cara de junta a Jarbas Vasconcelos e se alia ao PT que se junta a José Sarney? Que coerência isso tem?

    Responder

Poli Ar

18 de julho de 2014 às 22h45

Barracos de família… rs Rita Fajardo, vc tinha razão… rs

Responder

Geuesle Gomes da Mata

18 de julho de 2014 às 22h39

Esta no lado certo honestidade e corrupto ñ se deve mistura

Responder

Jorge Abel

18 de julho de 2014 às 22h38

Linda e inteligente…rsrsrsr……

Responder

Lize Duarte

18 de julho de 2014 às 22h20

Sensatez e fidelidade aos ensinamentos de Miguel Arraes !

Responder

Deixe um comentário