Genial/Quaest: Veja os números da corrida pelo governo da Bahia

Marília Arraes e Silvio Costa. Foto: Robério Sá.

PT inventou o jogo do perde-perde-perde

Por Miguel do Rosário

02 de agosto de 2018 : 16h09

A “genial” jogada do PT, retirando a candidatura de Marília Arraes, representou uma inovação no campo das derrotas políticas: o perde-perde-perde.

Em matéria de erro político, é um salto mortal triplo escarpado.

Enquanto inocentes do Brasil inteiro – eu, inclusive – botavam fé numa possível união da esquerda, o partido consegue a proeza de produzir uma tremenda cizânia no campo progressista, passando a perna na militância petista de Pernambuco, em Marília Arraes, na maioria dos diretórios do PSB que apoiavam Ciro, além de, é claro, no PDT.

O PT conseguiu ficar mal com todo mundo.

Os únicos argumentos que alguns heroicos colegas têm reunido, para defender a decisão do partido, é dizer que as salsichas serão servidas ao final da festa. Ou seja, o espetáculo da sua fabricação é feio, nojento, sujo, mas ao cabo o Brasil poderá provar uma deliciosa iguaria: a vitória da esquerda nas eleições de outubro e um governo renovador a partir de 2019.

Só que não haverá iguaria nenhuma, porque Lula não será candidato, e o seu substituto representará, forçosamente, um logro diante do eleitor a quem o partido prometia que o presidente seria Lula, só Lula e mais ninguém.

Vamos por partes.

Perde Ciro, naturalmente, que teria mais tempo de televisão se obtivesse uma aliança com o PSB. Mas Ciro, com 28 segundos por dia, continua tendo muito mais tempo de TV, por exemplo, que Bolsonaro e Marina, que terão, cada um, 4 e 3 segundos, respectivamente. A propaganda eleitoral vai começar só no dia 31 de agosto, e durará apenas 45 dias (em 2014, eram 3 meses de campanha).

 

Até lá, não haverá nenhuma propaganda na televisão. Haverá somente candidatos participando de sabatinas, entrevistas e debates. Como não existe vácuo em política, o espaço da esquerda será preenchido por Ciro Gomes, cujo bom desempenho nessas ocasiões (desde que consiga controlar seu temperamento colérico) é elogiado até pelos petistas mais disciplinados.

Perde o PSB, que passa a imagem de partido pusilânime, covarde, assim como foi durante o impeachment, que apoiou em peso. O PSB de Pernambuco, em especial, ganha a antipatia mortal da militância petista do estado. Os petistas de PE comeram o pão que o diabo amassou durante o segundo turno das últimas eleições presidenciais, lutando para eleger Dilma sem apoio do governo do PSB, que apoiou Aécio. Em seguida, os mesmos militantes sofreram o diabo durante o período de resistência ao impeachment, também apoiado pelo PSB de Pernambuco. E agora, após um meticuloso e belíssimo trabalho de base, construindo uma candidatura orgânica, ideológica, autêntica, sofrem essa rasteira, patrocinada mais uma vez pelo governo do estado.

Perde a Marília, que foi terrivelmente humilhada, vítima de uma decisão que a Executiva Nacional não teve sequer a delicadeza de lhe comunicar antes, evitando que ela passasse pelo vexame de ir às redes dizer que era “boato”. A vereadora disse que está “recorrendo” da decisão.

A vereadora é um dos principais quadros da esquerda pernambucana. Apesar de jovem, 34 anos, está na política há 20 anos, tendo começado sua militância ao lado do avô, Miguel Arraes, fundador e patrono do PSB. Em 2014, Marília abandonou a sua candidatura para a Câmara Federal por não apoiar os rumos do PSB, que se inclinava rapidamente à direita. Em fevereiro de 2016, no auge da luta de resistência ao impeachment (que era apoiado pelo PSB), Marília Arraes sai do partido e se filia ao PT.

Por fim, perde o PT. Se o PSB tivesse decidido pela aliança nacional com Lula, tudo bem. Mas não. O PSB optou pela neutralidade. Ou seja, alguns diretórios vão apoiar Lula, outros, Ciro. Marcio França deve dar o palanque a Geraldo Alckmin (único a ganhar, aliás, com esse “acordo”). O PT não ganha um segundo a mais de tempo de TV.

O que o PT poderia efetivamente ganhar, o apoio de Marcio Lacerda em Minas, dificilmente se concretizará, porque Lacerda também se sentiu traído, e não seria impossível que apoiasse Anastasia. A única coisa que realmente serve ao PT é o suposto “isolamento” de Ciro Gomes. Os petistas pensam que, com Ciro fora do jogo, abrir-se-á magicamente um espaço vazio para a aposta arriscada que o partido está disposto a fazer, nomeando um substituto para o PT aos 44 minutos do segundo tempo, com a inabalável fé de que haverá transferência maciça de votos de Lula para o “poste”.

A jogada, no entanto, pega mal com amplos setores da militância de esquerda, que não gostaram de ver tão de perto as salsichas da realpolitik sendo fabricadas. A jogada, portanto, pode reverter em favor de Ciro, o único que emerge dessa história como não tendo passado a perna em ninguém.

Esse é o ponto mais preocupante para a legenda: a emergência de um sentimento antipetista não mais entre bolsominions, não mais entre os inocentes do Leblon que votam no PSOL, mas numa ainda emergente militância trabalhista, muito qualificada nos debates da internet, e que não gostou nada de ver o PT, acossado pelo egoísmo e medo de que um colega da esquerda se coligasse com o PSB e ganhasse musculatura, optar por uma verdadeira automutilação, como foi a retirada da candidatura de Marília Arraes.

Na verdade, os gênios do PT demonstraram que ainda não compreenderam que política é comunicação. Agora é possível entender que o golpe não foi dado apenas por causa dos tropeços políticos da Dilma. O próprio PT, o tempo inteiro, estava por trás do processo, dando maus conselhos, escondendo-se, sinalizando para o lado errado, ajudando o governo, de todas as maneiras, a dar tiros e mais tiros no próprio pé.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

159 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Jochann Daniel

07 de agosto de 2018 às 10h11

Repassando
Vídeo fantástico, definitivo e fundamental.
Clique em
https://www.youtube.com/watch?v=I2TEtQgpgD0&t=2s
para ver o vídeo.
Mantenha a calma……..

Responder

Fausto Oliveira

06 de agosto de 2018 às 16h47

Análise precisa, irretocável. Muito obrigado e vamos votar Ciro, afinal é o que resta.

Responder

Priscila

05 de agosto de 2018 às 18h44

Perfeita análise, sou petista desde 1989, militante, esse será o primeiro ano que não voto fechado no PT. Aqui em PE faremos uma campanha brutal contra Humberto Costa e Paulo Câmara. Inclusive estou pensando em votar em Ciro Gomes.

Responder

Jochann Daniel

05 de agosto de 2018 às 18h23

Sinceramente,
Miguel do Rosário,
eu não estou entendendo.
Você permite que trollers
a serviço de nossos inimigos
os quais pagam os trollers
em dólares
venham em peso
(muitos pseudônimos
são de um só
troller)
ao Cafezinho
destruir (o que resta)
da imagem de Lula
e do PT.
Tudo bem,
você torce para Ciro,
mas,
permitir que esses bandidos
trollers
traidores da pátria
destruam até os restos de Lula e do PT
após o que a Grande Mídia
já destruiu???
Miguel,
qual está sendo a sua???????????

Responder

    Jochann Daniel

    06 de agosto de 2018 às 12h01

    Por exemplo,
    o comentário chulo,
    de baixo nível,
    postado por “João Luis Tavares”,
    abaixo,
    foi postado
    pelo menos mais 3 vezes,
    em diversas matérias
    do Cafezinho,
    com diferentes
    pseudônimos.
    Os trollers
    trabalham full time,
    e seus comentários
    ganham força
    por causa
    da intensa campanha
    da Grande Mídia
    contra Lula e o PT.
    Deste modo,
    pelos comentários dos trollers,
    O Cafezinho
    está sendo
    um jornalismo
    de baixo nível,
    algumas vezes
    de imprensa marrom,
    como fez quando publicou
    um ataque dos trollers
    à honra pessoal
    de Gleise Hoffmann.
    Vai me desculpar Miguel do Rosário,
    mas,
    O Cafezinho desta forma
    está sendo
    um ótimo veículo
    para o objetivo
    de nossos inimigos,
    que é o de destruir Lula,
    o petismo,
    e a própria esquerda.
    Falando a linguagem
    de nossos inimigos >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
    >>>>>>>>>>>>> I’m so sorry………………….

    Responder

Bruno Costa Coscarelli

04 de agosto de 2018 às 00h39

Disse tudo. É perfeito o artigo. Assino embaixo.

Responder

João Luiz Pereira Tavares

03 de agosto de 2018 às 19h16

Ladrões, bandidos e mulheres revoltadas
==============================

E aqui no Brasil, quem vota no “lula livre”, do
PT e seus satélites ao estilo de PCdoB (e,
também, no bregaço do Petismo) é:

1.
Autoritário,
2.
Grotão convencido a sabichão,
3.
Pessoas toscas,
4.
Pessoas que sofreram Lavagem Cerebral, via

João-o-Milionário-Santana (o ex-publicitário do

brega petismo),
5.
Bregas e barangonas,
6.
População reacionária,
7.
Ladrões, bandidos e mulheres revoltadas;
8.
Imbecis de toda ordem!


O petismo, lula, dilma etc. são totalmente

autoritários de esquerda…
Vejamos. Eis tais pessoas:
Elas têm uma abordagem mental tão estreita como
o buraco de uma agulha (PT, PCdoB): ali não cabe
outra opinião além da sua, outra crença ou outra
verdade, algo que ela mesma criou ao longo da
sua vida.

Responder

Ricardo

03 de agosto de 2018 às 19h13

“PCdoB participa do acordo PT-PSB e Manuela será vice de Lula

O PT está apanhando mais do que cão danado pelo acordo com o PSB que sacrificou a candidatura da promissora Marília Arraes em Pernambuco. Mas o resultado dessa aliança é bem mais amplo e vantajoso para os petistas do que parece. A começar pelo fato de que ela tem mais do que dois lados, e é, na verdade tripartite: incluiu desde o primeiro momento o PCdoB, que deve dar amanhã a vice da chapa petista, Manuela D’Ávila, e participou de todo o entendimento.

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, está em Curitiba fechando com Lula os últimos detalhes do anúncio, que inclui outros movimentos.

Além de Manuela como vice de Lula – e de quem o substituir quando ele for excluído da cédula -, o PCdoB foi convidado a indicar sua presidente, Luciana Santos, para a vice do governador Paulo Câmara, pivô da negociação pelo lado do PSB pernambucano e beneficiário da retirada de Arraes.

O PCdoB, que sempre foi um parceiro de primeira hora do PT, fechou aliança também com o PSB em outros locais, como o Amazonas: junto com o PT, vai apoiar o PSB mas garantir na chapa a reeleição da senadora Vanessa Grazziotin. O trio também fechou acordo na Paraíba, onde PT e PCdoB apóiam Ricardo Coutinho, do PSB, e o petista Padre Couto, deputado, sai para o Senado.

Com esse pacote, apesar dos ovos inevitavelmente quebrados, o PT e seus aliados terão, nessa omelete, o apoio de todos os governadores do Nordeste na eleição presidencial, o que não é pouco – sobretudo se o cabeça de chapa for um paulista como Fernando Haddad.” (HELENA CHAGAS)

Responder

Alan Cepile

03 de agosto de 2018 às 18h57

Lulistas, ACORDEM!!!

Então vcs acham que os lulistas que NÃO votariam no poste vão passar a votar só pq o PSB não se uniu a Ciro Gomes??? Ou só pq o PT deu uma rasteira histórica na Marília Arraes??? Mas que sentido isso faz?!

O PT não ganhou NADA, apenas impediu que Ciro tivesse mais alguns segundos de tempo de TV, e é bom que se lembre que o tempo que Ciro tem já era maior que o do PT mesmo sem o PSB.

Enquanto o PT não conseguir convencer o seu eleitorado a votar no poste, nada vai mudar…

E ainda ganhou uma boa parte de petistas reclamando da trairagem histórica pelas redes sociais afora.

Em resumo, a manobra do PT enfraqueceu Ciro e a si próprio.

A direita em festa….

Responder

Alex

03 de agosto de 2018 às 18h52

União das esquerdas, para não nos esqueçamos:

https://novoexilio.blogspot.com/2018/07/por-que-eu-matei-marille-por-alexandre.html

Responder

Nostradamus ( Consultores políticos e psicológicos )

03 de agosto de 2018 às 18h20

E dai Curiosinho ? Traz a minha bacia e o banquinho…
– Como é Nostra, lá no Pernambuco não dá nada ?
– Turva, a água não serenou… mas aqui no ouvido baixinho Curiosinho, o que tem de mulher xiita naquele diretório não está no gibi garoto… daquelas tinhosa de arrancar dente sem anestesia… vai, vai, pro Carcará não desconfiar de nada que estamos conversando…
– E dhaih ? Parece que a turma está atrasada para o coletivo ? Que fogo é esse ? Vai ter pajelança ?
– Tiorioriorioriorio ( vem vindo o Curió, dobrando a esquina… )
– Vai ter pajelança nenhuma. Vamos demonstrar como se faz e queima uma tocha para o Levante.
– Vem cá Quero-quero, os cartazes estão prontos ? Quantos para cada um ?
– Lá vem o Zé dos Bagos, será que nós vamos manter a parceria… já não tem muita gente ?
– Que nada, vamos sair com uma bateria de escola de samba na pressão… Lula livre!
Bota pressão que essa raça se caga toda! Fogo nessa vampirada!!! Levante Popular!

