Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

O desempenho dos parlamentares nas redes

Por Redação

26 de julho de 2019 : 15h53

A Agência Lupa publicou hoje uma matéria com gráficos e estatísticas sobre o desempenho de parlamentares de todos os partidos nas redes sociais, em particular no Twitter e Facebook.

Neste post, recortamos os conteúdos referentes ao Twitter.

E também editamos os dados brutos fornecidos pela Lupa numa tabela só, com apenas os parlamentares de centro-esquerda e esquerda.

A Lupa considerou PDT e PSB como centro-esquerda e PCdoB, PSOL e PT como esquerda.

O que podemos comentar rapidamente é que a mesma polarização vista no processo eleitoral ainda é extremamente forte, mas também a competência e o talento dos deputados e partidos para as redes sociais são muito desiguais.

O PSOL, por exemplo, mesmo com apenas 10 parlamentares, foi o partido que obteve o maior número de interações de toda a oposição.

Em segundo lugar, veio o PT.

PDT e PSB ainda são muito fraquinhos em rede social, mas cresceram bastante neste primeiro semestre.

No caso do PDT, apenas a deputada federal Tábata Amaral se sobressaiu.

Já no PSB, a diferença de Alessandro Molon para outros parlamentares de seu partido é muito grande.

Abaixo, a tabela que editamos, com os dados brutos da Lupa, mostrando apenas o desempenho dos partidos de esquerda e centro-esquerda.

Abaixo, um trecho da matéria publicada na Lupa:

A polarização já observada nos últimos tempos em redes sociais se acirrou no que diz respeito ao desempenho dos atuais deputados federais brasileiros no Facebook e no Twitter. No primeiro semestre da atual legislatura da Câmara, os congressistas do PSL e da esquerda – PT, PCdoB e PSOL – foram os que mais cresceram em visibilidade no Facebook e no Twitter.

Eles aumentaram suas interações com os usuários e seu número de seguidores – e, ao mesmo tempo, esmagaram os deputados do Centrão, que viram seu número de interações com o público cair, principalmente no Facebook.

De fevereiro até junho, a resposta dos usuários do Facebook a publicações de deputados de esquerda e do PSL cresceu 78,6% e 58,2%, respectivamente. Já as interações em publicações de congressistas do Centrão, o grupo mais numeroso de deputados, caíram 22,8%.

No Twitter, houve um crescimento do impacto de deputados de centro-esquerda (PDT e PSB, 127,8%) e do Novo (242,5%). Mesmo assim, PSL e a esquerda, juntos, continuaram com a imensa maioria da audiência: 82,5% do total ao longo do período.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?