Audiência de Glenn na Câmara dos Deputados (ao vivo)

Bolsonaro desiste de base americana no Brasil

Por Miguel do Rosário

08 de janeiro de 2019 : 09h18

É uma importante vitória dos militares nacionalistas que, pelo jeito, existem…

No Terra

Bolsonaro desiste de base americana no Brasil, diz jornal

Segundo a “Folha de S.Paulo”, presidente fez chegar a informação a oficiais generais das Forças Armadas, que eram contrários à proposta

O presidente Jair Bolsonaro recuou da intenção inicial de possivelmente permitir a instalação de uma base militar norte-americana em território brasileiro, e fez chegar a informação a oficiais generais da cúpula das Forças Armadas que eram contrários à proposta, segundo o jornal “Folha de S.Paulo” desta terça-feira (8).

A Folha informou que apurou com generais que o recado foi passado pelo ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, depois da repercussão negativa entre a cúpula militar da ideia levantada pelo presidente.

Bolsonaro sinalizou na semana passada, em entrevista ao SBT, a possibilidade de instalação de uma base dos EUA no Brasil. Uma alta fonte militar disse à “Reuters” que as Forças Armadas são contra essa ideia.

O chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, confirmou a abertura de Bolsonaro a uma possível base dos EUA em entrevista a repórteres em Lima, na sexta-feira, após encontro de chanceleres da região sobre a crise atravessada pela Venezuela.

Na entrevista ao SBT, Bolsonaro afirmou que sua aproximação com os EUA é “uma questão econômica, mas pode ser bélica também”, e disse, ao ser indagado sobre a possibilidade de instalação de uma base militar norte-americana em solo brasileiro, que “a questão física pode ser até simbólica”.

A sinalização feita por Bolsonaro foi mais uma demonstração do presidente da vontade de aumentar a aproximação do Brasil com os Estados Unidos. Bolsonaro não esconde sua admiração pelo presidente norte-americano, Donald Trump, e o governo brasileiro espera a confirmação de sua visita aos EUA dentro dos próximos meses.

Reuters

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

13 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Luis Campinas

08 de janeiro de 2019 às 21h18

A questão não é só dos militares, afinal criar uma base dos EUA, com um mundo que está mudando de mão para a China deslocar seus investimentos para outros cantos mais promissores, conta mais. Na verdade é o tal “bode na sala”. Com isso, todos felizes com a entrega da base de alcântara.

Responder

Regina Zept

08 de janeiro de 2019 às 20h42

Enquanto O Cafezinho opta por babar o ovo de Ciro Gomes, o Conversa Afiada destrói o idiota até não sobrar nem pó. Que diferença! https://www.conversaafiada.com.br/politica/ciro-gomes-qual-e-a-sua

Responder

Paulo

08 de janeiro de 2019 às 19h39

Pelo menos alguém parece ter juízo nesse grupo bolsonarista. O pior é se desdizer, e a impressão de que o intrépido Capitão é um fraco, inseguro. Ainda espero estar enganado. Outra coisa preocupante é que, se Bolsonaro se mostrar inepto para a governança, e a coisa sair fora de controle, a chance dele renunciar (ou, até, ser morto) é grande…

Responder

Milton

08 de janeiro de 2019 às 19h03

De um lado diz que cortará privilégios mas do outro membros do seu regime desgovernamental estão empregando parentes.
Enquanto isso seus ministros tramam destruir as proteções e conquistas sociais do povo brasileiro.

Responder

    Justiceiro

    08 de janeiro de 2019 às 20h34

    Qual parentes ‘estão empregando’? Se se refere ao filho do vice-presidente, o rapaz está no BB há 19 anos por que passou em concurso público.

    Miguel, que é um jornalista esquerdista fora da curva, ainda não publicou nada sobre a nomeação do filho de Mourão para a assessoria da presidência do banco.

    É que Miguel sabe que, embora possa parecer fora de ordem, a nomeação não cometeu nenhum ilícito. O rapaz está no banco há quase duas décadas. Não entrou no banco por nomeação simples. Foi promovido.

    Responder

CAR-POA

08 de janeiro de 2019 às 14h14

————É uma importante vitória dos militares nacionalistas que, pelo jeito, existem…————-
Miguel ,vc continúa descendo a ladeira ,imaginar que nessa organização exista un nacionalista é acreditar em Papai Noel.
Provas AO LONGO DA HISTÓRIA e ainda mais ,nos fatos acontecidos recentemente,invalidam qualquer chance de existir ,UM,SÓ UM dessa organização pro-americana que seja a favor do país.
Largue de ser ingênuo

Responder

CAR-POA

08 de janeiro de 2019 às 13h55

UM GOVERNO DE IMBECIS,SABUJOS DO IMPERIO DO NORTE,INCOMPETENTES ,INCLUA-SE AÍ TODA A TURMA DO GOLPE ,MILICOS,JUDICIÁRIO,MÍDIA,BANDO DE BOSTAS!!
MAS NÃO DEVE SE PERDER O FOCO DO QUE REALMENTE IMPORTA,O DESASTRE QUE ELES QUEREM PROVOCAR NA ECONOMIA E NAS RELAÇÕES SOCIAIS.

Responder

Reginaldo Gomes

08 de janeiro de 2019 às 11h59

Governo novo; pautas identitárias novas; ( base, armas, azul/rosa, b,v. da globo, censura da imprensa, etc…)

Responder

Gustavo

08 de janeiro de 2019 às 11h39

Mais uma demonstração da completa falta de articulação de Bolsonaro e seu time. A todo instante temos uma demonstração de que as coisas não são combinadas e aí vem o constrangimento de desfazer algo.

Nessas idas e vindas o saldo sempre se mostra negativo. Normalmente o agrado não foi solicitado (base americana, embaixada de Israel, redução da idade mínima, etc). Depois que o agrado é feito a expectativa é gerada e quando o agrado não solicitado é retirado voltamos ao momento inicial com uma expectativa negativa.

Adicionalmente isso enfraquece o presidente. Quem vai acreditar na palavra de alguém que toda a hora volta atrás ? É confuso até pra saber com exatidão quem dá as cartas além da impressão nata de que nada é analisado com seriedade, pois, somente depois da notícia dada é que se descobre que não foram feitas todas as análises ou ainda nem todos os envolvidos foram ouvidos.

Sinceramente se começar nesse tom vamos ter problemas.

Responder

    CAR-POA

    08 de janeiro de 2019 às 13h52

    VC JÊNIO,ESPERAVA ALGO DIFERENTE DA BANDA DE DELINQUENTES INCOMPETENTES QUE ROUBOU O PODER NO BRASIL?????

    Responder

      Gustavo

      08 de janeiro de 2019 às 15h27

      Olá CAR POA

      Espero que um dia você ataque menos e discuta mais rs.

      Eu não faço defesa ao Bolsonaro, mas acho que o mínimo que se espera de um presidente e seu time é que eles se alinhem e conversem.

      Em se tratando de um ex-militar, a palavra estratégia deveria fazer ainda mais sentido mas pelo visto esse time do executivo não conhece o que isso significa. É cada um agindo por si e que se avalie depois o resultado.

      Responder

Antonio Carlos martins

08 de janeiro de 2019 às 10h46

Eu vi a reportagem dele oferecendo a base ao Sr. Pompeu do governo trump! Mas quem manda são os milicos que são contra!

Responder

Alan Cepile

08 de janeiro de 2019 às 09h56

Mas como assim?! Até ontem essa insanidade tava de pé… Até quando esse (des)governo vai ficar batendo cabeça nesse eterno vai e volta??

Responder

Deixe uma resposta

x
WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com