Responder

Edson Santos

03 de agosto de 2018 às 18h09

Miguel do Rosário, sua argumentação está muito boa. Faço dois reparos : 1) Não considero Ciro Gomes de esquerda. 2) Ele em momento algum tentou deixar uma porta aberta para futuro entendimento com o PT. Teve um discurso dúbio o tempo todo, às vezes comprando o discurso da direita. Um exemplo : Teve um discurso pró-Lula no Maranhão e um contra em São Paulo em participação em um evento de empresários. Estou com Marília Arraes.

Responder

Elena Osawa

03 de agosto de 2018 às 17h59

O que todos tem que entender é que o interesse do povo está acima de todas as ambições pessoais e partidárias. E o jornalista Fernando Brito foi muito feliz ao expor isso neste post: “O que une as esquerdas é povo, não é o mimimi”. http://www.tijolaco.com.br/blog/o-que-une-as-esquerdas-e-povo-nao-e-o-mimimi/

Responder

Francisco

03 de agosto de 2018 às 16h59

Até tu, Miguel, está a ‘esconder’ a pesquisa Ibope-CNI, aquela que após dois meses reapareceu ontem, mas não foi devidamente divulgada, quer na mídiazona, quer n’o Cafezinho, embora divulgada pelo Ibope-CNI com incrível repetição exata nos índices de todos os candidatos, na opção com Lula: Lula 33%, Bolso 17%, Marina 7%, Ciro 4% e Alckmin 4%.
Mais um pouco e terão que chegar no Vox, aquele que tu acha menos confiável que o Data360 e o DataLabareda, feitos por telefone e o Paraná, aquele que sabemos o que andou fazendo com o Aécio na eleição passada.
PS: A Marília de Dirceu é melhor que a Marília de Arraes, Miguel, o post já virou o fio, só o tal ‘Alan Cepile’ representa quase 15% dos comentários. Haja saco.

Responder

    Francisco

    03 de agosto de 2018 às 17h00

    Nota: Repetição exata em relação a pesquisa feito quase dois meses antes.

    Responder

Robson

03 de agosto de 2018 às 14h51

O PT joga para a militância e nao para o pais. Uma pena.

Sou um lulista e esperava o apoio ao Ciro, que foi um leal combatente. Fiquei – e tanho ctz que varios tb – decepcionado.

A esquerda está fadada a perder essa. Talvez seja o que precisamos para varrer a “militância” obtusa, superficial e anacronica, permitindo o o fortalecimento da esquerda democratica.

O sentimento eh de decepção. O PT jogou uma pá de cal naqueles que anseiam pela esquerda democrática. Um voto – por menos que isso signifique – vocês perderam.

Responder

George Fonseca da Silva

03 de agosto de 2018 às 14h24

Confesso que não sei se foi a melhor solução o acordo. Mas se coloquem literalmente no lugar do Lula……. Onde parte da esquerda quer atender o anseio da direita e tirar o maior líder da história do país do cenário. É pra deixar o Lula apodrecer e Ciro salvar o país, é isso mesmo? O PT apoiar Ciro, mesmo ele ignorando o maior líder do PT? Queremos a união da esquerda, mas cada um nas suas condições. Alguns esquerdistas que pularam do barco quando o porrada cantou arrumou um canto mais centralizado (CIRO) pra não entrar no pau e começou a bater no seu antigo campo (centro/esquerda). Perdemos a capacidade de luta, não queremos perder nossos gabinetes e vida confortável que foi conquistado com suor. Lula poderia ter feito acordo com a Direita e se isentado da eleição, seria homenageado por Roberto Marinho e ainda expulsariam o Moro, pois assim nunca a esquerda ganharia daquele picolé de Chuchu. NÃO DA PRA TAPAR OS OLHOS COM A INJUSTIÇA CONTRA LULA, OU ENFRENTAMOS ISSO, OU A BRINCADEIRA DE DEMOCRACIA NO BRASIL NUNCA ACABA. Ou vocês acham que seria mais dificil tirar uma Manuela ou Ciro do poder?

Responder

Justiceiro

03 de agosto de 2018 às 13h49

Quando os petistas vão entender que Lula é, acima de tudo, um egocentrista? Pra Lula, na esquerda só existe ele. Quem tentar se aproximar de ser,pelo menos, vice-líder, é rapidamente degolado.
Eduardo Suplicy tentou prévias no PT pra ver quem seria o candidato a presidente. Lula o detonou. Já fez isso com Marta Suplicy, com Dirceu, que mandou pra cadeia no mensalão pra livrar o próprio pescoço e agora faz isso co Marília Arraes.

Tenham certeza. Se Ciro for para o segundo turno, Lula ,mandará votar no outro candidato. Seja quem for.

Responder

Gerald R. Erwin

03 de agosto de 2018 às 13h19

LULA LIVRE!

Responder

João Batista

03 de agosto de 2018 às 11h52

Não consigo chegar a um entendimento profundo sobre o que está por trás desses passos dados, mas não concordo que as conclusões sejam tão simplesmente desastrosas como aqui anunciado.

Responder

Weliton Oliveira

03 de agosto de 2018 às 11h21

Ciro foi passado pra trás (tiraram-lhe o doce) por dois pólos na disputa.l Qual a rasteira maior , a do PT que lhe tirou o PSB ou a do PSDB que lhe tirou o centrão?

Responder

    CezarR

    03 de agosto de 2018 às 11h37

    Sem dúvida do PT-PSB, pois o centrão jamais foi seu objetivo. A verdadeira facada não veio das fileiras inimigas, e isto que é lamentável. E o pior de tudo, o PSDB conquistou o apoio nacional do centro, o PT nada conseguiu além de limar o Ciro e criar um problema em Pernambuco. Dito isso tudo, ao meu ver a Arraes é a mais promissora liderança de esquerda dos últimos tempos, espero que saia do PT ou mude os rumos desse partido. A guerra do novo contra o velho é sempre doída, mas o novo sempre vem.

    Responder

sergio

03 de agosto de 2018 às 11h21

Miguel, deixe de ser cabo eleitoral do Ciro e seja jornalista, neste campo você ajudar tem muito mais capacidade.
O Ciro e um político novo velho. A cada dia que passa fica menos experiente e não aprende nada. Não perde a veia de coronel do Nordeste e balança mais que bananeira em dia de vento.
E um novo ultrapassado. Aproveita de uma maneira be meu ineficiente sua inteligência.
Ainda tem que comer muito arroz com feijão se quiser liderar. Senão continuará sendo liderado e por sorte você de alguém
A vaidade destrói

Responder

    George Fonseca da Silva

    03 de agosto de 2018 às 14h10

    Excelente Sérgio. Vejo nítidamente o estrago que ocorre na mídia tradicional quando assume seus afetos e usam suas ferramentas de trabalho para isso. Não sei se foi a melhor decisão, mas foi uma manobra do Lula, muito bem explicada, temos que respeitar a sabedoria e o talento nato de Lula. Inevitável que no momento qualquer decisão vai deixar feridos, mas vejo figuras apaixonadas pelo Ciro, pelo mesmo motivo que a direita vendeu o FHC, preparado. Mas não tem raíz do povo, da esquerda, sempre foi coronel. Ciro não foi hábil e quer culpar o PT. Essa parte da esquerda, abandonou Lula ao relento e quer que todos abandone, tapou os olhos pra injustiça de sua prisão e tem a presunção de achar que a direita vai deixar outro partido de esquerda governar.Enfim não defendo nenhum atropelo, mas temos que fazer a leitura do momento, é hora de sangrar na luta, e Lula ja está sangrando, mas a outra parte não quis perder o conforto pra defendê-lo e têm a audácia de querer seu apoio incondicional.

    Responder

    Weliton Oliveira

    03 de agosto de 2018 às 15h39

    Entendo que essa choradeira toda não é por causa do Ciro que tem um grande potencial mas não se viabilizou, nem mesmo se atirando para a direita. As lágrimas são pelo fato de o Lula ter ficado mais forte ainda. É manifestação do antilulismo e do antipetismo. Espero que Ciro tenha aprendido que o povo tem lado e que quem não está do lado do povo está contra o povo.

    Responder

Reginaldo Ramos

03 de agosto de 2018 às 11h07

Análise perfeita. Nenhum reparo. Genial!

Responder

CezarR

03 de agosto de 2018 às 10h58

Impressiona o nível de canalhice de alguns petistas que aqui vem, não todos é claro. Defendem com unhas e dentes esse brilhante acordo, mas o que deve se perguntar é: O QUE O PT GANHOU COM ESSE ACORDO?????? Mais uma vez, perderia Pernambuco e NÃO GANHARIA Minas. NÃO HOUVE APOIO DO PSB AO PT EM NÍVEL NACIONAL. O PT NÃO GANHOU UM SEGUNDO A MAIS DE TV E AINDA DEU AO ALKIMIM UM TEMPINHO A MAIS. PRECISA DESENHAR? A grande vitória for limar o Ciro? Foi isso? Mas se ele é tão insignificantes, que vitória foi essa? Ou foi uma vitória de Pirro, ou tem coisa muito pior por trás disso.

Responder

Thiago Melo Teixeira

03 de agosto de 2018 às 10h56

Aposto que aquele senador da Veja, Humberto Costa “Vamos virar a página do golpe”, está metido nisso.

Responder

Sergio Sete

03 de agosto de 2018 às 10h46

Engraçado é o termo “progressista” ser usado para uma ideologia já comprovada em outros países que é “atrasista”. Não funcionou onde existia, não funciona onde existe… progressista onde?
Só rindo mesmo.
O PT é igual aqueles violinistas do Titanic.

Responder

    Benoit

    03 de agosto de 2018 às 15h26

    Voce está enganado sete vezes. A doutrina que não funcionou é o neoliberalismo, tente se informar melhor. As privatizações na Argentina não funcionaram, por exemplo, na Rússia criaram uma casta de gangsters e arruinaram o país, no Chile do Pinochet causaram um desastre (além do desastre do Pinochet) e acabram sendo revertidas. No México e na América Central o resultado dessas políticas foram Estados falhados.

    Ideias progressistas funcionaram pelo contrário nos Estados Unidos nas décadas todas em que tiveram políticas protecionistas, nas décadas em que se pagava impostos de até mais de 90% da renda (voce nunca leu o Piketty?). Elas funcionaram quando o Estado fez planejamento industrial na Coreia do Sul, no Japão e em outros lugares na Ásia. Elas funcionaram em países europeus que tiveram políticas sociais fortes e consequentes durante décadas em que se desenvolveram.

    Responder

Auri

03 de agosto de 2018 às 10h45

Só fez esta análise pq está apoiando o Ciro, vc já foi melhor viu !!!

Responder

Neto

03 de agosto de 2018 às 10h43

Marília Arraes, que mal atingiu a idade mínima para ser presidente, tem dois anos e pouco de filiação ao PT, já quer direcionar os destinos da política nacional? Devagar com o andor, moça, a crise é muito complexa para comportar esses infantilismos.

Responder

Antonio Celso Alencar

03 de agosto de 2018 às 10h16

Ciro Gomes é somente mais um tolo completo e eu fico pasmo com o apoio de colunistas e jornalistas progressivos a ele… Apoio de pato amarelo disfarçado, isso é normal – Essa turma perdeu a capacidade de raciocinar, faz tempos…
Ciro Gomes foi atrás do Centrão, achou que tinha fechado um acordo e detonou com Lula e com o PT… Depois, foi atrás do DEM…
Agora de mãos vazias, continua a vomitar merda… O Grande Lula, o maior e melhor político que esse País já produziu, como era de se esperar, quebrou as pernas dele…

Responder

Antonio Celso Alencar

03 de agosto de 2018 às 10h15

Ciro Gomes é somente mais um idiota completo e eu fico pasmo com o apoio de colunistas e jornalistas progressivos a ele… Apoio de pato amarelo disfarçado, isso é normal – Essa turma perdeu a capacidade de raciocinar, faz tempos…
Ciro Gomes foi atrás do Centrão, achou que tinha fechado um acordo e detonou com Lula e com o PT… Depois, foi atrás do DEM…
Agora de mãos vazias, continua a vomitar merda… O Grande Lula, o maior e melhor político que esse País já produziu, como era de se esperar, quebrou as pernas dele…

Responder

Antonio Celso Alencar

03 de agosto de 2018 às 10h08

Os Blogs progressistas e seus titulares que não aceitam ser contestados, fazendo campanha por Alckmin e Bolsonaro….Abertamente.
O que é pior?…Não se dar conta disso.

Responder

Janilson

03 de agosto de 2018 às 09h45

O ego Petista é de dífícil dissolução.Mas o tempo ajeitará isso.A história de vcs está chegando ao fim e desde ontem eu torço por isso.

Responder

Ivan lima

03 de agosto de 2018 às 09h28

Duas perguntas:
Como se dá a união com quem, aberta e insistentemente, lhe ataca?
Pode um candidato com menor porcentagem de intenção de voto liderar uma coalizão?

Responder

    JC

    03 de agosto de 2018 às 10h04

    Pode um líder de uma colisão tratar os votos da colisão como se fossem seus? Quantos desses votos são de gente que só quer o fim da tragédia que é o governo Temer e a derrota do discurso fascista e vota nesse líder por não enxergar nesse de menor percentual um voto “útil”

    Responder

    Alan Cepile

    03 de agosto de 2018 às 10h11

    Pode alguém que todos sabem que nem será candidato liderar qualquer coalizão?

    Responder

      George Fonseca da Silva

      03 de agosto de 2018 às 14h15

      A pessoa só é líder se assim o povo o fizer, o cara é escrachado diariamente durante 3 anos, e ainda tem liderança. Não questione aqui, vá ao povo. Ah se ler a história , as grandes transformações foram lideradas atrás do palco.

      Responder

Rudi

03 de agosto de 2018 às 09h26

Ciro buscou acordos com a direita e a esquerda. Nada conseguiu porque não inspira confiança na parceria. Já esteve em seis partidos e não fala cinco minutos sem agredir alguém.
Os “traídos” deveriam pensar em primeiro lugar no interesse do país e do partido e em último nas suas pretensões pessoais.
Interessante como surgem opinadores “alienígenas” a discutir assuntos da esquerda. Comovente sua preocupação com a angelicalidade do PT.

Responder

ANTONINO DE PÁDUA

03 de agosto de 2018 às 08h36

Eu até entendo que há honestidade no seu texto. Mas, convenhamos, quando o seu candidato Ciro Gomes falava astuciosamente, descendo o cacete em Lula, não vi por parte do sr. a defesa de Lula. Portanto, Ciro se precipitou ao tentar se isolar do PT. Sem o PT, meu caro, Ciro não passa de Fortaleza.

Responder

    JC

    03 de agosto de 2018 às 09h24

    O PT, desta vez, só ganhou as vísceras expostas em praça pública.
    Nem um segundinho a mais na TV, nem uma porta de entrada pra tentar garimpar votos em São Paulo e agora uma certa repulsa dos eleitores que esperavam uma união da esquerda para barrar a tragédia do governo Temer.
    O ponto chave é esse: passar a perna pra angariar apoio é natural da política. Passar a perna só pra não se aliar ao outro e ainda emputecer a própria base é tido como mesquinhez. Da uma olhada na turma que tem aversão à imprensa tradicional brasileira mas procura alguma alternativa como El Pais ou BBC qual é a impressão que ficou.
    Esse tipo de manobra feita de maneira truculenta, exposta, sem trato, expurga a parcela mais bem informada do eleitorado que gostaria de ver uma esquerda progressista menos fisiológica entre seus pares…

    Responder

Samir

03 de agosto de 2018 às 08h25

Análise mais bem escrita que eu li até agora!

Responder

    Alan Cepile

    03 de agosto de 2018 às 08h54

    Pq foi a única que abordou, com propriedade, todos os lados envolvidos.

    Nenhuma análise fez isso até agora.

    Responder

Cláudio

03 de agosto de 2018 às 04h13

:
: * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando:

Divulgue e faça campanha pela votação maciça nos partidos do campo progressista (de esquerda, portanto, principalmente PT) de deputado/a estadual, passando por deputado/a federal e senador/a, até governador/a e presidente da República (LULA).

.:.
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
* * * * * * * * * * * * *
* * * *
Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas, ou seja : SEM VASELINA) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
* * * *
* * * * * * * * * * * * *
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
?????????????????????
:: ?????????????????????
::

Responder

Alberto Jorge

03 de agosto de 2018 às 03h36

Ciro Gomes é que terá a responsabilidade de apoiar o PT no segundo turno das eleições presidenciais.

Miguel do Rosário fechou com o Ciro Gomes é não há nada de errado nisso.

Temos que respeitar o seu posicionamento político.

Estou com Lula e quem ele indicar.

Lamento que Ciro Gomes seja um adversário… Mas foi a sua escolha pessoal.

Será muito interessante assistir o debate com à sua participação é coragem. Mas não será presidente do Brasil

Responder

luis castro

03 de agosto de 2018 às 00h28

A direita conseguiu que pseudo esquerdas fizessem coro com os golpistas que querem por que querem que Lula e o PT, em nome de uma união das esquerdas, renuncie de sua hegemonia em favor de um candidato, no caso Ciro, que não chega a dois dígitos nas mais variadas pesquisas. O verdadeiro líder não precisa que outro renuncie para ele se impor em um cenário eleitoral, assim aconteceu com Lula que superou Brizola quando este parecia imbatível na primeira eleição direta para presidente da República. Se o Ciro vai ser o próximo líder do cenário político, ele não tem o que temer e nem precisa que Lula e o PT o apóie no primeiro turno, basta se impor sobre os demais candidatos da esquerda, inclusive sobre o apoiado pelo líder petista, no caso de seu impedimento. Proeza que eu duvido muito.

Responder

Eneto

03 de agosto de 2018 às 00h20

O petista xiita não gosta de idéias, do debate, gosta do PT. É a necessidade de levantar uma bandeira sem a mínima intenção de olhar ao redor, de lê e buscar compreender o contexto. Falam q Ciro não é de esquerda pq conversou com o centrão ? Ora… E o PT ? Que ampliou a política de coalizão do príncipe tucano ? Que colocou Temer na vice, loteou empresas públicas e colocou Levy no comando da fazenda, provocando inclusive uma mudança na agenda de governo, com Dilma ? Exemplos práticos não faltam pra apontarmos tamanha hipocrisia, ontem e hj. Ciro tá sendo visto como inimigo por buscar uma hegemonia ? É isso, petistas ? Brigam pra isolar Ciro, impedem formação de novas lideranças…. Marília é uma joia de 34 anos q vc tão fazendo questão de queimar uma oportunidade ? Em favor de um PSB local (aqui de PE) que apoiou o “golpe”? Em favor de quem, afinal ? Lula não é Deus pra ser elogiado toda hora. Não é imortal pra ser uma solução eterna. Esta preso (injustamente) e n tem ngm ao meu vê, além de Ciro, que possa debater com profundidade os temas e as soluções pra q se busquem convencer a maioria desorganizada de um entendimento real dos interesses em jogo. Alguém assiste as palestras ou debates com Ciro ? Uma semana atrás, 5/ 10/ 18 anos atrás… pra ser de esquerda não é preciso nascer das classes populares; não é preciso ser poste do PT. Não é preciso ser fiel a um princípio… É hora de se desapegar das idéias fixas… Ciro é uma opção real; um kra inteligente, técnico, capaz de confrontar qualquer fake do MBL ao liberal mais tosco da banca..

Responder

    Janilson

    03 de agosto de 2018 às 09h40

    Melhor análise!

    Responder

Francisco

02 de agosto de 2018 às 23h53

O que seria um ‘salto mortal triplo escarpado’?
Carpado, sabemos ser aquele executado com o corpo dobrado nos quadris, pernas esticadas sem flexão dos joelhos e pés distendidos, mas ‘escarpado’…
Talvez consultar Daiane dos Santos, mas sendo em matéria de erro político e não em salto ginástico, melhor não.
Seria o que tem escarpa, um declive muito íngreme de terreno, provocado por erosão. Não parece.
Esperemos Miguel explica-lo, certamente melhor que a ‘genial jogada do Perde-Perde-Perde’, atribuída ao PT, mas na realidade de três autores distintos:
1) Perde, o apoio do ‘Centrodireitão’ para Alckmin,
2) Perde, o apoio do PSB para o PT,
3) Perde, a eleição para Si(ro) pela terceira vez.

Responder

    kleber do nascimento oliveira

    03 de agosto de 2018 às 08h17

    45 e 13 nem no microondas zé roela, estão fodidos agora

    Responder

    Samir

    03 de agosto de 2018 às 08h22

    Escarpado faz referência à valsa que o PT dança perto da escarpa. Nossa língua portuguesa é linda e foi usada como maestria nesse caso!

    Responder

Menestrel

02 de agosto de 2018 às 22h09

Se eu fosse coxinha estaria preocupado com a Revolta de Pernambuco.
Cheio de vermelhinhos inflamados querendo passar até por cima do “líder supremo”. Isso é perigoso,Merval.

Responder

    Brasileiro da Silva

    02 de agosto de 2018 às 22h28

    Mas como vc é só um ptminion, vc aplaude essa “esperteza” .

    Responder

      Alan Cepile

      03 de agosto de 2018 às 06h39

      Não conheço um só coxinha que não esteja dando pulos de alegria.

      PT sozinho
      PDT sozinho

      Um verdadeiro paraíso para a direita armada até os dentes. com toda a máquina a favor, vai dar pra passar o capítulo da novela com tanto tempo de TV.

      E que “grande” manobra do PT, manobrou, traiu, puxou tapete para ficar…. SOZINHO!

      Responder

        Marcelo Abb

        03 de agosto de 2018 às 07h36

        Espero que estes petistas ignorantes e lunáticos sejam todos ricos e tenham passaporte europeu, para sair dessa merda de país quando a direita ganhar.

        Estão fazendo essas manobras absurdas, mas esquecem que precisam combinar com o eleitor.

        EU NÃO VOU VOTAR NO PT NO SEGUNDO TURNO, NEM CONTRA BOLSONARO!

        Quando bolsonaro ou alckmin ganharem, depois não reclamem.

        Se o PT quer brincar com fogo, vamos ver se a militância aguenta o incêndio.

        Tenho um ciclo de mais de 100 amigos petistas que estão putos com o partido, e já declararam que não vão mais votar no PT depois dessa.

        Responder

        Menestrel

        03 de agosto de 2018 às 09h17

        Candidato com 41% dos votos não tá sozinho, meu caro. Problema que vc enxerga a política só dentro dos gabinetes e decisões das cúpulas.
        A diferença do PT com os outros partidos é a militância. Isso é é vantagem, não um problema.

        Responder

          Marcelo Abb

          03 de agosto de 2018 às 13h16

          Você ainda não percebeu que o candidato que tem 41% está preso e inelegível por força da lei que ele mesmo sancionou, a ficha limpa?

          É sério que você ainda não percebeu isso?

          Me explica uma coisa então:

          Por que o Haddad, quando aparece nas pesquisas como o nome indicado pelo Lula, não tem os mesmos 41%?

          Juro pelo amor que sinto pelos meus filhos que se existisse ao menos UMA pesquisa que mostrasse que o “poste” petista receberia 100% dos votos de Lula, eu estaria aqui hoje fazendo campanha pelo PT, mesmo simpatizando com o projeto de Ciro.

          O que você me diz?

          Menestrel

          03 de agosto de 2018 às 14h37

          Se acalma coxa, vc está descontrolado, vai acabar infartando e a direita vai perder um votinho.
          Eu falei que não está isolado, você pode dar murro no computador, na parede , xingar Lula, eu minha mãe, minha vó, que o Lula vai continuar sendo o maior líder popular do Brasil.E nem precisa se eleger ou até ser candidato para não estar isolado, se ele conseguiu da cadeia,erradamente ou não,tirar o apoio do PSB ao Ciro e este sim ficar isolado e pq Lula tem muita força e não está isolado.
          Haddad que eu saiba não é candidato a nada. Podem colocar Haddad na pesquisa, como colocar o Papa. Ele não é sequer pre-candidato, então a pesquisa não serve para nada. Se for oficializado para algum coisa ai a gente discute Haddad ou o Papa.

          Marcelo Abb

          03 de agosto de 2018 às 13h23

          E tem mais.

          O voto no Lula não é ideológico e racional, como está pensando a cúpula de ferro petista.

          Isto é o que explica o porque dos seus votos não migrarem 100% para o poste do PT.

          Acredite se quiser, existe um trade-off grande entre eleitores do Lula e do Bolsonaro.

          Os votos do Lula são dele, mas não necessariamente do PT.

          Você não percebe isso? Sério que não percebe?

      Menestrel

      03 de agosto de 2018 às 09h13

      Só se vc chamar a revolta dos vermelhinhos(“ptminions”) de Pernambuco de “esperteza”. Outra coisa aqui eu não defendi.
      Gostou do festival na Lapa , coxa? Cheio de mortadela “ptmninions”.Evita ir em qualquer shopping ou mercado popular, vai que ainda aparece o tromPETISTA fazendo alguma “esperteza”.

      Responder

    kleber do nascimento oliveira

    03 de agosto de 2018 às 08h22

    45 e 13 nem no microondas boçal, vá fazer greve de fome em curitiba!

    Responder

Jandui Tupinambás

02 de agosto de 2018 às 21h19

Considerando que a direção nacional não é o PT,

considerando que quem determina se PT tem candidato ou não em Pernambuco são seus delegados,

declaro oficialmente que o site O CAFEZINHO espalhou FAKE NEWS e pelo que se lê nos comentários, seus leitores não possuem muito senso crítico para perceber manchetes mentirosas.

O Ciro não merecia eleitores tão despreparados…

Responder

    Brasileiro da Silva

    02 de agosto de 2018 às 22h31

    Vc declara oficialmente? Então o que a Gleisi, que eu achei que era presidente do partido, fala, não vale. Curiosidade: quando vc esquece o remédio vc acha que é o Napoleão.

    Responder

      Alan Cepile

      03 de agosto de 2018 às 06h43

      Bem preparado deve ser o PT, que maquinou, traiu, puxou tapete, atuou nos bastidores para ficar SOZINHO….

      “brilhante”

      Responder

    kleber do nascimento oliveira

    03 de agosto de 2018 às 08h25

    13 nem no microondas, sentirão saudades dos coxinhas, vão ver o q é antiptismo

    Responder

André Romero Henrique da Costa

02 de agosto de 2018 às 20h56

Marcelo, você citou um jornalista que mantém meu respeito como pessoa mas perdeu meu respeito profissional. Ele, o DCM, o 247 não são veículos de jornalismo nem tampouco sites de esquerda: são apenas panfletos digitais a serviço do PT. Lá só vale publicar matérias que estejam em consonância com os interesses da cúpula do partido. Só elogiam outras personagens políticas de esquerda enquanto esses babam ovo do partido ou não manifestem ideias divergentes de seus interesses.
Quanto ao PT, fale o que quiser mas foi política da mais baixa e rasteira. Não se aliou ao PSB: apenas agiu mesquinhamente para isolar Ciro. Perdeu o que restava do respeito da parcela das esquerdas que não reza pela cartilha petista que é considerável.
Quanto às alianças, sem ofensa mas você é mais um a repetir a hipocrisia petista, cujo partido tem feito nos últimos anos alianças com as parcelas mais imundas da politicagem nacional, inclusive colocar Temer no lugar que ele se encontra hoje.
Ciro não tem nenhum contencioso nem obrigação moral com os partidos citados por você e sim o PT, que foi derrubado por esses mesmos partidos há pouquíssimo tempo atrás. E está se aliando ao mesmo MDB que decretou sua defenestração do Poder e cuja quadrilha está desgraçando a todos nós, incluindo os Eunícios de Oliveira e Renan Calheiros da vida. E você ainda tem a cara de pau de vir aqui, como todo petista, para dar lição de moral e patrulhar o que Ciro deve ou não fazer.
Para concluir, teu PT age exatamente como um PSDB do campo popular e usa as mesmas táticas de destruição de seus supostos adversários da mesma forma que a grande mídia que ele diz combater. E conduz seus militantes como massa de manobra da mesma forma messiânica que a Universal comanda seus fiéis. E “caga” para os interesses do país, afundado na =m* que ele mesmo ajudou a construir, pois o que interessa ao PT é apenas o PT.
A resposta, compadre, será dada em outubro, quando muitos dirão o que pensam dessa “estratégia” do seu partido. Marco com você desde já um encontro aqui para analisarmos juntos os resultados das eleições, está combinado? Abraço.

Responder

NeoTupi

02 de agosto de 2018 às 20h25

O PT é fracassso entre os críticos político, mas sucesso de público.
Em Pernambuco, de qualquer jeito o PT sai ganhando. Olha as “perdas” do PT pernambucano:
1) Marília Arraes incendiou a campanha em Pernambuco ao deflagar uma resistência estadual (de certa forma repetindo o simbolismo da resistência da candidatura Lula), sem disparar fogo amigo contra o PT nacional, só atacando o PSB-PE, e mantendo a imagem colada à Lula. Essa aí tem futuro, porque tem a inteligência política de acertar o alvo certo, pontaria que falta a Ciro.
2) Se ela “perde” a tese da candidatura própria, já será a deputada federal mais votada do estado, aumentando a bancada de esquerda, e se projetando para 2020 como forte candidata a prefeita de Recife.
3) Se ela ganha a convenção e mantém a candidatura própria, já pula para favorita a vencer, pois já está mobilizando para campanha e gerando fatos políticos que incendiaram a campanha. Repetirá o que já aconteceu com Luiziane Lins em Fortaleza, que foi contra a direção do PT de apoiar Inácio Arruda do PCdoB, e acabou vencendo a eleição.
4) Lula passa ao largo da questão regional e continua unanimidade em todos os palanques significativos de Pernambuco.

Responder

    artzN

    03 de agosto de 2018 às 09h40

    Só errou numa coisinha: Lula não será candidato como todo mundo já sabe, e quem vai substituí-lo no último momento? Alguém dessa cúpula burocrática do PT, essa MESMA cúpula que sai desmoralizada totalmente no campo progressista. Essa MESMA cúpula que deixou claro que a sorte das bases do partido não tem importância, o que importam são conchavos mesquinhos feitos em portas fechadas de gabinetes… Aliás, que foi nesse joguinho baixo que o PT fez política desde Lula, e com ele sofreu a queda em Dilma, e com essa mesma metodologia política segue fazendo sua baixa política. Então quem perdeu com isso foi o “poste” de Lula, que na verdade, será o poste dessa cúpula melancólica do PT.

    Responder

      NeoTupi

      03 de agosto de 2018 às 11h19

      A candidatura Lula vai existir mesmo com outro nome na urna porque responde aos anseios populares que são muito maiores do que as cúpulas dos partidos. O povo quer o lulismo de volta mais do que a pessoa do Lula. Nao ter percebido isso a tempo foi o grande erro de Ciro. Estas análises políticas falham porque tratam o povo como invisível, sem vontade própria.

      Responder

    Alan Cepile

    03 de agosto de 2018 às 10h20

    PT é tão sucesso de público que tem a maior rejeição, é um sucesso às avessas.

    Os palanques do poste do Lula receberão Renan, Eunício e toda a quadrilha, aí ganha a eleição e começa a distribuição dos cargos…. Filme velho!

    Responder

      NeoTupi

      03 de agosto de 2018 às 11h02

      Em eleição plebiscitária como essa girando em torno de Lula é natural que o vencedor Seja também quem tem maior rejeição.
      O palanque de Ciro em Alagoas é o mesmo de Renan, apoiado pelo PDT. Então seu argumento é um tiro no pé de Ciro.
      E Ciro buscou apoio do centrão para governar sem dar cargos? Então ele vai dar golpe de estado, fechar o congresso e governar com juízes e militares sem voto?

      Responder

        Alan Cepile

        03 de agosto de 2018 às 11h39

        Percebe-se, pelo seu comentário, que Lula e PT estão ficando indefensáveis…

        Dilma (2x), Lula (2x), FHC (2x) e até o Collor, nenhum desses teve a maior rejeição quando foram eleitos, logo, nem vou perder tempo perguntando de onde diabos vc tirou isso.

        Vc está dizendo que Ciro recebeu Renan em palanque? O elogiou? Tirou foto com ele? Fez declarações positivas dele?? Então nem dá pra começar a comparar… Vc sabe (no íntimo) que o que o PT fez foi muito feio e tá tentando nivelar todos no nível rasteiro do PT.

        Ciro não buscou apoio do centrão, Ciro foi procurado por eles, há uma certa diferença.

        Responder

          NeoTupi

          03 de agosto de 2018 às 12h46

          PDT ‘libera’ Lessa para coordenar campanhas de Renan Filho e Calheiros
          Presidenciável Ciro Gomes entende que em time que está ganhando não se mexe.
          https://arapiraca.7segundos.com.br/noticias/2018/07/10/115418/pdt-libera-lessa-para-coordenar-campanhas-de-renan-filho-e-calheiros.html

          Ciro Gomes oferece apoio a Eduardo Paes na disputa pelo governo do Rio
          Aceno é para atrair apoio de Rodrigo Maia
          (…) PDT busca aliança nacional com o DEM
          https://www.poder360.com.br/eleicoes/ciro-gomes-oferece-apoio-a-eduardo-paes-na-disputa-pelo-governo-do-rio/

          Na boa, não precisa e não funciona esse discurso udenista rastaquera, porque Ciro tem 38 anos de estrada na política, passou por 7 partidos, e já viu e vivenciou de tudo do pior e do melhor na política, e pratica a realpolitik como qualquer outro político brasileiro que já exerceu algum poder. Isso não o desqualifica como não desqualifica Lula, nem Flávio Dino (que tem coligações no Maranhão com partidos fisiológicos e de direita), nem outros.
          Não adianta você querer dizer que Ciro é a vigem Maria da política, porque com 38 anos de estrada não convence nem criança de 6 anos. E nem precisa, pois político honesto cuida da sua honestidade (que não é mais do que obrigação), procura dissuadir ataques à corrupção (como fez Lula ao fortalecer a PF e o MPF, infelizmente estes órgãos traíram sua missão constitucional republicana e foram cooptados por interesses estrangeiros e do grande capital). Quem responde por dar poder a políticos corruptos na verdade é o judiciário e o Ministério Público que não tem a competência de levar à condenação os verdadeiros corruptos para tornar o ambiente político mais honesto como um todo. A um estadista cabe servir ao povo administrando o melhor possível e trazendo conquistas para o povo, com todas as imperfeições que realidade impõe.

          Alan Cepile

          03 de agosto de 2018 às 17h27

          O primeiro link não tem nada a ver com nada, estamos falando de candidatos a presidente, dane-se o PDT, o Luppi é um cara esquisitão e nunca confiei nele desde aquele caso com (pra variar) a ex-presidenta do PT.

          O segundo link é C-L-A-R-A-M-E-N-T-E uma fake news…. O título da matéria afirma uma coisa e quando vc entra na matéria a primeira frase diz outra… E poder360 já se envolveu em diversas fake news ao longo do tempo, precisa dizer mais???

          E pra finalizar, o que vc disse após os links é algo que só vc disse, eu não! E, em resumo, é de novo uma tentativa de trazer os demais ao nível do que o PT fez com um discurso barato de “o PT fez mas olha como vcs fizeram tb”

          Nem todos são sujos e se fazem de vítima como o PT.

          NeoTupi

          03 de agosto de 2018 às 13h14

          Em 2014 as pesquisas de 1o. turno mostraram Dilma com a maior rejeição entre os candidatos. E como você sabe, venceu.
          Outra coisa que se não me engano já te falei: em diversas pesquisas deste ano todos os candidatos estão com rejeição alta. A demonização da política feita pelo golpe fez com que boa parte do eleitorado rejeite qualquer político ou rejeite todos aqueles diferente do que ele pretende votar.

          Alan Cepile

          03 de agosto de 2018 às 17h34

          Sim, errei na Dilma 2014.

          Acertei na Dilma 2010
          Lula 2006
          Lula 2002
          FHC 1998
          FHC 1993
          Collor 1989

hocuspocus

02 de agosto de 2018 às 19h46

Mujica,ex presidente uruguaio costuma dizer ” a direita se une por interesses ,a esquerda se separa por ideias”.
Isto seria correto no caso presente do Brasil ,mas,o eterno caminhante de cima do muro,ciro 4%,não permite que isto seja aplicável.

Responder

    kleber do nascimento oliveira

    03 de agosto de 2018 às 08h26

    As urnas vão lhes dar o último cala boca, 13 nem no microondas

    Responder

Jader Martins

02 de agosto de 2018 às 19h44

https://www.revistaforum.com.br/rodrigovianna/analise-2/38490/

Responder

Ultra Mario

02 de agosto de 2018 às 19h42

O PT está igualzinho os Estados Unidos que os petistas tanto criticam, em decadência, e dando tiro até em aliados para tentar manter a sua hegemonia.

Responder

hocuspocus

02 de agosto de 2018 às 19h33

“Na verdade, os gênios do PT demonstraram que ainda não compreenderam que política é comunicação.”
sou absolutamente burro,que quis dizer com isto? vamos vender um sabonete ou propor um projeto politico ?
por que deveria se preocupar com ciro 4 %? se vc acha que política é comunicação porque critica o “pragmatismo” dos pts ( conchavos políticos para aumentar sua base) ?

—Agora é possível entender que o golpe não foi dado apenas por causa dos tropeços políticos da Dilma. O próprio PT, o tempo inteiro, estava por trás do processo, dando maus conselhos, escondendo-se, sinalizando para o lado errado, ajudando o governo, de todas as maneiras, a dar tiros e mais tiros no próprio pé.—-
Só agora ?não né ??vc deve deixar a emoção de lado ,a que o leva a dizer coisas óbvias como essa.

Responder

    Benoit

    03 de agosto de 2018 às 07h25

    O seu nome parece ser uma boa descrição do seu comentário. Voce fala de 4% do Ciro. Olha, foi o PT que sofreu um golpe e foi mandado para a rua. Foi o PT que perdeu as eleições municipais de modo acachapante. É o PT que está sendo perseguido pela justiça sem ser capaz de fazer nada contra isso. Além disso, o candidato do PT está abaixo do Ciro em várias pesquisas. Não sei porque voce acha isso tudo motivo para comemorar, a não ser que voce seja um seguidor da seita dos bolsonarianos.

    Responder

      hocuspocus

      03 de agosto de 2018 às 17h36

      Vc não entendeu nada ,Quem sabe por isso vc acha ciro um politico de esquerda.

      Responder

Fred

02 de agosto de 2018 às 19h04

Fernado Brito afirmou que Lula fechou o nordeste… Somos gado mesmo… Humberto Costa(hoje) sabe muito bem como é o mugido do povo nordestino…

Responder

    ermano her

    02 de agosto de 2018 às 19h15

    viva o lula. O pt é o povo no poder nunca se esqueçam disso o resto é balela

    Responder

Alan Cepile

02 de agosto de 2018 às 19h03

Já que os petistas adoram o 247, aqui vai um bom artigo:

“UMA DAS MAIORES TRAIÇÕES DA HISTÓRIA”

https://www.brasil247.com/pt/colunistas/geral/363821/Uma-das-maiores-trai%C3%A7%C3%B5es-da-hist%C3%B3ria.htm

Responder

João Lucas ALves

02 de agosto de 2018 às 18h58

Do nada o PSB virou golpista, o PT quer manter hegemonia (como se ela estivesse em xeque com um candidato que nem veio da esquerda, nem nasceu de partidos de esquerda, nem de movimentos sociais, nem nada rs), o que está em jogo não é a hegemonia e sim a questão nacional em torno do Lula. O PT é hegemônico pelo fato de ser um partido de massas, popular, o único do país aliás, e acordem, Ciro não é nada, pra ser figura central da esquerda precisaria nascer de novo, não vir de uma família oligarca, não comandar um estado, ingressar num movimento operário ou popular, fundar um partido de esquerda, ter compromisso com o campo popular de forma clara e não fazer cálculos eleitorais sabendo que o candidato que o povo quer está preso e só com ele preso pode ganhar algo, se em algum momento tivesse dito que a disputa só seria legítima com o Lula seria outra história, mas não deixou claro que queria tomar espaço eleitoral do Lula como se tivesse cacife pra isso, um energúmeno que vai ficar pelo caminho como merece, funcionário do Steinbruch. Ciro pode até ser progressista porém é oriundo de uma fração da burguesia e não do campo popular

Responder

    Vinicius Torres

    03 de agosto de 2018 às 03h30

    Pior é Lula, um oriundo das massas e do sindicalismo, fazer do PT um partido da ordem e do status quo, se aliando com bancos e a parte mais suja da política, colocando Levy. Se for preciso uma revolução burguesa, que seja! Uma revolução progressista, a esquerda precisa reconhecer seus erros e seguir a diante, PT virou partido de centro, o discurso de esquerda voltou só depois do golpe.

    Responder

    Benoit

    03 de agosto de 2018 às 07h33

    Não diz besteira. É verdade que o Lula tem uma origem mais “popular” do que outros políticos. Mas ele precisou de apoio da gente da burguesia para chegar onde chegou. Além do mais, com mais de 70 anos ele está praticamente fora da política e não me parece que o resto do PT em geral tenha a mesma origem que o Lula. Uma boa parte dos políticos de esquerda pelo mundo afora veio de famílias burguesas bem situadas.

    Responder

Erismar

02 de agosto de 2018 às 18h51

Primeiro, sinto muitíssimo pelo o que ocorre com a Marília Arraes, mas a momentos que a coragem de tomar decisões tem que sobrepor os gestos sutis da política. Certo a direção nacional do PT que teve a coragem e espero que os colegas do Pernambuco encontre a serenidade para definir o espaço que vão ocupar neste processo.
Segundo, o Ciro jogou um jogo de tudo ou nada. Era um jogo arriscado que visava abocanhar parte significativa do centrão, que todos desdenham mais quer pra si, e de lambuja ainda ficar com os progressistas PSB e PCdoB. No melhor momento da negociação com o Rodrigo Maia, lembro do Lupi intimando o PT a se render ao chamegos do Ciro e PDT, sobe pena de perder privilégios na inevitável adesão a onda Ciro que se formaria.
Pois bem, o Ciro perdeu a aposta e ficou com poucas fichas na mão. As feições de vitima pode lhe render alguns dividendos, mas o rompante intransigente logo demonstrará que esta fantasia não lhe cai bem.
Espero que ele volte seu olhar para frente e faça melhor aposta com as poucas fichas que lhe sobrou.
Por fim, não consigo entender estas analises que apelam ao PT para abrir mão da hegemonia que possui junto aos campos populares. Assim como alardeiam que não será automático a transferência do prestigio de Lula para um candidato Petistas que vai ter a vantagem de carregar o tradicional 13, não seria automático a ascensão de Ciro, caso o PT deixe-o passar livremente.
Se em politica não há espaço vago, abrir mão de um espaço consolidado que se ocupa em nome de outrem que tem potencial de vir a ser o ocupante da vaga é ato de miopia das mais graves.
Cero mais uma vez o PT e certo mais uma vez o Lula!

Responder

    Benoit

    03 de agosto de 2018 às 07h39

    Tudo certo o que voce diz. O único problema é que o resultado dessa maneira de pensar vai levar a que o PT perda as eleições como já perdeu as eleições municipais, que o Lula continue na prisão, que a esquerda perda a eleições e que um bom político de esquerda como o Ciro não tenha uma chance, que mais conquistas sociais sejam anuladas, que o Brasil vá com mais impulso para a direita e que uma boa parte da população caia numa situação ainda mais precária, que haja mais miséria no Brasil e por fim que o PT se torne irrelevante no quadro da esquerda brasileira.

    Responder

Arthur

02 de agosto de 2018 às 18h48

Em alguns dias o PT vai receber um sonoro e retumbante NÃO, e vão tentar empurrar o Haddad que sequer chegou no segundo turno nas eleições municipais de SP.
Eu já decidi que vou pagar a multa e ficar em casa no segundo turno.

Responder

Fred

02 de agosto de 2018 às 18h31

Não tiro ou coloco uma única virgula no texto… Impecável!
É difícil entender que com a polarização de anos na política federal, mesmo os que não são militantes, mas progressistas, se viram obrigado a votar no PT, porque do outro lado tinha o PSDB? As vitórias petistas se deram por causa desta massa? Principalmente nas eleições do poste Dilma…
Agora não mais… Se o PT brinca de Deus, podendo deixar o diabo nas nossas mãos… Sou eu que vou morrer abraçado a ele?
“Me inclua fora desta”

Responder

Paulo H Jurgensen

02 de agosto de 2018 às 18h28

Na sombra de Lula não pode crescer nem capim. Se pudesse, Lula seria vice dele próprio.

Responder

Alan Cepile

02 de agosto de 2018 às 18h27

Ciro foi procurado pelo DEM e foi procurado pelo “centrão”.

Com o PSB a procura foi mútua.

Com o PCdoB as conversas foram suaves e amigáveis já que estão no mesmo campo.

O único traidor da história é o PT, nem esses outros partidos são.

Em resumo, o PT consegue ser mais imundo que os próprios golpistas, e é isso que ficará pra história.

Responder

baltazar pedrosa

02 de agosto de 2018 às 18h24

Meu caro Miguel, acontece alguns estado de espirito no homem que ele cega, e teima em não querer ver o obvio,um desses estado é paixão,quer seja por uma mulher,quer seja, por uma doutrina política ou religiosa,ou seja por time de futebol.Aquilo que estar estampado na sua frente, ele insiste em não querer perceber, algo tão claro,onde qualquer um perceberia sem dificuldade,mas para dar vasão a sua crença ele prefere a fuga de uma realidade concreta, e isso é o que acontece com os adesistas de Ciro Gomes,agora pergunto o que fez Ciro até hoje,a não ser, reverberar que criou o plano real,mentira,a história de que foi o governador que não teve um dia de deficit,mais uma mentira,a verdade que, família ferreira gomes, tem mais tempo no poder no estado do meu ceará, que o PSDB no estado de são paulo, e qualquer mudança ocorrida no meu estado foi feita por Lula,dar a Cesar o que é de Cesar.Não há algo mais triste no mundo, de que uma pessoa se deixar iludir por discurso fantasioso.

Responder

    JOAO BATISTA

    02 de agosto de 2018 às 19h50

    Vote no Eunício pra senador!
    Estranha a sua prosa quando diz que os Ferreira Gomes nada fizeram no Ceará e estão no poder há mais tempo que o psdb em São Paulo.
    Como conseguiram enganara população por tanto tempo?
    Por que o Ceará apresenta 77 das 100 melhores escolas do ensino básico do país?
    Por que o Ceará é o estado do país com melhor situação fiscal?
    Por que só entre os deputados federais do Ceará o impeachment foi derrotado?
    Por que o atual governador do Ceará, do PT!, cassou a candidatura de José Pimentel à reeleição ao senado, para apoiar por baixa da mesa o golpista Eunicio Oliveira?
    Explique esse fenômeno, bolsominion!

    Responder

NeoTupi

02 de agosto de 2018 às 18h24

Olha só o que os críticos do PT estão dizendo, completamente fora da realidade:
1) De repente a eleição para governador de Pernambuco se tornou mais importante do que eleição para presidente do Brasil. Logo, segundo os críticos “jênios”, o PT deveria sacrificar a candidatura presidencial e manter a candidatura a governador de PE.
2) Lula candidato a presidente tem cerca de 70% das intenções de votos em PE (se não me engano). Marília Arraes em torno de 20% para governadora. E os críticos “jênios” acham que a base eleitoral do PT em Pernambuco (que é bem maior do que a militância partidária) iriam soltar rojões se o PT rifasse Lula, apoiasse Ciro que apoiaria Paulo Câmara (PSB), para manter a candidatura de Marília.
4) União dos partidos de esquerda era “imprescindível para derrotar o fascismo” segundo os críticos, mas quando o PSB se une ao PT, segundo os críticos, ficou ruim.
Em tempo: Antes os críticos diziam que PT ficaria isolado se insistisse com Lula. O PSB desmentiu essa tese. Segundo a Folha, Gleisi ofereceu a vice de Lula ao PDT na reunião do último dia 31 para ampliar a união das esquerdas. E agora? Ciro e o PDT vão aceitar ou insistir em dividirem a esquerda isoladamente?

Responder

    Alan Cepile

    02 de agosto de 2018 às 19h28

    1) Vc talvez estivesse certo se o PSB tivesse fechado com o PT para o pleito nacional, portanto, sua afirmação que “o PT deveria sacrificar a candidatura presidencial e manter a candidatura a governador de PE” não cabe e é absurda, pois a candidatura presidencial do PT não mudou.

    2) Lula tem 65% de intenção de voto em PE, não 70%… E quem saiu ganhando nessa relação foi o PSB, que fez o PT fazer o que ele queria (trair Marília Arraes) sem dar apoio à estratégia suicida do PT no pleito nacional que todos sabem que é uma loucvura sem pé nem cabeça.

    4 (que deveria ser 3)… Mas o PSB não se uniu ao PT, ficou neutro!!…. E além disso colou na testa o rótulo de traidor atestado por quase toda a mídia, até o 247, que expulsa sumariamente quem critica Lula e o PT, disse ser o maior caso de traição da história.

    Responder

      NeoTupi

      02 de agosto de 2018 às 19h59

      Se o PT dependesse do que diz a mídia não teria ganho as 4 últimas eleições presidenciais, quando sempre teve a mídia contra. E o artigo do 247 que você cita é de um cirista convicto: Gustavo Castanon.
      O PT tem de ouvir é o povo que deu as 4 vitórias a Lula, e não a mídia. E está fazendo isso ao não abandonar Lula. Ciro, por exemplo, errou ao preferir ouvir o Merval Pereira da Globo do que ouvir o povo.
      Você não comentou sobre o que acha do PT ter oferecido a vice de Lula ao PDT de Ciro.

      Responder

        CezarR

        02 de agosto de 2018 às 21h01

        Mas o que tem a ver o que escreveu o Alan com a sua resposta? O que ele falou ou baseou na mídia o raciocínio dele? Essa estratégia do PT é furada, simples assim. Se eu estiver errado, comemorarei a derrota da direita da mesma forma que vocês, ainda que não seja o meu candidato lá, mas tenho alguns neurônios que me mordem de acreditar nessa barca furada. Isso é acordão com o TEMER e PSDB, isso sim. Só que na hora H, eles vão trair mais uma vez. O PT fala grosso com a esquerda e fino com a direita.

        Responder

          CezarR

          02 de agosto de 2018 às 21h02

          Me impedem, digo.

          NeoTupi

          02 de agosto de 2018 às 21h30

          O Alan disse: “E além disso colou na testa o rótulo de traidor atestado por quase toda a MÍDIA, até o 247”
          Entendeu onde entra a MÍDIA na minha resposta? Os itens 1 e 2, o Alan corroborou o que eu disse, apenas tendo opiniões diferentes sobre os fatos, o que eu respeito, pois opinião cada um tem a sua.
          Só não posso concordar com você dizer que isso [deciões do PT] “é acordão com o TEMER e PSDB”. De onde você tirou isso? O PSDB e Temer operaram pela prisão de Lula nos inquéritos da PF e nomeando ministro do STF Alexandre Moraes que vota contra a liberdade e candidatura de Lula, o PT sacrifica governos estaduais, e tudo isso para fazer acordão com Temer e PSDB? Esfrie a cabeça e pense racionalmente um pouco, porque isso não tem pé nem cabeça.
          E Ciro é quem fala grosso com o PT, mas fala fino com Alckmin, a quem praticamente não ataca. Inclusive por isso Ciro está perdendo terreno, ao deixar Alckmin na zona de conforto.

          Alan Cepile

          03 de agosto de 2018 às 11h43

          Fale apenas por vc, não cite meu nome inventando um significado. O que eu disse está muito claro e compreensível, nem cabe interpretação e vc entendeu.

        JOÃO BATISTA

        02 de agosto de 2018 às 22h19

        Ciro não aceitou ou aceitará abraço de afogado com cheiro de cadeia.

        Responder

          NeoTupi

          03 de agosto de 2018 às 13h23

          Espero que você esteja falando por si e isso não seja o pensamento de Ciro, senão será a segunda vez que Ciro fica do lado do opressor e contra presos políticos. Pois Ciro entrou na política na ARENA, partido de apoio a ditadura que prendia e torturou oposicionistas. Ciro era novato, vá lá, todo mundo pode errar por inexperiência. Mas hoje é covardia e oportunismo endossar prisões políticas.

          Alan Cepile

          03 de agosto de 2018 às 19h41

          Ciro NUNCA foi da Arena, haja fake news!…

          NeoTupi

          04 de agosto de 2018 às 01h13

          Tá bom. Na data que ele entrou na ARENA, a ARENA já tinha mudado o nome para PDS. Mas a única coisa que mudou foi o nome. Continuava sendo o partido do ditador não eleito pelo povo (general João Figueiredo) e partido de sustentação à ditadura.

          Alan Cepile

          04 de agosto de 2018 às 06h32

          Ah bom, então concordamos que Ciro ter sido da arena é fake news.

        Mario Súpero

        02 de agosto de 2018 às 23h56

        E aqui no Brasil…, quem vota no lula livre do PT e seus satélites embusteiros ao estilo de PCdoB (e, também, no bregaço do Petismo) é:

        1.
        Autoritário,
        2.
        Grotão convencido a sabichão,
        3.
        Pessoas toscas,
        4.
        Pessoas que sofreram Lavagem Cerebral, via João-o-Milionário-Santana (o ex-publicitário do brega petismo),
        5.
        Bregas e barangonas,
        6.
        População reacionária,
        7.
        Ladrões, bandidos e mulheres revoltadas;
        8.
        Imbecis de toda ordem!

        O petismo, lula, dilma etc. são totalmente autoritários de esquerda…
        Vejamos. Eis tais pessoas:
        Elas têm uma abordagem mental tão estreita como o buraco de uma agulha (PT, PCdoB): ali não cabe outra opinião além da sua, outra crença ou outra verdade, algo que ela mesma criou ao longo da sua vida.

        Responder

        Alan Cepile

        03 de agosto de 2018 às 06h52

        Nas últimas 4 eleições praticamente não havia blogosfera, ou vc está comparando este espaço com o fórum do G1??

        O artigo do 247 é de um colunista do 247 e está no site deles, portanto é uma opinião oficial, não há argumento que negue isso.

        Ciro seguiu Merval?? Vc não deve ter assistido Ciro na Globo News… Assista ;-)

        Ciro vice de uma posição vaga??? Isso é sério mesmo??? Antes de perguntar pq Ciro não aceitou ser vice de um vácuo (coisa que me parece uma bela de uma fake news) pergunte-se pq o PSB NÃO APOIOU o PT. A linha de pensamento é a mesma…

        Responder

    Delano

    03 de agosto de 2018 às 00h23

    Também penso o mesmo. O PT fez o melhor acordo possível pensando no Brasil.
    Se nenhum candidato de esquerda abria mão de sua candidatura, então chega uma hora que o maior partido tem que decidir. Ciro errou deveria ter se dedicado em tentar ser vice de Lula, ter mais solidariedade com Lula e em compor com o PT!, mas preferiu por convicção covarde, fazer afagos com a mídia, com o judiciário, com Alckmim e com o centrão/direita que todos sabemos a porcaria que são.
    Agora é necessário que os que ficaram ressentidos tenham o desapego e procurem pensar no que está em jogo, no que é possível e a única chance possível de vencer o golpe a curto prazo é unir a esquerda em torno do PT, Lula e no vice que for escolhido sem ficar fazendo drama! Tem entender que acima de tudo temos uma missão maior a cumprir que é: derrotar o GOLPE!
    Seja com as composições os meios ou as armas que forem necessárias no momento! Se for preciso fazer alguma concessão, negociação para derrotar o golpe, então que assim seja feita!

    Responder

Jair de Souza

02 de agosto de 2018 às 18h15

Claro que Marília Arraes é um grande nome que desponta na política brasileira. Tendo isto em conta, eu espero que ela saiba entender que sua não participação como candidata a governadora este ano não será uma derrota possoal e sim uma possível vitória junto com todo o povo brasileiro. Digo possível porque em política nada está garantido de antemão. O PT agiu certo, no meu entender, uma vez que o prioritário no momento é a situação a nível nacional. Ninguém tem dúvidas de que Marília Arraes é muito melhor (do ponto de vista dos interesses populares, esclareço) para o governo de Pernambuco do que o atual governador do PSB. Mas eliminar a concorrência do PSB no nordeste e em Minas Gerais tem muita importância para consolidar a candidatura de Lula (ou de quem ele indicar) para a presidência.

É claro que gente que já embarcou (e naufragou) de vez na campanha de Ciro Gomes (incluindo Miguel do Rosário) está muito bronqueada. Afinal, sua pretensão de que seu candidato, que não consegue ultrapassar a faixa de 4 a 5% nas sondagens de opinião, fosse o nome aglutinador de toda a oposição democrática foi fragorosamente derrotada. Talvez vários dos apoiadores de Ciro passam agora a desejar e a trabalhar para uma derrota de Lula, do PT, e do povo brasileiro. Seria uma forma de satisfazer seu ego ferido devido ao fracasso na infantilidade de sua pretensão. Quem sabe se, com uma derrota do campo popular, eles ousem bradar o tradicional desabafo: “Bem que eu avisei”. Mas, convenhamos, imaginar que um candidato que nunca foi visto pelas maiorias populares como o nome de sua predileção (não que Ciro seja má pessoa, esclareço), alguém que não está vinculado a nenhum partido de forte inserção na sociedade (ou será que o PDT atual tem sólidas estruturas junto ao povo brasileiro?), alguém que não goza de grande respaldo entre as organizações de massa ainda existentes no país, que uma pessoa assim viesse a ser aceito como o canal preferencial para o deságue das forças que resistem ao golpe, isto sim é muita pretensão, ou ingenuidade.

Lula é o único nome que tira o sono das oligarquias golpistas ao permanecer como a referência simbólica mais importante do povo trabalhador , o PT é o único partido que, apesar de toda a monstruosa campanha em contra permaneceu vivo e até cresceu durante este período nefasto, mas, mesmo assim, Miguel do Rosário e outros ciristas não aceitam que sejam Lula e o PT os mais qualificados para comandar a resistência. Que a rede Globo e seus mervais preguem isto é bastante compreensivo. Eles representam os interesses antipovo, antinacionais, antidemocráticos. Mas, é um absurdo que sejam acompanhados por gente que quer ser vista e sentida como alinhada com os interesses populares.

Miguel do Rosário e outros ciristas de boa vontade (não falo dos infiltrados que opinam por aqui com o interesse claro de criar cizanha entre as forças democráticas) deveriam de uma vez entender que a unidade popular real do momento só tem viabilidade através de uma aliança com Lula e com o PT, sob o comando de quem realmente tem autoridade para comandar, deixo claro. Não torçam para que surja a situação em que o macabro desabafo do “Eu falei” venha a se concretizar.

Responder

    Nostradamus ( consultorias políticas & psicológicas )

    03 de agosto de 2018 às 17h36

    Nostradamus concorda com você. É muita gente azeda demais a comentar política. Nem desconfiam que passam das almôndegas e ficam arrotando fígado estragado, psicose múltipla, saco de mágoas…
    Lula livre! Lula presidente! Ou quem ele indicar! O povo é que quer! Queremos o Brasil de volta!
    Fogo nessa vampirada! O inimigo é um só: o golpe!

    Responder

Paulo Figueira

02 de agosto de 2018 às 18h08

Quando Ciro buscava o apoio do PSB, fiz uma postagem no Cafezinho lembrando o apoio do PSB ao golpe, você gentilmente me respondeu dizendo que não era bem assim, que tinha sido parte do PSB que participou do golpe.
Agora o PSB é golpista? Não era golpista quando Ciro buscava o apoio e passou a ser golpista ao fazer acordo com PT?
Eu concordo que foi um péssimo acordo para o PT, é na verdade um não apoio, uma estranha neutralidade que nos custa a provável vitória em Pernambuco com Marília e não nos acrescenta votos, pois quem tem votos no nordeste é Lula e a não candidatura de Lacerda em Minas também influencia pouco ou nada.
Caso o objetivo tenha sido colocar obstáculos no caminho de Ciro, é um erro também, assim como adverti que Ciro estava queimando pontes nas desastradas e contraditórias palavras sobre Lula, o PT também as queima.
É preciso juízo e sensatez neste momento, porque Ciro não aceita a candidatura a vice oferecida pelo PT e em aceitando se credencia a ser o futuro candidato e uns dos herdeiros do capital eleitoral do Presidente Lula?

Responder

Eliana Stockler Campos

02 de agosto de 2018 às 18h03

Boa Tarde Miguel do Rosário
Concordo plenamente com você, é um absurdo o que o PT nacional está fazendo, parece que está com a síndrome de Medeia, matando seus próprios filhos.
E apoiar Eunício no Ceará, em detrimento de seu próprio senador?
Marília Arraes é uma verdadeira liderança e é disso que o Pt mais precisa nestes tempos, e a direção a retira do pleito?
Ciro tem 51% da preferência dos eleitores de Lula caso ele não seja candidato, e a direção do Pt não faz um jogo democrático não respeitando a vontade de seus militantes e simpatizantes.
Prá mim esta jogada saiu pela culatra, agora vou votar em Ciro Gomes.
Abraços Democráticos,
eliana

Responder

    Francisco

    03 de agosto de 2018 às 00h09

    Quem apoia Eunício no Ceará é Ciro, que através do governador Camilo, que está no PT, controlando os delegados do diretório estadual e bloqueando a candidatura de Pimentel ao senado (Gleici declarou a não concordância do DN), não apenas pelo apoio de Eunício à reeleição de Camilo, mas também para criar essa intriga que o PT trocou ‘Pimentel petista de primeira hora’ por ‘Eunício golpista’.
    A coisa já esteve melhor para Ciro, né?

    Responder

Davi

02 de agosto de 2018 às 17h58

Gostei muito do artigo, Miguel. Sempre acompanho as notícias por aqui por achar que vocês não tem medo de análises críticas e tentam mostrar o ponto de toda a esquerda.
Eu acho que existe uma confusão muito grande na esquerda sobre o que está acontecendo. Eu gosto do Ciro, ao mesmo tempo gosto do PT, e não me impede de criticar a decisão de ontem. Votei muitas e muitas vezes no partido e, sinceramente, perdeu um pouco a graça. O PT era pra ser diferente dos outros, pensar mais no povo do que no sistema, e prejudicar a campanha de um quadro do mesmo campo político (talvez o único com chances reais) e uma nova liderança do próprio partido não me parece muito inteligente.
Eu tenho certeza que o militante de antigamente, que viu o PT surgir como essa força que é hoje, se sentiria traído e não reconheceria o partido. Eu pelo menos me sinto assim cada dia mais.
Espero que o partido volte atrás.

Responder

Jandui Tupinambás

02 de agosto de 2018 às 17h53

Fala-se tanto em democracia por aqui, mas ninguém percebe como é bacana quando ela é praticada com elegância.

A direção nacional do PT não manda em Pernambuco. O delegados são independentes.

E eles optaram por ter uma mulher governadora em Pernambuco.

Isto é o exercício da verdadeira democracia.

Isto é o PT.

Marília é nossa candidata em Pernambuco.

O resto???

É FAKE que o cafezinho fica espalhando.

Com a prática democrática partidária fortalecemos o PT e, de quebra, damos um bye bye para o PSB golpista.

Responder

    CezarR

    02 de agosto de 2018 às 21h03

    Hein??? kkkkkkkk, mas é muito canallha mesmo

    Responder

Rui Cesar M.Loyolar

02 de agosto de 2018 às 17h48

Não precisa falar nada ; é só ler o artigo do Carlos Fernandes do DCM , ali está tudo bem explicadinho.

Responder

    Huk

    02 de agosto de 2018 às 20h21

    Melhor do que a reportagem de Carlos Fernandes do DCM é a reportagem: Lula, o Telepata. Ou incrível capacidade de acreditarem em bobagens da mídia de Fernando Brito:

    Só faltou dizer que foi Lula quem fez o “centrão”, depois de cortejado pelo ex-ministro, cair nos braços de Alckmin.

    Seria o mesmo que dizer que Ciro buscava o apoio do PSB – e este ele buscava, pessoalmente, com inúmeras reuniões – para “isolar o Lula”.

    O Ciro queria o DEM como aliado pra fazer um Governo de Esquerda?

    Podia Ciro fechar com o PSB mas Lula e o PT não pode?

    Vão se catar, nós estamos com Lula pra o que der e vier!

    Responder

    Huk

    02 de agosto de 2018 às 20h22

    Taí: Melhor do que a reportagem de Carlos Fernandes do DCM é a reportagem: Lula, o Telepata. Ou incrível capacidade de acreditarem em bobagens da mídia de Fernando Brito:

    Só faltou dizer que foi Lula quem fez o “centrão”, depois de cortejado pelo ex-ministro, cair nos braços de Alckmin.

    Seria o mesmo que dizer que Ciro buscava o apoio do PSB – e este ele buscava, pessoalmente, com inúmeras reuniões – para “isolar o Lula”.

    O Ciro queria o DEM como aliado pra fazer um Governo de Esquerda?

    Podia Ciro fechar com o PSB mas Lula e o PT não pode?

    Vão se catar, nós estamos com Lula pra o que der e vier!

    Responder

    Ultra Mario

    03 de agosto de 2018 às 00h14

    Isso é como dizer pra alguém ler a VEJA pra mostrar que o Lula é corrupto.

    Responder

Miramar

02 de agosto de 2018 às 17h47

O PT transformou-se num câncer para o Brasil. Durante muito tempo, principalmente durante as manifestações coxinhas, eu me perguntava: “qual a razão de tanto ódio ao PT?” Hoje, posso dizer que, por motivos diferentes, eu odeio o PT. Tenho ódio e nojo, e sonho em ver o dia em que esse partido caia no total ostracismo e vire mero verbete de glossário de livro didático.

Não, não apoio o arbítrio da Lava Jato, mas hoje penso que em ambição, desamor ao Brasil, e falta de caráter, tanto Sérgio Moro, quanto Alckmin, Temer, Eduardo Cunha, Bolsonaro e os petistas se merecem.

Fora tudo isso, declaro que nunca mais votarei no PT. Exceções? Sim, elas existem: votarei em Eduardo Suplicy, para senador em São Paulo, pois considero-o uma honrosa exceção dentro do antro de canalhice que se tornou esse partido. Também votarei em algum canalha desse partido no segundo turno, se for para impedir a vitória do fascista Bolsonaro. Só nessa hipótese votarei em um petista. Meu ódio ao PT, não me cega diante da escória chamada Bolsonaro.

Não estando Bolsonaro no segundo turno, e estando um petista, votarei em qualquer um, menos no petista.

Para quem estiver se perguntando, no primeiro turno, exercerei meu direito de votar no Ciro Gomes. Para quem acha que o Ciro Gomes, “levou outro passa moleque” e “não é um político tão brilhante assim” devo dizer que o Ciro Gomes tem algumas coisas que raríssimos petistas têm: amor ao Brasil, inteligência, conhecimento intelectual, caráter.

“Mas o PT têm direito de não apoiar o Ciro Gomes e de lutar para manter a hegemonia da Esquerda.” Amiguinhos, não quero que os petistas apoiem o Ciro, não quero que os petistas parem de boicotar as lideranças progressistas, quero apenas um coisa dos petistas:distância.

Responder

    Vinicius Torres

    03 de agosto de 2018 às 03h38

    Perfeito! Voto Ciro também!

    Responder

PAULO PERSISTENTE

02 de agosto de 2018 às 17h35

O Brasil e os brasileiros, em sua maioria, tão pouco se lixando com essas estratégias do finado “Partido Paulistano e Sulista dos Trabalhadores ” que , com todo egocentrismo, pensam em poder e mais poder, seja lá com quem for. As últimas pedras acabaram de rolar, bem disse em sua Campanha. Acuados , sem respeito e ética alguma conforme os seus estatutos, juntou a Deus e ao Satanismo, principalmente ao Diabo , para se perpetuarem no poder. Muita gente iludida, não sabe o que realmente a vontade dos eleitores. Eu acredito que para sairmos desta bagaça, deveremos ter um Governo Forte , Experiente e que tem Boa Vontade em transformar um país mais igualitário. Sem a Síndrome de Vira-lata. Que saiba equilibrar as contas públicas e ao mesmo tempo tenhamos uma melhor Distribuição de Renda. Sigamos em frente, que possamos escolher o melhor para a nossa vida. E que o Brasil seja independente de verdade. Com o fim destas Leis Escravocratas e que só trazem um Desequilíbrio Social. O meu Candidato, sem sobra de dúvida será CIRO GOMES EM 2018. Contra TUDO , e contra TODOS que se acham Reis, ou os tem dentro da barriga.
Em tempo!
Com a entrevista ontem à GLOBO NEWS; CIRO GOMES deixou a entender que a MÁGOA do PT seja a denúncia das FALCATRUAS existentes na PETROBRÁS quando fazia parte da Carta Capital. Depois vieram várias CPI’S , como também a OPERAÇÃO LAVA-JATO 5 anos depois. OPERAÇÃO feita no Governo DILMA. Depois vieram o IMPEACHMENT, com as traições com que nos deparamos novamente. Antes se juntaram para tirar a Presidente honesta, como diria o Candidato mais preparado e capacitado do momento. Agora por baixo do tapetão político fisiologista, isolamento de que com a população de verdade. Independente de sua afinidade partidária. Quando CIRO GOMES quer acabar com as richas de COXINHAS e MORTADELAS traz uma ciumeira de quem se mantém no Poder com essas brigas sem fim.

Responder

    PAULO PERSISTENTE

    02 de agosto de 2018 às 18h01

    …fisiologista, isolamento político de quem se preocupa com a população de verdade, independente de sua afinidade partidária. Quando CIRO GOMES quer acabar com as richas de COXINHAS e MORTADELAS traz uma ciumeira de quem se mantém no Poder com essas brigas sem fim.

    Responder

miudeza

02 de agosto de 2018 às 17h26

PT tem que lutar por LULA pois quem tem voto é o cara,Marília entrou no PT depois do golpe e o PT tem votos ela pode sair Deputada ou nada:#LULALIVREJÁ

Responder

Eddie

02 de agosto de 2018 às 17h23

Muito bom trabalho, ótima matéria!
Ocafezinho de parabéns!

Responder

    Alan Cepile

    03 de agosto de 2018 às 08h00

    Tb achei, e o Miguel é o melhor analista político da atualidade.

    Responder

miudeza

02 de agosto de 2018 às 17h22

PT tem que lutar por LULA pois quem tem votos é o cara,Marília entrou no PT depois do golpe e sabe que o PT tem votos ela pode ser Deputada ou nada:#LULALIVREJÁ

Responder

Alexandre Neres

02 de agosto de 2018 às 17h06

Somos seres humanos, ridículos, limitados e movidos a paixão, mas em momentos como este é bom contar até dez. Gostei da análise ponderada do jornalista Rodrigo Vianna na Revista Forum. Aí vai:

“1 – Ciro tentou construir sua candidatura na centro-esquerda, ocupando algum lugar entre PT e PSDB no espectro político. Acabou espremido dos dois lados. Alckmin tirou-lhe o Centrão. E agora o PT impede Ciro, sim, de contar com o PSB. Reparemos que ninguém acusou Rodrigo Maia (DEM) de truculento ou esquartejador, ao fingir que levaria o Centrão até Ciro, para depois depositar as legendas fisiológicas no colo dos tucanos. Maia foi apresentado como “habilidoso” e “pragmático”. Lula, não. É um maquiavélico malvado. Sei.

Acusar o PT por construir seu espaço (de forma até heróica, numa conjuntura absolutamente adversa) é tão desonesto quanto cobrar de Ciro uma fidelidade absoluta a Lula. Os dois, legitimamente, tentam erguer suas candidaturas. Nessa composição, Lula preso tem sido mais feliz do que Ciro solto. Mas os dois estão no mesmo campo. Os adversários tentam cavar entre eles uma vala de mágoas instransponível. Vejamos se o povo vai entrar nessa.”

Responder

    Jonas

    02 de agosto de 2018 às 17h30

    E sabemos bem quem está no buraco cavando com uma colherinha pq acha q a vala ainda está rasa.

    Responder

    Ultra Mario

    02 de agosto de 2018 às 20h09

    Quem acompanha as práticas e propostas sabem que o Ciro se coloca mais a esquerda do que o PT, logo a premissa da primeira ponderação é falha.

    Vou até além, e dizer que o PT ataca o Ciro justamente por isso. Suas propostas, se colocadas em prática, seria a morte do PT do fisiologismo e do pão e circo.

    Responder

Damião Bonfim

02 de agosto de 2018 às 16h56

Talvez, Ciro possa, no bom sentido da expressão, “tirar aproveito” desse sentimento de traição que alguns petistas desenvolveram com esse caso maquiavélico, pelo qual, “os fins justificam os meios”, maquinado por alguns do PT, e atrair para si os não-fanáticos, que já devem ter notado, que nessa eleição, o PT está mais preocupado consigo do que com o País. Então, que o eleitor de esquerda lhe dê responda à altura.

Por ora, a questão imposta, por vontade do PT é: votar em quen vai à tevê apresentar projeto para o País (Ciro) ou ficar naquela dos que vão à mídia só para falar do Lula, contando com a ilusão dos que acham que o PT acredita mesmo que Lula pode levar sua candidatura adiante.

Responder

    hocuspocus

    02 de agosto de 2018 às 20h03

    Vc tocou num ponto que gera alguns mal-entendidos, o tal de projeto de governo.Segundo o propalado por aí, o ciro teria apresentado seu projeto(é verdade) e os pts não.
    Porém tenho uma dúvida ,em que projeto estão votando as pessoas que dão a liderança a Lula nas pesquisas ? eles são delirantes?ou existe um projeto que já implementado e deu certo e é ele que as pessoas querem?

    Responder

      Damião Bonfim

      02 de agosto de 2018 às 23h17

      Por ora, no projeto “Lula livre”; “eleição sem Lula é golpe”. E tudo o mais que já encheu.
      A questão do Lula, pelos que já vimos, será decidida na Justiça, não nas ruas (ao contrário do que esperou ou espera parte do PT).

      Hoje, o PT se comporta como se Lula fosse maior que o partido. O que se for verdade, indica que o PT tem prazo de validade. Esquerda não é só o PT, mas o PT se comporta como se fosse.

      Ciro não deve só tirar proveito desse deslize petista (em fazer aliança para enfraquecer a esquerda), deve fazer que os de boa-vontade vejam que há vida na esquerda além-pt. Ou então, na eleição vindoura, para a esquerda, como diz a música “vai dar pt” (perda total).

      Bolsonaro com considerável intensão de voto; Alckimin com considerável tempo de tevê, e o PT preocupado em tesourar a esquerda que não se unir a ele.

      Você imagina que o PT vai usar o horário eleitoral para quê? Para comover ou para apresentar sua plataforma de governo? Pelo jeito, vai continuar: “Lula livre”; “eleição sem Lula é Golpe”. Problemas: Lula, mesmo livre, não quer dizer Lula candidato e, eleição sem Lula será decidida na urna, não no Congresso. E por ela, quem puder e quiser, participará. E essa escolha popular será golpe?

      Responder

Ro

02 de agosto de 2018 às 16h44

dureza ter que ler e concordar com cada linha.
havia um sentimento de frustração em relação aos movimentos erráticos, de descolamento da base, que tinha se atenuado depois do golpe, quando o PT parecia querer retomar um caminho mais próximo da vontade popular. pois essa decisão fez essa frustração e incerteza voltar com toda força, pelo menos para mim. imagino que não sou a única.

Responder

Brasileiro da Silva

02 de agosto de 2018 às 16h36

Miguel, prepare-se para o choro dos ptminions contra seu artigo…

Responder

Marcelo

02 de agosto de 2018 às 16h32

Tadinho do Ciro.. tentou o PSB, o “centrão, o PCdoB mas por ter língua ferina disfarçada de “personalidade forte” não levou ninguém. Quem mandou desde a prisão de Lula Ciro traçar uma linha estratégica de ataques e chiliques contra o PT. Fernando Brito, do tijolaco escreveu um texto ótimo sobre o autoboicote do tadinho do Ciro. Vai morrer na praia. Sou 13, Sou Lula, Sou Haddad. Sem chorumelas, Miguel.

Responder

    Damião Bonfim

    02 de agosto de 2018 às 17h01

    “Sou Lula, Sou Haddad.” Bem que poderia acrescetar: sou Wagner, Amorim, Gleisi.. Resumindo: não sabe quem é, porque delegou sua ideidade política a terceiros (é esse tipo de eleitor que faz o PT acreditar que vale a pena insistir no erro).

