Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Jean Wyllys sobre Cunha: “Estamos perto de votar pela cassação deste símbolo da política clientelista, de falsos moralistas”

Por Miguel do Rosário

31 de maio de 2016 : 14h17

Charge: Cartunistas contra o golpe

O PROCESSO MAIS LONGO DA HISTÓRIA DA CÂMARA!

Por Jean Wyllys, em seu Facebook

Foi entregue, no Conselho de Ética da Câmara, o relatório que investiga se Eduardo Cunha mentiu ou omitiu, na CPI da Petrobrás, sobre manter contas no exterior.

Aberto em 2 de Março de 2015, o processo contra Cunha, de autoria do PSOL e da Rede, é o mais longo a já ter ocorrido no Conselho desde a sua criação. Foram feitas incontáveis manobras protelatórias que arrastaram, com a ajuda de uma verdadeira tropa de choque, a entrega de um relatório até esse momento. Cunha e seus aliados já conseguiram até trocar membros do Conselho e o próprio relator do processo contra ele.

Recentemente, por conta de sua atuação para inviabilizar investigações, Eduardo Cunha foi afastado do exercício do seu mandato pelo Ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, em decisão depois confirmada por unanimidade na Corte. No mesmo Tribunal, ele é réu no âmbito da Operação Lava-Jato, onde é suspeito de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, quando atuou para fraudar a contratação de navios-sonda da Petrobrás.

Em uma de outras 6 (SEIS!) denúncias oferecidas pela Procuradoria-Geral da República, o procurador Rodrigo Janot classificou Eduardo Cunha como um “delinquente” e “membro de uma organização criminosa”.

Se nenhuma nova manobra de última hora for lançada pela turma de Eduardo Cunha, é esperado que esta semana, finalmente, avancemos para etapa em que será lido o relatório do Deputado Marcos Rogério (DEM-RO), que é insuspeito sobre suposta perseguição ao deputado .

Estamos perto de votar pela cassação deste símbolo da política clientelista, de falsos moralistas. A República brasileira não pode conviver com o fantasma de alguém como Cunha. FORA CUNHA!

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Marcio,São José dos Campos, SP

01 de junho de 2016 às 08h55

Essa facção governista incentivados por essa mídia golpista e protegido pelo STF não largarão o osso (governo). Vai ser uma tarefa árdua que o povo brasileiro terá que lutar muito e só conseguirá vencer, se ouver uma união muito grande nas ruas. Essa fação que aí está, dividiu o Brasil em empresários (governo) e trabalhadores. Onde a reforma política só funciona quando é para tirar direitos e conquistas de nós trabalhadores e da pobreza em geral.Acorda Brasil ! está na hora de parar tudo, até que esse golpista devolva a nossa presidente.
]

Responder

Fabiana

31 de maio de 2016 às 19h56

Só a cassação não basta, é preciso anular todos os seus atos, pelo menos desde a data do protocolo do processo.

Responder

Deixe um comentário