Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Flávio Dino: “Só através de uma requalificação da política poderemos combater a hipertrofia do Judiciário”

Por Pedro Breier

29 de janeiro de 2018 : 19h51

(Foto: Cadu Bazilevski)

Por Pedro Breier

Flávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão, concedeu entrevista agora há pouco na sede do Barão de Itararé, em São Paulo.

O Cafezinho esteve presente e perguntou sobre quais estratégias a esquerda deverá adotar, em caso de vitória do campo canhoto na eleição presidencial deste ano, para evitar uma nova investida da direita, que certamente buscará inviabilizar o governo ou reprisar o golpe.

Flávio Dino respondeu o seguinte:

Não podemos perder a proximidade do povo, o que foi fatal no processo de impeachment. Por isso mesmo você tem que ser sempre muito claro sobre onde você quer chegar.

Não pode ter ilusão de que sendo bonzinho vão esquecer quem você representa.

E você tem que lembrar do território que você está. Você está fazendo política institucional e você tem, portanto, que travar a luta institucional, segundo seus instrumentos. Isso se refere, por exemplo, à maioria parlamentar, à chamada governabilidade. Você não pode fugir disso. A não ser que você não queira jogar esse jogo, o que é uma escolha histórica. Todos os partidos progressistas, socialistas, comunistas, de esquerda no mundo tiveram que fazer. A nossa escolha é travar a luta institucional, então você tem que ser coerente com isso. Mas você não pode, em nome da luta institucional, perder o apoio popular. Porque senão você fica refém e cai. Foi exatamente isso que aconteceu no processo do impeachment.

É o básico. O básico é sempre revolucionário. José Martí disse que sempre que repetir uma verdade é contar uma novidade.

Mais algumas análises de Dino, cujo governo angariou 58% de aprovação dos maranhenses no levantamento feito em junho do ano passado:

  • A atividade judiciária se dá segundo marcos construídos ao longo do tempo, marcos legais, jurisprudenciais, que no caso do julgamento de Lula foram ignorados. Isso que chamo de coisas esotéricas: interpretações inovadoras, artificiais, construindo certos conceitos com o objetivo claro de garantir um resultado pré-definido.
  • O povo é doido por Estado. Falar em Estado mínimo para o povo significa que vai fechar restaurante popular, por exemplo, e o povo não quer saber disso. Por isso que não pode ter sufrágio universal na visão para eles.
  • Falar em plano B ajuda a inviabilizar a candidatura de Lula nesse momento.
  • Só um olhar aristocrático pode negar a sabedoria do povo de identificar os seus líderes.
  • Só através de uma requalificação da política poderemos combater a hipertrofia do Judiciário.
  • O problema dos julgamentos televisionados é que se criou um escrutínio inadequado. Às vezes o Judiciário precisa ser contramajoritário. Como agora todos os juízes são conhecidos, o juiz que julga de acordo com certa fração da opinião pública ganha prêmios. O que vai contra, sofre constrangimentos. Se não tenho garantias para ser contramajoritário, por que eu o seria?

Aqui a íntegra da entrevista em vídeo e a reportagem do site do Barão.

Pedro Breier

Pedro Breier nasceu no Rio Grande do Sul e hoje vive em São Paulo. É formado em direito e escreve n'O Cafezinho desde 2016, sendo atualmente um dos editores do blog.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

14 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

marco,

30 de janeiro de 2018 às 20h17

Sr.Flavio.Para diminuir o PODER DE “CASTA” DO JUDICIÁRIO,somente a OUTORGA POPULAR poderá FAZE-LO.Sem OUTORGA,qualquer AGENTE PÚBLICO,goza de IMPUNIBILIDADE e por SEREM PÚBLICOS,não poder fazer o que lhes manda a CLASSE DOMINANTE.OUTORGA DELES.

Responder

Jochann Daniel

30 de janeiro de 2018 às 12h11

Eu diria que
só quando
a maioria do povo
entender
que a Mídia trabalha
para os interesses
dos nossos inimigos
é que poderemos sonhar
com um Brasil melhor.
Afinal,
nossos inimigos
estão trabalhando
para destruir o Brasil:
– Leis criminosas contra a Previdência e as Leis trabalhistas
– Lei criminosa PEC
– Golpe
– Lava Jato
– Proteção aos verdadeiros e gigantescos corruptos e etc.
Todo este trabalho
de destruição
só é possível
usando
a ferramenta fundamental
de manipulação
da cabeça das pessoas
e consequente pressão
sobre os Poderes constituídos
(judiciário, etc.)
E a ferramenta do Mal
é a Mídia
(Globo à frente).

Responder

    Jochann Daniel

    30 de janeiro de 2018 às 12h20

    Nota:
    Com a colaboração,
    é lógico,
    de brasileiros
    traidores da pátria
    pagos em dólares
    pelos nossos inimigos
    para destruir o Brasil.
    Traidores da Pátria
    que vão
    desde congressistas,
    e outros poderes,
    até os soldados rasos.
    Como estes
    “comentaristas”
    que vêm ao Cafezinho
    fazer desinformação
    e contrainformação.

    Responder

Anna Maria

30 de janeiro de 2018 às 08h15

“O juiz Moro atuou com pré-julgamento, pois ele foi o juiz de investigação de Lula”, argumentou Roberston. “Ele demonizou Lula, contribuiu para filmes e livros que difamaram o ex-presidente e encorajou o público a apoiar sua decisão. Moro jamais poderia se comportar assim na Europa”, definiu. “Depois, divulgou para a imprensa áudios capturados de forma irregular de Lula com a ex-presidente Dilma Rousseff. Pediu desculpas, mas imediatamente deveria ter sido retirado do caso.”

Responder

Deraldo Nascimento

29 de janeiro de 2018 às 22h17

QUE VIDA BOA O PT TE DÁ EM CAFEZINHO.VIVE DE BOA COM DINHEIRO QUE O PT ROUBA DO POVO

Responder

    Rogeria Cristina Lima

    29 de janeiro de 2018 às 23h18

    É, o PT rouba pro Aécio, Jucá, Serra, Temer, Cabral, Cunha, e o resto da gangue ficarem ricos, né? Tá bom!

    Responder

José Antonio Rossi

29 de janeiro de 2018 às 22h06

COMUNISTA QUE GOSTA DE MAMAR NA TETA PÚBLICA, POR ISSO QUEREM IMPLANTAR O COMUN ISMO !

Responder

    Rogeria Cristina Lima

    29 de janeiro de 2018 às 23h15

    Que coisa démodé, é por isso que o congresso está cheio de comunista roubando, né? Não são os da direita , são os comunistas, entendi!

    Responder

    Vicente Ferrer Rocha

    30 de janeiro de 2018 às 01h02

    Põe no Google ” gráfico do orçamento da união 2017″ pra você ver quem são os “comunistas” que vivem às custas do dinheiro do povo. É ali que a andorinha dorme. Muitos bilhões, muitos..mais de seiscentos bi de juros para os bancos.

    Responder

    Carlos Mauricio Silva

    30 de janeiro de 2018 às 01h47

    Só comunistA que gosta dinheiro tá bom

    Responder

    Dimas Trindade

    30 de janeiro de 2018 às 02h11

    E eu nem tinha me dado conta que Moro e Bretas sao comunistas. Vivendo e aprendendo.

    Responder

    Gerson Pompeu

    30 de janeiro de 2018 às 02h43

    Ele é o governador com maior índice de aprovação do Brasil, atualmente.

    Responder

    Anna Maria

    30 de janeiro de 2018 às 08h14

    Então os juízes são comunistas?

    Responder

    Anna Maria

    30 de janeiro de 2018 às 08h15

    Li que 70% do judiciário ganha acima do teto.

    Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro