Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Deputado federal do PPS defende um golpe militar

Por Miguel do Rosário

11 de fevereiro de 2016 : 13h53

A direita brasileira quer golpe de qualquer jeito. Parlamentar, judiciário ou militar.

Qualquer golpe, enfim, que possa vingá-la das derrotas contínuas que sofre há quatro eleições presidenciais, e que, independente de sua arrogância cada vez maior, ainda teme repetir em 2018.

A conjuntura atual, movida a uma crise política insuflada pela mídia, com a atmosfera empestiada por todo o tipo de golpismo e fanatismos à direita, lembra muito outros momentos da nossa história, como 1954 e 1964. Até porque a mesma imprensa golpista da época é a mesma imprensa golpista de hoje. As mesmas empresas, movidas pelos mesmos interesses, visões de mundo. A subserviência ao imperialismo é ainda maior hoje do que antes.

Só faltavam as vivandeiras de quartel, tão abundantes naqueles tristes meses que precederam o golpe militar.

Não faltam mais.

Raul Jungmann, deputado federal pelo PPS de Pernambuco (ainda é um mistério para mim como o PPS pode ter se tornado um partido tão fanaticamente udenista e golpista), acaba de postar em seu Facebook um texto melífluo, pegajoso.

Um texto para defender, de maneira sorrateira, venenosa, um novo golpe militar.

Como antes, como todos os golpes, aliás, um golpe militar travestido de defesa da Lei e da Ordem!

A foto que ilustra o post é emblemática: Jungmann, à direita, de barbicha, atrás de Aécio e ao lado de Ronaldo Caiado.

Esse é o PPS contemporâneo: atrás do PSDB e ao lado de Ronaldo Caiado.

O artigo começa chamando a Constituição de “livrinho”, tratado como um negócio inconveniente que as Forças Armadas precisam respeitar de má vontade.

Alguns trechos:

“Entendem, tendo em vista o aprofundamento social e econômico da crise, que cabe aos políticos sua rápida resolução, antes que ela se agrave ainda mais;”

“[Os militares] Estão preocupados com a perspectiva de, não revertido o quadro de deterioração em curso, se verem convocados a intervir em nome da Garantia da Lei e da Ordem”.

É curioso.

A crise, que o deputado admite ser essencialmente política, deriva-se justamente desse tipo de posicionamento sempre dúbio em relação à questão democrática.

Ou seja, o próprio texto do deputado ajuda a explicar a crise.

A crise nasce da nossa cultura não-democrática, truculenta, onde parte do eleitorado e parte do Estado não admitem uma derrota eleitoral onde o povo mais pobre, as regiões menos desenvolvidas, deram a palavra final.

Reproduzo abaixo o texto do deputado, para registro histórico.

OS MILITARES E A CRISE

Por Raul Jungmann, deputado federal (PPS-PE), em seu Facebook

O principal juízo dos militares sobre a crise parte da constatação que os atores políticos, legitimados pelo voto para apontar e construir os caminhos da solução, abdicaram do papel que o grave momento nacional lhes reserva e reduziram as enormes dificuldades que se abatem sobre nós a mera luta pelo poder, na sua expressão mais primária. E ao esforço de preservação de biografias que a cada dia se mostram mais indefensáveis.

Reclamam, em síntese, da inexistência de vontade política para o enfrentamento efetivo dos problemas e, em consequência, da incompreensível subordinação das razões de Estado às conveniências político-partidárias.

A visão que eles têm da crise atual pode ser assim resumida:

a. Estão fechados com o que diz a Constituição e seu papel por ela definido. Nas suas palavras, nada farão fora do que diz o “livrinho” – nem prá por, nem para tirar ninguém, nem aceitarão ou apoiarão aventuras institucionais de qualquer das partes envolvidas;
b. Entendem, tendo em vista o aprofundamento social e econômico da crise, que cabe aos políticos sua rápida resolução, antes que ela se agrave ainda mais; e
c. Estão preocupados com a perspectiva de, não revertido o quadro de deterioração em curso, se verem convocados a intervir em nome da Garantia da Lei e da Ordem – GLO, art. 142, caput, da CF.

Convenhamos, a conjuntura lhes dá razão quanto ao temor de um descontrole. O crescente desemprego, a recessão, inflação, colapso fiscal de estados e municípios justifica a preocupação. Ademais, a perspectiva inédita de três anos de recessão, associada à vertiginosa perda de legitimidade do sistema político, de corrupção endêmica do governo e de parte do parlamento, somadas a amplas manifestações via redes sociais, torna cinzento nosso futuro.

Esse quadro poderia ser saneado se a política não fosse refém dela própria, como já dissemos anteriormente.
Isto porque, a crise é sobretudo política e da política, na sua relação incestuosa com o capital privado e patrimonialista com o Estado, aprofundada e acelerada à metástase pelos governos do PT e aliados, os principais responsáveis diretos pelo que ai está.

Diferentemente do que se passou em vários momentos da nossa história desde a crise de 1868, quando Caxias promoveu a queda do gabinete liberal do 2o reinado, inexiste projeto de tutela dos militares sobre as decisões ou rumos políticos do pais..

Hoje, os militares não desejam o poder ou identificam motivos para nele interferir, o que contribui decisivamente para nossa estabilidade democrática. Porém, temem que a irresolução da crise e seu agravamento os tire dos quartéis, onde cumprem com disciplina e compromisso seus deveres profissionais e institucionais.
Raul Jungmann

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

125 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Elissandra Correia

13 de fevereiro de 2016 às 03h14

Fabio Arcenio

Responder

Alberto Porem Jr.

12 de fevereiro de 2016 às 20h00

Hipócrita elevado a terceira potência: Só pra recordar, em 2011 o então prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, na época no DEM, arrumou uma ocupação para Raul Jungmann (vulgo Raul Boquinha) na administração paulistana.
Apesar de residir em Recife e estar frequentemente em Brasília, Jungmann não viu problemas em ser nomeado para o Conselho de Administração da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) , que monitora e organiza o trânsito em São Paulo, com salário mensal de módicos R$ 12 mil.

Responder

Affonso Moreira

12 de fevereiro de 2016 às 18h02

Isso é crime! Ninguém se importa? Onde está o Ministério Público?

Responder

Luzeneide Fernandes

12 de fevereiro de 2016 às 18h00

Olhem aí gente, as caras dos LADRÕES !!!

Responder

Maria Carvalho

12 de fevereiro de 2016 às 16h44

Postado no facebook do senhor raul jungmann:Acontece, senhor raul jungmann, que o governo que está aí foi eleito com 54,5milhões de votos e estes eleitores continuam apoiando o governo da Presidenta Dilma Roussef, mas, o senhor, apesar de representar os seus eleitores, não deve saber disso (ou sabe e por isso faz este tipo de declaração), porque só enxerga o que a mídia golpista insiste em manipular, falsear e deturpar. Há uma outra mídia na internet que sabe bem o que está acontecendo. o senhor se diz democrata, se o fosse, sequer publicaria um texto deste nível e respeitaria a nossa Carta Magna, que foi democraticamente votada em uma assembleia constituinte, da qual fazia parte um verdadeiro representante do povo brasileiro, o saudoso Deputado Ulisses Guimarães. Não estamos em 64, senhor raul jungmann e ninguém mais acha que comunista come criança. O mundo inteiro sabe o quanto as ditaduras militares foram inócuas em termos de desenvolvimento econômico, em diminuição das desigualdades sociais e que, nos países em que houve golpe militar só houve estagnação, mortes, torturas e perda total de cidadania. A crise, o desemprego, a mortalidade infantil, a falta de habitação é uma realidade nos Estados Unidos da América e na Europa. Aqui não estamos vivendo o que eles estão vivendo lá, pois a nossa “crise” está mais na mídia que nas ruas, basta ver o número de pessoas nos supermercados, bares, restaurantes, aeroportos. Hipoteticamente, falando, porque sou democrata e, portanto, respeito a Constituição de meu país (que adoro), o único benefício que uma ditadura militar traria hoje seria fechar o congresso..

Responder

Nero Alexandrino

12 de fevereiro de 2016 às 16h20

Vai… pau-no-cu…!!!

Responder

Sonia M B Borges

12 de fevereiro de 2016 às 15h42

Quando um fascista se sente ameaçado a saída que ele encontra é sempre de “matar” seu desafeto!

Responder

    Lincoln

    07 de janeiro de 2017 às 14h06

    Se refere ao Lenin?

    Responder

Enio

12 de fevereiro de 2016 às 10h50

Essa elite criminosa tem MEEEEDO do povo brasileiro com Lula 2018. Tem MEEEEDO das urnas. #LulaEuConfio
O mais “honesto” da oposição rouba merenda das crianças pobres em São Paulo, sucateia as escolas públicas e doa dinheiro do erário estadual para a mídia lixo. Já estão apelando.
A oposição não tem propostas para o Brasil, não tem políticos que pensam no nosso povo. A oposição tem a mídia lixo e “justiceiros” que sabem que ela não ganha nos votos e partem contra a soberania do povo, tentam destruir politicamente Lula na mente das pessoas. A mídia lixo é o grande braço dos entreguistas da nação.

Responder

Elias Daoud Neto

12 de fevereiro de 2016 às 09h53

Ridículo, não conhece a história do próprio partido.

Responder

Cadorna Knierim

12 de fevereiro de 2016 às 09h32

Seria a. Soluçao

Responder

Mario Filho

12 de fevereiro de 2016 às 05h31

Todas as desgraças de nossa nação são produzidas pela perpetuação de grupos partidários no poder. Esses grupos no poder não mudam, uma vez que só eles escolhem, dentre eles, quem serão, por seu arbítrio, os candidatos aos cargos eletivos, não havendo possibilidade de se candidatar alguém do povo capaz de conduzir melhorias e mudanças para o povo. Apenas aos filhos e netos de quem já está no partido, ou a quem defenda apenas os interesses do partido, será dada a garantia de ser um novo candidato, já que a escolha recai exclusivamente ao partido. O voto do eleitor não escolhe ninguém para nada, apenas obriga-o a homologar a vontade dos partidos colocando os escolhidos destes no poder. E conseguem ocupar todos os poderes da República preenchendo os cargos não eletivos com aqueles que não obtiveram bastantes votos. Só eles tem acesso ao poder e de lá controlam todas as atividades de nossa nação, sempre no sentido de garantir as próprias regalias e mordomias, mas nunca os direitos políticos e sociais do povo. E essa situação grotesca está blindada pela Constituição, sendo quase impossível mudar, já que pela vontade dos partidos-empresas isso não acontecerá. E o resultado de tanto poder nas mãos dos partidos são todos os problemas que vivemos todos os dias, causados por grupos no poder que agem apenas para atender os próprios interesses, deixando todos os bens públicos sucateados. Em vez de sempre perguntarmos “como ainda tem gente que vota em fulano ou beltrano?”, deveríamos nos perguntar “por que um partido ainda escolhe COLLOR, RENAN, MALUF, CUNHA, BARBALHO, SARNEYZADA ETC ETC ETC para serem candidatos nas eleitções?”. Ora, em nosso regime, recebendo ou não votos, eles estarão no poder; se não ocuparem um cargo eletivo, serão nomeados para outro cargo por um cúmplice que recebeu votos. Ex.: Cassab perdeu para o governo de São Paulo, mas hoje é ministro. Eis a razão de nunca realizarem melhorias e jamais serem resposabilizados por desastres, epidemias, desabastecimentos, corrupção etc.: está tudo blindado. Ou seja, estamos numa ditadura travestida de democracia. Mas a SOLUÇÃO para TODOS NÓS CIDADÃOS, SEM NENHUMA DISTINÇÃO, é simples: basta eliminar o inciso V do parágrafo 3º do Artigo 14 da Constituição, que trata da obrigação de filiação partidária para se eleger. Isso não significa acabar com os partidos, mas dar garantias de acesso a cidadãos sem vínculos com partidos, pois partidos são apenas grupos em simbiose abjeta com empresas. Acabar com a obrigação de filiação partidária é um objetivo que deve ser compartilhado por você agora e por todos que você conhece em todos os lugares que você frequenta, e deve virar um lema em todos os posts de todas as redes sociais, em todos os movimentos, em todas as passeatas, em todas as ruas, em todos os muros, em todas as universidades, em todas as escolas, em todos os documentos, em todas as imagens, em todas as vozes … daqui para frente. Pense fora da caixa: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=471122749707627&set=a.471121873041048.1073741828.100004297184940&type=1&theater

Responder

Alfredo Mikail Melo Mesquita

12 de fevereiro de 2016 às 02h42

PPS de direita? Roberto Freire de direita?

Responder

Denize Ferreira Ramos da Silva

12 de fevereiro de 2016 às 02h02

Esse deputado deve voltar para a escola para aprender a História do Brasil.

Responder

marcelo batista

11 de fevereiro de 2016 às 23h34

Lula é meu amigo, mexeu com Lula, mexeu comigo”

Responder

Wendel Santos

12 de fevereiro de 2016 às 01h33

#vaitrabalharaecio#

Responder

Wendel Santos

12 de fevereiro de 2016 às 01h32

Apôs ter levado uma surra nas eleições presidenciais e não ter conseguido provocar o impeachment da nossa presidenta , esse cidadão não mede esforços e se alia a mais um partido para tentar desestabilizar , o nosso país com mais uma tentativa de golpe ….
Acho que ele deveria ir trabalhar e tentar arrumar maneiras de ajudar o país e justificar o alto salário que nós pagamos,#vaitrabalharaecio#
Compartilhe !!!

Responder

Julio César Xavier San Martins

12 de fevereiro de 2016 às 01h06

Que chatice isso!

Responder

Frederico Bicalho

12 de fevereiro de 2016 às 00h13

Procede isso Arnaldo JordyIII?

Responder

    Arnaldo Jordy III

    12 de fevereiro de 2016 às 02h02

    Leia o artigo e vai ver que nao é nada disso.

    Responder

    Frederico Bicalho

    12 de fevereiro de 2016 às 02h11

    Li o artigo mas não tinha lido o post. Mas ficou feio, uma análise de conjuntura meio desconexa e cheia de interpretações, aparentemente dúbias. Acredito que caiba uma nota do PPS reforçada pelo deputado, para que não apareçam mais artigos como esse para confundir a opinião pública.

    Responder

    Arnaldo Jordy III

    12 de fevereiro de 2016 às 02h18

    Amigo, o artigo está assinado.É uma analise da conjuntura, avaliando a posicao dos militares.Concordancias e discordâncias a parte, naonvi nada de mais que mereça uma nota.O resto é exploracao política.

    Responder

José Reinaldo de Freitas

12 de fevereiro de 2016 às 00h11

Vamos fazer milhares de faixas e vamos divulgar nas redes sociais: Lula é meu amigo, mexeu com Lula, mexeu comigo”

Responder

Paulot CMelo

12 de fevereiro de 2016 às 00h05

Conspirar contra o Estado Democrático de Direito não é crime?

Responder

Fernando Araujo

11 de fevereiro de 2016 às 23h59

O Rau, filho da Ditadura estar doido para voltar. Mas nós que elegemos democraticamente a Presidente Dilma Rousseff, dizemos a eles: Não VAI TER GOLPE, DILMA FICA.

Responder

alex

11 de fevereiro de 2016 às 21h48

Está na constituição, é uma questão de interpretação a roubalheira está generalizada nas prefeituras, estados, governo federal em todos os ministérios e autarquias, secretarias desde a menor das prefeituras até o planalto central todos roubam independentemente de partido. A roubalheira se constata em todas as prefeituras e governos estaduais.
Isso sem dúvida compromete a “INDEPENDÊNCIA NACIONAL”
Assim sendo, a presidenta tem a prerrogativa de acionar o exército em defesa do erário público aplicando o artigo 91 da constituição e intervir militarmente TODAS AS GERENCIAS DE COMPRA E LICITAÇÕES PÚBLICAS em defesa do patrimônio tributário nacional e colocar p/ correr toda essa cambada que querem a saída da Dilma só para poder roubar com tranquilidade.
Não precisam derrocar presidentes quando a solução é constitucional.
Art. 91, § 1º – Compete ao Conselho de Defesa Nacional: II – opinar sobre a decretação do estado de defesa, do estado de sítio e da intervenção federal; IV – estudar, propor e acompanhar o desenvolvimento de iniciativas necessárias a garantir a independência nacional e a defesa do Estado democrático.

Responder

Francisco Das Chagas Lemos

11 de fevereiro de 2016 às 23h39

Esse Raul Jungman eu conheço, esse cara desarmou o cidadão para armar os bandidos, também não sei como arranjou voto para tá aí em Brasilia.

Responder

Daniel Belisário

11 de fevereiro de 2016 às 23h21

Sorte que as relações hj estão mais globalizadas e as mídias um pouco mais democratizadas, sobretudo em razão das mídias sociais. Mas que o cenário está cada vez mais próximo daquele que antecedeu a derrubada de jango e o golpe de 64, isso está! É preciso alerta!

Responder

Rosemary Barros

11 de fevereiro de 2016 às 23h20

Vão morrer querendo…

Responder

Reginaldo Souza

11 de fevereiro de 2016 às 23h02

vão arrumar um serviço
tropa de parasitas.

Responder

Antonio Benedito B Silva

11 de fevereiro de 2016 às 23h02

a esperança deles é que com os militares eles poderia ser nomeados como governadores ,como era no passado lembra o Maluf era um deles e tem outros ,eu acho esses ai só entra na mão grande no voto nunca o povo ta aprendendo,os caras não trabalha a favor do país não tem proposta deveria ajudar pela governabilidade,ajudar as empresas brasileiras a passar esse momento difícil superar as dificuldades não querem o quanto pior melhor,democracia não é concordar com tudo mas apresentar soluções, nesses caso nota zero pra eles me da nojo só de ver a cara desses não falo o nome porque me da v~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~ômito.

Responder

Marco Antônio Coutinho Costa

11 de fevereiro de 2016 às 22h27

Eu também defendo e gostaria muito de ver cenas da policia descendo a lenha nestes vagabundos vermelhos.
Imaginem o Lula e a Dilma no “pau de arara”…

Responder

Antonio Sampietro

11 de fevereiro de 2016 às 21h39

Parlamento digno de uma republiqueta das bananas.

Responder

jose carlos

11 de fevereiro de 2016 às 19h27

Alguém sabe me informar em que gavetão se encontra a ação criminal contra Raul Jugman no STF

http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2012/09/toffoli-julga-mulher-de-noblat-sobre.html

Toffoli é relator da Reclamação 4895 no STF, onde Raul Jungmann (PPS-PE) reclama ser julgado pelo STF em Ação onde é réu por improbidade administrativa junto com a ré Rebeca Scatrut, mulher de Noblat.

A Ação foi movida pelo Ministério Público Federal do DF, e acusa fraude em contratos com agências de publicidade feitos pelo Ministério da Reforma Agrária, comandado por Jungmann no governo FHC, envolvendo a empresa da mulher de Noblat, RNN Comunicação.

O rombo nos cofres públicos foi de R$ 33 milhões em dinheiro da época, segundo o MPF.

Responder

Sandra Francesca de Almeida

11 de fevereiro de 2016 às 21h23

As aberrações de sempre.

Responder

Sandra Farias

11 de fevereiro de 2016 às 21h17

Ganhar na urna não vale ?

Responder

Antunes Andrade Andrade

11 de fevereiro de 2016 às 21h14

Conja de mafiosos.

Responder

Helio Eduardo Pinto Pinheiro

11 de fevereiro de 2016 às 21h06

VENDO COISAS ASSIM, E ASSISTINDO GENTE COM TANTO ÓDIO DE UM PARTIDO, QUE SE ESQUECE, QUER DIZER, PREFERE NÃO ENXERGAR, EU PERGUNTO: ” QUE CONDIÇÕES TEM AQUELE QUE VÊ O ERRADO, SABE QUE O ERRADO EXISTE, DEFENDE O ERRADO, TUDO ISSO PARA PEGAR, QUALQUER JEITO O “OUTRO”…..TEM? E ENTÃO, PARA JUSTIFICAR-SE DIZEM: ” NÃO, TEMOS QUE FAZER JUSTIÇA AGORA…..O QUE PASSOU PASSOU, E DEPOIS, SE ESSES AÍ FIZEREM ALGO ERRADO, AÍ A GENTE PEGA OS CARAS TAMBÉM….!” VAMOS ESQUECER O QUE PASSOU E ” FOCAR ( kkkk, eu rio disso até hoje…) NO PRESENTE. SÓ QUE O PRESENTE TAMBÉM ESTÁ DENUNCIANDO OS CARAS, MAS AÍ ELES INVENTAM E DESCONVERSAM………….SÃO OS ” PARATRIOTAS BARAZILEIROS”, OS “VENDADOS-OBCECADOS-OPORTUNISTAS-MANIPULADOS E RETARDADOS-GOLPISTAS”!!!

Responder

Roger Gilmour

11 de fevereiro de 2016 às 20h37

Até as pedras sabem que o PPS é o menino de recados do PSDB.

Responder

Marcos A. P. Pecci

11 de fevereiro de 2016 às 20h16

Pps é um lixo de partido! Fantochinhos da direita!

Responder

Adão Esmeria

11 de fevereiro de 2016 às 20h11

Hôôô!!!! O que esses caras tem que fazer, é procurar alguma coisa mais importante pra fazrr, ou pelo menos deixa MULHER trabalhar….

Responder

Ernani Neto

11 de fevereiro de 2016 às 20h03

Se fosse um petista era preso.

Responder

Jamal Saad Said

11 de fevereiro de 2016 às 20h02

TIRAR UMA FACÇAO CRIMINOSA DO PODER E GOLPE ENTAO EU SOU A FAVOR

Responder

Eliézer Vieira Troni Troni

11 de fevereiro de 2016 às 19h57

A equipe que quer e desconstrução do Brasil

Responder

Ivam Cassemiro

11 de fevereiro de 2016 às 19h56

A má fé explicita em Cafezinho! “deputado federam do PPS defende um golpe militar”. Seu enredo é longo e cansativo, levando a lugar algum. Mas a foto é do Aécio. Por que? Nunca antes na história desse país, houve um governo tão ligado a fardas verde oliva como o atual.

Responder

Maurilio Duarte

11 de fevereiro de 2016 às 19h25

Alguém lembra a antiga sigla do , agora PPS?

Responder

    Anônimo

    12 de fevereiro de 2016 às 19h07

    PCB

    Responder

walter pastori

11 de fevereiro de 2016 às 17h24

Este deputado tal de raul num sei de que na ida da presidenta ao congresso semana passada se colocou no caminho da presidenta para cumplimenta la com sorriso nos labios.Peço a papai do ceu nos ajude com esse congresso acompanho a politica a mas de 40 anos nunca vi nada mas ruim do que este.Um recado com todo respeito ao eleitor pernambucano ve em quem voce vai votar nas proximas eleiçoes.

Responder

José Santana Soares Santana

11 de fevereiro de 2016 às 19h22

Tem outra saída?

Responder

José Carlos Budke

11 de fevereiro de 2016 às 19h20

Isso sim é imbecilidade!
Os militares de hoje são conscientes de seu papel…

Responder

Ricardo S Franchini

11 de fevereiro de 2016 às 19h18

Por que a foto do Aécio?

Responder

Gerson Penha

11 de fevereiro de 2016 às 19h01

Golpista de merda!

Responder

Celso Junqueira

11 de fevereiro de 2016 às 16h44

Deixem os golpistas escreverem o que quiserem. Serão as primeiras vítimas. É sempre assim. Que o digam Lacerda, Magalhães Pinto e Ademar de Barros. Foram para a sarjeta da História.

Responder

Averaldo Azevedo

11 de fevereiro de 2016 às 18h30

Este deputado fascista deveria ser preso, se isto fosse em outro país este bandido estaria preso…Calhorda, safado, sem escrúpulo e travestido de democrata. O povo brasileiro e, especialmente, o povo nordestino desprezam e boicotam esta coisa travestida de político.

Responder

Pedro Pereira

11 de fevereiro de 2016 às 16h27

aff surtou esse safado, era só safado, agora é surtado. mas tem um detalhe, pq os milico iriam fazer o jogo sujo dessa oposição entreguista sem compromisso nacional, sendo que na época do fhh as tropas passavam fome. hj o brasil tem(tinha, graças ao moro e mpf) projeto nuclear, submarino nuclear, vai adquirir novos caças, blindado guarani, fuzil nacional desenvolvido pela imbel, pode não ser o melhor fuzil do mundo mais é feito aqui. advinha o que esse entreguistas sem amor a pátria fariam com as força armadas, sucatear até o talo. o futuro ex ministro das relações exteriores do aébrio, praticamente defende o fechamento das forças armadas e delegue tudo pros usa. só tem lixo subalterno nessa oposição. um dos problemas do Brasil é não ter uma direita nacionalista, com compromisso com a soberania nacional, só tem lixo subalterno.

Responder

Ozzy Scuba

11 de fevereiro de 2016 às 18h26

Já que querem tanto um golpe! Que tal levarem um golpe de karate na cara?

Responder

Josias Vicente

11 de fevereiro de 2016 às 18h20

Este bloco não se classifica como nada que preste para nossa sociedade, fica abaixo da linha do chorume do aterro sanitário, é podridão não reciclável…!!!

Responder

Marisa Amaral

11 de fevereiro de 2016 às 18h20

Rachel Montimor Brandão, socorro, em que mãos estamos ameaçadas de cair!

Responder

Rubem Almeida

11 de fevereiro de 2016 às 18h17

É o novo “companheiro” de Cristóvão Buarque

Responder

Luiz Ricardo Ribeiro

11 de fevereiro de 2016 às 18h17

Muito grave isto. Será um pensamento isolado??

Responder

Graça Melo

11 de fevereiro de 2016 às 18h07

AFF! Este odeia a Democracia, o direito de ir, vir e permanecer!

Responder

Leonardo Cohen Carneiro

11 de fevereiro de 2016 às 18h04

Comece o golpe com um mandato de prisão do Deputado por alta traição à Ditadura comunista, bolivariana, trabalhista, subversiva…

Responder

Jean Mauro

11 de fevereiro de 2016 às 17h59

Sempre foi um canalha!!

Responder

Claudio Gonçalves

11 de fevereiro de 2016 às 17h53

Falange de obsessores!

Responder

Marilia Rosa Miillan

11 de fevereiro de 2016 às 17h52

Que horror !

Responder

Raimundo Medeiros

11 de fevereiro de 2016 às 17h50

Esse deputado do PPS sempre foi
Um tucano fracassado e adepto do golpismo do Aécio?

Responder

alvaro

11 de fevereiro de 2016 às 15h44

O ruim jegue quer golpe militar e depois que o governo seja entregue para a cambada do pps/psdb/dem/pv e etc… Pô vê ganha uma eleição e toma o poder por mérito próprio! Seria mais digno. Eu acho que honestidade e dignidade passa longe dessa gente(?) !!!

Responder

Beto Wolmer

11 de fevereiro de 2016 às 17h44

15 meses sem descer do palanque, será que esses boçais não aprendem que perderam as eleições e o cagaço deles é o dia do caçador virar dia caça????

Responder

Maria Pinheiro

11 de fevereiro de 2016 às 17h43

Que gente Canalha.

Responder

Vanuzia Brito Lima

11 de fevereiro de 2016 às 17h42

Uma justiça que pune Lula e protege Aecio Never e Eduardo Cunha, não merece crédito.

A JUSTIÇA DEIXOU DE SER CEGA.

Responder

Célio Miranda

11 de fevereiro de 2016 às 17h42

Enquanto a Lava-Jato procurar crimes onde quer encontrar e não quer encontrar onde estão sendo apontados nas investigações, afinal, a oposição não contava que isso iria levar tanto tempo e por conta disso, os próprios aloprados do impeachment, já foram denunciados várias vezes e descaradamente, são protegidos por um juiz criminoso e cúmplice.

Enquanto, por culpa da Laja-Jato, que no momento tenta dar destaque a crimes que não existem, afim de ocultar os que existem.

Enquanto as maiores empresas do Brasil, responsáveis por milhões de empregos, estiverem agarradas pela Lava-Jato, mesmo que sejam culpadas, mas que serão impedidas de participar de obras públicas e por não haverem outras no mesmo porte para substituir, principalmente com a finalidade única de atrapalhar o Brasil e o Governo atual, já que este faz milhares de obras por todo o Brasil, abrindo as nossas portas para o crescimento econômico.

Enquanto pessoas acharem que bolsa família é só um sistema de compra de votos e não percebem que as principais regiões do Brasil que com mais beneficiados já cresceu 800%, e que essas crianças que são obrigadas a estudar, em breve se tornarão técnicos profissionais ou até de nível superior, garantindo a essas gerações empregos e qualidade de vida, tornando-se cada vez menos dependentes.

Enquanto os brasileiros não acharem importante para o futuro do Brasil, as ações governamentais, nas áreas da saúde, no campo, no agreste, nas cidades, da formação profissional técnica e superior, isso porque as pessoas com seus raciocínios superficiais, acham que basta montar empresa, trazer indústrias. Por acaso, passa pelas suas cabeças semi-pensantes, que essas indústrias precisam de profissionais qualificados?

Enquanto o imediatismo de alguns não deixa perceber que tudo isso é um processo de longo prazo, já que antes nada foi feito, e que serão necessárias pelo menos duas novas gerações de pessoas bem formadas e qualificadas…

E que enquanto isso… Brasil precisa continuar crescendo, as obras não podem parar para que as indústrias se instalem confortavelmente em todas as regiões do Brasil….

Enquanto parte dos brasileiros, apoiam qualquer atitude que beneficie os pilantras que roubam o Brasil há 516 anos, só para ser contra um governo faz somente aquilo que todo os brasileiros sempre sonharam de um governo.

Enquanto a Lava-Jato quer apenas o Lula, deixem a Dilma trabalhar. Informem-se e vejam tudo o que está sendo feito para o Brasil crescer.

Responder

Jorge Carvalho

11 de fevereiro de 2016 às 17h38

O nobre deputado que tem nome parecido com de JAGUNÇO, prever e antecede ser infrutíferos os golpes “paraguaios” em curso.. Daí o apelo velado pelo golpe militar… Pra turma dele qualquer golpe é bem-vindo… Um “jênio” sonhador pela deposição do governo petista via tapetão… Precisa, antes, combinar com os russos… Porém, o povão, na hora certa, estará de prontidão… Que venham com os peitos abertos..!

Responder

Romoaldo Faccin

11 de fevereiro de 2016 às 17h36

seu idiota seria a melhor que poderia ocorreram

Responder

Antonio Barbosa Filho

11 de fevereiro de 2016 às 17h33

#EuVouDeporComLula

Responder

Jaime Junior

11 de fevereiro de 2016 às 17h33

Para propor uma merda dessas

Responder

Jaime Junior

11 de fevereiro de 2016 às 17h33

Olhem ai as máscaras dos coxinhas caindo e por trás delas as verdadeiras intenções só um louco corrupto

Responder

Antonio Taio

11 de fevereiro de 2016 às 17h30

o cacique fundador do pps tem uma história pra lá de suspeita: http://www.brasil247.com/pt/247/poder/115192/A-estranha-hist%C3%B3ria-de-Roberto-Freire.htm

Responder

Elisabete Brasil Brasil

11 de fevereiro de 2016 às 17h23

Senhores do PSDB, respeitem o meu voto.

Responder

Tormenta Maia

11 de fevereiro de 2016 às 17h13

Hahahahaha! E será mais uma derrota em 2018!

Responder

julio

11 de fevereiro de 2016 às 15h09

Texto digno do Raul Jegue.

Responder

Juba

11 de fevereiro de 2016 às 15h09

Golpe só se for de vento.

Responder

Mazola de Novais

11 de fevereiro de 2016 às 17h07

Responder

Mazola de Novais

11 de fevereiro de 2016 às 17h06

Responder

Mazola de Novais

11 de fevereiro de 2016 às 17h05

E VAO SOFRER A QUINTA, ACabou, acabou, chega canalhas.

Responder

Raimundo Freitas Freitas

11 de fevereiro de 2016 às 17h03

Querer golpe, é golpe!!!!!!!!

Responder

Josely Brasil

11 de fevereiro de 2016 às 17h02

Cadeia nele!

Responder

Paulo Ferreira Damasceno Filho

11 de fevereiro de 2016 às 17h00

Vejam as asquerosas expressões destes velhacos. Ñ passarão!!!

Responder

Bruno Santuario

11 de fevereiro de 2016 às 16h59

Alguém explica para ele que não estamos mais no século 20!

Responder

Inez Benini

11 de fevereiro de 2016 às 16h58

ACORDA BRASIL.

Responder

Roselene Betti

11 de fevereiro de 2016 às 16h46

Não passarão. Retrocesso nunca mais.

Responder

Glauco Silva

11 de fevereiro de 2016 às 16h45

O crescente desemprego de 6,9%? Um dos menores do mundo?! Essa direitona é muito louca mesmo!

Responder

Waldemilson De A. Nunes Val

11 de fevereiro de 2016 às 16h43

Responder

Paulo Fernandes

11 de fevereiro de 2016 às 16h42

Esse partido é uma maria vai com as outra não cacique cai fora fica aí babando no saco de outros partidos para levar vantagem só ficam nas sombra dos bois. Tomam jeito é vão fazer alguma para o povão cambada de desocupados.

Responder

Eder Rodrigues

11 de fevereiro de 2016 às 16h42

Responder

Ailton Gomes Santos

11 de fevereiro de 2016 às 16h41

Normal, a história se repete. Quantos não foram dados? Inclusive com golpes sobre golpes. Todos em circunstâncias semelhantes. Todos dados pelas mesmas oligarquias. Não seria nenhuma surpresa. Só sinto ver o povo incitado e vociferando contra seus únicos defensores!

Responder

Ivon Carlos Da Silva Lobato

11 de fevereiro de 2016 às 16h39

É pensar que esse arremedo de partido veio de pessoas ligadas ao glorioso PCB! Que lastima!

Responder

Jose Silva

11 de fevereiro de 2016 às 16h39

coxinha é tri rebaixado vascaíno torce padre Miguel quase caiu é bolsonete tá explicado o comentário dela Ronaldo Junior tái seu herói kkkkkkkkkk

Responder

Decio Victor Ribeiro Lima

11 de fevereiro de 2016 às 16h37

Tinha que prender um fpd. Deste. E destituir a legenda PSDB. Eles não acrescentam em nada. Sabem que não ganharão no voto, pois insistem num sistema político-econômico truculento, corrupto e repressivo, dos quais a sociedade se libertou na eleições que elegeram o Lula. Eles não aceitam a vontade popular. São antidemocráticos e incentivam o fascismo no país. Chega!

Responder

    Orlando Bonetti Junior

    11 de fevereiro de 2016 às 16h43

    Fazem o que fazem exatamente porque sabem que não voltarão mais ao poder. O Brasil não é Argentina.

    Responder

    Raimundo Freitas Freitas

    11 de fevereiro de 2016 às 17h04

    Quer dizer então que o país esta bem?rsrsrsrrsrs

    Responder

      Edvard

      11 de fevereiro de 2016 às 15h45

      Muito melhor do que antes de 2002.

      Responder

    Decio Victor Ribeiro Lima

    11 de fevereiro de 2016 às 17h09

    Bom, a considerar que pessoas desempregadas estão tirando férias antes de irem à luta, das festas de fim de ano e agora com a de carnaval, é muito infinitamente superior àquela sob administração tucana.

    Responder

    Jefferson Banderó

    11 de fevereiro de 2016 às 17h31

    Não, não está bem,… mas eu que ainda tenho plenas as faculdades mentais e me lembro de poucos anos passados,…. acho que está uma maravilha. Tem que melhorar essa justiça injusta que só persegue o pessoal do PT e os verdadeiros traficantes e criminosos continuam à solta e defendidos por vários inocentes úteis na net

    Responder

    Helio Eduardo Pinto Pinheiro

    11 de fevereiro de 2016 às 21h09

    Raimundo Freitas Freitas , Claro que não está. Entretanto, se o Congresso estivesse trabalhando como DEVERIA, criando propostas, votando o que deveria ser melhor…. Não somos uma Monarquia, aqui não há Reis e Rainhas, somos uma República Democrática, e por isso o Congresso é tão ou mais importante que o Executivo!

    Responder

    Nonato Silva

    13 de fevereiro de 2016 às 04h13

    Raimundo Freitas Freitas Muito bem., obrigado! Muito melhor que no governo FHC. Nosso pior momento, ainda é melhor que o melhor do psdb. PT saudações!

    Responder

Selmo Norte

11 de fevereiro de 2016 às 16h36

Num país onde as instituições de Estado experimentassem maior isenção política, esse descalabro seria motivo para um processo federal.

Responder

José Ciríaco Pinheiro

11 de fevereiro de 2016 às 16h36

PPS não existe como partido autônomo. Funciona como linha auxiliar de outros partidos, principalmente do psdb, é um barriga de aluguel!

Responder

Enio

11 de fevereiro de 2016 às 14h33

Essa elite criminosa tem MEEEEDO do povo brasileiro com Lula 2018. Tem MEEEEDO das urnas. #LulaEuConfio
O mais “honesto” da oposição rouba merenda das crianças pobres em São Paulo. Já estão apelando.
A oposição não tem propostas para o Brasil, não tem políticos que pensam no nosso povo. A oposição tem a mídia lixo e “justiceiros” que sabem que ela não ganha nos votos e partem contra a soberania do povo, tentam destruir politicamente Lula na mente das pessoas. A mídia lixo é o grande braço dos entreguistas da nação.

Responder

Flávio Levi Moura

11 de fevereiro de 2016 às 16h33

O que está em jogo nas manobras conspiratórias da direita é o controle estratégico das ações estatais. O intuito é aprofundar o ciclo de retroalimentação da acumulação capitalista através do investimento público, sem espaço para políticas sociais compensatórias. A tática utilizada para desferir o golpe, não interessa muito. Seja o jus golpes de Coritiba ou uma conspiração utilizando a caserna, o resultado será rigorosamente o mesmo: a restauração anarcocapitalista do neoliberalismo. Jungmann é um arrivista clássico, que posou de esquerdista quando lhe foi cômodo, para depois transforma-se em homem de confiança dos plutocratas.

Responder

Ronaldo Junior

11 de fevereiro de 2016 às 16h32

Concordo com ilustre deputado, Bolsonaro seria o porta voz do estado, e pobre só nas plantações de cana.

Responder

    Jose Silva

    11 de fevereiro de 2016 às 16h41

    cara e tri rebaixado torce padre Miguel quase caiu é bolsonete t explicado o comentário tái seu herói kkkkkkkk

    Responder

Maria Teixeira de Magalhaes

11 de fevereiro de 2016 às 16h28

Tenho um endereço pra quem defende a ditadura militar. O Egito tem uma ditadura militar esperando adeptos que não sabem viver em uma democracia. Vá pra lá !!

Responder

Ricardo G. Ramos

11 de fevereiro de 2016 às 16h28

E la nave va

Responder

Raimundo Campos

11 de fevereiro de 2016 às 16h27

´É!!! Pensar q essa corja já foi o partidão….

Responder

LUIZ

11 de fevereiro de 2016 às 14h26

Somente em um congresso (com “c” minúsculos mesmo), como o nosso, comprado com dinheiro sujo e lavado, na sua grande maioria em igrejas ditas “evangélicas”, um político dessa laia não é expulso a pontapés. Insuflar a desordem e incitar o rompimento da ordem democrática, clamando por golpe militar é crime contra a segurança nacional ( Lei Federal nº: 7.170/1983 – Dos crimes contra a segurança nacional: Art. 1º – Esta Lei prevê os crimes que lesam ou expõem a perigo de lesão: (…) Il – o regime representativo e democrático, a Federação e o Estado de Direito; Art. 22 – Fazer, em público, propaganda: I – de processos violentos ou ilegais para alteração da ordem política ou social; Art. 23 – Incitar: I – à subversão da ordem política ou social; II – à animosidade entre as Forças Armadas ou entre estas e as classes sociais ou as instituições civis..). Portanto, onde estão os senhores deputados para abrir, imediatamente, processo de cassação desse “deputado” por quebra de decoro parlamentar e mais, onde está o Dr. Janot para solicitar ao STF abertura de ação penal por crime contra a segurança nacional????? ABSURDO. Chega. O Brasil merece respeito. PS: Esse “deputado” foi ministro da reforma agrária da ave agourenta e podre chamada FHC, o invejoso.

Responder

Deixe um comentário