    Responder

    Marcos

    02 de agosto de 2018 às 17h03

    Você é mais um petista, e como tal, é tão cego que não enxerga além do próprio umbigo. Não conseguiu rebater a argumentação do artigo e partiu para a simples fecalorragia verbal tentando desqualificar através da ofensa. Que feio, assinou o “Deproma” de analfabeto político que faz sua análise rasa com o fígado e não com o cérebro. O PT com uma tacada só conseguiu a proeza de desferir um golpe na esquerda que nem os maiores pensadores da direita, juntos com o PIG, teriam competência de executar. Foi Exemplar, magistral e por fim, catastrófico.

    Responder

      Marcelo

      02 de agosto de 2018 às 17h19

      Podem chorar, o PT tem tanto direito quando Ciro 6por cento de disputar apoios regionais. Ciro tentou ganhar votos petistas detonando Lula é o PT, e agora vcs vem com vitimização? “Pode isso, Arnaldo?” Pode. Cirominios fazem exatamente o q acusam o petistas de fazer: endeusamento de Ciro. Só q o PT tem história, tem quadros e base social. E Ciro tem o q?

      Responder

        Marcos

        02 de agosto de 2018 às 18h58

        Continua com uma miopia política quase beirando a catarata. Não consegue enxergar que quem perde não é o PT, PDT ou o PSB. Por conta da irresponsabilidade política de vocês o POVO BRASILEIRO é quem corre o risco de perder o pouco que sobrou das conquistas. Como eu disse no texto acima, não conseguem enxergar mais do que o próprio umbigo. Isto é muito maior que que os partidos, desta disputa eleitoral depende a vida do POVO. A disputa NÃO É ENTRE OS PARTIDOS, É ENTRE AS CLASSES: A QUE EXPLORA E A QUE É EXPLORADA. E a que é explorada segue recuada pelo golpe e ficando com mais dificuldade de convencimento político, pois o povo fica com a visão turvada pela osmose do PIG, que incute nas mentes as falácias das resoluções fáceis oferecidas pelos boçais da direita.

        Responder

          hocuspocus

          02 de agosto de 2018 às 19h41

          Marcos,imaginar a massa pobre como coitados é próprio da visão vitimista ERRADA que a esquerda tem deles.
          Ninguém é burro o suficiente como para não perceber quem mete a mão no seu bolso e quem lhe ajudou a ter a chance de comer todos os dias, se ainda assim perdura-se o imediatismo da esmola na hora do voto ,então meu caro ,aceite,a realidade é essa,

          Marcos

          03 de agosto de 2018 às 08h05

          De boa, não vejo como esta sua teoria se sustenta, talvez pudesse exemplificar com fatos ou alguma referência bibliográfica. Eu não formulo baseado em achismo, tudo que eu disse acima é baseado em fatos, ao contrário do que você disse que é puro achismo. Mas ok, este é um espaço democrático e eu respeito opiniões diferentes da minha, mesmo não se sustentando em nada além do achismo. Além de que, eu não disse em nenhum momento que o POVO (não usei o termo depreciativo “massa pobre”) é coitado, e sim que é vítima TAMBÉM do PIG com sua massificação da desinformação. Afinal de contas, a ideologia dominante é a ideologia da classe dominante, que fica impregnada nas classe dominada que aprende a defender a classe dominante. Os indivíduos que compõem a classe dominante possuem, entre outras coisas, consciência e necessariamente pensam. Assim, a partir do momento em que eles dominam como classe e determinam a extensão e o ritmo de uma época histórica, entre outros domínios, eles também dominam como pensadores, como produtores de ideias, regulando, por inerência, a produção e distribuição das ideias na sua época: portanto, as suas ideias são as ideias dominantes de uma época. Isto significa que, apesar do seu achismo, uma boa parcela da população ainda tem tendência a defender aqueles que, como você mesmo disse, metem a mão em seu bolso. Deveria voltar pra sala de aula e estudar um pouco mais ao invés de apenas “achar”.

      MARCELO DINIZ

      02 de agosto de 2018 às 17h51

      Em primeiro lugar gostaria de deixar claro que sou contra a aliança PT-PSB NOS MOLDES EM QUE FORAM FEITAS. Na minha opinião, perde-se uma nova liderança, desestimula-se a militância e não se ganha nada em troca, porque em Minas, o PSB tucano não vai mover uma palha pela candidatura do Pimentel.
      Agora, esse chorôrô dos Ciristas com a aliança beira o ridículo. Por acaso o Ciro também não estava tentando essa aliança? Junto com outras à direita, inclusive com o DEM, que é o partido mais ligado aos tucanos e ao Temer?
      Vamos baixar a bola um pouquinho…
      Se o Ciro tivesse fechado uma aliança com o PSB, o Miguel estaria acusando o Ciro de rachar a esquerda?
      Ou iria dizer que depois da aliança, o PT deveria ser vice do Ciro porque ele conseguiu unir a esquerda e o PT ficaria isolado?
      O Ciro desde o início tentou levar sua candidatura sem fazer nenhum gesto de aproximação com o PT. Fez críticas à vontade ao Lula e ao PT sempre que se aproximava de um microfone da grande mídia (E continua fazendo). Agora que perdeu a disputa pelo PSB vem com esse papo de que o PT “desferiu um golpe na esquerda”? Como assim?
      O ideal seria que a esquerda estivesse unida desde o 1º turno, mas o PT optou legitimamente por levar adiante o sentimento de pelo menos 30% da população de ficar ao lado do Lula e manter sua candidatura até o limite e o Ciro optou também legitimamente por ser uma alternativa ao PT.
      Pronto.
      Cada um fez seu jogo, sua estratégia, e colheram seus resultados.
      Se o Ciro está sozinho e com fantásticos 6% de intenção de voto, não venha colocar a culpa no PT. Assuma que nunca empolgou o eleitor de esquerda (e pelo visto nem o da direita), foi inábil nas declarações e queimou pontes importantes ao longo da campanha.
      Espero que a militância petista consiga barrar esse acordo não pelo chorôrô dos Ciristas, mas porque não apresenta nenhum ganho pra disputa eleitoral e ainda enfraquece a militância.

      Responder

        Ultra Mario

        02 de agosto de 2018 às 20h30

        Já se esqueceu de quando o Ciro irritou o centrão por falar em hegemonia moral com o PCdoB e o PSB, cuja aliança ele de fato estava procurando enquanto só deixou as portas abertas para o centrão embarcar se quisesse?

        Vocês adoram distorcer a história pra construir uma narrativa, igualzinho a mídia faz.

        Responder

        Marcelo Abb

        03 de agosto de 2018 às 07h54

        Cara,

        Eu estou simplesmente PERPLEXO com a postura da militância petista.
        Sempre julguei que os eleitores de esquerda eram, via de regra, mais politizados, esclarecidos, intelectualizados e preocupados com o bem-estar social acima de tudo. Infelizmente, estava redondamente enganado.

        A militância petista tem se mostrado mesquinha, fanática e de uma miudez política/estratégica inacreditável.

        Pessoal, parem de elaborar o raciocínio político como se fosse um campeonato de futebol. A disputa não é PT vs PDT, PDT vs PSB, PT vs PSB, Ciro vs Lula.

        A disputa é entre a esquerda e a direita, golpistas versus não golpistas, exploradores versus explorados, opressor versus oprimido. Quando vocês vão perceber isso?

        Temos um fascista liderando as pesquisas, uma despreparada direitista em segundo, Ciro em terceiro e Alckmin com uma máquina política incomparável em quarto. Lula não será candidato, isto é evidente até para o mais fanático dos petistas.

        Vamos aos cálculos?

        Lula tem entre 30 e 40% dos votos no primeiro turno, correto?
        Até entendo o cálculo político que faz o PT, mas tenho certeza que está equivocado.

        Se 100% dos votos do Lula fossem transferidos para o “poste” do PT, este apareceria nas pesquisas com a mesma quantidade de votos, não é mesmo?

        Por que então Fernando Haddad pontua no máximo 12% quando aparece como o nome indicado por Lula?

        É óbvio. Por que os votos do Lula não são necessariamente ideológicos e partidários. Os votos do Lula são do Lula, mas não necessariamente do PT. Isto é evidente, é flagrante.

        O que o PT conseguiu com a dita “aliança com o PSB”.

        NADA!

        Desafio qualquer petista aqui a me dizer o que o PT conseguiu!

        A aliança foi em nome da NEUTRALIDADE do PSB! Que absurdo! O PSB conta com valiosos minutos de televisão, uma boa quantia de dinheiro do fundo partidário, e tudo isto será jogado fora, pois o MÁXIMO que o PT conseguiu foi que o PSB se mantenha neutro e não apoie Ciro Gomes.

        Gente, isto é de um absurdo incalculável. Beira o infantil. Parece o dono da bola. Se o PT não joga, ninguém joga.

        Parem com pequenez política e sejamos estratégicos. O programa de Ciro Gomes é DE ESQUERDA! Ele tem uma posição razoavelmente consolidada nas pesquisas, pontuando entre 8 e 13%, a depender do instituto. É um cara experiente, que agrega até mesmo votos de coxinhas desiludidos com o golpe (tenho inúmeros exemplos na minha família). O PT sofre de uma rejeição enorme. Vai dividir a esquerda e botar alckmin ou marina no segundo turno com bolsonaro.

        E se por algum milagre o poste petista for para o segundo turno, fatalmente perderá, pois o voto não será mais pautado por ideologia ou afinidade programática, e sim por ódio. Meu pai, por exemplo, apoiou o golpe, votará em Ciro Gomes, pois acredita ser o mais preparado, mas no segundo turno vota até em bolsonaro se for contra um candidato do PT. Como ele, tem vários!

        ACORDEM ENQUANTO É TEMPO!!!!

        O MOMENTO É DE ESTRATÉGIA E NÃO DE BRIGAS INFANTIS E PARTIDÁRIAS!

        Precisamos de um projeto de país, e isto Ciro Gomes oferece com clareza.

        O PT está preocupado com a hegemonia e sobrevivência partidária. E a militância ainda consegue defender isso?

        Se o golpe for legitimado no voto por causa do PT, o partido entrará para os anais da história como o partido que conseguiu trazer esperança ao povo por 13 anos, e numa tacada e burrice estratégica retirou toda esta esperança de novo, pois foi orgulhoso, humilde e não aceitou apoiar um antigo aliado, em nome de hegemonia partidária.

        Sinto vergonha de ter votado no PT em todas as eleições das quais participei.

        Responder

    Francisco Souza

    02 de agosto de 2018 às 17h16

    Parabéns Marcelo, vc é parte do problema. Cada voto progressista de cabresto em um poste, é uma ajuda a mais para o segundo turno entre Bolsonaro e Alckmin.

    Enquanto Ciro pode se dar o luxo de perder e voltar para a casa para curtir a vida com a família, o líder supremo que não erra nunca apodrece na cadeia.

    Responder

      Marcelo

      02 de agosto de 2018 às 18h01

      Francisco, boa sorte com seu candidato, “Poste” de Lula era tudo o que vcs queriam que Ciro fosse, admita? E eu falei que o PT tem ótimos quadros capazes de fazer uma bela campanha, por exemplo Haddad,”poste” é o termo usado pelos recalcados.

      Responder

    Alan Cepile

    02 de agosto de 2018 às 18h25

    Análise ao contrário heim….

    Ciro foi procurado pelo DEM e foi procurado pelo “centrão”.

    Com o PSB a procura foi mútua.

    Com o PCdoB as conversas foram suaves e amigáveis já que estão no mesmo campo.

    O único traidor da história é o PT, nem esses outros partidos são.

    Em resumo, o PT consegue ser mais imundo que os próprios golpistas, e é isso que ficará pra história.

    Responder

      Carlos

      02 de agosto de 2018 às 18h44

      Mas vc bem que gostaria que o PSB tivesse apoiado Ciro, né? Aí neste caso, Ciro seria considerado o “salvador da esquerda”…. Ah cara, pare de lamúrias, a união das esquerdas deveria ser em torno do maior partido que representa este campo e não em torno de alguém que não consegue liderar sozinho p….nenhuma. Se poupe, nos poupe.

      Responder

        Alan Cepile

        03 de agosto de 2018 às 08h24

        Perguntar se alguém queria o apoio do PSB é meio redundante e desnecessário, não acha? O PT tb queria e não teve, pois o PSB ficou neutro, o mais incrível é petista achar que isso foi bom pro PT, surreal…

        E união em torno de um lugar vago?? Isso é sério mesmo??? O PSB não apoiou o PT exatamente por causa disso, ou vc acha que não??? Pare de lamúrias!

        Até o 247, que expulsa do blog e bloqueia em todas as redes sociais quem não diz amém ao Lula, disse que foi a maior traição da história, esse carimbo o PT vai carregar na testa.

        Responder

        Pedro Accioli

        30 de janeiro de 2020 às 18h07

        A rejeição ao PT era enorme seu desinformado!!!!!!! O PT hoje já não ganha de ninguém em um segundo turno, nem se o Lula for candidato novamente!!! O antipetismo vai continuar fortissimo em 2022!!!

        Responder

Deixe um comentário

Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro Janela Partidária 2022: Quem ganhou, quem perdeu? Caro? Gasolina, Gás e Diesel: A atual política de preços da Petrobrás As Maiores Enchentes do Brasil