Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Notas anti-apocalípticas: Comércio reage, recupera vendas e expande receitas em outubro

Por Redação

16 de dezembro de 2015 : 14h51

O mês de outubro interrompeu uma série de oito meses de queda do comercio varejista, com um crescimento nas vendas de 0,6% e das receitas nominais em 1,2% sobre setembro.

O resultado da Pesquisa Mensal do Comércio (PME) foi divulgada na manhã desta quarta-feira (16) pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A pesquisa mostra que a retração nas vendas a partir de fevereiro não impediu o crescimento da receita do comércio no ano como um todo, graças a expansão de 2% em cinco de oito segmentos pesquisados: hipermercados, supermercados, alimentação, bebidas e fumo.

No acumulado dos dez meses (janeiro a outubro) de 2015, as receitas engordaram em 3,5%; e, sobre o mesmo mês do ano anterior (2014) o faturamento cresceu 3,3%.

O comércio varejista ampliado, que inclui os segmentos de veículos automotores, peças e material de construção, também exibiu crescimento da receita nominal, de 0,4%, ficando estável entre setembro e outubro (-0,1%).

Também tiveram crescimento em outubro, depois de recuarem por sete meses, os setores de vestuário e calçados (alta de 1,9%); artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria/cosméticos (1,5%); livros, jornais, revistas e papelaria (0,7%); e móveis e eletrodomésticos (0,6%).

A proximidade das festas de fim de ano, com datas promocionais como Black Friday (em novembro), o próprio Natal e o pagamento de 13º salário, pode sinalizar uma melhoria de avaliação do comercio também nos meses de novembro e dezembro.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

40 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Mauricio Bellini

17 de dezembro de 2015 às 14h02

Só dissiminacao de informações mentirosas para esconder a verdade! Querem enganar a quem?

Responder

Eduardo Benzatti

17 de dezembro de 2015 às 10h25

Ontem dia 16: fomos às ruas contra o Golpe! (em SP, a concentração começou no MASP e terminou na Pça da República. Segundo o Datafolha 55 mil pessoas compareceram (100 mil para os organizadores) – muito mais que os Golpistas conseguiram reunir no final de semana passado, qdo foram “passear” na Av. Paulista – Golpista adora “protestar” de final de semana em locais de lazer de SP e praias da Zona Sul do Rio). Fomos lutar contra os Golpistas que querem rasgar a Constituição propondo um impeachment sem fundamento; assim como desejam destruir os Programas Sociais dos últimos governos (os políticos do PSDB já declararam várias vezes que acabariam com o Minha Casa, Minha Vida, o Mais Médicos e o Bolsa Família se chegarem ao poder). Lembremos que os Golpistas – preconceituosos que falam mal dos mais pobres nas Redes Sociais – estão juntos do Cunha, do Paulinho da Força, do Malafaia, do Bolsonaro (ou seja, do mais reacionário que a política brasileira produziu nos últimos anos), daqueles que defendem a volta da Ditadura Militar, e de um governador (de SP) que quer fechar escolas e manda a polícia bater em professores e alunos. Continuemos lutando contra aqueles que não conseguiram chegar ao poder pelo voto livre e democrático e agora querem aplicar um Golpe na democracia brasileira. A resposta a eles nas ruas: “Se conformem perdedores, Não Vai Ter Golpe! e Fora Cunha!”.

Responder

Renata Soares

17 de dezembro de 2015 às 10h10

Lojas lotadas no natal, black friday bombou, bancos qua não quebram, não sei não… Tem cheiro de podre aí

Responder

Lucia Bezerra

17 de dezembro de 2015 às 10h01

Se tivesse umas dez camisas vermelhas os petistas já iam dizer q era manifestação! kkkkkkk

Responder

Carlos Alberto Nalini

17 de dezembro de 2015 às 03h00

Isso porque o país está em “crise”, já imaginaram se não estivesse???

Responder

Josefa Maria Da Conceicao Conceicao

17 de dezembro de 2015 às 02h36

Domingo tinha mais gente fazendo compras na 25 de março do que na Paulista fazendo protesto contra a Dilma,muitas pessoas mostraram,

Responder

Gat Emerson

17 de dezembro de 2015 às 01h00

Deixa chegar março e abril aí falaremos em crise

Responder

Euclides Rodrigues Moraes

16 de dezembro de 2015 às 23h47

Crise?!

Responder

Freitas Freitas

16 de dezembro de 2015 às 22h46

Ninguém ta comprando é nada…nada nada…

Responder

Sueli Porto

16 de dezembro de 2015 às 20h42

É a crise…

Responder

Jessé R. Cerqueira

16 de dezembro de 2015 às 20h18

O pior cego é o que não quer ver, ou são regiamente pagos para isto!
Contra estes, não percam tempo!

Responder

Geraldo Nascimento

16 de dezembro de 2015 às 20h15

na 25 ..

Responder

Francisco Garcia

16 de dezembro de 2015 às 20h02

Apesar da crise!!!!!

Responder

Catarina Tavares da Silveira

16 de dezembro de 2015 às 19h59

A crise está sendo produzida por Aécio , Cunha e Temer …

Responder

Albia Maria

16 de dezembro de 2015 às 19h33

Essa noticia não sai na rede esgoto de sonegação de informação!!

Responder

Alexandre Percegoni

16 de dezembro de 2015 às 19h13

Vejo que aqui tá todo mundo bem. Vou pedir a PF pra investigar vcs. Ou são acessor és parlamentares ou trabalham na Petrossauro.

Responder

Alexandre Percegoni

16 de dezembro de 2015 às 19h10

Aonde? Buenos Aires?

Responder

Maura Salete Nascimento Pereira

16 de dezembro de 2015 às 19h00

Mas o povo está sem dinheiro!!!!

Responder

Katy Katyta

16 de dezembro de 2015 às 18h41

Pra frente brasileiros

Responder

Maurício Vallente

16 de dezembro de 2015 às 18h41

Creio que a crise seja apenas moral…

Responder

Margarida Melo

16 de dezembro de 2015 às 18h37

A crise é na mente dos doentes COXINHAS, querendo tomar o país na marra, sem voto e sem conquista.

Responder

Neia Gutierrez

16 de dezembro de 2015 às 18h34

A crise é ética. Basta armar uma ratoeira no Congresso. Se tiver uma meia dúzia de gente honesta lá, é muito.

Responder

Mariadagloria Nunes

16 de dezembro de 2015 às 18h23

Força minha guerreira

Responder

Luciana Nunes

16 de dezembro de 2015 às 18h21

Ouço falar tanto que o país está em crise e que i comércio não está vendendo nada, más vejo lojas limitando quantidade de pessoas por estarem tão cheias.

Responder

Gf Andrezão

16 de dezembro de 2015 às 18h10

Avante Brasil… Nosso povo contra esses políticos corruptos atravancaram país este ano…estamos nas mãos deles se deixar eles nos colocam no buraco..avante Dilma colocando o dedo na ferida deles..!!

Responder

Gina Carvalho

16 de dezembro de 2015 às 17h56

Crise forjada pela mídia e oposição derrotada!

Responder

Maria Betânia Calixta Ferreira

16 de dezembro de 2015 às 17h56

A”crise”

Responder

Juarez Fernandes

16 de dezembro de 2015 às 17h54

Sim, cadê a crise? O interior de SP. tb está tendo boas vendas, segundo presidentes de sindicatos lojistas. Médias cidades apresentam trânsito intenso mesmo com o comércio funcionando até as 22:00hs. Sem contar o comércio on line.

Responder

Daniel

16 de dezembro de 2015 às 15h46

Mas isso não pode acontecer, como a extrema direita vai conseguir o poder se não houver um apocalipse para ela nos “salvar”? Fiquem de olho que eles vão arrumar um jeito de sabotar mais

Responder

Claudia Vanessa Dos Santos Correa

16 de dezembro de 2015 às 17h44

Ana Maria Amaral

Responder

Angela Lima Bordignon

16 de dezembro de 2015 às 17h42

Flávio Rogério Bordignon

Responder

Diego Sobrinho

16 de dezembro de 2015 às 17h41

Lucia Sobrinho

Responder

Wellington Luiz

16 de dezembro de 2015 às 17h41

CADÊ A CRISE ???????

Responder

Deixe um comentário