Entrevista de Haddad ao SBT

Homem que provocou Ciro em Roraima trabalha em campanhas do MDB e DEM

Por Miguel do Rosário

18 de setembro de 2018 : 06h59

Na Época

Quem é o homem que provocou Ciro Gomes em Roraima

Luiz Nicolas Maciel Petri trabalha em campanhas do MDB e do DEM no estado

POR EDUARDO BRESCIANI 17/09/2018 16:18 / atualizado 17/09/2018 17:30

Luiz Nicolas Maciel Petri virou notícia neste domingo ao ser xingado pelo candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, em Roraima. Petri trabalha para campanhas do MDB e do DEM no estado e estava no meio de jornalistas que entrevistavam Ciro durante um ato em Boa Vista (RR). “O senhor reafirma o que o senhor disse sobre brasileiros que fizeram aquela manifestação na fronteira, que chamou os brasileiros de canalhas, desumanos e grosseiros?”, perguntou ao candidato.

Irritado, Ciro xingou e empurrou Petri: “Vai para a casa de Romero Jucá, seu filho da p… Pode tirar este daqui, este aqui é do Romero Jucá. Romero Jucá. Romero Jucá. Tira ele, tira ele, prende ele aí”.

O senador Romero Jucá (PMDB ) é presidente do partido em Roraima. Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que a produtora da qual Petri é dono realiza os programas de rádio e TV do MDB de Roraima, tendo recebido R$ 124.400l da legenda. Jucá é o presidente do diretório regional da sigla. A produtora, que tem o nome fantasia Saldo Positivo Comunicação e Marketing, também prestou serviços no valor de R$ 1.400 para o candidato emedebista a deputado estadual Jorge Everton (MDB) e de mais R$ 70 mil para Chico Rodrigues (DEM), que disputa o Senado em dobradinha com Jucá.

Petri publicou um vídeo em sua conta no Facebook dizendo ter feito apenas uma pergunta a Ciro e alegou que não tinha vínculo com Jucá. “Quero deixar claro que não faço nenhum tipo de trabalho para o senador Romero Jucá. Estava apenas lá como parte da imprensa, fazendo meu trabalho como jornalista”, afirmou Petri no vídeo.

A pergunta feita por Petri tem como base uma declaração feita por Ciro quando brasileiros atacaram venezuelanos em Pacaraima (RR) no mês passado, queimando seus pertences e fazendo com que mais de 1.000 estrangeiros voltassem ao país de origem. Ciro afirmou ter sentido vergonha de ser brasileiro por conta da agressão aos venezuelanos.

Leia mais: https://epoca.globo.com/quem-o-homem-que-provocou-ciro-gomes-em-roraima-23076106#ixzz5RRhi7wvz

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

11 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

18 de setembro de 2018 às 16h58

Olha só a chamada da matéria :”HOMEM QUE PROVOCOU CIRO”

Aí eu lhe pergunto e se fosse com Bolsonaro? Como já aconteceu diversas vezes com ele, como seria a chamada? O cara fez uma pergunta de uma afirmação que o próprio Ciro Gomes fez, então onde está a provocação? Mídia lixo!

Responder

Francisco

18 de setembro de 2018 às 11h53

Estava estranhando a demora, Miguel, pois desde ontem de manhã, Fernando Brito repercutia no Tijolaço, a descoberta da fraude, pelo repórter Eduardo Bresciani.

Responder

Rosa Lula da Silva

18 de setembro de 2018 às 11h14

1. Ciro e Haddad deveriam se unir.
Pronto falei.

2.Ciro é mais adequado para assumir a presidência neste momento.
Pronto falei.

Responder

Alan Cepile

18 de setembro de 2018 às 10h41

E mais uma farsa cai, vamos à próxima…

Responder

Justiceiro

18 de setembro de 2018 às 08h07

‘HOMEM QUE PROVOCOU CIRO EM RORAIMA TRABALHA EM CAMPANHAS DO MDB E DEM”
********************
E daí? O cara que esfaqueou Bolsonaro já foi até militante do Psol. Vamos culpar o partido pela atitude do cara?

Responder

    Miguel do Rosário

    18 de setembro de 2018 às 08h23

    O cara foi do PSOL anos atrás. O sujeito de Roraima estava lá a mando do partido.

    Responder

      Alan Cepile

      18 de setembro de 2018 às 10h44

      Façamos um exercício de imaginação, suponhamos que o Ciro fosse Alckmin ou Bolsonaro e o militante fosse funcionário do Lula e tivesse ganho cento e poucos mil reais para provocar um desses dois golpistas para forçar uma agressão. Qual seria a atitude do bloco golpismo??

      Responder

      MARIA EUGENIA DE ALMEIDA PINTO

      18 de setembro de 2018 às 16h54

      Por isso mesmo o Ciro nao poderia perder as estribeiras

      Responder

      Justiceiro

      18 de setembro de 2018 às 18h44

      Miguel. Pode até ter sido provocação. Mas o sujeito fez uma pergunta em cima de uma fala de Ciro. Ciro falou o que o cara perguntou mesmo. então, o coronel agrediu o cara sem motivo.
      Igual quando perguntam a ele sobre receber à bala o pessoal do Moro. Ele fica fulo da vida, mas ele disse isso.

      Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com