Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

O estudo da USP sobre os manifestantes dos dias 13 e 18

Por Miguel do Rosário

03 de abril de 2016 : 22h40

Segue um estudo fresquinho da USP, sobre os manifestantes dos dias 13 e 18 de março.

É um material interessante para ser estudado a fundo. Temos que perseguir um mínimo de harmonia social, que nos permita combater o fascismo, a intolerância e o golpismo.

Examinem o documento com cuidado e comentem no blog.

Eu destacaria os seguintes pontos. Na página 13, encontro a seguinte informação:

Chama a atenção que as páginas de políticos são mais curtidas pelos manifestantes antigolpe, o que sugere que os pró-impeachment podem ter uma descrença maior no sistema político. Chama a atenção também o grande número de curtidas pelos manifestantes pro-impeachment em páginas de políticos da extrema direita, como Ronaldo Caiado, Bolsonaro e Coronel Telhada, superando políticos do establishment, como Aécio e Fernando Henrique Cardoso.

Isso explica o que a gente viu na manifestação do dia 13: Aécio foi escorraçado e Bolsonaro, ovacionado. O núcleo duro da manifestação pró-impeachment é uma extrema-direita agressiva e intolerante. O núcleo duro das manifestações antigolpe, por outro lado, não é a extrema-esquerda, e sim uma centro-esquerda democrática e tolerante.

Eu também destaco a seguinte tabela da pesquisa, que fala das campanhas e movimentos sociais que apoiaram os dias 13 e 18. Observe as colunas PM, Poder de Mobilização, e GM, Grau de Engajamento, que me parece a mais coerente. Volto em seguida.

ScreenHunter_13 Apr. 03 22.11

Eu achei interessante saber que o movimento dos jovens contra o fechamento de escolas está engajado na campanha antigolpe. A imprensa não tinha nos dado essa informação. O Movimento Passe Livre, idem.

O mais interessante de tudo, porém, é descobrir que, nas manifestações da direita, o poder de mobilização está concentrado em três grupos:  Anti-PT, MBL e Vem pra Rua Brasil. Esses dois últimos tem sido acusados, frequentemente, de ligações com grupos direitistas norte-americanos.

Outra tabela, sobre os veículos de comunicação, revela o crescimento da importância dos blogs. O Cafezinho escapou de aparecer por pouco, quiçá porque eles queriam fazer um painel mais plural, trazendo veículos da direita, da esquerda, jornais nacionais, internacionais, etc. Mas entraram no radar o Tijolaço, o DCM, o 247, o Ninja e o GGN. Observe que o Tijolaço tem mais participação, entre os participantes do dia 18 do que Globo, Record, G1. Os principais veículos do golpe são: Veja, Globonews, Folha de São Paulo, Época e Istoé. Os principais veículos da luta antigolpe são os blogs progressistas, a Rede Brasil Atual, e a Mídia Ninja.

 

ScreenHunter_15 Apr. 03 22.20

 

 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário