Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

O debate dos 20 anos da revista Inteligência

Por Miguel do Rosário

16 de fevereiro de 2018 : 17h15

O internauta José Henrique Artigas diz que o debate foi muito interessante, e que vale a pena assistir, mas fez também um alerta sobre alguns trechos estranhos do discurso do comandante geral do exército, o general Villas Boas.

Descrição do vídeo completo:

Seminário “Brasil: Imperativo Renascer” discutiu propostas para o país retomar o crescimento econômico e social, marcando 20 anos da revista Insight-Inteligência.

Os palestrantes foram o presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, desembargador Milton Fernandes de Souza; o Comandante do Exército Brasileiro, General Eduardo Villas Bôas; o presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro; o presidente da Fundação Getulio Vargas, Carlos Ivan Simonsen Leal; o embaixador Jorio Dauster; e os cientistas políticos Wanderley Guilherme dos Santos e Christian Lynch – editor de Insight-Inteligência.

***

O alerta de Artigas:

***

Eu separei aqui alguns vídeos editados (pela própria Inteligência):

Wanderley Guilherme dos Santos:

General Villas Boas:

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Full Spectrum Dominance.

18 de fevereiro de 2018 às 11h47

Que piada. O pais esta sendo governado por um golpe de estado com mega interesses internos e externos
no patrimônio do povo. O governo golpista esta vendedo empresas nacionais – Petrobrás, Embraer, Eletrobras.- e esses caras me vem com debate de inteligência. Isso é burrice.
Full Spectrum Dominance.

Responder

Octavio

16 de fevereiro de 2018 às 19h03

O general fala da importância das FA para resguardar a soberania de um país. Como se resguarda a soberania de um país, vendendo-se todas as suas fontes de riqueza? Temos FA para assegurar que a exploração de nossas riquezas sejam feitas pelo primeiro mundo?
Ele fala diretamente contra a esquerda (para ele extrema-esquerda) ligada a movimentos ambientais. Mas não diz uma palavrinha sobre a direita, ligada a venda de todo o nosso patrimônio. Esta mesma direita está ligada a paralisação da indústria de defesa. Se ele fosse intelectualmente honesto, enalteceria um pouco, pelo menos, o governo Lula, pois foi este governo que desenvolveu muito as parcerias público-privadas na área de defesa. Parcerias que a lava-jato destruiu. Há muito, que em virtude do fosso que existe entre a tecnologia militar americana e a brasileira, muitos projetos brasileiros na área bélica (dual) acabaram. E, nos tempos atuais, vendendo a Embraer, fatalmente o tão falado desenvolvimento de aviões de combate no Brasil, não sairá das intenções. Sabe-se, que os EUA, nos tempos do FHC (só podia ser), já haviam reclamado do desenvolvimento de foguetes pelo Brasil (Aeronáutica). E se continuarmos com governos de direita, logo acabarão com qualquer lançamento de foguetes, desenvolvidos no Brasil. E, consequentemente, com a pesquisa de satélites.
É engraçado como o general é direto, quando fala na perda de autoridade de professores, e de até o motorista de ônibus. Mas não teve coragem de falar nos abusos de autoridade de juízes e promotores. Talvez para ele, deve ser uma coisa muito normal, um juiz, ao cometer uma infração de trânsito, prender a guarda de trânsito. Ou melhor, um filho de juíza ser solto imediatamente após ser preso com 160 kg de drogas.
Ele se coloca a favor das causas internacionais dos EUA. Falou contra a intervenção da Rússia na Croácia, e da Rússia na Síria. Quem conhece um pouco de história geral, sabe que a intervenção americana, através da contratação de mercenários, na síria e na Croácia (na forma de auxílio e reconhecimento) não foi de graça. Não tem santo nesta história. Nem os EUA e nem a Rússia. Mas começar uma guerra civil, ao enviar mercenários para a Síria para derrubar um governo que não atende aos interesses americanos, não é uma boa justificativa, e nem sinal de que se deseja implantar uma democracia.
General, a sua apresentação só vai convencer o MBL.

Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Bolsonaro O 2021 de Ciro Gomes O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade